SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
 A religião na Roma Antiga caraterizou-se pelo politeísmo, com
  elementos que combinaram influências de diversos cultos ao
  longo da sua história. Na sua origem, crenças etruscas, gregas e
  orientais foram sendo incorporadas aos costumes tradicionais
  adaptando-os às necessidades da população.
Os Deuses Romanos :
 Júpiter - rei de todos os deuses, representante do dia


 Marte - guerra


 Minerva - sabedoria, conhecimento


 Netuno - mares e oceanos


 Juno - rainha dos deuses


   Baco - vinho, festas
 Febo - luz do Sol, poesia, música, beleza masculina

 Diana - caça, castidade, animais selvagens e luz

•      Ceres - colheita, agricultura


 Mercúrio - mensageiro dos deuses, protetor dos comerciantes

 Vulcano - metais, metalurgia, fogo

 Vénus-amor e beleza
 O Estado romano propagava uma religião oficial que
 prestava culto aos grandes deuses, como, por exemplo,
 Júpiter, pai dos deuses; Marte, deus da guerra, ou
 Minerva, deusa da arte. Em honra desses deuses eram
 realizados festivais, jogos, sacrifícios e outras cerimónias.
 Posteriormente, diante da expansão militar que conduziu
  ao Império, muitos deuses das regiões conquistadas
  também foram incorporados aos cultos romanos, assim
  como alguns deuses romanos foram incorporados às
  regiões conquistadas. No âmbito privado, os cidadãos, por
  sua vez, tradicionalmente buscavam proteção nos espíritos
  domésticos, os chamados Lares, e nos espíritos dos
  antepassados, os Penates, aos quais rendiam culto dentro
  de casa.
Inês vasco
   Corrigido por:
Prof. Maria Céu Faias

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Politeismo e cristianismo
Politeismo e cristianismoPoliteismo e cristianismo
Politeismo e cristianismo
Carla Freitas
 
Representações da divindade no politeísmo
Representações da divindade no politeísmoRepresentações da divindade no politeísmo
Representações da divindade no politeísmo
Espaço Emrc
 
Período helenistico-338-a
Período helenistico-338-aPeríodo helenistico-338-a
Período helenistico-338-a
aridu18
 
Aula História Antiga - Helenização
Aula História Antiga  - HelenizaçãoAula História Antiga  - Helenização
Aula História Antiga - Helenização
seixasmarianas
 
Historia clero
Historia cleroHistoria clero
Historia clero
Escoladocs
 
6º anos - Civilizações Antigas II
6º anos - Civilizações Antigas II6º anos - Civilizações Antigas II
6º anos - Civilizações Antigas II
Handel Ching
 

Mais procurados (19)

Egitoantigo
EgitoantigoEgitoantigo
Egitoantigo
 
Trabai
TrabaiTrabai
Trabai
 
Grécia slide original
Grécia slide originalGrécia slide original
Grécia slide original
 
Os maias
Os maiasOs maias
Os maias
 
Politeismo e cristianismo
Politeismo e cristianismoPoliteismo e cristianismo
Politeismo e cristianismo
 
Representações da divindade no politeísmo
Representações da divindade no politeísmoRepresentações da divindade no politeísmo
Representações da divindade no politeísmo
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Grécia Antiga
Grécia AntigaGrécia Antiga
Grécia Antiga
 
Revolução tecnológica do regadio
Revolução tecnológica do regadioRevolução tecnológica do regadio
Revolução tecnológica do regadio
 
Roma religião
Roma religiãoRoma religião
Roma religião
 
Período helenistico-338-a
Período helenistico-338-aPeríodo helenistico-338-a
Período helenistico-338-a
 
Período pré-homérico
Período pré-homéricoPeríodo pré-homérico
Período pré-homérico
 
Cultos Romanos
Cultos RomanosCultos Romanos
Cultos Romanos
 
Clero
CleroClero
Clero
 
Aula História Antiga - Helenização
Aula História Antiga  - HelenizaçãoAula História Antiga  - Helenização
Aula História Antiga - Helenização
 
Historia clero
Historia cleroHistoria clero
Historia clero
 
6º anos - Civilizações Antigas II
6º anos - Civilizações Antigas II6º anos - Civilizações Antigas II
6º anos - Civilizações Antigas II
 
Unidade 2 - História Antiga / Tema 1 - Egito Antigo
Unidade 2 - História Antiga / Tema 1 - Egito AntigoUnidade 2 - História Antiga / Tema 1 - Egito Antigo
Unidade 2 - História Antiga / Tema 1 - Egito Antigo
 
A grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicosA grécia dos tempos heroicos
A grécia dos tempos heroicos
 

Semelhante a A religião em roma (1) (8)

Religioes romanas antes do cristianismo
Religioes romanas antes do cristianismoReligioes romanas antes do cristianismo
Religioes romanas antes do cristianismo
 
A mitologia romana
A mitologia romanaA mitologia romana
A mitologia romana
 
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persasCivilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
 
Grécia Antiga até a Idade Média
Grécia Antiga até a Idade MédiaGrécia Antiga até a Idade Média
Grécia Antiga até a Idade Média
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
As festas da antiguidade
As festas da antiguidadeAs festas da antiguidade
As festas da antiguidade
 
Antiguidade oriental 2020
Antiguidade oriental 2020Antiguidade oriental 2020
Antiguidade oriental 2020
 

Mais de ceufaias

82095 transformacoes do_apos_guerra
82095 transformacoes do_apos_guerra82095 transformacoes do_apos_guerra
82095 transformacoes do_apos_guerra
ceufaias
 
Mário de sá carneiro trabalho de hist
Mário de sá carneiro trabalho de histMário de sá carneiro trabalho de hist
Mário de sá carneiro trabalho de hist
ceufaias
 
Trabalho revolução francesa
Trabalho  revolução francesaTrabalho  revolução francesa
Trabalho revolução francesa
ceufaias
 
Trabalho sobre as Civilizações Rodrigo Coelho
Trabalho sobre as Civilizações  Rodrigo CoelhoTrabalho sobre as Civilizações  Rodrigo Coelho
Trabalho sobre as Civilizações Rodrigo Coelho
ceufaias
 

Mais de ceufaias (20)

D. Duarte
D. DuarteD. Duarte
D. Duarte
 
82095 transformacoes do_apos_guerra
82095 transformacoes do_apos_guerra82095 transformacoes do_apos_guerra
82095 transformacoes do_apos_guerra
 
Os loucos anos 20
Os loucos anos 20Os loucos anos 20
Os loucos anos 20
 
Mário de sá carneiro trabalho de hist
Mário de sá carneiro trabalho de histMário de sá carneiro trabalho de hist
Mário de sá carneiro trabalho de hist
 
Henri matisse
Henri matisseHenri matisse
Henri matisse
 
Marie curie
Marie curieMarie curie
Marie curie
 
Henri matisse, matilde 2
Henri matisse, matilde 2Henri matisse, matilde 2
Henri matisse, matilde 2
 
O mundo saído da guerra
O mundo saído da guerraO mundo saído da guerra
O mundo saído da guerra
 
O mundo após a guerra
O mundo após a guerraO mundo após a guerra
O mundo após a guerra
 
Trabalho revolução francesa
Trabalho  revolução francesaTrabalho  revolução francesa
Trabalho revolução francesa
 
A revolução francesa
A revolução francesaA revolução francesa
A revolução francesa
 
António Gaudí
António Gaudí  António Gaudí
António Gaudí
 
Powerpoint Santa Rita Pintor
Powerpoint Santa Rita PintorPowerpoint Santa Rita Pintor
Powerpoint Santa Rita Pintor
 
2° guerra mundial
2° guerra mundial2° guerra mundial
2° guerra mundial
 
2ª guerra mundial
2ª guerra mundial2ª guerra mundial
2ª guerra mundial
 
Alunos finalistas
Alunos finalistasAlunos finalistas
Alunos finalistas
 
Festa do futebol artur e rachel
Festa do futebol   artur e rachelFesta do futebol   artur e rachel
Festa do futebol artur e rachel
 
Trabalho sobre as Civilizações Rodrigo Coelho
Trabalho sobre as Civilizações  Rodrigo CoelhoTrabalho sobre as Civilizações  Rodrigo Coelho
Trabalho sobre as Civilizações Rodrigo Coelho
 
Renascimento e a nova mentalidade
Renascimento e a nova mentalidadeRenascimento e a nova mentalidade
Renascimento e a nova mentalidade
 
Descoberta do Brasil
Descoberta do BrasilDescoberta do Brasil
Descoberta do Brasil
 

Último

APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
lbgsouza
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

A religião em roma (1)

  • 1.
  • 2.  A religião na Roma Antiga caraterizou-se pelo politeísmo, com elementos que combinaram influências de diversos cultos ao longo da sua história. Na sua origem, crenças etruscas, gregas e orientais foram sendo incorporadas aos costumes tradicionais adaptando-os às necessidades da população.
  • 4.  Júpiter - rei de todos os deuses, representante do dia  Marte - guerra  Minerva - sabedoria, conhecimento  Netuno - mares e oceanos  Juno - rainha dos deuses Baco - vinho, festas
  • 5.  Febo - luz do Sol, poesia, música, beleza masculina  Diana - caça, castidade, animais selvagens e luz • Ceres - colheita, agricultura  Mercúrio - mensageiro dos deuses, protetor dos comerciantes  Vulcano - metais, metalurgia, fogo  Vénus-amor e beleza
  • 6.
  • 7.  O Estado romano propagava uma religião oficial que prestava culto aos grandes deuses, como, por exemplo, Júpiter, pai dos deuses; Marte, deus da guerra, ou Minerva, deusa da arte. Em honra desses deuses eram realizados festivais, jogos, sacrifícios e outras cerimónias.
  • 8.  Posteriormente, diante da expansão militar que conduziu ao Império, muitos deuses das regiões conquistadas também foram incorporados aos cultos romanos, assim como alguns deuses romanos foram incorporados às regiões conquistadas. No âmbito privado, os cidadãos, por sua vez, tradicionalmente buscavam proteção nos espíritos domésticos, os chamados Lares, e nos espíritos dos antepassados, os Penates, aos quais rendiam culto dentro de casa.
  • 9. Inês vasco Corrigido por: Prof. Maria Céu Faias