Dna e sintese proteínas

6.198 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
224
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dna e sintese proteínas

  1. 1. Duplicação doDNA e Síntese de PROTEÍNAS
  2. 2. DNA RNA Adenina Guanina CitosinaTimina Uracila
  3. 3. DNA• Ácido Desoxirribonucléico.• Molécula de fita dupla formando uma dupla hélice• As fitas estão unidas pelas ligações de Hidrogênio • A=T • C=G
  4. 4. Duplicação do DNA• É a única molécula capaz de sofrer auto- duplicação. ão• Ocorre durante a fase S da intérfase. rfase• É do tipo semiconservativa, pois cada semiconservativa molécula nova apresenta uma das fitas vinda da mãe e outra fita recém sintetizada.
  5. 5. DNA Duplicação DNA DNA
  6. 6. RNA• Ácido Ribonucléico• Molécula de fita simples• É dividido em: RNA mensageiro (RNAm) RNAm RNA transportador (RNAt) RNAt RNA ribossômico (RNAr) RNAr
  7. 7. RNAmLeva a informação da seqüência protéica a ser formada do núcleo para o citoplasma, onde ocorre a tradução. Ele contém uma seqüência de trincas correspondente a uma das fitas do DNA.Cada trinca (três nucleotídeos) no RNAm é denominada códon e corresponde a um aminoácido na proteína que irá se formar
  8. 8. 1 códon 3 nucleotídeos no RNAm 7 códons 21 nucleotídeos
  9. 9. RNAtLevam os aminoácidos para o RNAm durante o processo de síntese protéica. As moléculas de RNAt apresentam, em uma determinada região, uma trinca de nucleotídeos que se destaca, denominada anticódon. donÉ através do anticódon que o RNAt reconhece o local do RNAm onde deve ser colocado o aminoácido por ele transportado. Cada RNAt carrega em aminoácido específico, de acordo fico com o anticódon que possui
  10. 10. Sítio de ligação ao aminoácidoU A C Anti-códon
  11. 11. RNArSão componentes dos ribossomos, organela ribossomos onde ocorre a síntese protéica.Os ribossomos são formados por RNAr e proteínas
  12. 12. Transcrição• Processo pelo qual uma molécula de RNA é produzida usando como molde o DNA.
  13. 13. DNA Transcrição DNA RNA
  14. 14. Tradução• Quando o RNAm chega ao citoplasma ele se associa ao ribossomo. Após essa associação os RNAt levam os aminoácidos, que serão ligados, formando assim a proteína.
  15. 15. • Quando o RNAm chega ao citoplasma, ele se associa ao ribossomo. • Nessa organela existem 2 espaços onde entram os RNAt com aminoácidos específicos.UAC AAAAUG UUU CUU GAC CCC UGA • somente os RNAt que têm seqüência do anti-códon complementar à seqüência do códon .
  16. 16. • Uma enzima presente na subunidade maior do ribossomo realiza a ligação peptídica entre os aminoácidos.UAC AAAAUG UUU CUU GAC CCC UGA
  17. 17. • O RNAt “vazio” volta para o citoplasma para se ligar a outro aminoácido.UAC AAA AUG UUU CUU GAC CCC UGA
  18. 18. • O ribossomo agora se desloca a distância de 1 códon. • o espaço vazio é preenchido por um outro RNAt com seqüência do anti-códon complementar àUAC seqüência do códon. AAA GAA AUG UUU CUU GAC CCC UGA
  19. 19. • Uma enzima presente na subunidade maior do ribossomo realiza a ligação peptídica entre os aminoácidos.UAC AAA GAA AUG UUU CUU GAC CCC UGA
  20. 20. UAC AAA GAA AUG UUU CUU GAC CCC UGA • O RNAt “vazio” volta para o citoplasma para se ligar a outro aminoácido. • O assim o ribossomo vai se deslocando ao longo do RNAm e os aminoácidos são ligados.
  21. 21. • Quando o ribossomo passa por umcódon de terminação nenhum RNAtentra no ribossomo, porque na célulanão existem RNAt com seqüênciascomplementares aos códons determinação. GGG AUG UUU CUU GAC CCC UGA Códon de terminação
  22. 22. GGG• Então o ribossomo se solta doRNAm, a proteína recém formada éliberada e o RNAm é degradado.AUG UUU CUU GAC CCC UGA
  23. 23. • Código genético é degenerado O código genético é dito degenerado pelo fato de existir, para um determinado aminoácido, mais de uma trinca de nucleotídeos para codificá-lo. Ex: A glicina é codificada por GGG, GGC, GGA e GGU.IMPORTÂNCIA: Estratégia de defesa do organismo contra mutações.Ex: cancêr.
  24. 24. • Código genético é universalO código genético é dito universal pelo fato mesmatrinca codificar o mesmo aminoácido em qualquerorganismo. Em alguns casos certas trincas são mais eficientemente utilizadas.*As diferenças entre os seres vivos devem-se aosdiferentes genes, que fabricam proteínas diferentes.
  25. 25. ENGENHARIA GENÉTICA (DNA RECOMBINATE)• O plasmídio é o material genético circular não ligado ao cromossomo que fica espalhado pelo hialoplasma das bactérias. Ele sofre o mesmo processo do DNA dos cromossomos de transcrição e tradução, além de, se multiplicar a cada divisão celular, passando uma cópia para cada célula “filha”.
  26. 26. Considerações Finais• Uma proteína + de 70 aminoácidos ligados.• 1 códon 3 nucleotídeos no RNAm• 1 códon 1 aminoácido na proteína• Nº de ligações peptídicas Nº de aminoácidos – (menos) 1.
  27. 27. Considerações Finais• 1 anticódon 3 nucleotídeos no RNAt• O anticódon é complementar ao códon• Cada RNAt leva consigo apenas um tipo de aminoácido quem determina qual aminoácido será transportado é o anticódon.

×