Conflito e Ação Social

705 visualizações

Publicada em

Aula de Sociologia ministrada no Cursinho 180º da Unesp de Tupã com material preparado pelo Sistema Ético de Ensino e Editora Saraiva

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Sugestão: Explorar as interações sociais que podem existir nos vários “subsistemas” apontados por Parsons.
  • Caso seja possível, desenvolver a questão do “reprodutivismo” presente no trabalho de Bourdieu, e que influenciou muitas pesquisas de caráter sociológico sobre as funções da educação na sociedade.
  • Sugestão: Explorar o fato de que Anthony Giddens é hoje, um ativo sociólogo, com uma produção ampla e muito interessante inclusive sobre os efeitos da Globalização no mundo contemporâneo. Giddens observa principalmente a questão do “fim das tradições” no contexto do mundo globalizado.
  • Conflito e Ação Social

    1. 1. Funcionalismo e perspectiva do conflito Sociologia Perspectiva da ação social ou interacionismo simbólico Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8
    2. 2. Índice Clique sobre tema desejado: Funcionalismo e perspectiva do conflito Perspectiva da ação social ou interacionismo simbólico Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8
    3. 3. Funcionalismo e perspectiva do conflito Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Funcionalismo estrutural Talcott Parsons (1902-1979) Neofuncionalismo Robert Merton (1910-2003)
    4. 4. Talcott Parsons (1902-1979) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Retomada de elementos da sociologia clássica Sociedade vista como um conjunto de sistemas que concorrem para o sucesso do funcionamento da totalidade. Vilfredo Pareto (1848-1923) Max Weber (1864-1920) Émile Durkheim (1858-1917) Determinações estruturais das condutas humanas relacionadas sempre aos sistemas que configuram a sociedade e que se inter- -relacionam.
    5. 5. Talcott Parsons (1902-1979) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 O maior sistema social é o da ação social, no qual há ricos e intrincados intercâmbios entre os indivíduos. O método de análise baseado nos sistemas e subsistemas sociais é aquele no qual se busca compreender quais são os determinantes funcionais desse sistema.
    6. 6. Talcott Parsons (1902-1979) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Na análise de um sistema de ação social, devem-se observar quatro subsistemas que mantêm relação: Devem-se observar também as Interações e intercâmbios entre os diversos papéis sociais. 1. O comportamento dos indivíduos. 2. A personalidade dos indivíduos. 3. A sociedade como organização social. 4. A cultura dessa sociedade.
    7. 7. Robert Merton (1910-2003) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Neofuncionalismo O comportamento desviante/disfunção como elemento do funcionamento da sociedade As teorias de médio alcance As profecias que se Autorrealizam
    8. 8. As perspectivas do conflito Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Suas origens remontam à sociologia de Karl Marx e a sua crítica diz respeito às consequências da sociedade capitalista. No entanto, as produções teóricas “conflitualistas” não se limitaram às considerações de Marx sobre o modo de produção e abarcaram o mundo da política e da interação interpessoal. Neomarximo/ Neoweberianos No Brasil: a presença de Paulo Freire no campo da educação
    9. 9. Perspectiva da Ação social ou Interacionismo Simbólico Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Por Interacionismo Simbólico entende-se o estudo do modo como os indivíduos, em uma determinada sociedade, apropriam-se de símbolos e utilizam-nos na vida cotidiana. A análise desses símbolos não se limita à comunicação estabelecida entre as pessoas, mas também compreende as impressões de si mesmo que cada indivíduo cria nas diferentes situações sociais, o chamado self.
    10. 10. O self Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 Como você se percebe nas diversas situações sociais? O que as outras pessoas pensam sobre você é importante?
    11. 11. O self Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 “Self é um conjunto relativamente estável de percepções sobre quem somos em relação a nós mesmos, aos outros e aos sistemas sociais.” Allan Johnson. Dicionário de sociologia.
    12. 12. Pierre Bourdieu (1930-2002) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 O capital cultural O conceito de Habitus De onde vêm nossos padrões de comportamento? Que oportunidades temos e não temos em função de nossas origens sociais?
    13. 13. Anthony Giddens (1938) Sociologia Atualizado em 13 de setembro de 2011 Caderno 2 | Capítulo 7 e 8 A sociedade é estruturada, mas essa estrutura apresenta dinamismo. A terceira via A teoria da estruturação A questão da ação social

    ×