Cristo 2

758 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
758
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cristo 2

  1. 1. Arte fotográfica – Textos de Pietro Ubaldi - Arte da música , Beethoven Clicar – admirar as fotos do Cristo Redentor, uma das novas maravilhas do mundo. Tornar a clicar – meditar sobre textos de Pietro Ubaldi SÉRIE ARTE/REFLEXÃO Apresentar obras de gênios da arte e meditar sobre mensagens reflexivas Aumente o som CRISTO
  2. 2. A conduta de Cristo não revela Nele dúvida alguma. Ele sabia que estava com o Pai e que o Pai estava com Ele, constituindo a Sua Lei garantia de vitória.
  3. 3. A função do CRISTO foi a de fazer descer a Lei do Pai, dos altíssimos planos do Absoluto – tão longe da realidade de nossa vida – até o nível humano, convertendo aquela Lei numa norma moral diretora de nossa conduta
  4. 4. A grande diferença, entre o modo de viver do mundo e o tão diverso proposto por CRISTO , está no fato de que o primeiro é de tipo AS (Anti-Sistema) e o segundo de tipo S (Sistema - Criação original divina). Cristo
  5. 5. A idéia de CRISTO é uma semente enxertada no sangue da humanidade, uma semente viva que quer crescer e dentro desta tornar-se grande e ser assimilada. 3
  6. 6. À medida que o espírito sobe, aos vários planos de consciência, correspondem vários planos de conhecimento de CRISTO , os quais são uma revelação progressiva de sua essência divina. Cristo Pão de Açúcar
  7. 7. Por isto não devemos polemizar a respeito da natureza de Cristo. Cada um O concebe de acordo com o plano de consciência que lhe é próprio. Aqui temos quatro: sensorial, racional, intuitivo e místico, mas existem outros.
  8. 8. A nós interessa conhecer o CRISTO na sua essência, compreender o significado da sua descida sobre a Terra e a sua paixão, as suas relações com a Lei e com o plano divino da redenção.
  9. 9. A primeira coisa que salta aos olhos de um atento observador de CRISTO -Homem é a Sua coragem viril, Sua revolucionária potência inovadora, Sua capacidade de arrastar as massas. Cristo
  10. 10. Apesar de tudo, C RISTO brilha como um farol no futuro. O Evangelho é um fenômeno em evolução, é um caminho para alcançar aquele centro de luz. Aquele corpo era apenas uma veste temporária, assumida por CRISTO para poder cumprir Sua missão no plano humano, uma veste para Ele não mais aceitável quando de Sua transferência para o S (Sistema).
  11. 11. Cristo CRISTO não quis, diante do povo que Lhe pedia o milagre, salvar-se e descer da Cruz . Cristo não poderia fazê-lo, diante do Pai, que Ele representava. Não o poderia, perante a Lei, que Ele personificava.
  12. 12. CRISTO ainda está esperando ser tomado a sério depois de dois mil anos. Para Cristo ser tomado a sério precisamos conhecer o Seu Evangelho, usando o referencial do espírito e senti-lo interiormente com o mesmo referencial.
  13. 13. CRISTO constitui o endireitamento de tudo o que foi emborcado pela Queda e constitui ainda o regresso ao Pai e a reconstrução da ordem violada.
  14. 14. CRISTO é - além do passado e do futuro. Não surge e não desaparece, não nasce e não morre. Este Cristo vem, não do exterior, em forma humana; a sua chegada se dá no interior, no espírito. CRISTO é corrente de pensamento sempre presente para o governo do mundo .
  15. 15. Se o mundo fosse mais cristão, seria mais fraterno, viveria em harmonia permanente e duradoura. O que falta aos governantes é descobrir essa corrente de pensamento para melhor governar. Cristo
  16. 16. CRISTO expôs a síntese de seu programa no Sermão da Montanha. CRISTO iniciou o plano da justiça social, que ainda hoje provoca tanta luta. A imperfeição humana ainda não conseguiu alcançar a perfeição divina do plano social lançado por Cristo.
  17. 17. CRISTO não é somente um fato histórico ou fenômeno religioso; é o mais alto acontecimento biológico do plane-ta, acontecimento perante o qual deverá prestar contas à humanidade, que nunca poderá fugir às leis da vida.
  18. 18. Disse o CRISTO : "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida." O Caminho, norma da vida praticada sobre a Terra, para Deus. A Verdade, síntese do conhecimento, o pensamento de Deus; a Vida, a força do Amor, a unidade das almas em Deus.
  19. 19. CRISTO pertence a toda a humani-dade e nenhuma religião pode pos-suí-Lo com exclu-sividade. Não se pode isolar num templo particular, num grupo huma-no, porque Ele está no centro da biologia universal do espírito.
  20. 20. CRISTO pôde colocar-se no centro porque estava situado, simultaneamente, nas duas diferentes dimensões. Ele vivia em contato com o Pai, isto é, com a Lei ou o S (Sistema), mas, ao mesmo tempo, vivia encarnado em nosso planeta. O gesto criador de Deus se adoça em CRISTO num amplexo de Amor. O mistério da rendenção é mistério de Amor.
  21. 21. CRISTO veio ensinar o caminho da superação da dor, atra- vés da dor e da espiritualização. Antes de Cristo a dor era feroz, terrível, sem piedade. Cristo fez dela a via mestra da ascensão, da liberdade, da redenção.
  22. 22. CRISTO veio ensinar-nos a indestrutibilidade da vida, com a Sua ressurreição. A ressurreição de Cristo mostrou que Ele é espírito e continua vivo, mesmo depois da morte. Cristo
  23. 23. O estandarte é CRISTO . O programa é o Evangelho. Os princípios são: Imparcialidade e universalidade. O pensamento de CRISTO representa o ciclo biológico da humanidade. Ninguém lhe escapa.
  24. 24. Se CRISTO escolheu como missão encarnar-se no nível evolutivo do homem, isto nos revela o Seu desejo de mostrar-nos a técnica da passagem do AS (Anti-Sistema) para o S (Sistema).
  25. 25. TEXTOS: de PIETRO UBALDI - Extraídos do Livro: “ PALAVRAS DE SUA VOZ” (Coordenação de José Amaral) REFORMATAÇÃO: J. MEIRELLES [email_address] FOTOGRAFIAS:: Site Inglês - By Ney Deluiz

×