SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Fascículo 2

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO:
QUESTÕES SOBRE AVALIAÇÃO


Tutora: Celismara Seleguin Gnann
PRA INÍCIO

   DE

CONVERSA
Objetivos
Analisar os significados dos processos da avaliação, de
diagnóstico e de acompanhamento do processo de avaliação;

apresentar instrumentos e procedimentos pertinentes à
avaliação;

Da aprendizagem nos 3 primeiros anos do Ensino
Fundamental, com ênfase no processo de alfabetização;

Apresentar possibilidades de intervenção em situações de
dificuldades ou descompasso com metas esperadas, para
assegurar avanços no processo;

Discutir a importância do ensino e do trabalho da
escola, simultaneamente à avaliação da aprendizagem.
De acordo com Luckesi (1999), a
avaliação que se pratica na escola é
a avaliação da culpa.
Aponta, ainda, que as notas são
usadas para fundamentar
necessidades de classificação de
alunos, onde são comparados
desempenhos e não objetivos que
se deseja atingir.
Para Hadji (2001), a passagem de uma
avaliação normativa para a formativa,
implica necessariamente uma modificação
das     práticas   do   professor    em
compreender que o aluno é, não só o
ponto de partida, mas também o de
chegada. Seu progresso só pode ser
percebido quando comparado com ele
mesmo: Como estava? Como está?
         As ações desenvolvidas entre as
duas questões compõem a avaliação
formativa.
Se avaliar é sinônimo de
melhorar, esta melhoria se refere
   ao aluno, ao currículo, ao
  professor e, em definitivo...à
            ESCOLA.
A AVALIAÇÃO DEVE SER
USADA SEMPRE PARA
MELHORAR,      NUNCA
PARA        ELIMINAR,
SELECIONAR         OU
SEGREGAR. Méndez/2005
A partir da perspectiva de um processo
avaliativo coerente a Lei das Diretrizes e Bases da
Educação (LDB 9394/96 ), no artigo 24 assim está
apresentada:

   V-a verificação do rendimento escolar observará
os seguintes critérios:

a) Avaliação contínua e cumulativa do desempenho
   do aluno, com prevalência dos aspectos
   qualitativos sobre os quantitativos e dos
   resultados ao longo do período sobre os de
   eventuais provas finais.
Avaliação Diagnóstica
Visa determinar a presença, ou
ausência, de conhecimentos e
habilidades, inclusive buscando detectar
pré-requisitos para novas experiências de
aprendizagem. Permitindo averiguar as
causas de repetidas dificuldades de
aprendizagem. Normalmente se faz
quando o aluno chega à escola, em geral
no início do ano letivo, durante as
primeiras semanas para observar e
conhecer características relevantes do
aluno; chegada de novo aluno para saber
onde enturmá-lo e como recuperar a falta
de base ou de pré-requisitos; no início de
cada unidade para provocar interesse pelo
tema e identificar o que já sabem sobre o
assunto.
Podendo ser feita em
qualquer momento que o
professor ou a escola
detectarem problemas graves
de aprendizagem, motivação
e aproveitamento.
Alunos e professores, a partir
da avaliação diagnóstica de
forma integrada, reajustarão
seus planos de ação fazendo
uma reflexão
constante, crítica e
participativa.
Como avaliar diagnosticamente?
•Entrevistas com alunos, ex-
professores, orientadores, pais e familiares;
•Exercícios ou simulações para identificar
colegas com quem o aluno se relaciona
melhor;
•Consulta ao histórico escolar/ficha de
anotações da vida escolar do aluno;
•Observações dos alunos, particularmente
durante os primeiros dias de aula;
•Questionários, perguntas e conversa com
alunos;
•Testes padronizados (tipo prontidão, ritmo
de leitura e nível de conhecimento de
línguas).
Avaliação Formativa ou Processual
É realizada com o propósito de informar o professor
e o aluno sobre o resultado da
aprendizagem, durante o desenvolvimento das
atividades escolares. Localiza deficiências na
organização do ensino-aprendizagem de modo a
possibilitar reformulações no mesmo e assegurar o
alcance dos objetivos.
É denominada formativa porque demonstra como os
alunos estão se modificando em direção aos
objetivos.
A avaliação formativa ou processual pode ser feita
de maneira contínua e informal, no dia-a-dia da sala
de aula, e pode também ser feita em oportunidades
regulares, incluindo o uso de instrumentos mais
formais como
sabatinas, testes, provas, apresentações de
relatórios de trabalhos, competições e jogos.
Quando realizar e como avaliar?
•Diariamente: ao rever os cadernos, o
dever de casa, fazer e receber
perguntas, observar o desempenho dos
alunos, nas diversas atividades de classe;

•Ocasionalmente: por meio de provas ou
outros instrumentos, mais ou menos
formais, para aferir a aprendizagem e
outros desempenhos dos alunos;

•Periodicamente: utilizando testes ao final
de cada sub-unidade, unidade, projeto,
bimestre ou semestre.
Para que avaliar?

•Para corrigir
rumos, rever, melhorar, reformar, a
dequar o ensino de forma que o
aluno atinja os objetivos de forma
de aprendizagem;
•Estabelecer critérios e os níveis de
eficiência para comparar os
resultados.
•Obter as evidências que
descrevem o evento que nos
interessa;
Avaliação Somativa
É uma decisão que leva em conta a
soma de um ou mais resultados.
Normalmente refere-se a um
resultado final – uma prova final, um
concurso, um vestibular. Nas
escolas, de um modo geral, a avaliação
somativa é a decisão tomada no final
do ano para deliberar sobre a
promoção de alunos.
É usada, tipicamente, para tomar
decisões a respeito da promoção ou
reprovação dos alunos que não
obtiveram êxito no processo de
ensino-aprendizagem.
Como avaliar?

Existem três formas mais
usadas de avaliação somativa:
•uma prova ou trabalho final;
•uma avaliação baseada nos
resultados cumulativos
obtidos ao longo do ano
letivo;
•uma mistura das duas formas
acima.
A avaliação precisa ser um
             processo.
  Ao avaliarmos um aluno, nós
também estamos nos avaliando.
         Ela não pode ser
  seletiva, excludente, onde eu
       separo os melhores.

 Será que a forma que eu estou
 avaliando meu aluno é a forma
que eu estou trabalhando na sala
            de aula?
TAREFA
   Fazer um comunicado aos pais
   abordando qual é a função da
    avaliação na sua turma e quais
critérios os alunos deverão alcançar
    até o final do ano em relação à
 escrita, leitura e produção de texto
   ( o que o aluno deverá saber de
   forma EFETIVA ao final do ano).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca Escolar
Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca EscolarExemplo de um Plano de Ação da Biblioteca Escolar
Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca EscolarAna Ferreira
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10QUEDMA SILVA
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeVania Brasileiro
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar LOCIMAR MASSALAI
 
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaClaudia Elisabete Silva
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2SimoneHelenDrumond
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolarJoao Balbi
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxssuser6c03a6
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOEdlauva Santos
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentotlfleite
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 
Avaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesAvaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesKogen Gouveia
 
Plano de Ação participativo_vol1
Plano de Ação participativo_vol1Plano de Ação participativo_vol1
Plano de Ação participativo_vol1sitedcoeste
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observaçãoArte Tecnologia
 

Mais procurados (20)

Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Conselho de classe
Conselho de classeConselho de classe
Conselho de classe
 
Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca Escolar
Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca EscolarExemplo de um Plano de Ação da Biblioteca Escolar
Exemplo de um Plano de Ação da Biblioteca Escolar
 
Conselho de classe para que
Conselho de classe para queConselho de classe para que
Conselho de classe para que
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
 
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
Plano Anual de Ação da Orientação Escolar
 
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de AulaATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
ATPC Como Espaço de Formação - Gestão da Sala de Aula
 
Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2Avaliação tipos e funções 2
Avaliação tipos e funções 2
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
4. avaliação
4. avaliação4. avaliação
4. avaliação
 
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docxPLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
PLANO DE AÇÃO 2023 cei.docx
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Avaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funçõesAvaliação: tipos e funções
Avaliação: tipos e funções
 
Plano de Ação participativo_vol1
Plano de Ação participativo_vol1Plano de Ação participativo_vol1
Plano de Ação participativo_vol1
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
Relatório de observação
Relatório de observaçãoRelatório de observação
Relatório de observação
 

Semelhante a Avaliação da aprendizagem para melhoria contínua

Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxjustinocarlos
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaElizeu Gomes de Faria
 
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolarSeminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolarSharllesGuedes
 
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolarSEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolarjjailsonsilvaaa
 
omunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolaromunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolarjosianeCherry
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.Affonso César
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Ítalo Dantas
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...JesicaNascimento
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.Jefjac
 
Comunicação dos resultados da avaliação
Comunicação dos resultados da avaliaçãoComunicação dos resultados da avaliação
Comunicação dos resultados da avaliaçãoDanilo Raniery
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Edson Cr
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASVyeyra Santos
 
Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cSelmy Araujo
 
Entrevist..
Entrevist..Entrevist..
Entrevist..Luciana
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
EntrevistaLuciana
 

Semelhante a Avaliação da aprendizagem para melhoria contínua (20)

Questões sobre Avaliação
Questões sobre AvaliaçãoQuestões sobre Avaliação
Questões sobre Avaliação
 
Formas De Avaliação
Formas De AvaliaçãoFormas De Avaliação
Formas De Avaliação
 
Avaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptxAvaliação educacional.pptx
Avaliação educacional.pptx
 
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - reaA avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
A avaliação no processo de ensino aprendizagem - rea
 
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolarSeminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
Seminário - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
 
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolarSEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
SEMINÁRIO 05 - A comunicação dos resultados da avaliação escolar
 
omunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolaromunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolar
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
 
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
A comunicação dos resultados da avaliação escolar.
 
Comunicação dos resultados da avaliação
Comunicação dos resultados da avaliaçãoComunicação dos resultados da avaliação
Comunicação dos resultados da avaliação
 
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...Semi nu00 c1rio.  a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
Semi nu00 c1rio. a_comunicau00e7u00e3o_dos_resultados_da_avaliau00e7u00e3o_e...
 
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIASAVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
AVALIAÇÃO EDUCACIONAL: PESPECTIVIAS
 
Ideias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_cIdeias 22 p089-090_c
Ideias 22 p089-090_c
 
Supervisão
SupervisãoSupervisão
Supervisão
 
AvaliaçãO
AvaliaçãOAvaliaçãO
AvaliaçãO
 
Entrevist..
Entrevist..Entrevist..
Entrevist..
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
SLID, AVALIACAO.pptx
SLID, AVALIACAO.pptxSLID, AVALIACAO.pptx
SLID, AVALIACAO.pptx
 

Mais de Celismara Seleguin

Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixos
Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixosFasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixos
Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixosCelismara Seleguin
 
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoAs Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoCelismara Seleguin
 
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da Alfabetização
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da AlfabetizaçãoPressupostos da Aprendizagem e do Ensino da Alfabetização
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da AlfabetizaçãoCelismara Seleguin
 

Mais de Celismara Seleguin (8)

Unidade 7 pacto
Unidade 7 pactoUnidade 7 pacto
Unidade 7 pacto
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
 
Fasciculo livro didatico
Fasciculo livro didatico Fasciculo livro didatico
Fasciculo livro didatico
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixos
Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixosFasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixos
Fasc. 1 sugestões de atividades dos 5 eixos
 
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da AlfabetizaçãoAs Capacidades Linguísticas da Alfabetização
As Capacidades Linguísticas da Alfabetização
 
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da Alfabetização
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da AlfabetizaçãoPressupostos da Aprendizagem e do Ensino da Alfabetização
Pressupostos da Aprendizagem e do Ensino da Alfabetização
 

Último

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 

Último (20)

Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 

Avaliação da aprendizagem para melhoria contínua

  • 1. Fascículo 2 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: QUESTÕES SOBRE AVALIAÇÃO Tutora: Celismara Seleguin Gnann
  • 2. PRA INÍCIO DE CONVERSA
  • 3. Objetivos Analisar os significados dos processos da avaliação, de diagnóstico e de acompanhamento do processo de avaliação; apresentar instrumentos e procedimentos pertinentes à avaliação; Da aprendizagem nos 3 primeiros anos do Ensino Fundamental, com ênfase no processo de alfabetização; Apresentar possibilidades de intervenção em situações de dificuldades ou descompasso com metas esperadas, para assegurar avanços no processo; Discutir a importância do ensino e do trabalho da escola, simultaneamente à avaliação da aprendizagem.
  • 4. De acordo com Luckesi (1999), a avaliação que se pratica na escola é a avaliação da culpa. Aponta, ainda, que as notas são usadas para fundamentar necessidades de classificação de alunos, onde são comparados desempenhos e não objetivos que se deseja atingir.
  • 5. Para Hadji (2001), a passagem de uma avaliação normativa para a formativa, implica necessariamente uma modificação das práticas do professor em compreender que o aluno é, não só o ponto de partida, mas também o de chegada. Seu progresso só pode ser percebido quando comparado com ele mesmo: Como estava? Como está? As ações desenvolvidas entre as duas questões compõem a avaliação formativa.
  • 6. Se avaliar é sinônimo de melhorar, esta melhoria se refere ao aluno, ao currículo, ao professor e, em definitivo...à ESCOLA.
  • 7. A AVALIAÇÃO DEVE SER USADA SEMPRE PARA MELHORAR, NUNCA PARA ELIMINAR, SELECIONAR OU SEGREGAR. Méndez/2005
  • 8. A partir da perspectiva de um processo avaliativo coerente a Lei das Diretrizes e Bases da Educação (LDB 9394/96 ), no artigo 24 assim está apresentada: V-a verificação do rendimento escolar observará os seguintes critérios: a) Avaliação contínua e cumulativa do desempenho do aluno, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos e dos resultados ao longo do período sobre os de eventuais provas finais.
  • 9. Avaliação Diagnóstica Visa determinar a presença, ou ausência, de conhecimentos e habilidades, inclusive buscando detectar pré-requisitos para novas experiências de aprendizagem. Permitindo averiguar as causas de repetidas dificuldades de aprendizagem. Normalmente se faz quando o aluno chega à escola, em geral no início do ano letivo, durante as primeiras semanas para observar e conhecer características relevantes do aluno; chegada de novo aluno para saber onde enturmá-lo e como recuperar a falta de base ou de pré-requisitos; no início de cada unidade para provocar interesse pelo tema e identificar o que já sabem sobre o assunto.
  • 10. Podendo ser feita em qualquer momento que o professor ou a escola detectarem problemas graves de aprendizagem, motivação e aproveitamento. Alunos e professores, a partir da avaliação diagnóstica de forma integrada, reajustarão seus planos de ação fazendo uma reflexão constante, crítica e participativa.
  • 11. Como avaliar diagnosticamente? •Entrevistas com alunos, ex- professores, orientadores, pais e familiares; •Exercícios ou simulações para identificar colegas com quem o aluno se relaciona melhor; •Consulta ao histórico escolar/ficha de anotações da vida escolar do aluno; •Observações dos alunos, particularmente durante os primeiros dias de aula; •Questionários, perguntas e conversa com alunos; •Testes padronizados (tipo prontidão, ritmo de leitura e nível de conhecimento de línguas).
  • 12. Avaliação Formativa ou Processual É realizada com o propósito de informar o professor e o aluno sobre o resultado da aprendizagem, durante o desenvolvimento das atividades escolares. Localiza deficiências na organização do ensino-aprendizagem de modo a possibilitar reformulações no mesmo e assegurar o alcance dos objetivos. É denominada formativa porque demonstra como os alunos estão se modificando em direção aos objetivos. A avaliação formativa ou processual pode ser feita de maneira contínua e informal, no dia-a-dia da sala de aula, e pode também ser feita em oportunidades regulares, incluindo o uso de instrumentos mais formais como sabatinas, testes, provas, apresentações de relatórios de trabalhos, competições e jogos.
  • 13. Quando realizar e como avaliar? •Diariamente: ao rever os cadernos, o dever de casa, fazer e receber perguntas, observar o desempenho dos alunos, nas diversas atividades de classe; •Ocasionalmente: por meio de provas ou outros instrumentos, mais ou menos formais, para aferir a aprendizagem e outros desempenhos dos alunos; •Periodicamente: utilizando testes ao final de cada sub-unidade, unidade, projeto, bimestre ou semestre.
  • 14. Para que avaliar? •Para corrigir rumos, rever, melhorar, reformar, a dequar o ensino de forma que o aluno atinja os objetivos de forma de aprendizagem; •Estabelecer critérios e os níveis de eficiência para comparar os resultados. •Obter as evidências que descrevem o evento que nos interessa;
  • 15. Avaliação Somativa É uma decisão que leva em conta a soma de um ou mais resultados. Normalmente refere-se a um resultado final – uma prova final, um concurso, um vestibular. Nas escolas, de um modo geral, a avaliação somativa é a decisão tomada no final do ano para deliberar sobre a promoção de alunos. É usada, tipicamente, para tomar decisões a respeito da promoção ou reprovação dos alunos que não obtiveram êxito no processo de ensino-aprendizagem.
  • 16. Como avaliar? Existem três formas mais usadas de avaliação somativa: •uma prova ou trabalho final; •uma avaliação baseada nos resultados cumulativos obtidos ao longo do ano letivo; •uma mistura das duas formas acima.
  • 17. A avaliação precisa ser um processo. Ao avaliarmos um aluno, nós também estamos nos avaliando. Ela não pode ser seletiva, excludente, onde eu separo os melhores. Será que a forma que eu estou avaliando meu aluno é a forma que eu estou trabalhando na sala de aula?
  • 18. TAREFA Fazer um comunicado aos pais abordando qual é a função da avaliação na sua turma e quais critérios os alunos deverão alcançar até o final do ano em relação à escrita, leitura e produção de texto ( o que o aluno deverá saber de forma EFETIVA ao final do ano).