Projeto de-extensão-ccb-recicla

600 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto de-extensão-ccb-recicla

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROJETO DE EXTENSÃO Título RECICLAGEM COMO ATIVIDADE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: AMPLIAÇÃO DO PROJETO CCB RECICLA Linha programática Produção e divulgação de material informativo Introdução Nas últimas décadas, o grande aumento da produção de lixo urbano criou um novo problema social: o acúmulo de lixo acima da capacidade dos aterros sanitários. A partir daí, houve a necessidade de encontrar um destino adequado para estes materiais. Como grande parte do lixo produzido pode ser utilizado como insumo para a geração de novos produtos surgiu o conceito de reciclagem. A reciclagem de lixo auxilia na preservação do meio ambiente, diminuindo a contaminação dos solos e rios e reduzindo o desperdício de recursos naturais através da economia de energia e matérias-primas. O primeiro passo para que esse processo ocorra é a realização da coleta seletiva do lixo. A coleta seletiva de lixo é um processo que consiste na separação e recolhimento de resíduos descartados. Os materiais que podem ser reciclados (papéis, metais, plásticos, vidros) são separados do lixo orgânico (biodegradável), este último será descartado em aterros sanitários. A separação do lixo na origem evita a contaminação dos materiais recicláveis diminuindo os custos com o processo. A exemplo disso, para cada 10% de caco de vidro na mistura, economiza-se 4% da energia necessária para a fusão nos fornos industriais e a redução de 9,5% no consumo de água. Pilhas e baterias devem ser também separadas, pois se descartadas no meio ambiente provocam a contaminação do solo devido sua composição química. Mesmo não sendo possível reutilizá-los, estes materiais recebem um destino apropriado para não gerar poluição no meio ambiente. Nos últimos anos, a reciclagem de lixo vem tendo sua importância reconhecida através da conscientização da população. Algumas cidades, como Florianópolis – SC, já possuem o processo de coleta seletiva do lixo doméstico. Esses materiais são recolhidos por empresas privadas de reciclagem
  2. 2. ou por cooperativas de coletadores. A adesão da população a esta iniciativa já trouxe resultados positivos. Em 2005, por exemplo, o Brasil reciclou mais de 9,4 bilhões de latas de alumínio, que representam 96,2% da produção nacional de latas, beneficiando com emprego e renda cerca de 130 mil sucateiros. No entanto, apesar dessas informações positivas, dados recentes, divulgados pela associação sem fins lucrativos Compromisso Empresarial para Reciclagem (Cempre), mostram que apenas um milhão de brasileiros têm acesso aos programas municipais de coleta seletiva, um número relativamente baixo diante do tamanho da população brasileira - 183,9 milhões de habitantes. Na tentativa de melhorar esses números, o Governo Federal através do Decreto Nº 5.940, de outubro de 2006, instituiu a separação dos resíduos recicláveis descartados pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta e indireta, na fonte geradora, e a sua destinação às associações e cooperativas dos catadores de materiais recicláveis. A UFSC produz dezenas de toneladas de lixo por mês. Deste total de lixo produzido grande parte é lixo orgânico e vem sendo separado e enviado para processo de compostagem, que acontece no próprio campus universitário. O pátio de compostagem processa cerca de 3 toneladas de resíduos orgânicos por dia. No entanto, parte do lixo produzido na Universidade não é lixo orgânico, e sim lixo seco. Os resíduos sólidos secos produzidos mensalmente somam cerca de 30 toneladas, sendo que 60% deste lixo poderia ser reciclado, mas esse tipo de material ainda não tem um destino adequado. Pensando nisto o Projeto de Extensão CCB Recicla do Centro de Ciências Biológicas (CCB/UFSC) tem como uma de suas vertentes principais a conscientização da comunidade acadêmica e dos arredores da Universidade sobre a importância da coleta seletiva do lixo. O projeto vem desde 2009 realizando atividades de extensão em escolas públicas, onde estão sendo realizadas práticas de educação ambiental, com o objetivo de desenvolver nas crianças uma visão de mundo que desperte a consciência e gere mobilização em favor do meio ambiente. O projeto CCB Recicla também visa implementar a coleta seletiva de lixo no CCB/UFSC. No ano de 2010 já foi implementado parcialmente a coleta seletiva de lixo na ala nova do CCB, onde eram separados e destinado para empresas específicas de reciclagem, o papel, papelão e as pilhas e baterias. Para o ano de 2011 pretende-se implementar este tipo de coleta seletiva também na ala antiga do CCB. A intervenção realizada pelo projeto visa a continuidade do mesmo, tanto por parte dos participantes do projeto como, e principalmente, dos professores e alunos com os quais trabalhamos, que passam a exercer seu papel de educadores na transmissão do aprendizado e do conhecimento adquirido aos colegas, familiares e à sua comunidade. É importante ressaltar que o objetivo principal da coleta seletiva não é gerar recursos financeiros, mas reduzir o volume de lixo depositado nos aterros, gerando ganhos ambientais.
  3. 3. Objetivos  1. Manter a coleta seletiva do papel, papelão e das pilhas e baterias na ala nova do Centro de Ciências Biológicas (UFSC);  2. Implementar a coleta seletiva do papel, papelão e das pilhas e baterias na ala antiga do Centro de Ciências Biológicas;  3. Divulgar a iniciativa da coleta seletiva de lixo na UFSC;  4. Conscientizar os alunos, professores e funcionários do CCB, através de palestras e rodas de conversa, da necessidade e importância da reciclagem e do reaproveitamento dos materiais;  5. Conscientizar os recém ingressos no curso de Ciências Biológicas (calouros) da importância da reciclagem através palestras, visita à Comcap e oficinas de reaproveitamento de materiais.  6. Participação em eventos como SEPEX, Semana da Biologia, a fim de divulgar o projeto e trocar experiências com outros projetos em andamento.  7. Divulgar a iniciativa da coleta seletiva de lixo, através de palestras educativas e oficinas de reciclagem, em escolas próximas à UFSC.  8. Atualizar e complementar o site do projeto: www.recicla.ccb.ufsc.br. Justificativa A coleta seletiva de lixo com vias de destinação para a reciclagem é fato de grande importância na sociedade moderna. No entanto, a UFSC carece de projetos que operem dando uma destinação ambientalmente correta para o lixo que pode ser reciclado. A UFSC possui uma grande quantidade de alunos e servidores e atende outras milhares de pessoas através de seus projetos de extensão, alunos egressos trabalhando em outras localidades, familiares de alunos e servidores, etc. Dessa forma, as iniciativas implantadas no ambiente universitário adquirem uma repercussão que extrapola muito os muros da universidade. A UFSC, sendo uma instituição de ensino superior, autarquia federal e entidade com diversos projetos de extensão, possui o dever, senão a obrigação, de demonstrar o exemplo para a sociedade com o tema do lixo produzido e as oportunidades e benefícios gerados através da sua reciclagem. O campus universitário possui as dimensões e a população de uma pequena cidade e, por isso, é um interessante modelo para a aplicação desse procedimento. As idéias e soluções aqui aplicadas podem ser expandidas para outros setores da sociedade. O CCB funciona como ponto estratégico dentro da universidade para impulsionar a iniciativa de coleta seletiva e reciclagem. O CCB atende, através dos seus diversos Departamentos, diversos Cursos
  4. 4. de Graduação da UFSC, por exemplo: Medicina, Farmácia, Engenharia de Aqüicultura, Odontologia, Engenharia Sanitária e Ambiental, dentre outros. Além do mais, a existência do Curso de Graduação em Ciências Biológicas apresenta fator positivo para a implantação, afinal o referido curso atua na área ambiental e dispõem de alunos e profissionais qualificados para auxiliar na execução do projeto. O Projeto CCB recicla visa a realização de diversas palestras e oficinas de reciclagem. Dessa forma, torna-se possível esclarecer dúvidas, conscientizar pessoas e mostrar dados positivos à cerca da reciclagem. Os panfletos e cartazes contemplarão aspectos que muitas pessoas ainda desconhecem, como por exemplo, o correto descarte de pilhas e baterias, que atualmente ainda são colocados no lixo comum. Além disso, outros temas serão abordados, tais como os materiais que podem ser reciclados, a existência da cooperativa de reciclagem de Florianópolis-SC e os números da reciclagem no Brasil. Viabilidade do projeto Para tornar este projeto viável, o CCB conta com quadro de servidores e professores de diversas áreas da biologia que podem auxiliar na divulgação e conscientização da comunidade acadêmica. Os alunos dos cursos de graduação e pós-graduação relacionados ao Centro poderão tornar-se difusores dos conhecimentos adquiridos tendo um papel importante na conscientização popular dos benefícios da reciclagem de lixo. Além do mais, a coleta do material reciclável será realizada por empresas especializadas em coleta seletiva, ao qual já vem realizado esta atividade na ala nova do CCB desde setembro de 2010 sem custos ao projeto. Recursos Disponíveis Dentre os recursos disponibilizados pelo centro estão materiais de informática, datashow, salas de aula (que serão utilizados para preparar material informativo e para ministrar palestras de divulgação do projeto) e lixeiras que já estão alocadas na ala nova do CCB. Metodologia O projeto CCB Recicla desde setembro de 2011 realiza a coleta seletiva do papel e papelão na ala nova do CCB. No ano de 2012, pretende-se expandir a coleta seletiva deste material também na ala antiga do CCB, para isto serão distribuídas lixeiras em pontos estratégicos (Secretarias dos Departamentos e na Coordenadoria do Curso). Para facilitar a reciclagem do papel pretendemos adquirir, através do edital Pró-extensão, 3 fragmentadoras de papel. Caso ocorra o cooperativismo e envolvimento da comunidade universitária iremos prosseguir com a coleta dos demais materiais (vidro, plásticos, alumínio, etc).
  5. 5. O material coletado será recolhido pelos integrantes do projeto e pelo pessoal responsável pela limpeza dos prédios. Posteriormente o material será alocado no terceiro andar do bloco B da Ala nova do CCB, onde há dois contêineres, um para o papel e outro para o papelão. Quando os contêineres estiverem cheios será solicitado o recolhimento do material por empresas especializadas que já vem realizado este tipo de coleta. Paralelamente, serão produzidos panfletos e cartazes explicativos dos procedimentos de coleta seletiva de lixo e reciclagem que serão distribuídos na própria UFSC e em escolas próximas à Universidade. Estes materiais também estarão disponíveis no site do projeto (www.recicla.ccb.ufsc.br). Além disso, palestras educativas serão ministradas para maiores esclarecimentos sobre o assunto. Iremos continuar com a coleta das pilhas e baterias, ao qual já acontece desde 2010. As pilhas e baterias coletadas são encaminhadas para o Setor de Gestão ambiental da UFSC. Com a finalidade de esclarecer e divulgar o Projeto junto aos professores e chefes de departamento, o Projeto CCB Recicla irá participar de reuniões de Conselho e Colegiado do CCB e irá enviar e-mail de esclarecimentos. Na tentativa de conscientizar os recém ingressos no curso de Ciências Biológicas (calouros) serão oferecidas visitas ao Museu do Lixo (COMCAP/Itacorubi), palestras e oficinas de reaproveitamento de materiais. Para abranger um grande número de pessoas da comunidade, contribuindo assim, com a conscientização da necessidade e importância da reciclagem e do reaproveitamento dos materiais, o Projeto irá participar em eventos como SEPEX, Bio na Rua e Semana da Biologia, além de realizar oficinas de reciclagem, palestras e rodas de conversa. As oficinas objetivam sensibilizar e despertar o lado criativo de quem nela participar quanto às formas de reaproveitamento de materiais usados. Utilizando a criatividade serão realizadas várias formas de criar arte com sucata, tendo em vista criação da consciência ambiental nos participantes, sempre de forma lúdica e descontraída. As fotografias das oficinas e palestras, panfletos ensinando o reaproveitamento de materiais, as leis acerca da reciclagem e materiais informativos serão alocados no site do projeto para que todos possam ter acesso a estes dados. Nos meses finais do projeto, será realizada uma pesquisa de opinião através do qual se questionará alunos e servidores do CCB sobre a efetividade e abrangência do mesmo através de questionários via e-mail.
  6. 6. Público Alvo O presente projeto objetiva abranger a comunidade universitária e Escolas de Educação Básica próximos a UFSC. Pelo fato da UFSC abrigar muitos alunos e servidores e atender muitas pessoas através de seus projetos de extensão, dessa forma, as iniciativas implantadas no ambiente universitário adquirem uma repercussão que extrapola muito os muros da universidade. Referências: 1. http://www.cga.ufsc.br/ Coordenadoria de Gestão Ambiental - UFSC 2. http://www.lixo.com.br/ 3. http://www.coletasolidaria.gov.br/ Portal Coleta Seletiva Solidária – Governo Federal

×