RISCOS NATURAIS

Educação para a Segurança
e Prevenção de Riscos
Projeto: Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos

Riscos Naturais: Conceitos Básicos

Capitulo 1

PRINCIPAIS CONCE...
A SOCIEDADE DO RISCO…

“O Homem ocupa a superfície terrestre do planeta, organizado
em sociedades cada vez mais complexas ...
O QUE É O RISCO?

RISCO é

a possibilidade de ocorrência de um fenómeno com consequências
gravosas para pessoas, bens e/ou...
PERCEBER OS CONCEITOS…

RISCO

CATÁSTROFE

RISCO
É a probabilidade de uma catástrofe ocorrer. O risco resulta da possibili...
PRINCIPAIS FENÓMENOS NATURAIS
DE QUE PODEM RESULTAR CATÁSTROFES NATURAIS

SISMOS (TERRAMOTOS/ MAREMOTOS);
TSUNAMIS;

VULCÕ...
Vulnerabilidade Vs Resiliência
Como tornar as sociedades menos vulneráveis?

RENTABILIZAR A TECNOLOGIA DE QUE DISPOMOS

EF...
OS PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA RAM

RISCOS HIDROLÓGICOS

• Inundações Marítimas e Galgamentos
• Cheias rápidas e fluxos...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA RAM

RISCOS HIDROLÓGICOS

• Inundações Marítimas e Galgamentos
• Cheias rápidas e fluxos (A...
O QUE FAZER…

CONHECER OS RISCOS

PREVENIR OS DANOS

As ilhas são espaços que pelas suas características
físicas, socioeco...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
Tsunamis Inundações por deslizamentos)
(originados Costeiras inundações costeiras

I...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
Tsunamis Inundações por deslizamentos)
(originados Costeiras inundações costeiras

M...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
tsunamis
Tsunamis (originados por deslizamentos)
Câmara de Lobos (1930)

TSUNAMIS
Sã...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
tsunamis por deslizamentos)
Tsunamis Inundaçõesoriginados por deslizamentos
(origina...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
queda de blocos
Tsunamis Inundações por deslizamentos)
(originados Costeiras e detri...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
desabamentos/derrocadas/queda de blocos
Tsunamis Inundações por deslizamentos)
(orig...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
ALUVIÕES

Cheias rápidas e
Tsunamis Inundações Costeiras Fluxos hiperconcentrados
Ch...
PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA
Tsunamis Inundações porCheias rápidas e Fluxos (Aluviões)
(originados Costeiras
desl...
RISCOS
Recomendações Gerais de Segurança

RECOMENDAÇÕES GERAIS DE PREVENÇÃO
 Manter-se informado sobre os risco da sua ár...
RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção
O QUE É UM PLANO FAMILIAR DE EMERGÊNCIA?

• Conhecer os perigos existentes na s...
RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção
KIT DE SOBREVIVÊNCIA – EM CASO DE FUGA OU EVACUAÇÃO

• Alimentos não perecíveis...
RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção
KIT DE PRIMEIROS SOCORROS – UM EXEMPLO
• Desinfetante antisséptico para feridas...
PRODUÇÃO
Associação Insular de
Geografia - 2013

AUTORES
Ilídio Sousa
Marco Teles

COLABORAÇÃO
Uriel Abreu

FOTOGRAFIAS
Do...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Riscos naturais - conceitos básicos

1.792 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.792
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
102
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Riscos naturais - conceitos básicos

  1. 1. RISCOS NATURAIS Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos
  2. 2. Projeto: Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos Riscos Naturais: Conceitos Básicos Capitulo 1 PRINCIPAIS CONCEITOS Capitulo 2 RISCOS NATURAIS Vs CATÁSTROFES Capitulo 3 Capitulo 4 OS RISCOS NA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA RECOMENDAÇÕES GERAIS DE PREVENÇÃO
  3. 3. A SOCIEDADE DO RISCO… “O Homem ocupa a superfície terrestre do planeta, organizado em sociedades cada vez mais complexas e artificiais, numa aparente harmonia com a natureza, mas sujeito a riscos e a fenómenos naturais intensos que comprometem, frequentemente, o equilíbrio entre o ambiente social e o ambiente natural”. Autoridade Nacional de Proteção Civil Video: http://www.youtube.com/watch?v=7ziILN5NtHo Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 3
  4. 4. O QUE É O RISCO? RISCO é a possibilidade de ocorrência de um fenómeno com consequências gravosas para pessoas, bens e/ou equipamentos. - NÍVEL DE EXPOSIÇÃO DE PESSOAS BENS OU EQUIPAMENTOS; + - GRAU DE PREPARAÇÃO DA SOCIEDADE PARA ENFRENTAR OS FENÓMENOS. - AMEAÇA OU POSSIBILIDADE DE OCORRÊNCIA DE UM FENÓMENO PERIGOSO. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 4
  5. 5. PERCEBER OS CONCEITOS… RISCO CATÁSTROFE RISCO É a probabilidade de uma catástrofe ocorrer. O risco resulta da possibilidade do fenómeno acontecer e da presença vulnerável de pessoas, bens, equipamentos e infra-estruturas. CATÁSTROFE É a concretização do risco. Para que um acontecimento possa ser considerado uma catástrofe é necessário que o mesmo tenha consequências devastadoras, um carácter súbito e que seja um fenómeno excepcional, ou seja, que não ocorra com frequência. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 5
  6. 6. PRINCIPAIS FENÓMENOS NATURAIS DE QUE PODEM RESULTAR CATÁSTROFES NATURAIS SISMOS (TERRAMOTOS/ MAREMOTOS); TSUNAMIS; VULCÕES; MOVIMENTOS DE MASSA; CICLONES TROPICAIS/ FURACÕES/ TUFÕES; TORNADOS; INUNDAÇÕES; VAGAS DE CALOR E DE FRIO; A OCORRÊNCIA DE UM FENÓMENO, PODE DESENCADEAR OUTROS, AGRAVANDO OS SEUS EFEITOS DEVASTADORES Video: http://www.youtube.com/watch?v=HE4eOdVnjtE Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 6
  7. 7. Vulnerabilidade Vs Resiliência Como tornar as sociedades menos vulneráveis? RENTABILIZAR A TECNOLOGIA DE QUE DISPOMOS EFECTUAR UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO E OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO ELABORAR E APLICAR PLANOS DE PREVENÇÃO E EMERGÊNCIA INFORMAR E SENSIBILIZAR OS CIDADÃOS Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 7
  8. 8. OS PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA RAM RISCOS HIDROLÓGICOS • Inundações Marítimas e Galgamentos • Cheias rápidas e fluxos (Aluviões) • Inundações  RISCOS GEOLÓGICOS (MOVIMENTOS DE MASSA) • Queda de Blocos e Detritos • Deslizamentos Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 8
  9. 9. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA RAM RISCOS HIDROLÓGICOS • Inundações Marítimas e Galgamentos • Cheias rápidas e fluxos (Aluviões) • Inundações  RISCOS GEOLÓGICOS (MOVIMENTOS DE MASSA) • Queda de Blocos e Detritos • Deslizamentos Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 9
  10. 10. O QUE FAZER… CONHECER OS RISCOS PREVENIR OS DANOS As ilhas são espaços que pelas suas características físicas, socioeconómicas e estruturais, possuem um elevado grau de vulnerabilidade em relação aos desastres naturais. O comportamento de cada pessoa é importante para reduzir os efeitos dos desastres naturais. Muitas vidas e muitos bens podem ser salvos se cada um de nós seguir regras simples. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 10
  11. 11. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA Tsunamis Inundações por deslizamentos) (originados Costeiras inundações costeiras INUNDAÇÕES COSTEIRAS: Elevação do nível do mar, originada por temporais ou ocasiões de marés vivas. PRINCIPAIS CAUSAS: Agitação marítima forte; Marés vivas; Ocupação humana do litoral. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 11
  12. 12. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA Tsunamis Inundações por deslizamentos) (originados Costeiras inundações costeiras MEDIDAS PREVENTIVAS: - Evite a construção em arribas instáveis ou sobranceiras ao mar; - Em situações de mar agitado ou marés vivas, evite circular em áreas ribeirinhas; - Evitar o acesso a locais em risco de desabamento iminente ou muito provável; Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 12
  13. 13. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA tsunamis Tsunamis (originados por deslizamentos) Câmara de Lobos (1930) TSUNAMIS São ondas de grande energia que podem ter origem em grandes deslizamentos ocorridos na orla costeira ou abalos sísmicos de grande magnitude em áreas de confrontação de placas tectónicas. PRINCIPAIS CAUSAS: - Grandes deslizamentos de arribas provocados pela erosão marítima. - Sismos em áreas de confrontação de placas tectónicas. Faial (1993) Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 13
  14. 14. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA tsunamis por deslizamentos) Tsunamis Inundaçõesoriginados por deslizamentos (originados Costeiras 1960 MEDIDAS PREVENTIVAS: - Se verificar um recuo rápido da linha de costa, afaste-se imediata e rapidamente; - Quando presencie um deslizamento costeiro, evite permanecer ou circular em áreas ribeirinhas; 1975 - Não contribua para a erosão das áreas costeiras. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 14
  15. 15. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA queda de blocos Tsunamis Inundações por deslizamentos) (originados Costeiras e detritos/ deslizamentos DESABAMENTOS/ DERROCADAS/ QUEDA DE BLOCOS Estes movimentos caracterizam-se por um brusco desprendimento, muitas vezes devido a fracturas e diáclases que deixam em desequilíbrio estruturas rochosas coesas. PRINCIPAIS CAUSAS Forte declive e efeito da gravidade; Erosão por efeito da água, vento ou do mar; Precipitação intensa ou prolongada. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 15
  16. 16. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA desabamentos/derrocadas/queda de blocos Tsunamis Inundações por deslizamentos) (originados Costeiras MEDIDAS PREVENTIVAS: -Evitar construir em encostas muito íngremes; - Respeitar as sinalizações preventivas e de segurança; - Não realizar cortes em encostas, pois aumentam os declives e contribuem para a destabilização dos taludes; - Não desarborizar as encostas; - Não deixar lixo ou entulho nas encostas e cursos de água; -Verificar a estrutura de casas, muros e terrenos, observando se aparecem fissuras ou abatimentos; Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 16
  17. 17. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA ALUVIÕES Cheias rápidas e Tsunamis Inundações Costeiras Fluxos hiperconcentrados Cheias Rápidas/ Fluxos(originados por deslizamentos) de Detritos (Enxurradas)/ Deslizamentos (Aluviões) ALUVIÕES Constituídos por movimentos de detritos e cheias repentinas, os aluviões constituem um fenómeno natural perigoso. PRINCIPAIS CAUSAS Precipitação intensa e/ou prolongada; Bacias hidrográficas pequenas e de grande inclinação; Linhas de água de grande declive; Ocupação humana dos leitos de cheia; Saturação dos solos. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 17
  18. 18. PRINCIPAIS RISCOS NATURAIS NA MADEIRA Tsunamis Inundações porCheias rápidas e Fluxos (Aluviões) (originados Costeiras deslizamentos) MEDIDAS PREVENTIVAS: - Evite construir em encostas muito íngremes, próximo de cursos de água, ou em leito de cheia (área aplanada no fundo dos vales); -Não efectue aterros de lixos ou inertes (entulhos, terras, etc.) próximo de cursos de água ou em locais inclinados. -Preserve os socalcos e muros de suporte que estabilizam as encostas; -Evite circular de carro ou a pé durante os episódios de precipitação intensa; - Colabore na limpeza e desobstrução de cursos de água e sistemas de escoamento de águas pluviais, - Colabore na fiscalização, informando as autoridades de situações passíveis de risco. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 18
  19. 19. RISCOS Recomendações Gerais de Segurança RECOMENDAÇÕES GERAIS DE PREVENÇÃO  Manter-se informado sobre os risco da sua área de residência ou permanência;  Conhecer os contactos telefónicos dos serviços de emergência da área;  Discutir no seu agregado familiar as questões da segurança, definindo um PLANO FAMILIAR DE EMERGÊNCIA. Ter devidamente preparado um KIT DE SOBREVIVÊNCIA e um ESTOJO DE PRIMEIROS SOCORROS. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 19
  20. 20. RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção O QUE É UM PLANO FAMILIAR DE EMERGÊNCIA? • Conhecer os perigos existentes na sua área de habitação ou de permanência; • Identificar os locais mais seguros, na habitação e no espaço exterior, de acordo com os vários riscos; • Planear os circuitos de evacuação, dando especial atenção aos elementos da família com limitações de reação ou mobilidade – crianças, idosos, acamados, portadores de deficiência, ou outros; • Conhecer a localização e atribuir tarefas para fechar as torneiras de segurança da eletricidade, gás e água. Em caso de fuga ou evacuação, ter devidamente preparado: Documentos a transportar: Elementos que o podem ajudar a retomar a normalidade: • Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão, Nº de Contribuinte; • Cartão de Saúde, Boletim Individual de Saúde, Cartão de Vacinação, Cartão com Grupo Sanguíneo; • Nome e Número de contacto do Médico de Família; • Número e Cartões bancários e de seguros; • Escrituras/ registos de bens. • Um montante em dinheiro; • Certificados ou comprovativos de formação ou habilitações; • Duplicado dos óculos graduados ou lentes de contacto; • Medicamento diários e/ou lista dos medicamentos habituais; • Lista de contactos de familiares e amigos, lista de palavras passe; • Fotografias dos elementos da família; Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 20
  21. 21. RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção KIT DE SOBREVIVÊNCIA – EM CASO DE FUGA OU EVACUAÇÃO • Alimentos não perecíveis para um mínimo de 3 dias; • Rádio portátil e pilhas de reposição; • Lanterna e pilhas de reposição; • Agasalhos; • Medicamentos essenciais; • Água engarrafada; • Cópia das chaves importantes; • Lista de contactos úteis; • Documentos importantes. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 21
  22. 22. RISCOS – Recomendações Gerais de Prevenção KIT DE PRIMEIROS SOCORROS – UM EXEMPLO • Desinfetante antisséptico para feridas ou cortes (Betadine); • Soro fisiológico para os olhos; • Pomada com ação antibacteriana para aplicação na pele; • Vaselina esterilizada para aplicar em queimaduras; • Pensos rápidos sortidos com diversos tamanhos; • Compressas para limpeza / desinfeção ou aplicação direta; • Ligaduras; •Saco de frio instantâneo; • Saco de calor instantâneo; • Cotonetes; • Rolo de adesivo antialérgico; • Luvas de látex; • Uma pinça; • Uma tesoura pequena; • Termómetro; •Alfinetes-de-ama; Acrescente os medicamentos que já é de seu hábito utilizar. Associação Insular de Geografia I www.aigmadeira.com I geral@aigmadeira.com 16:07 H 22
  23. 23. PRODUÇÃO Associação Insular de Geografia - 2013 AUTORES Ilídio Sousa Marco Teles COLABORAÇÃO Uriel Abreu FOTOGRAFIAS Domingos Abreu Domingos Rodrigues Uriel Abreu Marco Teles Ilídio Sousa … Projeto: Educação para a Segurança e Prevenção de Riscos Riscos Naturais: Conceitos Básicos

×