Teoria da Deriva Continental

Criado Por: Celeste Mudema nº 8 7º C
ÍNDICE:
● Teoria da deriva continental;
● Conceição mobilista conceição fixista;
● Argumentos (4) de Alfred Wegener que ap...
Teoria da deriva continental
Em 1915, Alfred Wegener, meteorologista
alemão, avançou com a proposta de uma
teoria que prec...
Argumentos morfológicos
Por pressupor o movimento de massas continentais, integra.
se numa conceção mobilista da dinâmica ...
Argumentos (4) de Alfred Wegener que
apoiaram a teoria da Deriva Continental
Evidências
paleontológicas
contribuíram també...
Argumentos litológicos
À semelhança do que verificou para o registo fóssil,
wegener encontrou correspondências entre as ro...
Conceção Mobilista Conceção
Fixista
A formação inicial de Alfred Wegener foi feita
pela astronomia, concluindo um doutoram...
Tornou a viajar para a Groenlândia de novo de 1912 a 1913.
Em 1912 foi recrutado para o exército alemão, sendo mais
tarde ...
Mecanismo responsável pela
movimentação dos continentes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teoria da deriva continental Apresentaçao

391 visualizações

Publicada em

Teoria da Deriva Continental

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
391
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria da deriva continental Apresentaçao

  1. 1. Teoria da Deriva Continental Criado Por: Celeste Mudema nº 8 7º C
  2. 2. ÍNDICE: ● Teoria da deriva continental; ● Conceição mobilista conceição fixista; ● Argumentos (4) de Alfred Wegener que apoiaram a teoria da Deriva Continental; ● Mecanismo responsável continentes; pela movimentação dos
  3. 3. Teoria da deriva continental Em 1915, Alfred Wegener, meteorologista alemão, avançou com a proposta de uma teoria que preconizava que os continentes, atualmente separados por vastas extensões de água, se tinham encontrado unidos no passado, formando um único continente. Segundo o autor, esse continente ter-se-ia fragmentado e as diferentes partes ter-seiam deslocado até à posição de hoje ocupam. Esta teoria ficou conhecida como Teoria da Deriva Continental.
  4. 4. Argumentos morfológicos Por pressupor o movimento de massas continentais, integra. se numa conceção mobilista da dinâmica terrestre. Alfred Wegener constatou que as margens atlânticas da América do Sul e da África se ajustavam, à semelhança de um puzzle. Na sequência desta constatação, Wegener alargou o seu estudo aos restantes continentes, tendo verificado que, de modo semelhante, eles também se ajustavam.
  5. 5. Argumentos (4) de Alfred Wegener que apoiaram a teoria da Deriva Continental Evidências paleontológicas contribuíram também para a Teoria de Deriva dos continentes. No estudo da fauna e flora continental anteriores ao Mesozoico, foram encontradas grandes semelhanças no registo fóssil da América do Norte e da Europa, da América do Sul e da África e por fim da Austrália. A constatação da distribuição destas espécies fósseis, em continentes que esses seres vivos habitaram a Terra, aqueles continentes estivessem reunidos num único.
  6. 6. Argumentos litológicos À semelhança do que verificou para o registo fóssil, wegener encontrou correspondências entre as rochas existentes de um e outro lado do Oceano Atlântico. Esta correspondência litológica verifica-se em termos de idade e tipos de rochas, depósitos minerais, camadas de carvão e estruturas geológicas.
  7. 7. Conceção Mobilista Conceção Fixista A formação inicial de Alfred Wegener foi feita pela astronomia, concluindo um doutoramento em 1904 na Universidade de Berlim. Contudo, sempre teve interesse pela geofísica e tornou-se também interessado nos campos emergentes da meteorologia e climatologia. Alfred Wegener casou-se com a filha de um famoso meteorologista, Wladimir Köppen. Na área da meteorologia, Wegener foi pioneiro na utilização de balões meteorológicos no estudo das massas de ar. Em 1906 Wegener fez parte de uma expedição à Groenlândia com o objetivo de estudar a circulação das massas de ar polar. Quando regressou da expedição com milhões de anos de história, aceitou um lugar de tutor na Universidade de Marburg.
  8. 8. Tornou a viajar para a Groenlândia de novo de 1912 a 1913. Em 1912 foi recrutado para o exército alemão, sendo mais tarde dispensado de combater por ter sido ferido, servindo durante o resto da guerra nos serviços meteorológicos do exército. Após a guerra, Wegener regressou a Marburg, mas em 1924 aceitou um lugar de professor de meteorologia e geofísica na Universidade Austríaca de Graz. A sua última expedição à Groenlândia ocorreu em 1930. Nela, ao regressar de uma expedição de salvamento que levou alimentos a um grupo de seus colegas acampados num local remoto, morreu de hipotermia um dia ou dois após o seu quinquagésimo aniversário.
  9. 9. Mecanismo responsável pela movimentação dos continentes

×