O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Carregando em…3
×
1 de 24

A Análise de Conteúdo em Plataformas de Interação Online: Aplicação Comparativa entre Twitter e Facebook - Intercom Região Sul 2016

0

Compartilhar

Baixar para ler offline


Trabalho apresentado no XVII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul, em 26 de maio de 2016.

Livros relacionados

Gratuito durante 30 dias do Scribd

Ver tudo

A Análise de Conteúdo em Plataformas de Interação Online: Aplicação Comparativa entre Twitter e Facebook - Intercom Região Sul 2016

  1. 1. A Análise de Conteúdo em Plataformas de Interação Online: Aplicação Comparativa entre Twitter e Facebook Carlos Eduardo de J. Fernandes (Kadu Fernandiz) Lucina Reitenbach Viana FAE Centro Universitário
  2. 2. Calma! Vamos por partes.
  3. 3. Pluralidade de manifestações discursivas Entendimento da forma de aplicação dos processos de investigação de práticas comunicacionais Novos contornos da Análise de Conteúdo em virtude das possibilidades da disponibilidade técnica de dados (TIC) Cenário
  4. 4. De que forma a análise de conteúdo pode ser aplicada no cenário midiático fragmentado contemporâneo? O Problema
  5. 5. Qual a contribuição deste trabalho?
  6. 6. Objetivo Geral Entender de que forma a análise de conteúdo como método suporta o trabalho de campo desenvolvido em pesquisa empíricas nas quais se pretende avaliar práticas sociais estabelecidas através de enunciações em plataformas de interação online.
  7. 7. • Entender a reconfiguração do método da Análise de Conteúdo a partir de sua utilização em universos alocados no ciberespaço; • Avaliar seus procedimentos frente à dinamicidade do universo pesquisado; • Produzir estudo de aplicação do método em plataformas de interação online distintas notadamente, comparar a utilização e práticas do método quando o universo se localiza no Facebook e no Twitter. Objetivos Específicos
  8. 8. Análise de Conteúdo
  9. 9. Metodologia
  10. 10. Metodologia a) Tipo de pesquisa - Explicativa - Experimental b) Fonte de coleta de dados c) Instrumento e técnicas de coleta de dados d) População e critérios de eleição da amostra
  11. 11. Netnografia?
  12. 12. Sim! Netnografia. O termo Netnografia é originado da transposição dos estudos etnográficos para o contexto do ciberespaço, considerando suas peculiaridades e também limitações.
  13. 13. Estágios da Pesquisa
  14. 14. 1. Estruturação do objeto de pesquisa Jovem Nerd, eu e Azaghal :) Campus Party Brasil Janeiro de 2010
  15. 15. Como suporte a esta verificação, utilizamos os quatro procedimentos de validação, apresentados por Kozinets (1998,p. 9): Indivíduos que estejam familiarizados entre si; Comunicações que sejam especificamente identificadas e não-anônimas; Linguagem específica do grupo, símbolos e normas; Manutenção e fiscalização das fronteiras entre dentro e fora do grupo; 2. Validação dos observáveis
  16. 16. 3. Entreé Cultural
  17. 17. 4. Coleta de dados
  18. 18. 59 postagens74 postagens 5. Análise dos dados coletados
  19. 19. 5.1. Análise dos dados coletados no Twitter
  20. 20. 5.1. Análise dos dados coletados no Twitter
  21. 21. 5.2. Análise dos dados coletados no Facebook
  22. 22. 5.2. Análise dos dados coletados no Facebook
  23. 23. Considerações finais • Diferenças identificadas na interação: Twitter e Facebook; •Aplicabilidade da metodologia de Análise de Conteúdo e afirmação de sua implementação nas plataformas de interação online; •Validação da entrada a campo através dos instrumentos da Netnografia; •Possibilidade de aplicação da metodologia em outros ambientes de interação online; •Abertura de novas frentes de pesquisa acerca desta temática.
  24. 24. Valeu! ;) ola@kadufernandiz.com kadufernandiz.com /kadufernandiz @kadufernandiz Kadu Fernandiz

×