artigo_02_2008

871 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no II Simpósio de Cibercultura - 2008

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
871
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

artigo_02_2008

  1. 1. <ul><li> </li></ul>O BLOGUEIRO E A COMPETÊNCIA COMUNICATIVA Uma experiência amadora   Autora: Profa. Ms. Maria Cecília Arena Lopes Barto [email_address] ou [email_address]  
  2. 2. E.E. CONSELHEIRO CRISPINIANO Avenida Arminda de Lima, 57 - Vila Progresso – Cep 07095-010 - Tel: 6409 0800 Email: E005824A@see.sp.gov.br O BLOGUEIRO E A COMPETÊNCIA COMUNICATIVA Uma experiência amadora   SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE ENSINO DA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE SÃO PAULO DIRETORIA DE ENSINO DE GUARULHOS - SUL
  3. 3. Momentos importantes
  4. 4. <ul><li>Resumo </li></ul><ul><li>Este estudo traz os resultados de um projeto piloto envolvendo três instituições de ensino e três públicos-alvo diferentes no primeiro semestre de 2007. Com a finalidade de interagir com alunos do ensino médio da rede pública, os alunos de duas instituições de ensino superior criaram blogs sobre o tema “Aquecimento global e a Matemática”. A experiência revelou as dificuldades relacionadas à criação, atualização, devolução das idéias, comunicação e à compreensão dos objetivos da atividade. A criação dos blogs serviu para que os alunos do curso de licenciatura em matemática refletissem sobre o aproveitamento das novas tecnologias no ensino e aprendizagem de matemática e ainda que, somente boa vontade e conhecimento matemático não são suficientes para o sucesso da mídia à distância. A internet abre novas possibilidades de interação e crescimento pessoal. É uma forma de cultura e, portanto, integra o currículo. Estudar como aproveitá-la, de modo didático e enriquecedor, é uma obrigação de todos os segmentos ligados à educação. O estudo revela a dificuldade que professores de matemática enfrentam, ao utilizarem estratégias que não, necessariamente, abordam os mesmos conteúdos trabalhados em sala de aula e a necessidade do conhecimento das novas formas de comunicação e seus significados. Qualquer tipo de sedução exige um método, estudo do cenário, enfim uma preparação para encantar. </li></ul><ul><li> </li></ul>O BLOGUEIRO E A COMPETÊNCIA COMUNICATIVA Uma experiência amadora  
  5. 5. <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>No início do ano de 2007, uma docente de matemática resolveu articular uma atividade envolvendo três públicos-alvo: alunos das 1ªs séries A, B, C, D, E do Ensino Médio da E. E. Conselheiro Crispiniano; alunos do 5º semestre do curso de Licenciatura em Matemática da Universidade de Mogi das Cruzes e alunos dos três primeiros semestres do curso Superior de Tecnologia Gráfica do SENAI/SP. O público alvo foi escolhido, convenientemente, por tratar-se de alunos da própria docente. Utilizando como tema disparador o aquecimento global, os universitários criaram blogs que objetivavam, além de despertar o interesse dos visitantes pelo tema, discutir alguns conteúdos matemáticos relacionados. A ferramenta blog foi escolhida por ser de fácil elaboração e não exigir conhecimentos de web-design. Os resultados foram encantadores do ponto de vista da comunicação, mas a docente enfrentou muita pressão dos alunos, por não verem nos blogs o mesmo conteúdo matemático visto em sala de aula. O relato apresenta as características de cada público envolvido, as estratégias utilizadas pela docente, reação dos envolvidos e as considerações sobre o projeto. </li></ul><ul><li> </li></ul>O BLOGUEIRO E A COMPETÊNCIA COMUNICATIVA Uma experiência amadora
  6. 6. <ul><li>As identidades </li></ul><ul><li>  A Escola Estadual Conselheiro Crispiniano é uma das principais escolas do município de Guarulhos, tem um site desenvolvido por um de seus alunos ( www.conselheirocrispiniano.com.br ) e cerca de 2.200 alunos oriundos de todos os bairros do município. Os alunos não freqüentam o laboratório de informática por falta de monitores que possam acompanhá-los. </li></ul><ul><li> </li></ul>O BLOGUEIRO E A COMPETÊNCIA COMUNICATIVA Uma experiência amadora
  7. 7. <ul><li>As identidades </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li> </li></ul>A idéia Elaboração de blogs sobre o tema Aquecimento Global, objetivando interagir os três públicos-alvo, de tal forma que, as discussões convergissem para assuntos matemáticos.
  8. 8. <ul><li>A primeira fase foi estruturada por discussões em torno de um texto veiculado livremente pela internet “Como será a vida em 2070”. Em cada nível de ensino as discussões foram mediadas de forma diferente, porém o resultado foi muito parecido. Os alunos do ensino médio fizeram muitos questionamentos e a docente preparou o cenário para a segunda fase. </li></ul>As estratégias
  9. 9. As estratégias
  10. 10. <ul><li>segunda fase : a exibição do documentário de All Gore “Uma verdade inconveniente” sobre o Aquecimento Global. Os três públicos-alvo assistiram o documentário nas instituições escolares e, cada um, preparou perguntas sobre as próprias curiosidades. Após todo este processo de sensibilização e discussão, sobre a análise das informações numéricas contidas no documentário, iniciou-se a terceira fase : a criação dos blogs. </li></ul>As estratégias
  11. 11. As estratégias
  12. 12. <ul><li>Os alunos de licenciatura deveriam criar blogs que além de tratar sobre o tema, trouxessem curiosidades matemáticas. Os alunos de tecnologia gráfica deveriam tratar sobre o tema e apresentar informações da área gráfica. Para os alunos do ensino médio , a professora disse que pesquisou na internet e encontrou alguns blogs interessantes sobre o tema. Como tarefa, disponibilizou a lista dos blogs e disse que estava cadastrada em todos eles como usuária e cabia aos alunos entrarem nos blogs e participarem. </li></ul>As estratégias
  13. 13. <ul><li>A princípio, a tarefa causou um grande tumulto, pois a maioria não tinha acesso à internet, mas depois foram participando em grupo. A docente acompanhava semanalmente as interações e, quando necessário, fazia mediações. </li></ul><ul><li>Os alunos não sabiam que os autores dos blogs eram alunos da mesma professora. Este fato foi de fundamental importância, pois os adolescentes sentiam total liberdade para comentar sobre os blogs visitados. </li></ul><ul><li>A atividade foi toda desenvolvida via internet. Alunos e professora trocavam e-mails sobre os assuntos que fossem necessários. Na sala de aula, não se podia falar sobre a atividade, pois as trocas de informações deveriam ser via rede. </li></ul>As estratégias
  14. 14. <ul><li>Foram elaborados 38 blogs e os alunos receberam as instruções: </li></ul><ul><li>Esta fase pode ser feita em grupos de, no máximo, 4 elementos. </li></ul><ul><li>A partir desse final de semana, vocês visitarão os blogs acima, participarão das discussões enviando comentários e avaliando os blogs. </li></ul><ul><li>Deverá ser entregue em 26 de abril, um relatório constando a data, o horário, o endereço do blog visitado, o tema que foi comentado, a sua opinião sobre o blog e o que foi respondido pelos integrantes do blog, se for o caso. </li></ul><ul><li>Caso tenham dúvidas, entrem em contato pelo e-mail [email_address] . Os relatórios poderão ser entregues via e-mail, mas a data precisa ser respeitada e conter todos os dados do grupo, inclusive a série. Peça para que eu confirme o recebimento do e-mail, pois caso contrário, não aceitarei reclamações de que o relatório foi enviado e não foi avaliado. </li></ul><ul><li>Participem dos blogs com perguntas e troca de informações. Não se esqueçam que eu também participarei dos blogs e confirmarei os dados dos relatórios. </li></ul>As estratégias
  15. 15. <ul><li>A reação do público-alvo </li></ul><ul><li>Ensino Médio: Os alunos utilizaram os blogs como forma de pesquisa e não como troca de informações. Deixavam perguntas e esperavam as respostas. Reclamavam sobre a demora das respostas. </li></ul><ul><li>[Thais Lira (1ºD)] [thaislmsp_gru@hotmail.com] 21/06/2007 16:19 Olá pessoal estou com duvida nesse exercício será que alguém poderia me ajudar? Um professor dispunha de 144 doces para dividir igualmente entre os alunos de sua classe. Como no dia da distribuição faltaram 12 alunos, ele dividiu os 144 doces igualmente entre os presentes, cabendo a cada aluno um doce a mais. Quantos alunos estavam presentes no dia da distribuição? Aguardo resposta. </li></ul><ul><li>Exemplo de perguntas – blog matematica-vida_zip.net </li></ul>As reações
  16. 16. <ul><li>Os blogs da turma de licenciatura traziam joguinhos e curiosidades matemáticas, entretanto, os alunos não se empolgaram e quase não participaram. Embora a linguagem dos blogs, da turma de licenciatura, tenha sido preparada especialmente para os adolescentes, não fez tanto sucesso quanto os blogs elaborados pelos alunos da área gráfica, que não tiveram qualquer tipo de preocupação didática. Os temas sobre a área gráfica e a linguagem descontraída dos blogs, atraíram os adolescentes do ensino médio. </li></ul>As reações
  17. 17. <ul><li>A Licenciatura: Os alunos alimentavam os blogs toda segunda-feira durante as aulas de projeto de ensino. Para os futuros professores, o blog era uma tarefa muito estressante, pois sentiam uma necessidade muito grande em agradar os adolescentes e isto não acontecia. Por mais que pesquisassem atividades que considerassem interessantes para postarem nos blogs, o interesse foi quase nulo. A experiência foi válida para eles, como aprendizado de uma ferramenta tecnológica pouco utilizada por professores de matemática. </li></ul>As reações
  18. 18. <ul><li>O exemplo, a seguir, revela a preocupação dos alunos de licenciatura em interagir, matematicamente, com os alunos do ensino médio. Os futuros professores estavam preocupados em postar conteúdos que fossem de interesse dos alunos, mas......... </li></ul><ul><li>Terça-feira, 27 de Março de 2007 </li></ul><ul><li>Enquete Qual assunto você gostaria de ver em um blog de matemática? E, como você gostaria que ele fosse abordado? Deixe-nos seu comentário dando a sua opinião.POSTADO POR MATEMÁTICA ALTERNATIVA ÀS 13:07 18 COMENTÁRIOS     </li></ul><ul><li>Resposta campeã: Resoluções dos exercícios do livro de matemática </li></ul><ul><li>Exemplo do blog matematicalternativa_blogspot </li></ul><ul><li>  </li></ul>O desenvolvimento
  19. 19. <ul><li>[Cecilia][ceci_lia@uol.com.br] O que estamos fazendo é importante. Esta interação é o primeiro passo. Vamos ficar só nesse blá, blá, blá? Onde vocês estudam existe alguma maneira de levar a alfabetização ecológica para as pessoas? Vamos ficar só trocando comentários via internet? Pelo que pesquisei, vocês todos que interagem nesse blog, pertencem a instituições de ensino grandes e poderosas. Vocês não acham que tem poder para obrigar essas instituições a tomar alguma atitude? É só lançar a idéia, fundamentada em conhecimento, fazer pressão mobilizando todos os alunos. Queridos, nenhuma instituição de ensino resiste à pressão de seus alunos para participar de projetos que envolvam a melhoria da comunidade, do país ou do mundo. Leiam sobre a diferença entre poder e liderança. O líder fundamentado em seus conhecimentos sobre o assunto, movimenta as massas e consegue o quer. Vai depender de vocês. 28/05/2007 20:15 </li></ul><ul><li>574 visitantes até 24/06/07 - Tela do matglobal.zip.net </li></ul><ul><li>  </li></ul>As intervenções A docente deixava alguns comentários provocadores quando percebia que faltavam mais discussões entre os visitantes
  20. 20. <ul><li>...somente após utilizar artifícios que chamaram a atenção dos visitantes, conseguiram a adesão desejada! </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  28/02/2007 Olá sejam bem vindos ao Blog da Josi e Michele do projeto de ensino V da UMC! Escrito por josicamp23 às 15h41 </li></ul><ul><li>  </li></ul>O apelo comunicativo
  21. 21. <ul><li>[Livia] O protocolo de Kioto deve ser aceito pelos EUA como uma salvação, não como um inimigo. 27/05/2007 18:23 </li></ul><ul><li>[jose fernando angeli] vcs tem algum tipo de projeto que faça com que o ser humano se preocupe com o meio ambiente ou seja façam a parte deles 19/05/2007 20:24 </li></ul>As reações após o encantamento
  22. 22. <ul><li>[raphael ] [http://jm.projeto.zip.net] Com o derretimento das camadas de gelo, o mar pode subir até cinco metros no verão no Pólo Norte! 11/05/2007 14:20 </li></ul><ul><li>[josé arlindo] [www.vibeflog.com/prizig] ] eu acho que o maior cupado de tudo isso é principalmente os e.u.a que é o que mais polui o meio ambiente e se eles continuarem vai agravar cada vez mais a situação. 26/04/2007 14:23 </li></ul><ul><li>Tela do grupo jm_projeto_zip_net </li></ul><ul><li>  </li></ul>As reações após o encantamento
  23. 23. <ul><li>Os Tecnólogos: Os alunos fizeram os blogs fora do horário de aula e houve intensa interação entre eles e os alunos do ensino médio. Por iniciativa própria, começaram a alimentar os blogs com informações pertinentes à área gráfica e outras que julgassem interessantes. Os alunos do ensino médio sentiram forte identificação com os blogs e os alunos do curso superior ficaram surpresos com o conteúdo das perguntas e o interesse dos alunos da rede pública. Para os tecnólogos, o blog era quase uma brincadeira. Um ponto desfavorável foi quanto à falta de tempo para as atualizações e acompanhamento mais detalhado das discussões. Outro ponto negativo foi relativo à falta de entendimento, sobre a vantagem em trabalhar conteúdos que envolvam conhecimentos matemáticos de modo diferente do convencional. </li></ul>As reações dos Tecnólogos
  24. 24. Exemplo de um blog dos tecnólogos
  25. 25. <ul><li>“ Ao atualizarmos o blog semanalmente, temos uma visualização do número de visitas e dos recados deixados pelos visitantes. Isso funciona como termômetro e bússola para guiarmos os assuntos de uma maneira atraente. Podemos destacar como a principal falha do projeto a falta de conhecimento por parte dos licenciandos na montagem e formatação de um blog”. </li></ul><ul><li>Grupo matematicalternativa.blogspot.com </li></ul><ul><li>  </li></ul>Comentários da licenciatura
  26. 26. <ul><li>“ O método de avaliação do projeto, em primeiro momento, foi verificar o retorno através dos comentários e, de fato, tivemos uma base do grau de interesse do público que acessou o blog, em segundo lugar no próprio blog tínhamos um link de votação “dê uma nota para o meu blog” em que a média das notas foi 8,2 (oito vírgula dois)”. </li></ul><ul><li>Grupo jm.Projeto.Zip.Net </li></ul><ul><li>  </li></ul>Comentários da licenciatura
  27. 27. <ul><li>Para os alunos do curso superior de tecnologia, toda informação matemática, que era colocada nos blogs da licenciatura, era sempre bem vinda e apreciada. O encantamento esperado dos alunos do ensino médio, na realidade ocorreu com os alunos do ensino superior de tecnologia. Apesar da troca de experiências, os futuros professores sentiram quase que um desencanto por não seduzirem os adolescentes. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Os Tecnólogos
  28. 28. <ul><li>Charada Três amigos foram comer num restaurante e no final a conta deu R$30,00. Fizeram o seguinte: cada um deu dez reais. O garçom levou o dinheiro até o caixa e o dono d o restaurante disse o seguinte: - &quot;Esses três são clientes antigos do restaurante, então vou devolver R$ 5,00 para eles&quot;... E entregou ao garçom cinco notas de R$ 1,00. O garçom, muito esperto, fez o seguinte: pegou R$ 2,00 para ele e deu R$1,00 para cada um dos amigos. No final cada um de nós pago u o seguinte: R$ 10,00 - R$ 1, 00 que foi devolvido = R$ 9,00. Logo, se cada um de nós gastou R$ 9,00, o que nós três gastamos juntos, foi R$ 27,00. E se o garçom pegou R$ 2,00 para ele, temos: Nós: R$ 27,00 Garçom: R$ 2,00 TOTAL: R$ 29,00 Pergunta-se: onde foi parar o outro R$ 1,00 ??? </li></ul><ul><li>POSTADO POR MATEMÁTICA ALTERNATIVA ÀS 17:31 11 COMENTÁRIOS       </li></ul><ul><li>11 Comentários - Fechar esta janela Ir para formulário de comentário </li></ul><ul><li>  </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  29. 29. <ul><li>Esta charada foi comentada muito tempo entre todos os alunos. Muitas versões para explicar e muitos pedidos para que a professora o fizesse. Seguem algumas postagens: </li></ul><ul><li>  wesley disse... </li></ul><ul><li>essa charada é muito boa eu gostei muito desse blog mas como não sou muito bom ne matematica não consegui descubrir nada. minha nota é 9.0 wesley 1°C - 11 de Maio de 2007 09:39 </li></ul><ul><li>julio disse... </li></ul><ul><li>esse foi um otimo texte de raciocinio para as pessoa,mas como a matematica enche as pessoas de duvidas onde ficou o outro 1???? - 11 de Maio de 2007 10:36 </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  30. 30. <ul><li>Leandro disse... </li></ul><ul><li>Eu acredito que seja assim: a conta tinha dado 30 porem, com o desconto deu 25 portanto 25 mais 3 dos clientes e mais 2 do garçon 30 sendo que o que pode ter acontecido e ter invertido a conta a ponto de ter dado essa confusão, axu que eh isso pq sou mto ruim de matemática. Ahauhauha </li></ul><ul><li>nota 10 o blog. 12 de Maio de 2007 12:08 </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  31. 31. <ul><li>Lucas disse... Pelas minhas contas, cada cliente deu 8,33, pois foi 30 reais a conta - 5, </li></ul><ul><li>deu 25, dividido entre eles, </li></ul><ul><li>deu 8,33 pra cada 8,33 - q cada um deu X3 - nº de clientes 25 - total da conta +5 - desconto 30 - total s/ desconto -2 - do garçon 28 - total s/ o garçon </li></ul><ul><li>  </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  32. 32. <ul><li>14 de Maio de 2007 20:39 andreza_bn disse... Nossa essa foi boa.....mas ficou difícil....como agora tenho o tempo contado, não posso responder. Vou escrever e tento responder depois, mas adorei a charada!!!!!!!!!!! 20 de Maio de 2007 10:17 andreza_bn disse... </li></ul><ul><li>R$ 30,00 </li></ul><ul><li>R$ 5,00 - (desconto) R$ 25,00 + R$ 3,00 (devolvido pelo garçon) R$ 28,00 R4 2,00 + (garçon) R$ 30,00 (não está faltando nada) </li></ul><ul><li>21 de Maio de 2007 07:34 </li></ul><ul><li>  </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  33. 33. <ul><li>Matemática Alternativa disse... </li></ul><ul><li>Parabéns, andreza. é isso aí. Está correto!!!!!!!!!! </li></ul><ul><li>21 de Maio de 2007 16:27 </li></ul><ul><li>Alexandre disse... </li></ul><ul><li>Legal o blog... Gosto desses problemas para serem resolvidos... Divulguem mais, estarei passando sempre por aqui para ver mais problemas!! </li></ul><ul><li>27 de Maio de 2007 12:40 </li></ul><ul><li>  </li></ul>O que ainda faz sucesso....
  34. 34. <ul><li>O encantamento esperado dos alunos do ensino médio, na realidade ocorreu com os alunos do ensino superior de tecnologia. Apesar da troca de experiências, os futuros professores sentiram quase que um desencanto por não seduzirem os adolescentes. O problema é que não percebemos rapidamente os progressos durante o processo educativo. Na verdade, os blogs fizeram muito sucesso. Se os blogueiros fizessem a análise depois de um tempo, após um período de descanso da atividade, perceberiam a riqueza dos blogs e o quanto encantaram os alunos da escola pública. Basta analisarmos os comentários postados. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Considerações Finais
  35. 35. <ul><li>O maior problema enfrentado pela docente foi tentar explicar que a atividade propiciava pesquisas e discussões que contemplariam as competências matemáticas desejáveis em cada nível de ensino. Pais, professores e alunos precisam saber que se aprende a aprender matemática por vários caminhos e não somente por conteúdos específicos de cada série. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Considerações Finais
  36. 36. <ul><li>Os alunos, de modo geral, acreditam que um trabalho envolvendo matemática, não necessita de conhecimentos que envolvam outras áreas de conhecimento como, por exemplo: Filosofia, Química, Física, Artes, Língua Portuguesa, Metodologia de Pesquisa, etc. Por outro lado, os professores também não sentem segurança para trabalharem atividades como o blog, pois os assuntos não são totalmente pré-determinados e dependem das interações que ocorrem durante o processo. Isto ainda assusta a maioria, mas esta experiência mostrou que é possível, é agradável e até mesmo necessário. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Considerações Finais
  37. 37. <ul><li>O currículo engaja as necessidades sociais e cabe aos professores a incansável tarefa de perseguir o novo, aceitar o currículo oculto e humildade para reconhecer que não acompanha as inovações com a mesma velocidade que os seus alunos. Uma saída talvez seja aprender com eles o uso das ferramentas e quais as suas preferências. A sedução depende da admiração que sentimos por objetos ou pessoas. Como admirar um professor desatualizado? Como ensinar a aprender se não se é capaz de fazê-lo? Este é o grande desafio de todos os professores, principalmente, da rede pública. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Considerações Finais
  38. 38. <ul><li>A experiência amadora revelou que a linguagem utilizada no blog é muito importante para seduzir o público-alvo desejado. Estudos que envolvam as novas formas de comunicação e seus significados são de extrema importância para o sucesso de qualquer projeto educacional não presencial. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Considerações Finais
  39. 39. <ul><li>FREITAS, Luiz Carlos de. Crítica da organização do trabalho pedagógico e da didática . Campinas: Papirus, 1995. </li></ul><ul><li>GALLO, Silvio [et. all.]. Linguagens, espaços e tempos no ensinar e aprender . Rio de Janeiro: DP &A, 2000. </li></ul><ul><li>HERNANDEZ; VENTURA. A organização do currículo por projetos de trabalho. Tradução: J. H. R. 5ª Ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998. </li></ul><ul><li>MASETTO, Marcos Tarciso. Didática: a aula como centro. São Paulo: FTD, 1997. MARRAS, Jean Pierre. Administração de recursos humanos : do operacional ao estratégico. São Paulo: Futura, 2000. </li></ul><ul><li>MOREIRA, Antonio Flávio B. Currículo: Questões atuais . São Paulo: Papirus, 1997. </li></ul><ul><li>MORENO, Montserrat [et. all.]. Temas transversais em educação: bases para uma formação integral . São Paulo: Ática, 1998. </li></ul><ul><li>MORETTO, Vasco P. Construtivismo, a produção do conhecimento em aula. 3. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. </li></ul><ul><li>PERRENOUD, P. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens . Porto Alegre: Artmédia,1999. </li></ul><ul><li>PINHEIRO, Maria Eveline. &quot;A ação coletiva como referencial para a organização do trabalho pedagógico.&quot; In: VEIGA, Ilma P. A. (org.). Escola: espaço do projeto político-pedagógico. Campinas: Papirus, 1998. </li></ul><ul><li>SILVA, Teresinha M. N. A construção do currículo na sala de aula: o professor como pesquisador. São Paulo: EPU, 1990. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Bibliografia consultada

×