Estórias e parábolas

4.100 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
318
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estórias e parábolas

  1. 1. Estórias e Parábolas CEBV
  2. 2. Estória ant. m.q. história; (1912) narrativa de cunho popular e tradicional; história (…) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa
  3. 3. Parábola narrativa alegórica que transmite uma mensagem indirecta, por meio de comparação ou analogia (…) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa
  4. 4. Alegoria texto filosófico escrito de maneira simbólica, servindo-se de imagens e narrativas com o intuito de apresentar tropologicamente ideias e concepções intelectuais (…) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (nota: parábola ≠ fábula ≠ apólogo)
  5. 5. Parábola ETIM gr. parabolḗ, ês comparação, aproximação; semelhança; discurso alegórico (…) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa
  6. 6. parabolḗ, ês parábola palabra parole palavra
  7. 7. A linguagem tem um conjunto de fases de execução desde o momento em que se toma a decisão de dizer e o momento em que o ouvinte compreende a mensagem:
  8. 8. Produção Fase 1 (Sistema Nervoso Central) - decisão de transmitir uma mensagem - codificação linguística do pensamento - planeamento da sua execução Fase 2 (Sistema Nervoso Periférico) - execução do planeamento através de mecanismo de produção de fala
  9. 9. Recepção Fase 3 (Sistema Nervoso Periférico) - o sinal de fala é captado pelo ouvido. - o sinal de fala é transformado em sinal nervoso pela cóclea. - o sinal nervoso é conduzido até às zonas específicas da audição pelo nervo auditivo Fase 4 (Sistema Nervoso Central) - O sinal de fala, já transformado em sinal nervoso, é conduzido às zonas específicas da linguagem onde é descodificado
  10. 10. Esquematicamente:
  11. 11. Linguagem Representação signo significado “ … toda a representação trata de figurar, através de um elemento representante, a presença de um ausente, entendido como elemento representado.” (Carlos Reis)
  12. 12. “Para os Espíritos, principalmente para os Espíritos superiores, a ideia é tudo, a forma não é nada. Livres da matéria, a sua linguagem é rápida como o pensamento, pois é o próprio pensamento que entre eles se comunica sem intermediários. Devem, portanto, sentir-se mal quando são obrigados, ao se comunicarem connosco, a se servirem das formas demoradas e embaraçosas da linguagem humana e sobretudo de sua insuficiência e imperfeição, para exprimirem todas as suas ideias.” LE, Introdução, item XIII .
  13. 13. “(…) os Espíritos não têm necessidade de vestir os seus pensamentos com palavras. Eles os percebem e os transmitem naturalmente entre si. Os seres encarnados, pelo contrário, só podem comunicar-se pelo pensamento traduzido em palavras. Enquanto a letra, a palavra, o substantivo, o verbo, a frase, enfim, vos são necessários para a percepção, mesmo mental, nenhuma forma visível ou tangível é necessária para nós.” Erasto e Timóteo, in LM, II, item 225
  14. 14. “Aproximando-se de Jesus, os discípulos disseram-lhe: «Por que lhes falas em parábolas?» Respondendo, disse-lhes: «A vós é dado conhecer os mistérios do Reino do Céu, mas a eles não lhes é dado. Pois, àquele que tem, ser-lhe-á dado e terá em abundância; mas àquele que não tem, mesmo o que tem lhe será tirado. É por isso que lhes falo em parábolas: pois vêem, sem ver, e ouvem, sem ouvir nem compreender. Cumpre-se neles a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis; e, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo tornou-se duro, e duros também os seus ouvidos; fecharam os olhos, não fossem ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, compreender com o coração, e converter-se, para Eu os curar. Quanto a vós, ditosos os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Em verdade vos digo: Muitos profetas e justos desejaram ver o que estais a ver, e não viram, e ouvir o que estais a ouvir, e não ouviram.” Mateus, 13: 10-17
  15. 15. “Disse-vos isto em parábolas, mas vai chegar a hora em que não vos falarei mais em parábolas: Falar- vos-ei abertamente acerca do Pai.” João, 16: 25
  16. 16. Algumas parábolas de Cristo O semeador O joio entre o trigo O Grão de mostarda O tesouro no campo A rede de pesca A ovelha perdida O servo cruel Os trabalhadores da vinha Os dois filhos Os vinhateiros homicidas A boda do filho do Rei As dez virgens Os dois devedores O bom samaritano Parábola sobre a oração O rico insensato O grande banquete O filho pródigo A moeda perdida O administrador infiel O rico avarento O juiz iníquo O fariseu e o publicano As moedas de ouro O Bom Pastor Alegoria da videira
  17. 17. Alegoria da videira Eu sou a videira verdadeira e Meu Pai é o agricultor. Toda  vara em Mim que não dá fruto, Ele corta-a; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos devido à palavra que vos tenho dirigido. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara não pode dar fruto por si mesma se não estiver na videira, assim acontecerá convosco, se não estiverdes em Mim. Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem está em Mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer. Quem não está em mim será lançado fora, como a vara, e secará; tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas. Se vós estiverdes em Mim, e as Minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e ser-vos-á concedido. Dando vós o fruto, Meu Pai é glorificado; e assim sereis meus discípulos. João, 15: 1-8

×