SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
Plágio e Referências bibliográficas
        Ana Roxo
      Rosário Duarte
          2010
Tenho 1 trabalho para fazer…


                                               Não
                                           encontro a
                         Copio o que       informação
                         está no site          que
                         na íntegra!         preciso!


                                                  Recolho
  Não sei o que                                 informação
  é para fazer!                                do 1ºsite que
                                                 encontro!




                                        Não sei onde
                                        encontrar a
                                        informação!
          Não sei que
          informação
          seleccionar!

                                                               2
Encontrar 1 equilíbrio entre a consulta de fontes bibliográficas e a
criação de ideias próprias:
Baseiam o trabalho na informação de outros autores de forma excessiva

Parafraseiam ou sumarizam a linguagem e ou informação de outros
autores de forma excessiva

Não citam as fontes de forma correcta

Dependem demasiado da ajuda de outras fontes

Apresentam trabalhos de pesquisa iguais ou idênticos em disciplinas
diferentes




                                                                        3
   Apresentar como seu um trabalho que se copia ou
    imita de outra pessoa
   A apropriação indevida da obra intelectual de outra
    pessoa (texto, fotografia, obra audiovisual, obra
    pictórica, etc.) sem dizer quem é o autor original

                         Formas de plágio
        Pedir a alguém que faça um trabalho
        Utilizar o trabalho de uma pessoa como se fosse seu
        Apresentar o mesmo trabalho em várias disciplinas
        Descarregar um trabalho da Web

                   Há 1 conjunto de softwares que detectam plágio:
                   Farejador de plágio, turnitin, etc.

                                                                     4
1. Reconhecer quando a
                      informação é necessária




   4. Saber usar a
informação de forma        Literato em          2. Saber onde localizar
                                                     a informação
        ética              informação




                         3. Saber avaliar a
                            informação          American Library Association




                                                                               5
Não fazer copiar/colar=não plagiar

Saber tirar apontamentos


Saber resumir um texto


Saber quando e como citar um autor


Saber argumentar


                                     6
É preciso …                     Não é preciso …

•   Palavras exactas do autor      Conhecimento comum
•   Quando se fazem                 (factos ou datas cujo
    paráfrases ou sumários          conteúdo pode ser
    de textos de outros             encontrado em várias
    autores                         fontes)
•   Um mapa, um gráfico            A análise ou crítica
    retirados de determinada        feita às ideias de
    fonte                           outras pessoas
•   A ideia de outra pessoa
    expressa por palavras
    nossas
                                                            7
   A tentação de citar em quase todas as frases = não ter pensado o
    suficiente sobre o assunto. Convém dispensar mais atenção ao tema
    para que possam surgir e serem desenvolvidas ideias próprias

   É importante ter em conta que não se deve fazer 1 colecção de
    fontes, de ideias e de factos. As citações devem ser apenas a base
    para que se desenvolvam ideias ou o suporte a uma
    conclusão/teoria expressa




   Sempre que se usa informação de outro autor, deve ser feito 1
    comentário tendo em conta que este deve ser maior do que a
    citação




                                                                         8
‣ Não se deve colocar a citação no final do parágrafo
  porque deixa o leitor na dúvida (a citação diz respeito
  à última frase do parágrafo, ao parágrafo todo ou a
  uma parte deste?)

‣ É importante que quem está a escrever revele
  objectivamente onde começa e onde acaba a
  informação da fonte que está a utilizar.


A melhor forma é utilizar expressões como Segundo Pedrosa
(…) ou Pedrosa sustenta que (…)



                                                            9
   Incluir o apelido do autor e o ano de publicação. Se for
    uma citação directa ou referência a uma passagem
    especifica do trabalho do autor deve-se acrescentar o
    número das páginas

   Se o nome do autor aparece no texto, deve ser seguido
    do ano de publicação entre parênteses
    ◦ Ex: Como refere Quivy e Campenhoudt (1992), uma
      boa pergunta de partida caracteriza-se por…
      Ex: É na discussão que o relatório ganha maior
      relevância (Carvalho, 2002)
      Ex: Nunes (2001 : 43-44)


                                                               10
Se forem vários autores:
         2 autores: (Santos e Almeida, 2007)
         3 autores: (Pereira, Santos e Almeida, 2006)
         Mais do que 3 autores: (Santos, et al., 2005)
Reproduções fiéis são colocadas entre aspas com o nº da página de onde foram
retiradas:
 Ex: “A introdução deve levar o leitor a concluir que a investigação é válida e
   que a hipótese que apresenta deve ser explorada”. (Carvalho, 2002 : 137)
Ou então:
 Como salienta Carvalho, “A introdução deve levar o leitor a concluir que a
   investigação é válida e que a hipótese que apresenta deve ser explorada”.
   (2002 : 137)
Quando se cita um autor a partir do texto de outro autor
Ex: Os novos movimentos no México dos anos 90”converteram-se em
mecanismos de legitimação de novas classes dirigentes” (Carrizo apud Massé,
1998 : 46)



                                                                                   11
   Idem = o mesmo – usa-se quando nos referimos ao
    mesmo autor
   Ibidem = no mesmo lugar/na mesma obra
   Op. Cit=citação anterior
   Apud = junto de/em – usa-se quando a citação está no
    texto de outro autor
   Cf. = conferir/confrontar/conforme (remete para outra
    obra)
   Vide = vede/veja – usa-se no sentido de “a exemplo de”
   Sic = tal e qual – usa-se quando é citada uma parte de
    um texto que contém incorrecções

Ex: “O presidente da república portuguesa, António Guterres [sic], foi
re-eleito presidente da Internacional Socialista.” (Moreira, 2002 : 33)




                                                                          12
   Citações até 3 linhas = integrar no texto, entre
    aspas
    ◦ Segundo Pedrosa (2008) “quem saboreia o prazer da leitura
      nunca está sozinho”.
   Mais do que 3 linhas = parágrafo à parte, recuado
    1cm em relação às margens esquerda e direita do
    texto, devendo o espaçamento das linhas ser
    menor ou colocado em itálico
    ◦ Pedrosa (2008) afirma, a propósito do tema da leitura,
      que….



                                                                  13
Sempre que se omite parte do texto original devem
ser colocadas reticências

Ex: Segundo Quivy e Campenhoudt (2002 : 76) “A
aprendizagem da técnica da entrevista exploratória
deve (…) passar pela (…) experiência concreta”. (…)
A melhor maneira de usar esta técnica é analisar as
primeiras entrevistas com alguns colegas (…)”




                                                      14
   Sempre que é preciso esclarecer o sentido da
    citação, essa explicação é colocada
    entre [ ]




                                                   15
   Num trabalho académico, é melhor manter a
    língua original porque a tradução pode pôr
    em causa o rigor da informação.
   Se for um trabalho destinado a um público
    diversificado, deve fazer-se a tradução
    colocando [tradução nossa]



        Em qualquer dos casos, a referência bibliográfica completa
        deve ser sempre colocada na Bibliografia, no final do
        trabalho.

                                                                     16
   As referências bibliográficas colocadas no final do
    trabalho (Bibliografia) permitem ao leitor identificar
    de forma inequívoca as fontes a que o autor
    recorreu.




                                                             17
   Existem muitos estilos de referências bibliográficas, mas os
    dados são sempre os mesmos. As variações ocorrem ao nível
    do local onde os elementos da referência são colocados e o
    modo como são escritos( por extenso ou abreviados)
   Para que uma referência seja perceptível ao leitor ela deve
    conter determinados elementos básicos:
    ◦ no caso de livros: autor, título, local, editor e data,
    ◦ no caso de uma publicação periódica: autor, título do artigo, título da
      revista, volume, n.º (issue) ano e páginas…


   Determinados estilos já comportam campos para identificar o
    DOI (Digital Object Identifier) e o URL.



                                                                                18
   Existem softwares de gestão bibliográfica disponíveis
    gratuitamente on-line a que é possível recorrer, destacamos:
    ◦ Zotero
    ◦ Mendeley
    ◦ EndNoteWeb (disponível mediante registo na plataforma de
      pesquisa Web of Knowledge, à qual todas as instituições de
      ensino superior têm acesso)
    ◦ CiteULike
    ◦ e outros ….

    Estes softwares guardam automaticamente as referências
    bibliográficas de material disponível on-line e todos têm a
    funcionalidade de introduzir referências manualmente,
    através de um formulário orientado.



                                                                   19
   Estes programas permitem inserir directamente no texto dos
    nossos trabalhos citações e referências bibliográficas criando
    automaticamente a Bibliografia.
   Todos eles têm possibilidade de integração com os
    processadores de texto Microsoft Word e OpenOffice, através
    de plug-ins (à excepção do CiteULike)

   Estes softwares disponibilizam inúmeras normas/estilos
    bibliográficos;
   O utilizador pode escolher o estilo que mais gosta mas deve
    mantê-lo ao longo de todo o trabalho.



                                                                     20
EndNoteWeb                      Mendeley                        CiteULike                          Zotero

                                  Permitem recolher, gerir e citar fontes bibliográficas


Acesso autorizado via Web     É um site colaborativo          CiteULike é um site             O Zotero é um software livre
of Knowlegde                  (acesso mediante registo),      colaborativo, que permite       (em open source),
                              permitindo a partilha de        armazenar, organizar e          disponibilizado pelo web
                              informação on-line, define-se   partilhar informação.           browser Firefox, que permite
                              como                            O seu objectivo é promover      recolher, gerir e citar fontes
                              “ … academic social             e incentivar a partilha de      bibliográficas.
                              network .”                      informação científica entre
                                                              investigadores.
Funciona em ambiente          Funciona em ambiente            Não é integrável com            Funciona em ambiente
Windows e Mac.                Windows, Mac e Linux.           os processadores de texto       Windows e Mac.
Integrável com o              Integrável com o                Microsoft Word e Open           Integrável com o
processador de texto          processador de texto            Office                          processador de texto
Microsoft Word e o Open       Microsoft Word e o Open                                         Microsoft Word e o Open
Office.                       Office.                                                         Office.

Só guarda a referência do     Permite o armazenamento         Permite a importação            Permite o armazenamento
documento                     de “PDF’s” e permite a          armazenamento da páginas        da páginas HTML, de
                              pesquisa de informação          HTML e PDF’s. Permite a         “PDF’s”, de imagens, de
                              dentro da própria plataforma.   pesquisa de informação          documentos word ou excel
                                                              dentro da própria plataforma.   inclusivé.
Permite importar e exportar   Permite importar e exportar     Permite importar e exportar     Permite importar e exportar
bibliografia de apenas        bibliografia de outros          bibliografia de outros          bibliografia de outros
alguns softwares              softwares                       softwares                       softwares
                                                                                                                               21
   Existe uma norma bibliográfica portuguesa que é a NP405.

   Esta encontra-se disponível na Internet, em sites como o da
    Biblioteca da FCSH/UNL, da B-On (Biblioteca do
    Conhecimento On-line), do Inst. Politécnico de Leiria, ou nas
    páginas dos Serviços de Documentação da Universidade de
    Aveiro e da Universidade do Minho, entre outras.

   Esta deve ser a norma utilizada pelos alunos na elaboração
    dos seus trabalhos.
   Os docentes devem orientá-los para estes sites e pedir
    sempre a bibliografia segundo esta norma, para que haja
    uniformização de procedimentos. (Os bibliotecários ajudam!)



                                                                    22
   No caso dos livros

      Apelidos e            Título
      nomes dos
       autores


    FERREIRA, D. – SOS Física e Química 11º/12ºanos.
     Lisboa : Sebenta, 2008. ISBN 978-972-799-181-5

     Local de
                   Editor               Ano                        ISBN
    publicação


                            NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências
                            bibliográficas : Documentos impressos. IPQ

                                                                                     23
   No caso de 1 artigo de revista
    Apelidos e nomes               Título do
      dos autores                   artigo

   FIGUEIREDO, M. O. – Factores de estabilidade estrutural
    associados ao arranjo dos catiões nas estruturas dos
    compostos iónicos. Revista Portuguesa de Química. Lisboa.
    ISSN 0035-0419. Vol. 23 (1981). p.250-256


        ISSN      Volume     Ano         Páginas           Título da revista




                             NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências
                             bibliográficas : Documentos impressos. IPQ

                                                                                      24
   No caso de 1 CD-ROM:
    Apelidos e nomes     Título                      [Tipo de
      dos autores                                   documento]



   GIL, V. - Química 12ºano [Documento
    electrónico] : 12ºQ. Lisboa : Texto Editores,
    2005. ISBN 972-47-2791-2

           Complemento                                      Local de
             de título                                     publicação

                          NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências
                          bibliográficas : Documentos impressos. IPQ

                                                                                   25
   No caso de um site da Internet:
                                      Dizer que está
                                       na Internet


   INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO – Extensão das
    reacções químicas [Em linha]. Lisboa :
    Instituto Superior Técnico, 2005. [Consult. 19
    Jan. 2010] Disponível em http://www.e-
    escola.pt/topico.asp?id=351
       Endereço                           Data de
      electrónico                         consulta



                                                       26
   Os alunos devem ser orientados em relação à
    escolha das fontes de informação…

   Actualmente existe muita informação pertinente e
    cientificamente correcta disponível on-line, em
    sites de acesso livre, há que saber escolher …




                                                       27
   Appolinário, Fabio.- Metodologia da Ciência : Filosofia e prática da pesquisa.
    Brasil etc.] : Thomson, 2006. ISBN 85-221-0409-3
   Bell, Judith.- Como realizar um projecto de investigação. Lisboa : Gradiva,
    2004. ISBN 972-662-524-6
   Carvalho, J. Eduardo.- Metodologia do trabalho científico: saber-fazer a
    investigação para dissertações e teses. Lisboa : Escolar Editora. ISBN 972-
    592-147-X
   Quivy, Raymond; Campenhoudt, LucVan.- Manual de investigação em
    Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva, 1992. ISBN 972-662-275-1
   Rudestam, K. E.; Newton, R. R.- Surviving your dissertation : a
    comprehensive guide to content and process, 2nd ed., London: Sage
    Publications, 2001. ISBN 0-7619-1962-7
   University of Reading. Avoiding accidental plagiarism. Disponível em
    http://www.reading.ac.uk/internal/studyadvice/Studyresources/Reading/sta
    -plagiarism.aspx




                                                                                     28
Ética da Informação
by Ana Roxo e Maria do Rosário Duarte
is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso
Não-Comercial-Partilha nos termos da mesma licença 3.0
Unported License.
Based on a work at www.biblioteca.fct.unl.pt.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5   CITAÇÃO: evitando o plágioAula 5   CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágioFilipe Reis
 
Resumos e fichamentos - TCC - versão pública
Resumos e fichamentos - TCC - versão públicaResumos e fichamentos - TCC - versão pública
Resumos e fichamentos - TCC - versão públicaErika Zuza
 
Como fazer um fichamento
Como fazer um fichamentoComo fazer um fichamento
Como fazer um fichamentoLxa Alx
 
Fichamento resenha - artigos - monografias - nbr apresentação
Fichamento   resenha - artigos - monografias - nbr apresentaçãoFichamento   resenha - artigos - monografias - nbr apresentação
Fichamento resenha - artigos - monografias - nbr apresentaçãojoana2017
 
Monografias prontas monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...
Monografias prontas   monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...Monografias prontas   monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...
Monografias prontas monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...Tiago Garcez
 
Fichamento, Seminário e Debate.
Fichamento, Seminário e Debate.Fichamento, Seminário e Debate.
Fichamento, Seminário e Debate.João Gabriel Sousa
 
Citações e referências bibliográficas
Citações e referências bibliográficasCitações e referências bibliográficas
Citações e referências bibliográficasCarlos Pinheiro
 
Aula fichamento e resenha
Aula  fichamento e resenhaAula  fichamento e resenha
Aula fichamento e resenhaArisdelia
 
Plágio trabalho anchieta
Plágio trabalho anchietaPlágio trabalho anchieta
Plágio trabalho anchietaEducação PMC
 
Contrução do parágrafo
Contrução do parágrafoContrução do parágrafo
Contrução do parágrafoEdson Alves
 
Tipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaTipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaRicardo Mota
 

Mais procurados (20)

Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5   CITAÇÃO: evitando o plágioAula 5   CITAÇÃO: evitando o plágio
Aula 5 CITAÇÃO: evitando o plágio
 
Resumos e fichamentos - TCC - versão pública
Resumos e fichamentos - TCC - versão públicaResumos e fichamentos - TCC - versão pública
Resumos e fichamentos - TCC - versão pública
 
Fichamentos
FichamentosFichamentos
Fichamentos
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Fichamento de Texto
Fichamento de TextoFichamento de Texto
Fichamento de Texto
 
Como fazer um fichamento
Como fazer um fichamentoComo fazer um fichamento
Como fazer um fichamento
 
Fichamento e artigo acadêmico
Fichamento e artigo acadêmicoFichamento e artigo acadêmico
Fichamento e artigo acadêmico
 
Citações - Dicas
Citações - DicasCitações - Dicas
Citações - Dicas
 
Fichamento resenha - artigos - monografias - nbr apresentação
Fichamento   resenha - artigos - monografias - nbr apresentaçãoFichamento   resenha - artigos - monografias - nbr apresentação
Fichamento resenha - artigos - monografias - nbr apresentação
 
Monografias prontas monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...
Monografias prontas   monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...Monografias prontas   monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...
Monografias prontas monografia - tcc pronto - seu site de monografia na web...
 
Fichamento, Seminário e Debate.
Fichamento, Seminário e Debate.Fichamento, Seminário e Debate.
Fichamento, Seminário e Debate.
 
Citações e referências bibliográficas
Citações e referências bibliográficasCitações e referências bibliográficas
Citações e referências bibliográficas
 
Citação
CitaçãoCitação
Citação
 
Aula fichamento e resenha
Aula  fichamento e resenhaAula  fichamento e resenha
Aula fichamento e resenha
 
Fichamento aluno
Fichamento alunoFichamento aluno
Fichamento aluno
 
fichamento-0.pdf
fichamento-0.pdffichamento-0.pdf
fichamento-0.pdf
 
Plágio trabalho anchieta
Plágio trabalho anchietaPlágio trabalho anchieta
Plágio trabalho anchieta
 
Contrução do parágrafo
Contrução do parágrafoContrução do parágrafo
Contrução do parágrafo
 
Tipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaTipologia Argumentativa
Tipologia Argumentativa
 
Tipos de textos slides thiago
Tipos de textos slides thiagoTipos de textos slides thiago
Tipos de textos slides thiago
 

Destaque

Destaque (20)

6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
 
Rochas minerais
Rochas mineraisRochas minerais
Rochas minerais
 
Rochas – 5º ano
Rochas – 5º anoRochas – 5º ano
Rochas – 5º ano
 
Rochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres VivosRochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres Vivos
 
Características do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º anoCaracterísticas do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º ano
 
Composição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglêsComposição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglês
 
Ficha rochas magmáticas
Ficha rochas magmáticasFicha rochas magmáticas
Ficha rochas magmáticas
 
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoCiências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
 
Ingles 5 ano
Ingles 5 anoIngles 5 ano
Ingles 5 ano
 
Powerpoint Rochas
Powerpoint   RochasPowerpoint   Rochas
Powerpoint Rochas
 
Ficha 5 - Minerais e Rochas Magmáticas
Ficha 5 - Minerais e Rochas MagmáticasFicha 5 - Minerais e Rochas Magmáticas
Ficha 5 - Minerais e Rochas Magmáticas
 
Ft power point rochas e minerais
Ft power point rochas e mineraisFt power point rochas e minerais
Ft power point rochas e minerais
 
Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
 
Ciencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidaçãoCiencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidação
 
Guia do professor CN_ ASA
Guia do professor CN_ ASAGuia do professor CN_ ASA
Guia do professor CN_ ASA
 
2ºteste mat5º exemplo
2ºteste mat5º exemplo2ºteste mat5º exemplo
2ºteste mat5º exemplo
 
As rochas
As rochasAs rochas
As rochas
 

Semelhante a Ética da informação, plágio e referências bibliográficas

Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisapopi97
 
Literacia informacional_plágio
Literacia informacional_plágioLiteracia informacional_plágio
Literacia informacional_plágioJulieta Silva
 
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaEstratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaSílvia Faim
 
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaEstratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaSílvia Faim
 
Aula revisao simone_pertile
Aula revisao simone_pertileAula revisao simone_pertile
Aula revisao simone_pertileRosa Liane
 
Como fazer as referências bibliográficas
Como fazer as referências bibliográficasComo fazer as referências bibliográficas
Como fazer as referências bibliográficasLucília Lopes
 
A documentação como método de estudo.ppt
A documentação como método de estudo.pptA documentação como método de estudo.ppt
A documentação como método de estudo.pptFranciscaKeilaSilvad
 
Folheto plagio
Folheto plagioFolheto plagio
Folheto plagioAna Roxo
 
Sessão_Bib_FCT
Sessão_Bib_FCTSessão_Bib_FCT
Sessão_Bib_FCTBiblioteia
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaSamira Antunes
 
Trabalho de pesquisa
Trabalho de pesquisaTrabalho de pesquisa
Trabalho de pesquisaSandra Alves
 

Semelhante a Ética da informação, plágio e referências bibliográficas (20)

Como citar
Como citar Como citar
Como citar
 
Elaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisaElaborar um trabalho de pesquisa
Elaborar um trabalho de pesquisa
 
Literacia informacional_plágio
Literacia informacional_plágioLiteracia informacional_plágio
Literacia informacional_plágio
 
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaEstratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
 
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisaEstratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
Estratégias para a execução de um trabalho de pesquisa
 
Literacia da informação
Literacia da informaçãoLiteracia da informação
Literacia da informação
 
Aula revisao simone_pertile
Aula revisao simone_pertileAula revisao simone_pertile
Aula revisao simone_pertile
 
Como fazer as referências bibliográficas
Como fazer as referências bibliográficasComo fazer as referências bibliográficas
Como fazer as referências bibliográficas
 
A documentação como método de estudo.ppt
A documentação como método de estudo.pptA documentação como método de estudo.ppt
A documentação como método de estudo.ppt
 
Folheto plagio
Folheto plagioFolheto plagio
Folheto plagio
 
Instruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmicaInstruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmica
 
Projeto LITEA
Projeto LITEAProjeto LITEA
Projeto LITEA
 
dicas_para_leitura_textos.ppt
dicas_para_leitura_textos.pptdicas_para_leitura_textos.ppt
dicas_para_leitura_textos.ppt
 
Sessão_Bib_FCT
Sessão_Bib_FCTSessão_Bib_FCT
Sessão_Bib_FCT
 
13 citações
13 citações13 citações
13 citações
 
LED-Book3-PPT
LED-Book3-PPTLED-Book3-PPT
LED-Book3-PPT
 
01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa01 lingua portuguesa
01 lingua portuguesa
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
1 lingua portuguesa
1 lingua portuguesa1 lingua portuguesa
1 lingua portuguesa
 
Trabalho de pesquisa
Trabalho de pesquisaTrabalho de pesquisa
Trabalho de pesquisa
 

Mais de Biblioteca FCT/UNL

Mais de Biblioteca FCT/UNL (13)

Guia erasmus
Guia erasmus Guia erasmus
Guia erasmus
 
Guia do utilizador final
Guia do utilizador finalGuia do utilizador final
Guia do utilizador final
 
FAQ
FAQFAQ
FAQ
 
Organização do Fundo Documental
Organização do Fundo DocumentalOrganização do Fundo Documental
Organização do Fundo Documental
 
Licenças cc
Licenças ccLicenças cc
Licenças cc
 
Construir um Curriculum vitae
Construir um Curriculum vitaeConstruir um Curriculum vitae
Construir um Curriculum vitae
 
A dinâmica cultural em bibliotecas do ensino superior: o caso da Biblioteca d...
A dinâmica cultural em bibliotecas do ensino superior: o caso da Biblioteca d...A dinâmica cultural em bibliotecas do ensino superior: o caso da Biblioteca d...
A dinâmica cultural em bibliotecas do ensino superior: o caso da Biblioteca d...
 
Códigos QR: uma biblioteca aos quadradinhos!
Códigos QR: uma biblioteca aos quadradinhos!Códigos QR: uma biblioteca aos quadradinhos!
Códigos QR: uma biblioteca aos quadradinhos!
 
Folheto resumo
Folheto resumoFolheto resumo
Folheto resumo
 
Literacia da informação
Literacia da informaçãoLiteracia da informação
Literacia da informação
 
Saber avaliar a informação
Saber avaliar a informaçãoSaber avaliar a informação
Saber avaliar a informação
 
Saber fazer apresentações orais
Saber fazer apresentações oraisSaber fazer apresentações orais
Saber fazer apresentações orais
 
blimunda braga 26 nov
blimunda braga 26 nov blimunda braga 26 nov
blimunda braga 26 nov
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 

Último (20)

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 

Ética da informação, plágio e referências bibliográficas

  • 1. Plágio e Referências bibliográficas Ana Roxo Rosário Duarte 2010
  • 2. Tenho 1 trabalho para fazer… Não encontro a Copio o que informação está no site que na íntegra! preciso! Recolho Não sei o que informação é para fazer! do 1ºsite que encontro! Não sei onde encontrar a informação! Não sei que informação seleccionar! 2
  • 3. Encontrar 1 equilíbrio entre a consulta de fontes bibliográficas e a criação de ideias próprias: Baseiam o trabalho na informação de outros autores de forma excessiva Parafraseiam ou sumarizam a linguagem e ou informação de outros autores de forma excessiva Não citam as fontes de forma correcta Dependem demasiado da ajuda de outras fontes Apresentam trabalhos de pesquisa iguais ou idênticos em disciplinas diferentes 3
  • 4. Apresentar como seu um trabalho que se copia ou imita de outra pessoa  A apropriação indevida da obra intelectual de outra pessoa (texto, fotografia, obra audiovisual, obra pictórica, etc.) sem dizer quem é o autor original Formas de plágio Pedir a alguém que faça um trabalho Utilizar o trabalho de uma pessoa como se fosse seu Apresentar o mesmo trabalho em várias disciplinas Descarregar um trabalho da Web Há 1 conjunto de softwares que detectam plágio: Farejador de plágio, turnitin, etc. 4
  • 5. 1. Reconhecer quando a informação é necessária 4. Saber usar a informação de forma Literato em 2. Saber onde localizar a informação ética informação 3. Saber avaliar a informação American Library Association 5
  • 6. Não fazer copiar/colar=não plagiar Saber tirar apontamentos Saber resumir um texto Saber quando e como citar um autor Saber argumentar 6
  • 7. É preciso … Não é preciso … • Palavras exactas do autor  Conhecimento comum • Quando se fazem (factos ou datas cujo paráfrases ou sumários conteúdo pode ser de textos de outros encontrado em várias autores fontes) • Um mapa, um gráfico  A análise ou crítica retirados de determinada feita às ideias de fonte outras pessoas • A ideia de outra pessoa expressa por palavras nossas 7
  • 8. A tentação de citar em quase todas as frases = não ter pensado o suficiente sobre o assunto. Convém dispensar mais atenção ao tema para que possam surgir e serem desenvolvidas ideias próprias  É importante ter em conta que não se deve fazer 1 colecção de fontes, de ideias e de factos. As citações devem ser apenas a base para que se desenvolvam ideias ou o suporte a uma conclusão/teoria expressa  Sempre que se usa informação de outro autor, deve ser feito 1 comentário tendo em conta que este deve ser maior do que a citação 8
  • 9. ‣ Não se deve colocar a citação no final do parágrafo porque deixa o leitor na dúvida (a citação diz respeito à última frase do parágrafo, ao parágrafo todo ou a uma parte deste?) ‣ É importante que quem está a escrever revele objectivamente onde começa e onde acaba a informação da fonte que está a utilizar. A melhor forma é utilizar expressões como Segundo Pedrosa (…) ou Pedrosa sustenta que (…) 9
  • 10. Incluir o apelido do autor e o ano de publicação. Se for uma citação directa ou referência a uma passagem especifica do trabalho do autor deve-se acrescentar o número das páginas  Se o nome do autor aparece no texto, deve ser seguido do ano de publicação entre parênteses ◦ Ex: Como refere Quivy e Campenhoudt (1992), uma boa pergunta de partida caracteriza-se por… Ex: É na discussão que o relatório ganha maior relevância (Carvalho, 2002) Ex: Nunes (2001 : 43-44) 10
  • 11. Se forem vários autores: 2 autores: (Santos e Almeida, 2007) 3 autores: (Pereira, Santos e Almeida, 2006) Mais do que 3 autores: (Santos, et al., 2005) Reproduções fiéis são colocadas entre aspas com o nº da página de onde foram retiradas:  Ex: “A introdução deve levar o leitor a concluir que a investigação é válida e que a hipótese que apresenta deve ser explorada”. (Carvalho, 2002 : 137) Ou então:  Como salienta Carvalho, “A introdução deve levar o leitor a concluir que a investigação é válida e que a hipótese que apresenta deve ser explorada”. (2002 : 137) Quando se cita um autor a partir do texto de outro autor Ex: Os novos movimentos no México dos anos 90”converteram-se em mecanismos de legitimação de novas classes dirigentes” (Carrizo apud Massé, 1998 : 46) 11
  • 12. Idem = o mesmo – usa-se quando nos referimos ao mesmo autor  Ibidem = no mesmo lugar/na mesma obra  Op. Cit=citação anterior  Apud = junto de/em – usa-se quando a citação está no texto de outro autor  Cf. = conferir/confrontar/conforme (remete para outra obra)  Vide = vede/veja – usa-se no sentido de “a exemplo de”  Sic = tal e qual – usa-se quando é citada uma parte de um texto que contém incorrecções Ex: “O presidente da república portuguesa, António Guterres [sic], foi re-eleito presidente da Internacional Socialista.” (Moreira, 2002 : 33) 12
  • 13. Citações até 3 linhas = integrar no texto, entre aspas ◦ Segundo Pedrosa (2008) “quem saboreia o prazer da leitura nunca está sozinho”.  Mais do que 3 linhas = parágrafo à parte, recuado 1cm em relação às margens esquerda e direita do texto, devendo o espaçamento das linhas ser menor ou colocado em itálico ◦ Pedrosa (2008) afirma, a propósito do tema da leitura, que…. 13
  • 14. Sempre que se omite parte do texto original devem ser colocadas reticências Ex: Segundo Quivy e Campenhoudt (2002 : 76) “A aprendizagem da técnica da entrevista exploratória deve (…) passar pela (…) experiência concreta”. (…) A melhor maneira de usar esta técnica é analisar as primeiras entrevistas com alguns colegas (…)” 14
  • 15. Sempre que é preciso esclarecer o sentido da citação, essa explicação é colocada entre [ ] 15
  • 16. Num trabalho académico, é melhor manter a língua original porque a tradução pode pôr em causa o rigor da informação.  Se for um trabalho destinado a um público diversificado, deve fazer-se a tradução colocando [tradução nossa] Em qualquer dos casos, a referência bibliográfica completa deve ser sempre colocada na Bibliografia, no final do trabalho. 16
  • 17. As referências bibliográficas colocadas no final do trabalho (Bibliografia) permitem ao leitor identificar de forma inequívoca as fontes a que o autor recorreu. 17
  • 18. Existem muitos estilos de referências bibliográficas, mas os dados são sempre os mesmos. As variações ocorrem ao nível do local onde os elementos da referência são colocados e o modo como são escritos( por extenso ou abreviados)  Para que uma referência seja perceptível ao leitor ela deve conter determinados elementos básicos: ◦ no caso de livros: autor, título, local, editor e data, ◦ no caso de uma publicação periódica: autor, título do artigo, título da revista, volume, n.º (issue) ano e páginas…  Determinados estilos já comportam campos para identificar o DOI (Digital Object Identifier) e o URL. 18
  • 19. Existem softwares de gestão bibliográfica disponíveis gratuitamente on-line a que é possível recorrer, destacamos: ◦ Zotero ◦ Mendeley ◦ EndNoteWeb (disponível mediante registo na plataforma de pesquisa Web of Knowledge, à qual todas as instituições de ensino superior têm acesso) ◦ CiteULike ◦ e outros …. Estes softwares guardam automaticamente as referências bibliográficas de material disponível on-line e todos têm a funcionalidade de introduzir referências manualmente, através de um formulário orientado. 19
  • 20. Estes programas permitem inserir directamente no texto dos nossos trabalhos citações e referências bibliográficas criando automaticamente a Bibliografia.  Todos eles têm possibilidade de integração com os processadores de texto Microsoft Word e OpenOffice, através de plug-ins (à excepção do CiteULike)  Estes softwares disponibilizam inúmeras normas/estilos bibliográficos;  O utilizador pode escolher o estilo que mais gosta mas deve mantê-lo ao longo de todo o trabalho. 20
  • 21. EndNoteWeb Mendeley CiteULike Zotero Permitem recolher, gerir e citar fontes bibliográficas Acesso autorizado via Web É um site colaborativo CiteULike é um site O Zotero é um software livre of Knowlegde (acesso mediante registo), colaborativo, que permite (em open source), permitindo a partilha de armazenar, organizar e disponibilizado pelo web informação on-line, define-se partilhar informação. browser Firefox, que permite como O seu objectivo é promover recolher, gerir e citar fontes “ … academic social e incentivar a partilha de bibliográficas. network .” informação científica entre investigadores. Funciona em ambiente Funciona em ambiente Não é integrável com Funciona em ambiente Windows e Mac. Windows, Mac e Linux. os processadores de texto Windows e Mac. Integrável com o Integrável com o Microsoft Word e Open Integrável com o processador de texto processador de texto Office processador de texto Microsoft Word e o Open Microsoft Word e o Open Microsoft Word e o Open Office. Office. Office. Só guarda a referência do Permite o armazenamento Permite a importação Permite o armazenamento documento de “PDF’s” e permite a armazenamento da páginas da páginas HTML, de pesquisa de informação HTML e PDF’s. Permite a “PDF’s”, de imagens, de dentro da própria plataforma. pesquisa de informação documentos word ou excel dentro da própria plataforma. inclusivé. Permite importar e exportar Permite importar e exportar Permite importar e exportar Permite importar e exportar bibliografia de apenas bibliografia de outros bibliografia de outros bibliografia de outros alguns softwares softwares softwares softwares 21
  • 22. Existe uma norma bibliográfica portuguesa que é a NP405.  Esta encontra-se disponível na Internet, em sites como o da Biblioteca da FCSH/UNL, da B-On (Biblioteca do Conhecimento On-line), do Inst. Politécnico de Leiria, ou nas páginas dos Serviços de Documentação da Universidade de Aveiro e da Universidade do Minho, entre outras.  Esta deve ser a norma utilizada pelos alunos na elaboração dos seus trabalhos.  Os docentes devem orientá-los para estes sites e pedir sempre a bibliografia segundo esta norma, para que haja uniformização de procedimentos. (Os bibliotecários ajudam!) 22
  • 23. No caso dos livros Apelidos e Título nomes dos autores FERREIRA, D. – SOS Física e Química 11º/12ºanos. Lisboa : Sebenta, 2008. ISBN 978-972-799-181-5 Local de Editor Ano ISBN publicação NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências bibliográficas : Documentos impressos. IPQ 23
  • 24. No caso de 1 artigo de revista Apelidos e nomes Título do dos autores artigo  FIGUEIREDO, M. O. – Factores de estabilidade estrutural associados ao arranjo dos catiões nas estruturas dos compostos iónicos. Revista Portuguesa de Química. Lisboa. ISSN 0035-0419. Vol. 23 (1981). p.250-256 ISSN Volume Ano Páginas Título da revista NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências bibliográficas : Documentos impressos. IPQ 24
  • 25. No caso de 1 CD-ROM: Apelidos e nomes Título [Tipo de dos autores documento]  GIL, V. - Química 12ºano [Documento electrónico] : 12ºQ. Lisboa : Texto Editores, 2005. ISBN 972-47-2791-2 Complemento Local de de título publicação NP 405-1.1994, Informação e Documentação – Referências bibliográficas : Documentos impressos. IPQ 25
  • 26. No caso de um site da Internet: Dizer que está na Internet  INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO – Extensão das reacções químicas [Em linha]. Lisboa : Instituto Superior Técnico, 2005. [Consult. 19 Jan. 2010] Disponível em http://www.e- escola.pt/topico.asp?id=351 Endereço Data de electrónico consulta 26
  • 27. Os alunos devem ser orientados em relação à escolha das fontes de informação…  Actualmente existe muita informação pertinente e cientificamente correcta disponível on-line, em sites de acesso livre, há que saber escolher … 27
  • 28. Appolinário, Fabio.- Metodologia da Ciência : Filosofia e prática da pesquisa. Brasil etc.] : Thomson, 2006. ISBN 85-221-0409-3  Bell, Judith.- Como realizar um projecto de investigação. Lisboa : Gradiva, 2004. ISBN 972-662-524-6  Carvalho, J. Eduardo.- Metodologia do trabalho científico: saber-fazer a investigação para dissertações e teses. Lisboa : Escolar Editora. ISBN 972- 592-147-X  Quivy, Raymond; Campenhoudt, LucVan.- Manual de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva, 1992. ISBN 972-662-275-1  Rudestam, K. E.; Newton, R. R.- Surviving your dissertation : a comprehensive guide to content and process, 2nd ed., London: Sage Publications, 2001. ISBN 0-7619-1962-7  University of Reading. Avoiding accidental plagiarism. Disponível em http://www.reading.ac.uk/internal/studyadvice/Studyresources/Reading/sta -plagiarism.aspx 28
  • 29. Ética da Informação by Ana Roxo e Maria do Rosário Duarte is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Partilha nos termos da mesma licença 3.0 Unported License. Based on a work at www.biblioteca.fct.unl.pt.