IMPRESSÕES                                    TEMA SEXUALIDADE                                                    ANNA PAU...
passarem por diferentes sentimentos e inquietações buscam superar todos os transtornosgerados com os vizinhos, escola e de...
Neste mesmo encontro, assistimos ao desenho “Minha vida de João” queretrata a vida de um adolescente em meio às descoberta...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Impressões "Sexualidade"

1.070 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impressões "Sexualidade"

  1. 1. IMPRESSÕES TEMA SEXUALIDADE ANNA PAULA ROLIM DE LIMA ELAINE POPPI PASTORE KELLY CRISTINA CORREIA DE BRITO Iniciamos nosso terceiro bloco de discussões com a temática “Sexualidade”baseada na leitura do texto “Desafios à Educação Sexual” (In Camargo, 1999). Logo no início do encontro constatamos como o tema sexualidade requer maiorprofundidade em sua discussão, pois embora estejamos expostos às diversasmanifestações presentes em nosso cotidiano, este é ainda um tema poucoproblematizado nas escolas. Em nossa reflexão, cada participante relatou situações vivenciadas em seucotidiano em relação às crianças, familiares e equipe escolar demostrando os desafios,dúvidas e anseios em abordar este tema. E as questões levantadas por cada participantepermitiram a socialização das possíveis ações que poderiam ser tomadas a cada situaçãovivenciada e assim dar uma interpretação positiva e consciente ao ocorrido. Num segundo encontro realizamos a leitura e discussão do texto: “EducaçãoSexual nas Escolas” (In Winnicott, 1985). Ao ler fomos discutindo partes quechamavam atenção no texto e levantadas questões referentes ao papel da escola, doseducadores e familiares em relação à sexualidade e o quanto estas relações podempossibilitar o conhecimento do próprio corpo, despertando potencialidades e assimfavorecer a expressão dos sentimentos de forma autônoma e consciente. No terceiro encontro deste bloco lemos o texto: “Corpo, gênero e sexualidadenas práticas escolares: um início de reflexão” (In Meyer, 2044). Ao ler fomosdiscutindo a noção de sujeito humano e o processo de ressignificação passado ao longodos tempos e sobre o que hoje chamamos de “nosso corpo”. Assim, ao contextualizar asdiferentes relações que se estabelecem entre corpo, gênero e sexualidade nos atentamospara o desafio que vivemos em nossa rotina: “de um lado, saberes, hábitos, crenças ecomportamentos (...); de outro, possiblidades de novas formas de pensar, interferir eviver o próprio corpo, o gênero e a sexualidade (p. 12)” e o quanto estas poderiam estararticuladas à prática pedagógica. Em nosso quarto encontro assistimos ao filme: “Minha vida em cor de rosa”que retrata a vida de um menino retraído que ao decidir se vestir apenas como meninacausa um grande furor na pequena cidade onde mora. O filme produziu um amplodebate a partir das consequências vividas pelo pequeno Ludovic e sua família que ao
  2. 2. passarem por diferentes sentimentos e inquietações buscam superar todos os transtornosgerados com os vizinhos, escola e dentro da própria família. Iniciamos nosso quinto encontro com a “Dinâmica das Diferenças”: ROTEIRO PARA A DINÂMICA DAS DIFERENÇAS 1. DESENHE O QUE FOR PEDIDO SEM TIRAR A CANETA DO PAPEL; 2. DESENHAR UM ROSTO COM OLHOS E NARIZ; 3. DESENHE UMA BOCA CHEIA DE DENTES; 4. CONTINUEM FAZENDO UM PESCOÇO E UM TRONCO; 5. RESSALTAR QUE NÃO SE PODE TIRAR A CANETA DO PAPEL; 6. PARAR DE DESENHAR E MOSTRAR SEUS DESENHOS. Esta dinâmica nos revela através dos diferentes desenhos, as diferentespercepções que temos de uma mesma situação. Somos multifacetados e com visões demundo diferentes e por este motivo devemos respeitar o outro e as manifestaçõesadvindas dessas diversas experiências de vida.
  3. 3. Neste mesmo encontro, assistimos ao desenho “Minha vida de João” queretrata a vida de um adolescente em meio às descobertas do próprio corpo e de suasexualidade, permeado pelos dilemas encontrados em sua transição para a faseadulta e os vivenciados em sua família. Para nortear nossa discussão nos pautamosnas seguintes questões: GRUPO DE FORMAÇÃO NO AMBIENTE ESCOLAR - 2011 Tema: Sexualidade Roteiro para discussão do filme “Minha vida de João”  Você conhece algum João?  O que fazer com os Joãos na escola?  O que é o lápis? E o que o lápis é na vida de João?  O João nasce agressivo ou se torna agressivo? Como isto vai acontecendo em sua vida?  Quais os modelos de ser homem e mulher João encontrou em sua vida?  Como os adultos interferiram na vida de João? Quais adultos faltaram? Embora o tema Sexualidade cause polêmica e ainda tenha muito o que serestudado e pensado, a discussão dos textos e vídeos assistidos possibilitou maioresreflexões e, a troca de experiências através da exposição de relatos presenciados emnosso cotidiano escolar, permitiu refletir sobre nossa prática em relação aodesenvolvimento infantil, ao familiares e a equipe escolar. E como encerramento deste bloco sobre a temática “Sexualidade”propusemos ao grupo que após as leituras, as discussões e as reflexões trazidas apartir dos textos, dos filmes assistidos e das situações vivenciadas em nossa escola,que fosse realizado um registro sobre o que acontece no cotidiano da escola emrelação ao tema sexualidade através da observação das suas diferentesmanifestações.

×