SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
SAFS E GERAÇÃO DE RENDA:
 PERSPECTIVAS PARA ARRANJOS BASEADOS EM CULTIVO ÂNCORA




        CONSERVAÇÃO PRODUTIVA
solução ou problema para as regiões cacaueiras


                                             Dan Érico Lobão
                                           Eng. Florestal, DSc
                                        Pesquisador da CEPLAC
                                            Professor da UESC




VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS
                   BELEM - BRASIL
                        2011
Epígrafe




“Bem feito
é melhor que
bem explicado”
     Benjamim Franklin
AGENDANDO A APRESENTAÇÃO


AGENDA DE TRABALHO
1. UM POUCO DA HISTORIA
2. O SISTEMA CACAU CABRUCA
3. A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA
4. CP PROBLEMA OU SOLUÇÃO?
HISTÓRICO
UM POUCO DA HISTÓRIA
• 1500 - O começo  1503 – Exportação de pau-brasil
• 1650 - Juiz Conservador das Matas em Cairu (Ba) - proteger
  as espécies arbóreas de interesse– plantio nas clareiras
  abertas com arbóreas, especiarias e fruteiras (spp de grande
  importância comercial, mantidas em segredo)
• 1679 - cultivo do cacau oficialmente instituído, por Carta
  Régia,
• 1746 - Faz Cubículo, Comarca de Canavieiras 1ª lavoura
• 1783 - Importante na economia regional.
• Final do Sec XIX - cacau sustentáculo agroeconômico
• 1903 - Cacau representa 80% das exportações da Bahia
• 1910 – Brasil primeiro produtor mundial de cacau
HISTÓRICO
UM POUCO DA HISTÓRIA (CONTÇ)
• 1950/1956 - Período avanço da moderna teoria do desenvolvimento
   – Crescimento econômico, pode ser socialmente perverso
        • Obs: “milagre brasileiro” é considerado crescimento empobrecedor
• 1957 - Criação da Ceplac
• Década 70 - Desenvolvimento => pluridimensional: incorpora a dimensão
  social, política, cultural e ambiental e as sociedades beneficiarias.
• 1974/1978 - A cacauicultura brasileira atinge o é o “Qüinqüênio de Ouro”
• 1976 - CEPLAC implanta o PROCACAU
• 1979/80 > produtividade media mundial => 300 para 740 kg/ha (49,3@)
• 1985/86: Safra Brasil 162 => 440 mil/ton (397 mil/ton BA
• Década 90 - Crises (financeira, ambiental, produtiva)
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Como estabelecer o DS na Reg Cacaueira?
• Pressão mundial para conservar
  – Remanescentes da Mata Atlântica
  – Recursos Hídricos ameaçados
  – Biodiversidade
• Aquecimento Global – emissão /
  fixação de Carbono
• Questões sociais
• Agricultura de baixo impacto
Sistema

CABRUCA
PERFIL VERTICAL DA FORESTAL TROPICAL

Formando uma cabruca




                                 Florestal tropical normal, com seus
                                 estratos




                                                                 8
Cenário 1 - Dominantes                                     Cenário 2 – Co-dominantes




                                                               Cenário 4 - suprimidas
Cenário 3 - dominantas




                                                                               9
    - estrato herbáceo   - estrato arbustivo   - estrato
Floresta original e seus estratos




Sistema cacau-cabruca – com árvores dos 3 estratos arbóreos




                                                     10
11
12
FAZENDA DE CACAU MODELO




14
Programa Pau-brasil
CONCLUSÕES




CACAU CABRUCA É UM SISTEMA
                             16
        PRODURICO?
CACAU CABRUCA É UM SISTEMA
                             17
        PRODUTIVO?
Os três morfotipos de pau-
brasil




                             19
Cacau-cabruca e pau-brasil
                             arruda




            laranja




                      café
21
CULTURA E NATUREZA (1)
Cultura e Natureza [Recurso Natural] como
dimensões do desenvolvimento:
• Período de maior avanço da moderna teoria do
  desenvolvimento  1950/1956.
   – Nasce a CEPLAC (1957); primeira missão – a recuperação
     financeira dos cacauicultores – tarefa concluída 1959.
     Permanecendo praticamente hibernada ate 1961.

• O período do pós-guerra foi profundamente marca-
  do pela competição de dois sistemas antagônicos:
   – o capitalista ocidental e o socialista soviético que se empenha-
     vam em conquistar a preferência do “terceiro mundo”;
   – ambos superestimavam o papel do crescimento econômico no
     processo do desenvolvimento
REFLETINDO
Desafios - Agroecossistema Cacaueiro




                                     TRADICIONAL
                                        CACAU




(aumento da produtividade, bens comuns globais, serviços e ativos ecossistêmicos)

      SUSTENTABILIDADE DA CACAUICULTURA ?
QUESTÕES BÁSICAS
Legalmente é possível, na Região Cacaueira da Bahia,
manejar o sombreamento do cacau?


A cabruca é improdutiva? - por ser cabruca, ou por estar
manejada de forma inadequada?



É possível viabilizar a cacauicultura baiana?



O modelo agrícola até então praticado é coerente com a
missão da Ceplac e com o direcionamento do Governo Dilma?


É possível propor um programa sustentável para a
cacauicultura que valorize o Modelo Institucional CEPLAC e
atenda aos anseios da sociedadea?
MACRO DESAFIOS
DESAFIOS A SEREM ENFRENTADOS




                                   Produção Agrícola e      Produtividade Agrícola e
                                 Conservação Ambiental         Ativos Ambientais
                               DESAFIOS A SEREM ENFRENTADOS
“DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL”


                                 Importância Agropolítica   Inclusão Social e Produtiva
PRESSUPOSTOS BÁSICOS PARA SUSTENTABILIDADE




                     Conservação dos recursos
                     naturais - Mata Atlântica


                     Planejamento e Gestão da
                         Propriedade Rural



                     Inclusão social produtiva
PRESSUPOSTOS BÁSICOS PARA A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA
        Conservação de remanescentes florestais

        Conservação dos recursos hídricos

        Resgate e conservação produtivas de espécies ameaçadas

        Planejamento e adequação ambiental da propriedade rural

        Viabilidade econômica da propriedade

        Sensibilização, atualização e qualificação continuada

        Inclusão social

        Equacionamento da dívida de produtores rurais

        Adequação da Ceplac
OBJETIVO GERAL




        Promover o
desenvolvimento sustentável
de regiões produtoras, tendo
   por base a conservação
 produtiva, o planejamento
 da propriedade e a inclusão
           social.
COMO SERIA PRATICAR
A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA

   (Pensar global – agir local)
ROTEIRO LÓGICO

       Quanto ao imóvel rural

    Quanto a área (uso finalístico)

   Quanto ao modelo de produção

     Quanto ao aspecto florestal

    Quanto as espécies arbóreas

Quanto ao aproveitamento de resíduos
MODELOS DE CULTIVO DO CACAU E DENSIDADE ARBÓREA
               Tradicional              Semi
                                                           Intensivo
                - Cabruca -           intensivo

                      Baixa
                                       Baixa?                  Ínfima?
                     18 - 55

                     Média
                                       Média?                  Baixa?
                     55 - 85

                      Alta
                                        Alta ?                 Média?
                      > 85

     cacau cabruca                  cacau cabruca               cacau cabruca
Baixa densidade (18 – 50)      Media densidade (50 - 85)    Alta densidade (> 85)
SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CACAU
                                            G
                                           Tec
                                    Pós-moderno
                                      instensivo
                    Moderno
                  semi-instensivo

 Tradicional
cacau cabruca
SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CACAU
                                             G
                                            Amb
                                    Tradicional
                   Moderno         cacau cabruca
                 semi-instensivo

Pós-moderno
  instensivo
FAZENDA SANTA ROSA – cabruca (tradicional)



                                                ATUAL
                                                Quadra: 2,14 ha
                                                Densidade: 20,09 ind/ha
                                                Riqueza: 7 spp
                                                QM = 1 : 6,14

                                    plantio     INTERFERENCIA
                                                Abate: 8 ind
                                    abate       Plantio: 24 ind
                                                Seleção: 3 ind/spp =
                                                         8 spp
                                    matriz


                                    existente        PLantio

                                                 FINAL
                                                 Densidade final: 27,57 ind/ha
                                                 Riqueza: 15 spp
                                                 QM = 1 : 3,93
FAZENDA SANTA ROSA – SAGS (semi-intensivo)




                                                                      ATUAL
                                                                      Quadra: 2,14 ha
                                                                      Densidade: 20,09 ind/ha
                                                                      Riqueza: 7 spp
                                                                      QM = 1 : 6,14
                                                   Árvores matrizes
                                       plantio
                                                                      INTERFERENCIA
                                       abate                          Abate: 8 ind
                                                                      Plantio: 24 ind
                                                                      Seleção: 3 ind/spp =
                                        matriz                                 8 spp


                                       existente
                                                                        PLantio

                                                                      FINAL
                                                                      Densidade final: 27,57 ind/ha
                                                                      Riqueza: 15 spp
                                                                      QM = 1 : 3,93
FAZENDA SANTA ROSA – cacau intensivo




                                                   ATUAL
                                                   Quadra: 2,14 ha
                                                   Densidade: 20,09 ind/ha
                                                   Riqueza: 7 spp
                                                   QM = 1 : 6,14

                                       plantio
                                                   INTERFERENCIA
                                       abate       Abate: 8 ind
                                                   Plantio: 24 ind
                                                   Seleção: 3 ind/spp =
                                       matriz               8 spp


                                       existente
                                                       PLantio

                                                    FINAL
                                                    Densidade final: 27,57 ind/ha
                                                    Riqueza: 15 spp
                                                    QM = 1 : 3,93
A modernidade está posta aqui, na Região Cacaueira
         da Bahia, há mais de 250 anos
          Fernando Rios (Presidente da Copercacau). Cnpc, 1997



                               ... ... ...

 Conservação Produtiva é agricultura do Sec. XXII
  Eugênio Spengler (Secretário de Meio Ambiente da Bahia).Ceplac-Sueba,
                                08/Jul/2011



                               ... ... ...

        Conservação Produtiva é a agricultura
                  do bom senso
      Basílio Leite (Pesquisador da Ceplac), Ceplac-Cepec, 27/Jul/ 2011
CONSERVAÇAO PRODUTIVA
• é a agricultura da solidariedade,
• é a agricultura da inclusão social,
• é a agricultura das boas e respeitosas relações.

Conservação Produtiva é a agricultura responsável!

                       Wallace Setenta – Presidente da CNPC, 2011
CONSERVAÇÃO PRODUTIVA

• conhecimento local [historia e cultura]; numa perspectiva própria,de
  reescrever a uma nova da cacauicultura;
• transforma o ambiente [natureza] em recurso e maneira a garantir o
  uso, a conservação e a produção de forma harmônica, sustentável;
• Possibilita conjuminar [tradicional + moderna tecnologia];
• Compartilha experiências/conhecimentos com outras culturas;
•   Promove a inclusão social e produtiva e a luta contra a pobreza,
• Estimula solidariedade cabruca, pelas futuras gerações e pela terra, o
  lar comum.


• A final Conservação Produtiva é problema ou solução?
RESSALVAS (1)

• Quando se esgotava o ciclo de desenvolvimento
  internacional baseado no crescimento econômico 
  iniciava-se um novo ciclo, o de desenvolvimento
  sustentável e foi nesse período que:
   – “Qüinqüênio de Ouro do Cacau”

   – Evolução de conceito -> desenvolvimento

   – O PROCACAU [1976]
Epígraf,e

“Bem feito
é melhor que
bem explicado”
     Benjamim Franklin




             O sistema cabruca foi bem feito,
      ele precisa é ser melhor compreendido...
                            Wallace Setenta, 2011
                             Presidente da CNPC
Garantir a conservação produtiva
do agroecossistema regional e
melhorar a qualidade de vida
do homem na zona rural.

               Esse é o novo paradigma para a cacauicultura... ...
Dan Érico Lobão, Eng. Florestal. DSc
Pesquisador da CEPLAC
Professor da UESC
dan@ceplac.gov.br
(73) 3214-3239




       44                              Nâmasckar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferrazrevista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeiculturaPalestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
Revista Cafeicultura
 
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
Revista Cafeicultura
 

Mais procurados (20)

revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferrazrevista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
revista cana online de julho 2015/anntonio inacio ferraz
 
Clipping cnc 29092014 versao de impressao
Clipping cnc 29092014   versao de impressaoClipping cnc 29092014   versao de impressao
Clipping cnc 29092014 versao de impressao
 
Alternativas de manejo para a cafeicultura de montanha josé braz matiello – f...
Alternativas de manejo para a cafeicultura de montanha josé braz matiello – f...Alternativas de manejo para a cafeicultura de montanha josé braz matiello – f...
Alternativas de manejo para a cafeicultura de montanha josé braz matiello – f...
 
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeiculturaPalestra sustentabilidade na cafeicultura
Palestra sustentabilidade na cafeicultura
 
Clipping cnc 25092014 versao de impressao
Clipping cnc 25092014   versao de impressaoClipping cnc 25092014   versao de impressao
Clipping cnc 25092014 versao de impressao
 
Abc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxamesAbc da agricultura como alimentar enxames
Abc da agricultura como alimentar enxames
 
Alianza 27ago10
Alianza 27ago10Alianza 27ago10
Alianza 27ago10
 
ABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na SecaABC Como Garantir Água na Seca
ABC Como Garantir Água na Seca
 
Clipping cnc 20052014 versao de impressao
Clipping cnc 20052014   versao de impressaoClipping cnc 20052014   versao de impressao
Clipping cnc 20052014 versao de impressao
 
Clipping cnc 19082015 versão de impressão
Clipping cnc 19082015   versão de impressãoClipping cnc 19082015   versão de impressão
Clipping cnc 19082015 versão de impressão
 
Luiz Carlos Fazuoli - Cultivares de café arábica do IAC e tendências atuais...
Luiz Carlos Fazuoli  - Cultivares de café arábica do IAC  e tendências atuais...Luiz Carlos Fazuoli  - Cultivares de café arábica do IAC  e tendências atuais...
Luiz Carlos Fazuoli - Cultivares de café arábica do IAC e tendências atuais...
 
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em vooAbc da agricultura como capturar enxames em voo
Abc da agricultura como capturar enxames em voo
 
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixaisAbc da agricultura como capturar enxames com caixais
Abc da agricultura como capturar enxames com caixais
 
Proposta cacau
Proposta cacauProposta cacau
Proposta cacau
 
600 an 30 novembro_2016.ok
600 an 30 novembro_2016.ok600 an 30 novembro_2016.ok
600 an 30 novembro_2016.ok
 
Abc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhoculturaAbc da agricultura minhocultura
Abc da agricultura minhocultura
 
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
01 matiello mecanização dos tratos em cafezais ba
 
Fazuoli - Variedades de cafe arabica para regiao do cerrado mineiro patrocinio
Fazuoli - Variedades de cafe arabica para regiao do cerrado mineiro patrocinioFazuoli - Variedades de cafe arabica para regiao do cerrado mineiro patrocinio
Fazuoli - Variedades de cafe arabica para regiao do cerrado mineiro patrocinio
 
Uma instituição chamada Ceplac retrospectiva
Uma instituição chamada Ceplac   retrospectivaUma instituição chamada Ceplac   retrospectiva
Uma instituição chamada Ceplac retrospectiva
 
Clipping cnc 26082015 versão de impressão
Clipping cnc 26082015   versão de impressãoClipping cnc 26082015   versão de impressão
Clipping cnc 26082015 versão de impressão
 

Destaque

Guia de geração de trabalho e renda
Guia de geração de trabalho e rendaGuia de geração de trabalho e renda
Guia de geração de trabalho e renda
HERLLSON CUNHA
 
Seminario de agricultura x sustentabilidade
Seminario de agricultura x sustentabilidade Seminario de agricultura x sustentabilidade
Seminario de agricultura x sustentabilidade
joaoaliardi
 

Destaque (20)

Danilo tiisel geração de renda
Danilo tiisel   geração de rendaDanilo tiisel   geração de renda
Danilo tiisel geração de renda
 
Guia de geração de trabalho e renda
Guia de geração de trabalho e rendaGuia de geração de trabalho e renda
Guia de geração de trabalho e renda
 
Michel Freller - Geração de Renda - ABCR SP Abr/2011 [modo de compatibilidade]
Michel Freller - Geração de Renda - ABCR SP Abr/2011 [modo de compatibilidade]Michel Freller - Geração de Renda - ABCR SP Abr/2011 [modo de compatibilidade]
Michel Freller - Geração de Renda - ABCR SP Abr/2011 [modo de compatibilidade]
 
Projeto de Conservação da Biodiversidade e Uso Sustentável das Florestas do N...
Projeto de Conservação da Biodiversidade e Uso Sustentável das Florestas do N...Projeto de Conservação da Biodiversidade e Uso Sustentável das Florestas do N...
Projeto de Conservação da Biodiversidade e Uso Sustentável das Florestas do N...
 
Avaliação Sistema Estadual de Unidades de Conservação
Avaliação Sistema Estadual de Unidades de ConservaçãoAvaliação Sistema Estadual de Unidades de Conservação
Avaliação Sistema Estadual de Unidades de Conservação
 
Biodiversidade & Consumo
Biodiversidade & ConsumoBiodiversidade & Consumo
Biodiversidade & Consumo
 
Gestão de florestas .
Gestão de florestas .Gestão de florestas .
Gestão de florestas .
 
Apresentação Estudo Geração Y
Apresentação Estudo Geração YApresentação Estudo Geração Y
Apresentação Estudo Geração Y
 
Emprego e Trabalho na Agricultura Brasileira - Série DRS vol. 9
Emprego e Trabalho na Agricultura Brasileira - Série DRS vol. 9Emprego e Trabalho na Agricultura Brasileira - Série DRS vol. 9
Emprego e Trabalho na Agricultura Brasileira - Série DRS vol. 9
 
Desafios do manejo florestal para pequenos produtores
Desafios do manejo florestal para pequenos produtoresDesafios do manejo florestal para pequenos produtores
Desafios do manejo florestal para pequenos produtores
 
Encontro GCF Belém - Entraves para Cadeias Produtivas na Amazônia
Encontro GCF Belém - Entraves para Cadeias Produtivas na AmazôniaEncontro GCF Belém - Entraves para Cadeias Produtivas na Amazônia
Encontro GCF Belém - Entraves para Cadeias Produtivas na Amazônia
 
Seminario de agricultura x sustentabilidade
Seminario de agricultura x sustentabilidade Seminario de agricultura x sustentabilidade
Seminario de agricultura x sustentabilidade
 
Os Desafios na Agro Sociedade como o mundo vê o agro brasileiro
Os Desafios na Agro Sociedade como o mundo vê o agro brasileiroOs Desafios na Agro Sociedade como o mundo vê o agro brasileiro
Os Desafios na Agro Sociedade como o mundo vê o agro brasileiro
 
Modelagem e Geotecnologias para a Conservação, Planejamento e Gestão da Biodi...
Modelagem e Geotecnologias para a Conservação, Planejamento e Gestão da Biodi...Modelagem e Geotecnologias para a Conservação, Planejamento e Gestão da Biodi...
Modelagem e Geotecnologias para a Conservação, Planejamento e Gestão da Biodi...
 
Impactos socioeconômicos e ambientais na adoção de sistemas integrados de pro...
Impactos socioeconômicos e ambientais na adoção de sistemas integrados de pro...Impactos socioeconômicos e ambientais na adoção de sistemas integrados de pro...
Impactos socioeconômicos e ambientais na adoção de sistemas integrados de pro...
 
Agricultura sustentável
Agricultura sustentável Agricultura sustentável
Agricultura sustentável
 
Agricultura sustentável
Agricultura sustentávelAgricultura sustentável
Agricultura sustentável
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Sistemas Integrados de Manejo na Produção Agrícola Sustentável
Sistemas Integrados de Manejo na Produção Agrícola SustentávelSistemas Integrados de Manejo na Produção Agrícola Sustentável
Sistemas Integrados de Manejo na Produção Agrícola Sustentável
 
Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.Slide de biodiversidade iury souza.
Slide de biodiversidade iury souza.
 

Semelhante a Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Conservação Produtiva: solução ou problema para as regiões cacaueiras - Dan Pitit Lobão

Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea AlechandreExploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
Myris Silva
 
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
Exagro
 
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
cbsaf
 
Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisad...
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisad...Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisad...
Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisad...
Manejo Da Lavoura Cafeeira
 
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
AgroTalento
 
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais manual de meliponicul...
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais   manual de meliponicul...Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais   manual de meliponicul...
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais manual de meliponicul...
Weslei Ferreira Cruzeiro
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
Fatima Gouvea
 
Minicurso minhocultura
Minicurso minhoculturaMinicurso minhocultura
Minicurso minhocultura
marta
 
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
cbsaf
 

Semelhante a Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Conservação Produtiva: solução ou problema para as regiões cacaueiras - Dan Pitit Lobão (20)

Prof. Dr. Edgar Gomes Ferreira de Beauclair – ESALQ/USP – “Panorama Geral.”
Prof. Dr. Edgar Gomes Ferreira de Beauclair – ESALQ/USP – “Panorama Geral.”Prof. Dr. Edgar Gomes Ferreira de Beauclair – ESALQ/USP – “Panorama Geral.”
Prof. Dr. Edgar Gomes Ferreira de Beauclair – ESALQ/USP – “Panorama Geral.”
 
Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea AlechandreExploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
Exploração Florestal e Sustentabilidade - Andrea Alechandre
 
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
Viabilidade economica de projetos agrossilvipastoris montes claros 2010
 
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.pptTecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
 
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.pptTecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
Tecnologias da Embrapa 28-Abr_2014.ppt
 
Rafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - FenaçãoRafael Henrique - Fenação
Rafael Henrique - Fenação
 
aula cafe.pptx
aula cafe.pptxaula cafe.pptx
aula cafe.pptx
 
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Os Sistemas Agroflorestais com...
 
Prof. Paulo Kageyama (ESALQ-USP)
Prof. Paulo Kageyama (ESALQ-USP)Prof. Paulo Kageyama (ESALQ-USP)
Prof. Paulo Kageyama (ESALQ-USP)
 
Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisad...
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisad...Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisad...
Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisad...
 
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
[Palestra] Armindo Kichel: Sistemas de Produção Integrado Lavoura-Pecuária-Fl...
 
José Basílio - Cultivo intensivo do cacaueiro
José Basílio - Cultivo intensivo do cacaueiroJosé Basílio - Cultivo intensivo do cacaueiro
José Basílio - Cultivo intensivo do cacaueiro
 
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais manual de meliponicul...
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais   manual de meliponicul...Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais   manual de meliponicul...
Abelhas nativas da amazônia e populações tradicionais manual de meliponicul...
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
 
A CULTURA DA CANA DE AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ
A CULTURA DA CANA DE AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZA CULTURA DA CANA DE AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ
A CULTURA DA CANA DE AÇÚCAR-ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
Sistemas de producao_importancia_para_conservacao_dos_solos_e_preservacao_do_...
 
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...Reserva particular do patrimônio natural   o caso da rppn serra dos criminoso...
Reserva particular do patrimônio natural o caso da rppn serra dos criminoso...
 
Minicurso minhocultura
Minicurso minhoculturaMinicurso minhocultura
Minicurso minhocultura
 
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
Dia 4 - Simposio 3 - Desafios técnicos para o uso de SAFs na recuperação de á...
 
Atividades topicos de geografia em
Atividades topicos de geografia emAtividades topicos de geografia em
Atividades topicos de geografia em
 

Mais de cbsaf

Cbsaf reduzido
Cbsaf reduzidoCbsaf reduzido
Cbsaf reduzido
cbsaf
 
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
cbsaf
 
Paulo guilherme cabral mma
Paulo guilherme cabral mmaPaulo guilherme cabral mma
Paulo guilherme cabral mma
cbsaf
 
Paulo augusto lobato emater
Paulo augusto lobato ematerPaulo augusto lobato emater
Paulo augusto lobato emater
cbsaf
 
Sergio aparecido bb
Sergio aparecido bbSergio aparecido bb
Sergio aparecido bb
cbsaf
 
Joao luis guadagnin mda
Joao luis guadagnin mdaJoao luis guadagnin mda
Joao luis guadagnin mda
cbsaf
 
22iidamir
22iidamir22iidamir
22iidamir
cbsaf
 
22robertmiller
22robertmiller22robertmiller
22robertmiller
cbsaf
 
24zaresoares
24zaresoares24zaresoares
24zaresoares
cbsaf
 
24ricardoscoles
24ricardoscoles24ricardoscoles
24ricardoscoles
cbsaf
 
24marceloarcoverde
24marceloarcoverde24marceloarcoverde
24marceloarcoverde
cbsaf
 
24lucianarocha
24lucianarocha24lucianarocha
24lucianarocha
cbsaf
 
24jorgevivan
24jorgevivan24jorgevivan
24jorgevivan
cbsaf
 
24cleidetavares
24cleidetavares24cleidetavares
24cleidetavares
cbsaf
 
24casemiro
24casemiro24casemiro
24casemiro
cbsaf
 
24andregolcalves
24andregolcalves24andregolcalves
24andregolcalves
cbsaf
 
23leonardosorice
23leonardosorice23leonardosorice
23leonardosorice
cbsaf
 
Robert miller simposio 3.1
Robert miller simposio 3.1Robert miller simposio 3.1
Robert miller simposio 3.1
cbsaf
 
Helio umemura simposio 2.1
Helio umemura simposio 2.1Helio umemura simposio 2.1
Helio umemura simposio 2.1
cbsaf
 
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiuttiCompressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
cbsaf
 

Mais de cbsaf (20)

Cbsaf reduzido
Cbsaf reduzidoCbsaf reduzido
Cbsaf reduzido
 
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
22 metodoseproedimentosdelevantamentodecampopara
 
Paulo guilherme cabral mma
Paulo guilherme cabral mmaPaulo guilherme cabral mma
Paulo guilherme cabral mma
 
Paulo augusto lobato emater
Paulo augusto lobato ematerPaulo augusto lobato emater
Paulo augusto lobato emater
 
Sergio aparecido bb
Sergio aparecido bbSergio aparecido bb
Sergio aparecido bb
 
Joao luis guadagnin mda
Joao luis guadagnin mdaJoao luis guadagnin mda
Joao luis guadagnin mda
 
22iidamir
22iidamir22iidamir
22iidamir
 
22robertmiller
22robertmiller22robertmiller
22robertmiller
 
24zaresoares
24zaresoares24zaresoares
24zaresoares
 
24ricardoscoles
24ricardoscoles24ricardoscoles
24ricardoscoles
 
24marceloarcoverde
24marceloarcoverde24marceloarcoverde
24marceloarcoverde
 
24lucianarocha
24lucianarocha24lucianarocha
24lucianarocha
 
24jorgevivan
24jorgevivan24jorgevivan
24jorgevivan
 
24cleidetavares
24cleidetavares24cleidetavares
24cleidetavares
 
24casemiro
24casemiro24casemiro
24casemiro
 
24andregolcalves
24andregolcalves24andregolcalves
24andregolcalves
 
23leonardosorice
23leonardosorice23leonardosorice
23leonardosorice
 
Robert miller simposio 3.1
Robert miller simposio 3.1Robert miller simposio 3.1
Robert miller simposio 3.1
 
Helio umemura simposio 2.1
Helio umemura simposio 2.1Helio umemura simposio 2.1
Helio umemura simposio 2.1
 
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiuttiCompressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
Compressed cbsa fs-acai_silas_mochiutti
 

Dia 2 - Simpósio 1 - SAFs e Geração de Renda - Conservação Produtiva: solução ou problema para as regiões cacaueiras - Dan Pitit Lobão

  • 1. SAFS E GERAÇÃO DE RENDA: PERSPECTIVAS PARA ARRANJOS BASEADOS EM CULTIVO ÂNCORA CONSERVAÇÃO PRODUTIVA solução ou problema para as regiões cacaueiras Dan Érico Lobão Eng. Florestal, DSc Pesquisador da CEPLAC Professor da UESC VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS BELEM - BRASIL 2011
  • 2. Epígrafe “Bem feito é melhor que bem explicado” Benjamim Franklin
  • 3. AGENDANDO A APRESENTAÇÃO AGENDA DE TRABALHO 1. UM POUCO DA HISTORIA 2. O SISTEMA CACAU CABRUCA 3. A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA 4. CP PROBLEMA OU SOLUÇÃO?
  • 4. HISTÓRICO UM POUCO DA HISTÓRIA • 1500 - O começo  1503 – Exportação de pau-brasil • 1650 - Juiz Conservador das Matas em Cairu (Ba) - proteger as espécies arbóreas de interesse– plantio nas clareiras abertas com arbóreas, especiarias e fruteiras (spp de grande importância comercial, mantidas em segredo) • 1679 - cultivo do cacau oficialmente instituído, por Carta Régia, • 1746 - Faz Cubículo, Comarca de Canavieiras 1ª lavoura • 1783 - Importante na economia regional. • Final do Sec XIX - cacau sustentáculo agroeconômico • 1903 - Cacau representa 80% das exportações da Bahia • 1910 – Brasil primeiro produtor mundial de cacau
  • 5. HISTÓRICO UM POUCO DA HISTÓRIA (CONTÇ) • 1950/1956 - Período avanço da moderna teoria do desenvolvimento – Crescimento econômico, pode ser socialmente perverso • Obs: “milagre brasileiro” é considerado crescimento empobrecedor • 1957 - Criação da Ceplac • Década 70 - Desenvolvimento => pluridimensional: incorpora a dimensão social, política, cultural e ambiental e as sociedades beneficiarias. • 1974/1978 - A cacauicultura brasileira atinge o é o “Qüinqüênio de Ouro” • 1976 - CEPLAC implanta o PROCACAU • 1979/80 > produtividade media mundial => 300 para 740 kg/ha (49,3@) • 1985/86: Safra Brasil 162 => 440 mil/ton (397 mil/ton BA • Década 90 - Crises (financeira, ambiental, produtiva)
  • 6. DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Como estabelecer o DS na Reg Cacaueira? • Pressão mundial para conservar – Remanescentes da Mata Atlântica – Recursos Hídricos ameaçados – Biodiversidade • Aquecimento Global – emissão / fixação de Carbono • Questões sociais • Agricultura de baixo impacto
  • 8. PERFIL VERTICAL DA FORESTAL TROPICAL Formando uma cabruca Florestal tropical normal, com seus estratos 8
  • 9. Cenário 1 - Dominantes Cenário 2 – Co-dominantes Cenário 4 - suprimidas Cenário 3 - dominantas 9 - estrato herbáceo - estrato arbustivo - estrato
  • 10. Floresta original e seus estratos Sistema cacau-cabruca – com árvores dos 3 estratos arbóreos 10
  • 11. 11
  • 12. 12
  • 13.
  • 14. FAZENDA DE CACAU MODELO 14
  • 16. CONCLUSÕES CACAU CABRUCA É UM SISTEMA 16 PRODURICO?
  • 17. CACAU CABRUCA É UM SISTEMA 17 PRODUTIVO?
  • 18.
  • 19. Os três morfotipos de pau- brasil 19
  • 20. Cacau-cabruca e pau-brasil arruda laranja café
  • 21. 21
  • 22. CULTURA E NATUREZA (1) Cultura e Natureza [Recurso Natural] como dimensões do desenvolvimento: • Período de maior avanço da moderna teoria do desenvolvimento  1950/1956. – Nasce a CEPLAC (1957); primeira missão – a recuperação financeira dos cacauicultores – tarefa concluída 1959. Permanecendo praticamente hibernada ate 1961. • O período do pós-guerra foi profundamente marca- do pela competição de dois sistemas antagônicos: – o capitalista ocidental e o socialista soviético que se empenha- vam em conquistar a preferência do “terceiro mundo”; – ambos superestimavam o papel do crescimento econômico no processo do desenvolvimento
  • 24. Desafios - Agroecossistema Cacaueiro TRADICIONAL CACAU (aumento da produtividade, bens comuns globais, serviços e ativos ecossistêmicos) SUSTENTABILIDADE DA CACAUICULTURA ?
  • 25. QUESTÕES BÁSICAS Legalmente é possível, na Região Cacaueira da Bahia, manejar o sombreamento do cacau? A cabruca é improdutiva? - por ser cabruca, ou por estar manejada de forma inadequada? É possível viabilizar a cacauicultura baiana? O modelo agrícola até então praticado é coerente com a missão da Ceplac e com o direcionamento do Governo Dilma? É possível propor um programa sustentável para a cacauicultura que valorize o Modelo Institucional CEPLAC e atenda aos anseios da sociedadea?
  • 26. MACRO DESAFIOS DESAFIOS A SEREM ENFRENTADOS Produção Agrícola e Produtividade Agrícola e Conservação Ambiental Ativos Ambientais DESAFIOS A SEREM ENFRENTADOS “DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL” Importância Agropolítica Inclusão Social e Produtiva
  • 27. PRESSUPOSTOS BÁSICOS PARA SUSTENTABILIDADE Conservação dos recursos naturais - Mata Atlântica Planejamento e Gestão da Propriedade Rural Inclusão social produtiva
  • 28. PRESSUPOSTOS BÁSICOS PARA A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA Conservação de remanescentes florestais Conservação dos recursos hídricos Resgate e conservação produtivas de espécies ameaçadas Planejamento e adequação ambiental da propriedade rural Viabilidade econômica da propriedade Sensibilização, atualização e qualificação continuada Inclusão social Equacionamento da dívida de produtores rurais Adequação da Ceplac
  • 29. OBJETIVO GERAL Promover o desenvolvimento sustentável de regiões produtoras, tendo por base a conservação produtiva, o planejamento da propriedade e a inclusão social.
  • 30. COMO SERIA PRATICAR A CONSERVAÇÃO PRODUTIVA (Pensar global – agir local)
  • 31. ROTEIRO LÓGICO Quanto ao imóvel rural Quanto a área (uso finalístico) Quanto ao modelo de produção Quanto ao aspecto florestal Quanto as espécies arbóreas Quanto ao aproveitamento de resíduos
  • 32. MODELOS DE CULTIVO DO CACAU E DENSIDADE ARBÓREA Tradicional Semi Intensivo - Cabruca - intensivo Baixa Baixa? Ínfima? 18 - 55 Média Média? Baixa? 55 - 85 Alta Alta ? Média? > 85 cacau cabruca cacau cabruca cacau cabruca Baixa densidade (18 – 50) Media densidade (50 - 85) Alta densidade (> 85)
  • 33. SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CACAU G Tec Pós-moderno instensivo Moderno semi-instensivo Tradicional cacau cabruca
  • 34. SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CACAU G Amb Tradicional Moderno cacau cabruca semi-instensivo Pós-moderno instensivo
  • 35. FAZENDA SANTA ROSA – cabruca (tradicional) ATUAL Quadra: 2,14 ha Densidade: 20,09 ind/ha Riqueza: 7 spp QM = 1 : 6,14 plantio INTERFERENCIA Abate: 8 ind abate Plantio: 24 ind Seleção: 3 ind/spp = 8 spp matriz existente PLantio FINAL Densidade final: 27,57 ind/ha Riqueza: 15 spp QM = 1 : 3,93
  • 36. FAZENDA SANTA ROSA – SAGS (semi-intensivo) ATUAL Quadra: 2,14 ha Densidade: 20,09 ind/ha Riqueza: 7 spp QM = 1 : 6,14 Árvores matrizes plantio INTERFERENCIA abate Abate: 8 ind Plantio: 24 ind Seleção: 3 ind/spp = matriz 8 spp existente PLantio FINAL Densidade final: 27,57 ind/ha Riqueza: 15 spp QM = 1 : 3,93
  • 37. FAZENDA SANTA ROSA – cacau intensivo ATUAL Quadra: 2,14 ha Densidade: 20,09 ind/ha Riqueza: 7 spp QM = 1 : 6,14 plantio INTERFERENCIA abate Abate: 8 ind Plantio: 24 ind Seleção: 3 ind/spp = matriz 8 spp existente PLantio FINAL Densidade final: 27,57 ind/ha Riqueza: 15 spp QM = 1 : 3,93
  • 38. A modernidade está posta aqui, na Região Cacaueira da Bahia, há mais de 250 anos Fernando Rios (Presidente da Copercacau). Cnpc, 1997 ... ... ... Conservação Produtiva é agricultura do Sec. XXII Eugênio Spengler (Secretário de Meio Ambiente da Bahia).Ceplac-Sueba, 08/Jul/2011 ... ... ... Conservação Produtiva é a agricultura do bom senso Basílio Leite (Pesquisador da Ceplac), Ceplac-Cepec, 27/Jul/ 2011
  • 39. CONSERVAÇAO PRODUTIVA • é a agricultura da solidariedade, • é a agricultura da inclusão social, • é a agricultura das boas e respeitosas relações. Conservação Produtiva é a agricultura responsável! Wallace Setenta – Presidente da CNPC, 2011
  • 40. CONSERVAÇÃO PRODUTIVA • conhecimento local [historia e cultura]; numa perspectiva própria,de reescrever a uma nova da cacauicultura; • transforma o ambiente [natureza] em recurso e maneira a garantir o uso, a conservação e a produção de forma harmônica, sustentável; • Possibilita conjuminar [tradicional + moderna tecnologia]; • Compartilha experiências/conhecimentos com outras culturas; • Promove a inclusão social e produtiva e a luta contra a pobreza, • Estimula solidariedade cabruca, pelas futuras gerações e pela terra, o lar comum. • A final Conservação Produtiva é problema ou solução?
  • 41. RESSALVAS (1) • Quando se esgotava o ciclo de desenvolvimento internacional baseado no crescimento econômico  iniciava-se um novo ciclo, o de desenvolvimento sustentável e foi nesse período que: – “Qüinqüênio de Ouro do Cacau” – Evolução de conceito -> desenvolvimento – O PROCACAU [1976]
  • 42. Epígraf,e “Bem feito é melhor que bem explicado” Benjamim Franklin O sistema cabruca foi bem feito, ele precisa é ser melhor compreendido... Wallace Setenta, 2011 Presidente da CNPC
  • 43. Garantir a conservação produtiva do agroecossistema regional e melhorar a qualidade de vida do homem na zona rural. Esse é o novo paradigma para a cacauicultura... ...
  • 44. Dan Érico Lobão, Eng. Florestal. DSc Pesquisador da CEPLAC Professor da UESC dan@ceplac.gov.br (73) 3214-3239 44 Nâmasckar