Experiências	
  dos	
  serviços	
  
de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

III...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

Plan...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

Hist...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

2003...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

Julh...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

2004...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Munic...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Munic...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Casos...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Casos...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Letal...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Ações...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

Açõe...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

Educ...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

NÓS	...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

NÓS	...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

NÓS	...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

NÓS	...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  

NÓS	...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
DESAF...
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Experiências	
  dos	
  serviços	
  de	
  vigilância	
  e	
  controle	
  da
	
  
Febre	
  Maculosa	
  Brasileira
	
  
Obrigado!	
  

Augusto	
  Marchon	
  Zago
	
  
augustozago@saude.es.gov.br
	
  
Experiências dos serviços de vigilância e controle da febre maculosa brasileira
Experiências dos serviços de vigilância e controle da febre maculosa brasileira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Experiências dos serviços de vigilância e controle da febre maculosa brasileira

522 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Experiências dos serviços de vigilância e controle da febre maculosa brasileira

  1. 1. Experiências  dos  serviços   de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   III Simpósio Estadual de Doenças Transmitidas por Carrapatos Campinas/SP – 9 a 11 de Outubro de 2013
  2. 2. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Plano Diretor de Regionalização – PDR REGIÃO   Nº   MUNICÍPIOS   POP.   URBANA(%)   POP.  RURAL(%)   TOTAL   POPULAÇÃO   NORTE   14   72,11   27,89   384.861   CENTRAL   18   75,81   24,19   571.302   METROPOLITANA   20   91,42   8,58   1.935.393   SUL   26   72,42   27,58   623.396   TOTAL   78   83,40   16,60   3.514.952   Fonte: IBGE, Resultados do Censo 2010 / PDR 2011- SESA
  3. 3. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Histórico  da  FMB  no  Espírito  Santo   1990  -­‐  1991-­‐  Surto  em  Marilândia,  com  o  registro  de  6  (seis)   suspeitos  e  4  (quatro)  óbitos.   2000  -­‐  Surto  em  Pancas,  com  o  registro  de  8  (oito)  suspeitos  e  4   (quatro)  óbitos,  sendo  1(um)  caso  posivo  para  Ricke&sia,     resultado  de  exame  imuno-­‐histoquímico.  
  4. 4. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   2003  -­‐  Óbito  em  janeiro,  em  Barra  de  São  Francisco,  na  localidade   de  Córrego  da  Riqueza  confirmado  por  exame  imunohistoquímico   para  Ricke&sia.    
  5. 5. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Julho,  agosto,  setembro  e  outubro/2003:  surto  de  Doença  Febril   Hemorrágica  Aguda,  com  um  total  de  74  casos  suspeitos  e  11   óbitos,  distribuídos  em  8  (oito)  municípios  da  região  noroeste.    A  SESA  noficou  ao  Ministério  da  Saúde  que  destacou  uma   equipe  de  especialistas  para  assessorar  a  invesgação  deste   surto,  junto  a  equipe  da  Zoonoses  do  Estado.    
  6. 6. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   2004  (Setembro)–  Um  óbito  confirmado  em  São  José  do  Calçado.   2004  (Dezembro)    (em  invesgação)  –  Ocorreram  três  óbitos  em   Ibituba,  município  de  Baixo  Guandu,  suspeitos  de  FMB,  e  que   durante  a  invesgação  foram  encontrados  casos  controles   posivos  para  FMB.  
  7. 7. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Municípios  com  registro  de  casos  de  Febre  Maculosa  Brasileira       Espírito  Santo  –  2000  a  2005   10  municípios  com  registro  de     casos  de  febre  maculosa  
  8. 8. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Municípios  com  registro  de  casos  de  Febre  Maculosa  Brasileira       Espírito  Santo  –  2006  a  2013   21  municípios  com  registro  de     casos  de  febre  maculosa  
  9. 9. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Casos  Noficados  e  Confirmados  de    Febre  Maculosa  Brasileira,     no  ES  de  2000  à  2013*     200   184   180   160   140   122   120   120   101   100   85   82   85   NOTIFICADOS   82   80   78   62   60   40   13   20   0   0  1   0  0   0  0   11   3   0  2   4   3   2   3   3   3   1   2000   2001   2002   2003   2004   2005   2006   2007   2008   2009   2010   2011   2012   2013   2013*  Dados  até  o  mês  de  setembro   CONFIRMADOS  
  10. 10. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Casos  Confirmados  e  Óbitos  de    Febre  Maculosa  Brasileira,     no  ES  de  2000  à  2013*     14   12   10   8   CONFIRMADOS   ÓBITOS   6   4   2   0   2000   2001   2002   2003   2004   2005   2006   2007   2008   2009   2010   2011   2012   2013   2013*  Dados  até  o  mês  de  setembro  
  11. 11. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Letalidade  por  Febre  Maculosa  Brasileira  no  Espírito  Santo,  2000  à  2013*   100   90   80   70   60   50   LETALIDADE   40   30   20   10   0   2000   2001   2002   2003   2004   2005   2006   2007   2008   2009   2010   2011   2012   2013   2013*  Dados  até  o  mês  de  setembro  
  12. 12. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Ações  de  Vigilância  realizadas:   Palestras  para  os  profissionais  de  saúde  em  todos  os  municípios   Após  a  capacitação  de  Vetores  da  FMB  e  Vigilância  de  Ambiental  em   2012:   Coleta  de  carrapatos  no  ambiente  do  caso  confirmado  de  FMB     no  Município  de  Cola^na.   Coleta  sorológica  de  7  eqüinos  e  carrapatos.  
  13. 13. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Ações  Realizadas:   Superintendência  Regional  de  Saúde  de  Cola^na  –  SRSC/ SESA:   Palestras  para  os  profissionais  de  saúde    e  informe  de  “alerta   sanitário”  em  2012.   Palestras  para  os  profissionais  de  saúde    e  informe  de  “alerta   sanitário”  em  2013.   Coleta  de  carrapatos  no  ambiente  de  um  caso  suspeito  de  FMB  no     município  de  Cola^na.  
  14. 14. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   Educação  em  Saúde:  Realização  de  panfletagem  em  evento  de  pesca.   Criação  de  um  grupo  de  trabalho  para  elaboração  um  plano  de   vigilância  da  FMB.  
  15. 15. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  16. 16. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  17. 17. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  18. 18. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  19. 19. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  20. 20. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   NÓS  CRÍTICOS:   Olhar  focado  para  o  Dengue?   Casos  No^ficados  até  39  SE  –  78.039   Sorologia  realizadas  –  18.000   Sorologia  reagentes  –  11.810   Óbitos  confirmados  -­‐  22  
  21. 21. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   NÓS  CRÍTICOS:   Ocorrência  de  casos  da  Síndrome  de  Baggio  Yoshinari  -­‐  SBY   2013  –  18  sorologias  reagentes.   Serviço  de  Verificação  de  Óbitos  –  SVO.   Funciona  no  Hospital  da  Polícia  Militar  –  HPM  
  22. 22. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   NÓS  CRÍTICOS:   SINAN  Estadual  x  SINAN  Nacional   Vigilâncias  Epidemiológicas  Municipais  –  vulneráveis   Núcleo  de  Vigilância  Epidemiológica  Hospitalar  –  Existem  somente   três  no  estado  e  todos  na  capital.  
  23. 23. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   NÓS  CRÍTICOS:   LACEN/ES:   Gerenciador  de  Ambiente  Laboratorial  -­‐  GAL   Amostras  pareadas:  A  1ª  fica  acondicionada  no  município?   demora  no  resultado  (90  dias)   Não  existe  fluxo  definido:  LACEN  –  SVO  -­‐  CIEVS  -­‐  NEVE  
  24. 24. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   NÓS  CRÍTICOS:   Fichas  de  no^ficação  –  informação  equivocada.   Prontuário  médico  –  pobre  na  evolução  e  descrição  do  caso.   Estrelismo  de  pesquisadores?  
  25. 25. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira   DESAFIOS:   Fomentar  parcerias   Obrigatoriedade  da  No^ficação  imediata  para  casos  suspeitos  de   FMB   Elaboração  de  um  Plano  de  Trabalho   Mapear  áreas  de  risco   Elaboração  de  aula  de  manejo  clínico  de  “15  minutos”    
  26. 26. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  27. 27. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  28. 28. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  29. 29. Experiências  dos  serviços  de  vigilância  e  controle  da   Febre  Maculosa  Brasileira  
  30. 30. Obrigado!   Augusto  Marchon  Zago   augustozago@saude.es.gov.br  

×