Elo Diocesano | Agosto de 2010
Expediente
- D. José Clemente Weber
  Bispo Diocesano
                                     ...
Elo Diocesano | Agosto de 2010                                                    Elo Diocesano | Agosto de 2010




     ...
Elo Diocesano | Agosto de 2010




              OS PREFERIDOS DE JESUS?
           22 de agosto: Dia da Vida Religiosa Co...
Elo Diocesano | Agosto de 2010

                          MENSAGEM DA CNBB A TODOS OS CATEQUISTAS

     Queridos/as Catequ...
Elo Diocesano | Agosto de 2010                                                         Elo Diocesano | Agosto de 2010




...
Elo Diocesano | Agosto de 2010



      Vem aí a "SEMANA DA FAMÍLIA"
          Família, formadora de valores humanos e cri...
Elo Diocesano | Agosto de 2010


                                                    Diocese convida para o
              ...
Elo Diocesano | Agosto de 2010



                                 XX Congresso Diocesano do
                 APOSTOLADO D...
Elo Diocesano | Agosto de 2010
                                                               CAARÓ/2010
                 ...
Elo Diocesano | Agosto de 2010



       Campanha da
    Fraternidade 2011
        No dia 22 de junho foi escolhido
      ...
DOM JOSÉ CLEMENTE WEBER
Bispo Diocesano
01      – Ordenação Diaconal de Rafael Backes                  20-22 - 3ª Etapa do...
C:\Documents And Settings\Claudia\Desktop\Elo Diocesano Agosto 2010   Grafica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

C:\Documents And Settings\Claudia\Desktop\Elo Diocesano Agosto 2010 Grafica

1.394 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C:\Documents And Settings\Claudia\Desktop\Elo Diocesano Agosto 2010 Grafica

  1. 1. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Expediente - D. José Clemente Weber Bispo Diocesano Novas frentes para os - Pe. Décio José Walker Coordenador Dioc. de Pastoral DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS Pedi ao Senhor da colheita que mande - Ir. Rogéria Cadó Chanceler do Bispado trabalhadores (Lc 10, 2) Por Dom José Clemente Weber* pados, sem consci- CONSELHO DE PRESBÍTEROS: ência de missão. - Pe. Orides Welter E m meio às profun- Não eram exigidos Vigário Geral das transforma- nem tinham vez nem ções da época em voz ativa na vida e - Pe. Léo Zeno Konzen mudança que vivemos, de nas atividades da Formador uma coisa podemos ter Igreja. - Pe. Nelson Loro certeza absoluta: o projeto A partir dos novos Formador de vida em plenitude para horizontes abertos - Pe. Valcir Puhl toda a humanidade, mani- pelo Concílio, espe- festado paulatinamente por cialmente pela visão Formador Deus, ao longo de séculos de Igreja como povo - Pe. Carlos José Griebeler e milênios, com sua culmi- de Deus e pela sua Formador nância e epicentro na pessoa de Je- abertura para o mundo, os leigos co- - Pe. Eugênio Hartmman sus Cristo, continua não apenas de meçaram a participar mais na vida e Coordenador dos Presbíteros pé, mas em constante e dinâmico missão da Igreja. Foram surgindo processo de desenvolvimento. cada vez mais organizações comu- - Pe. Erno Junges A Igreja, mística e ativa presença nitárias, serviços pastorais, movi- Coordenador da de Cristo na história, em comunhão mentos, institutos seculares e mui- Forania de Santo Cristo com o Pai, no Espírito Santo, é o tos outros grupos, assumindo com- - Pe. Guido Boufler caminho privilegiado por Deus para promissos e funções eclesiais, o que Coord. da Forania de Santa Rosa realizar seu divino e humano projeto representou verdadeiro avanço. do Reino. Todos os membros dessa Existe, hoje, forte consciência de - Pe. Aloísio Kuhn Igreja, todos os batizados, são envi- que o futuro da Igreja será marcado Coord. da Forania de Cerro Largo ados para colaborar na realização pelo laicato. A Conferência de - Pe. Leonardo Lunkes desse sonho de uma outra humani- Aparecida aponta para isso. Quanto Coord. da Forania de Santo Ângelo dade, fraterna e livre, menos hostil, mais os leigos e leigas se sentirem mais hospitaleira. discípulos missionários de Jesus, - Frei Marco Antônio Warken Quando pensamos e falamos nos novas e importantes iniciativas serão Coord. da Forania de Três de Maio sujeitos dessa missão, devemos ad- tomadas. - Pe. Albino Schalemberger mitir que historicamente, após um Tomemos o exemplo das pastorais Coord. da Forania de vibrante e explosivo início da Igreja, sociais, belo campo de atuação dos São Luiz Gonzaga nos primeiros tempos do cristianis- leigos. Que categorias de pessoas mo, houve muitas e grandes varia- elas estão atingindo? Crianças, me- REALIZAÇÃO ções. nores, idosos, encarcerados, doen- No tempo do Concílio Vaticano II tes, dependentes de drogas, migran- Pe. Décio Walker (1062-1965), um bom trabalho de for- tes, mulheres marginalizadas, traba- Adair Adams mação da consciência cristã do povo lhadores sem terra, etc. Restam, en- Equipe Pascom era realizado pela Ação Católica, tretanto, imensos espaços sociais e então muito atuante em diversas fai- justamente os das categorias mais ENDEREÇO xas de pessoas e ambientes. Com ativas na sociedade, onde a Igreja Rua Guaíra, 1100 Bairro Esperança seu método de ver, julgar e agir, ca- está ausente: o mundo do trabalho, 98900-000 Santa Rosa-RS pacitou e lançou grandes líderes, em seus mais diversos segmentos, Tel.: 55 3512-3810 culturais, sociais e políticos, marcan- desde as domésticas e faxineiras Email:elodiocesano@yahoo.com.br do época na vida da Igreja. Outras até os servidores públicos mais iniciativas pastorais e missionárias, qualificados, o mundo da cultura, Diagramação: Sandra Pasini organizadas por leigos eram, entre- da arte, das comunicações, do ma- Impressão: Coli Gráfica e Editora Ltda. tanto, raras e pouco expressivas, por gistério, da promoção humana, da diversas razões. Tanto as missões política, da justiça, do comércio, Tiragem: 3.000 exemplares em terras estrangeiras como as mis- dos transportes, das instituições sões internas do país, bem como inú- bancárias, das pequenas e gran- meras obras de ação social, educa- des empresas, etc. Tantos campos ção e evangelização eram assumi- onde a presença evangelizadora das por ordens e congregações reli- da Igreja deveria ser mais organi- giosas. Creches, asilos, orfanatos, zada. São novas frentes para os hospitais, grande parte das escolas, discípulos missionários! 2 dos colégios e universidades esta- vam em suas mãos. Os fieis leigos, em sua maioria, viviam despreocu- *Bispo Diocesano
  2. 2. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Elo Diocesano | Agosto de 2010 Tesouro em vasos de barro Pe. Décio José Walker* lhor as lições de A Palavra deixadas pelo pároco de D’Ars. Ele "Trazemos esse tesouro em vasos de barro, nunca esqueceu em sua vida que Jesus instituiu o para que todos reconheçam que este incompa- Deus é a Alma a uma refeição, durante a qual sacerdócio em meio rável poder vem de Deus e não de nós"(2 Cor. de toda ação lavou os pés de seus discípulos, para deixar claro evangelizadora 4,7). No contexto em que o Apóstolo Paulo faz que a essência desse ministério é o serviço sim- esta afirmação " tesouro" se refere a Cristo e ples Igreja aos irmãos. da e humilde seu Projeto, enquanto "vasos de barro" sãos os Confesso que entre todas as coisas que pude ler ministros, como ele, a serviço desse Projeto. das tantas reflexões que se fez neste ano, o que Esta bela comparação pode nos ajudar a olhar mais me marcou foi a biografia de São João Maria para o Ano Sacerdotal, que em nossa diocese Vianey, nosso patrono. As informações que sem- se encerra por ocasião do dia do pre ouvia produziram um rótulo de que "ele era li- padre, no primeiro final de se- mitado nos estudos, mas fez sucesso como con- mana de agosto. E surge Ano fessor". É muito injusto este retrato que dele se naturalmente a pergunta: pinta. Quando se olha para sua vida situada O que vai ficar desse ano, Sacerdotal: no contexto da época em que a França esta- quais os seus frutos? Que frutos va mergulhada numa profunda crise política, "Ano Sacerdotal: Que fru- econômica e religiosa se percebe claramente tos vão ficar?" vão ficar? o quanto foi profeta este homem. Criou toda uma Quando o papa proclamou o mística para enfrentar os "demônios" Ano Sacerdotal apontou dois objeti- de seu tempo. Inventou tam- vos principais: "celebrar os 150 anos da mor- bém organizações para so- te do patrono dos padres, o Santo Cura Cura D´Ars - correr os mais necessita- D´Ars e contribuir para fomentar o empe- profeta dos que eram as meni- nho de renovação interior de todos os sa- nas e meninos aos quais cerdotes para um testemunho evangélico em tempos de o estado privava do direi- mais rigoroso e incisivo" (Homilia da Abertura). crise to à educação. Fazia pro- gramas missionários para Com esses objetivos o acento incide, portan- dentro e fora de sua paróquia. Além to, na renovação interior fazendo a memória de do grande testemunho de uma vida austera sus- um pobre pároco de aldeia que consumiu sua tentada com muita oração e amor à Palavra de vida em humildes serviços ao povo sofrido de Deus. sua paróquia e arredores. E não caem bem as grandes manifestações exteriores como mega- Certamente foi inspirado nestes aspectos que o eventos que reúnem milhares de sacerdotes papa nos provocou em sua homilia da abertura: como uma espécie de demonstração de poder "Para que não se forme um vazio existencial em clerical. Isto é esquecer os "vasos de barro" e nós e fique comprometida a eficácia de nosso mi- cheira mais a saudosismo de um tempo em que nistério, é preciso não cessar de nos interrogarmos: o padre tinha posição destacada na sociedade. Somos verdadeiramente permeados pela Palavra Este tempo passou. Hoje o que deve distinguir o de Deus? É verdade que esta é o alimento de que padre é a qualidade do seu serviço, seu teste- vivemos mais do que o sejam o pão e as coisas munho evangélico e seu empenho a favor da desse mundo? Conhecemo-la verdadeiramente? vida, onde esta é mais maltratada. E isto não dá Amamo-la? De tal modo nos ocupamos inteira- nenhum status! mente desta Palavra, que a mesma dá realmente "Cura D´Ars - profeta em tempos de crise". um timbre à nossa vida e forma o nosso pensa- De forma provocadora a sociedade com seus mento?" meios de comunicação, também celebrou o Ano Se este Ano Sacerdotal reforçou em nós o desejo Sacerdotal, apontando ostensivamente as "ra- de mergulhar sempre mais fundo na Palavra de chaduras do barro" que estão à mostra em toda Deus e fez crescer nossa consciência de que so- parte. Nos fez tomar consciência que hoje o sa- mos "vasos de barro" e o poder que emana de nos- cerdócio é exposto aos holofotes do mundo mais so ministério vem de Deus e não de nós, já valeu a para apresentar suas fragilidades e seus peca- pena! Nosso povo há de colher os frutos desse dos. Talvez este lado de sombras que apareceu aprendizado! de forma tão intensa nos ajude a aprender me- *Coordenador Diocesano de Pastoral 3
  3. 3. Elo Diocesano | Agosto de 2010 OS PREFERIDOS DE JESUS? 22 de agosto: Dia da Vida Religiosa Consagrada Pe. Pablo Hernán Barreiro, MSF* N o mês de agosto a Igreja do Brasil nos convida a celebrar e renovar a vocação batismal como fonte de todas as vocações. Ex- pressão viva da caridade e da vitalidade da Igreja, cada vocação, de acordo com o seu carisma, expressa a riqueza e a beleza do discipulado missionário pro- posto ao mundo como uma "boa notícia". A Vida Religiosa Consagrada, como to- das as vocações, é uma "boa notícia", isto é, um caminho para alcançar a ple- nitude da condição humana, anunciada por Jesus e proposta nos evangelhos. Seguir Jesus, configurar-se com Ele no seu jeito seus discípulos com Ele. Comunhão que terá seu de ser, de crer, de pensar, de sentir, etc; fazer de si ápice na hora da cruz, onde também aparece este mesmo um dom é um caminho que os religiosos e discípulo anônimo manifestando ter compreendi- religiosas assumem diariamente como única estra- do o significado dessa ceia e mostrando ter a da para assemelhar-se a Cristo que "sendo rico se mesma capacidade de Jesus de entregar a vida fez pobre para nos enriquecer" (2 Cor 8,9), atingin- por amor a seus amigos (Jo15,13). do assim o ideal desejado pelo Criador da humani- Então, para quê a Vida Religiosa Consagrada? dade: a condição divina (Jo 1,12). Educação, saú- Qual é o seu sentido, a sua missão, seu lugar na de, missão, fraternidade, encontro, partilha, comu- Igreja e no mundo? Antes de dar uma resposta a nhão são alguns dos rostos que a Vida Religiosa estas perguntas, convido a que junto olhemos para Consagrada tem na missão para deixar claro que a realidade. Ela nos ensina! Quantos religiosos e Jesus é o único caminho a seguir (Jo 14,6) e único religiosas nos indicam na Igreja e no mundo que modelo para aprender amar. o lugar de todo discípulo missionário é junto ao Dito tudo isto sobre a Vida Religiosa Consagrada Mestre e também junto àqueles/as pelos quais o podemos pensar que os religiosos e religiosas ocu- Mestre optou e entregou a sua vida! Quantos re- pam um "lugar de privilégio", que são uma espécie ligiosos/as embelezem a Igreja mostrando para de "preferidos" na comunidade cristã. Esta inter- todo o Povo de Deus o caminho da comunhão, pretação já fez parte da história da Igreja e, pode- da fraternidade, da partilha como único caminho mos dizer que, até o próprio Jesus teve um discí- para alcançar a plenitude da condição humana pulo preferido, aquele a quem mais amava (Jo vivida e anunciada por Jesus e proposta nos evan- 13,23). É claro que, nos evangelhos, ser amado gelhos! Com certeza, a Vida Religiosa Consagra- por Jesus e ser amigo de Jesus não é um privilégio da não é um lugar nem de preferência nem de de um personagem particular senão uma caracte- privilégio, mas ela tem em si mesma a seiva da rística de todo membro da comunidade: "Vocês são vocação batismal, nos lembrando que na Igreja meus amigos", diz Jesus (Jo15,14). Mas, não esta- esse lugar de discípulos amados é de todos e de va este discípulo com sua cabeça reclinada sobre todas, é para todos e todas. Parabéns religiosos o peito de Jesus (Jo 13,23)? Não é este um lugar e religiosas da nossa Diocese! Que a passagem de privilégio, de destaque? Pois bem, estar com a do Dia da Vida Religiosa Consagrada seja motivo cabeça reclinada no peito do Mestre não é uma de alegria por termos este tesouro, de motivação posição ou lugar de privilégio, mas sim a revelação para partilhá-lo e de renovação da vida fraterna e de uma profunda verdade que nos fala da pro- na comunhão missionária! cura da intensa, íntima e profunda comunhão 4 * Coordenador do Núcleo CRB-Santo Ângelo e sintonia de Jesus com o Pai e, portanto, de Professor do Instituto Missioneiro de Teologia
  4. 4. Elo Diocesano | Agosto de 2010 MENSAGEM DA CNBB A TODOS OS CATEQUISTAS Queridos/as Catequistas Marlene Faleiro* Catequista, você é especial para Deus! Dom Eugênio Rixen* Ao celebrar o DIA DO CATEQUISTA queremos refletir sobre a vocação do catequista, que é a S ua VOCAÇÃO foi gestada no coração vocação do Profeta - aquele/la que fala em nome do Pai, para que pudesse chegar aos de Deus e da comunidade a que pertence. A corações dos seus filhos e filhas com iniciativa sempre parte de Deus. O chamado a a mensagem da VIDA: Jesus Cristo. ser catequista não é algo pessoal, mas obra divi- O último domingo de agosto é o DIA DO na, graça. A missão do catequista está na raiz da CATEQUISTA. É com admiração, reconheci- palavra CATEQUESE, que vem do grego mento e gratidão que a Igreja celebra essa fes- Katechein e quer dizer (fazer eco). Logo, tividade. Celebrar o DIA DO CATEQUISTA é catequista é aquele/la que se coloca a serviço sempre uma GRAÇA, motivo de alegria e de da Palavra, que se faz instrumento para que a reflexão mais profunda sobre o SER DO Palavra ecoe. O Senhor chama você para que, CATEQUISTA, sua vocação e missão na Igre- através da sua vida, da sua pessoa, da sua co- ja e sociedade. Sentimos ainda os "ECOS" e a municação, a Palavra seja proclamada, Jesus chama da esperança que ardeu em nosso co- Cristo seja anunciado e testemunhado. ração com a realização da Terceira Semana Catequista, você não é só transmissor de ideias, Brasileira de Catequese. conhecimentos, doutrina, pois sua experiência Sentimo-nos movidos pela força do Espírito, fundante está no ENCONTRO PESSOAL com a que nos chama e envia, pelas intuições e pro- pessoa de Jesus Cristo. Essa experiência é postas do tema da Terceira Semana Brasileira comunicada pelo SER, SABER e SABER FAZER de Catequese: "Iniciação à Vida Cristã". Nesse em comunidade (DNC 261).O ser e o saber do espírito, celebrar o dia do Catequista tem um catequista sustentam-se numa espiritualidade da significado especial, pois são vocês, gratuidade, da confiança, da entrega, da certe- catequistas, os protagonistas, aqueles que fa- za de que o SENHOR está presente, é fiel. zem com que o processo de um NOVO JEITO Catequista, nesse dia acolha o abraço de gra- DE FAZER CATEQUESE seja possível. Por- tidão de milhares de pessoas, vidas agradecidas, tanto, confiamos em cada um de vocês, com pela sua presença na educação da fé de crian- seus dons partilhados, junto com as forças vi- ças, adolescentes, jovens e adultos. Em sua ação vas de toda a Igreja, as comunidades, as pas- se traduz de uma forma única e original a voca- torais, os movimentos, para que a iniciação à ção da Igreja-Mãe que cuida maternalmente dos vida cristã seja possível. filhos que gerou na fé pela ação do Espírito. Querido/a Catequista, PARABÉNS! Que a Força da Palavra, continue a suscitar- lhe a fé e o compromisso missionário ! A bênção amorosa do PAI, que cuida com carinho dos seus filhos e filhas, que um dia nos chamou a viver com alegria a vocação do discípulo missi- onário, esteja na sua vida, na vida da sua comunidade hoje e sempre. Fraternalmente, 5 * Presidente da Comissão para Animação Bíblico-Catequética
  5. 5. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Elo Diocesano | Agosto de 2010 Pe. Valcir Luís Puhl* ram em torno de 70 pessoas que participaram O 3º Congresso Vocacional do Brasil, do encontro. O Regional Sul 03 da CNBB e em profunda sintonia com os 2 con- CRB/RS também promoveram, nos dias 26 e gressos anteriores, quer resgatar e 27 de junho, um momento de estudo, debate e dar continuidade aos trabalhos desenvolvidos preparação para o respectivo congresso. Este ao longo dos anos na Igreja do Brasil em favor encontro aconteceu no colégio Marista Rosário das vocações. A história do serviço às voca- em Porto Alegre e contou com a assessoria do ções no Brasil ganhou novo impulso com Dom Padre Ângelo Ademir Mezzari, religioso Aloísio Lorscheider, que inspirado pelas men- rogacionista, envolvido diretamente na organi- sagens do Papa por ocasião do Domingo do zação deste congresso nacional. Bom Pastor, propôs para sua diocese (Santo Segundo o assessor, este congresso se volta Ângelo, RS) que dessem maior diretamente sobre os animadores atenção às vocações. vocacionais, pois faz-se neces- A experiência nascida em Diante de sário consolidar a animação nossa diocese aos poucos tantas mudanças vocacional na sua identida- foi ganhando adesão no no mundo de e missão, visto que em Regional Sul 3 e posteri- muitas dioceses, congre- pós-moderno é urgente ormente em todo o Brasil. gações e institutos existe Em 1983 celebrou-se no conhecer e investir uma descrença quanto ao Brasil o primeiro ano nas novas "praças" serviço da animação vocacional, consolidando um vocacionais. vocacional. novo trabalho em prol das vocações Diante de tantas mudanças no e abrindo um mês dedicado às vocações mundo pós-moderno é urgente conhe- no calendário das atividades da Igreja no Brasil. cer e investir nas novas "praças" vocacionais. Por que um Congresso Vocacional? São 4 Mezzari salientou que o grande desafio da ani- os objetivos da realização do mesmo: a) cele- mação vocacional é o seguimento de Jesus brar a caminhada do serviço de animação Cristo, deixar os jovens e adolescentes seduzi- vocacional; b) aprofundar a teologia das voca- dos por Jesus Cristo, o que exige muito esforço ções na perspectiva do discipulado e da e vontade dos animadores vocacionais, pois missionariedade à luz de Aparecida; c) conso- hoje vivemos no mundo da pressa, querem logo lidar a identidade do animador e do sérvio de assumir ministérios, mas é preciso fazer a ca- animação vocacional na fonte da Palavra de minhada do processo formativo naturalmente, Deus; d) oferecer pistas de ação para o servi- levando em consideração sempre o projeto de ço de animação vocacional, insistindo particu- vida pessoal. larmente no itinerário e no planejamento O Congresso ao enfocar a temática do vocacional. discipulado-missionário, no serviço das voca- Em vista do 3º Congresso Vocacional do Bra- ções, certamente com o método "ver, julgar e sil que acontece de 03 a 07 de setembro em agir", poderá colaborar "para que vivamos Itaici/SP, em nossa diocese realizamos um Mini- mais intensamente nossa vocação e missão Congresso Vocacional no dia 24 de abril, na Igreja". 6 assessorado pela Equipe Diocesana. Fo- * Coordenador Diocesano de Animação Vocacional
  6. 6. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Vem aí a "SEMANA DA FAMÍLIA" Família, formadora de valores humanos e cristãos" Tema Central da Semana da Família, de 07 a 14 de agosto 2010. Garci e Celeste Scheid* (da filosofia vale tudo) e por isso essencial dar aos A creditando na família como comunidade de filhos uma real capacidade para escolher, diante vida e de amor, lugar por excelência de for- das diferentes opções, qual o caminho certo por- mação de homens e mulheres de caráter que os pais amam e querem o melhor para eles. e personalidade, direcionados para o bem, que- O que pode haver de melhor para os filhos remos refletir a "Semana da Família". do que ajudá-los a escolher os valores hu- Os três primeiros anos de idade é um manos e cristãos. tempo muito marcante na formação dos A família agredida pela violência, pela nossos filhos. A pessoa humana nasce desestruturação e pela injustiça social, profundamente dependente dos pais e per- não tem força para superar sozinha seus manece assim por muito tempo, requeren- problemas, seus conflitos. Necessita ser do um convívio duradouro e marcante. acolhida, valorizada, ajudada para se forta- O grande desafio das famílias é viver o amor lecer, o que mostra a importância da Pastoral nos momentos fáceis e nos momentos difíceis. Familiar. Educar os filhos, hoje, é uma tarefa extremamente Para tanto, além do trabalho realizado durante todo complexa. A começar pelo próprio conceito de educa- o ano, em torno da família a "Pastoral Familiar" des- ção. Muitas vezes influenciados por falsas noções de taca a Semana da Família no período de 07 a 14 de liberdade, têm medo de colocar limites aos filhos. agosto de 2010. As famílias estão bombardeadas pelos apelos de consumismo (do materialismo prático) e do "COMO É BOM TER A MINHA FAMÍLIA" hedonismo (do imperialismo do prazer) da corrupção *Coordenadores Diocesanos da Pastoral Familiar Uma comissão a caminho... Pe.Pablo Hernán Barreiro, MSF* e comunhão nos serviços de animação missionária. A Comissão Missionária Diocesana (COMIDI) con- Na ocasião, Dom Jaime, Bispo de Osório e tinua dando passos de crescimento e consolidação referencial da CNBB regional para o COMIRE, ilu- na sua estruturação e no serviço de animação minou o encontro com uma rica e profunda reflexão missionária na diocese, na busca de que, como nos sobre o tema Conversão Pastoral. assinala o Documento de Aparecida, todas as es- Próxima reunião da Coordenação do COMIDI, truturas eclesiais e todos os planos pastorais da será no dia 5 de agosto, a partir das 9h, em Três de diocese, paróquias, movimentos e de qualquer ins- Maio, para continuar com seus encontros de forma- tituição da Igreja sejam impregandos de uma firme ção e coordenação nos trabalhos da animação decisão missionária (cf DA 365) em direção à opção missionária. Lembramos a todos os forâneos da de uma pastoral ardente, decidida e profundamente importância de que cada forania esteja representa- missionária (cf DA 370). Entre seus pequenos-gran- da nesta instância com um padre e um membro lei- des passos de animação missionária queremos par- go. Esperamos a todos e a todas!!! tilhar com todos e todas alguns eventos da nossa agenda: Encontro de formação de animadores/as mis- Participação na Comissão Missionária Regio- sionários: nos dias 28 e 29 de agosto o COMIRE nal (COMIRE): O Padre Pablo, MSF, participou do promove um encontro de formação missionária com último encontro do COMIRE em Porto Alegre no o tema Paróquia Missionária, sob assessoria do passado 24 de junho. O COMIRE é uma instância Padre Memori. A nossa diocese participará do mes- de comunhão missionária regional onde participam mo com um número significativo de padres, leigos leigos e leigas, religiosos, religiosas e padres das e leigas. Bom encontro e boa formação!!! diferentes dioceses do Regional Sul III da CNBB e onde são buscados caminhos de formação, partilha *COMIDI-Santo Ângelo 7
  7. 7. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Diocese convida para o 27º ENCONTRO DE CEBs Pe. Alcido Kaiser* unidas na doutrina dos Apóstolos, nas ora- J á é do conhecimento de todos que ções, na comunhão fraterna e na solidarie- nos dias 09 e 10 de outubro, a Pa- dade. A CEBs quer refazer essa experiên- róquia Sagrado Coração de Jesus cia vivida no início do cristianismo. de Santa Rosa sediará o 27º Encontro O Tema do 27º Encontro é “Acolhendo a Diocesano de Comunidades Eclesiais de família na sua diversidade” e o Lema é Base (CEBs). É encontro Diocesano, ou "quem faz a vontade de Deus, esse é meu seja, de nossa Igreja Particular, Diocese irmão, minha irmã e minha mãe" (Mc 3, 35). de Santo Ângelo, sob a orientação do nos- O convite é feito para que todas as comu- so Pastor e guia espiritual Dom José Cle- nidades enviem alguém para participar des- mente Weber. Todas as 40 paróquias es- se encontro de CEBs. As delegações se- tão convidadas a participar desse encon- rão acolhidas no Salão Paroquial a partir tro com suas delegações. das 7h do dia 09 de outubro. Este processo de comunidades de As fichas de inscrição poderão ser retira- base tem sua origem no Concílio das com os coordenadores da Forania e te- Vaticano II e sua inspiração nas primei- rão que ser entregues até o dia 24 de se- ras comunidades Cristãs. Estas, viviam tembro de 2010. *Pela Coord. Local do Encontro Plebiscito sobre os limites da propriedade da terra E m gesto concreto a Campanha da cultura é praticada nas pequenas proprie- Fraternidade 2010 organiza plebisci- dades. Nas grandes se desenvolve o to popular sobre os limites da propri- agronegócio que se preocupa não com a edade da terra, que acontece nos dias 01 a 07 produção de alimentos, mas com o que dá de setembro. lucro, como soja, cana, algodão, eucalipto, A campanha propõe um limite para o tama- destinados à exportação. Um limite para a nho das propriedades para que as áreas ex- propriedade possibilitará a produção de mais cedentes sejam destinadas à Reforma Agrá- alimentos para mesa dos brasileiros e ga- ria. A Constituição Brasileira determina que a rantirá nossa soberania alimentar. propriedade, para ser legítima, tem que cum- Como Participar prir sua função social, ou seja, tem que ser 1. Fale e comente, divulgue bem aproveitada, preservar o meio ambiente, o plebiscito em sua família, com respeitar os direitos dos trabalhadores. A pro- seus amigos e colegas de tra- priedade que não cumpre sua função social é balho. ilegítima e deveria ser automaticamente desti- nada para a Reforma Agrária. 2. Na Semana da Pátria, Propõe também um limite para que seja ga- junto ao grito dos excluídos, rantida a soberania territorial. Cresce a cada ajude organizar os locais de vo- dia o número de pessoas e empresas do es- tação, participe de alguma trangeiro que compram terras e mais terras no mesa de votação e vote. Brasil. 3. Assine o abaixo-assinado Propõe um limite para garantir a soberania que será levado ao Congresso alimentar de nosso país. As estatísticas mos- Nacional para que seja votada uma tram que as pequenas propriedades é emenda constitucional que ponha um 8 que produzem mais de 70% dos alimen- limite ao tamanho das propriedades. tos consumidos pelos brasileiros. A agri-
  8. 8. Elo Diocesano | Agosto de 2010 XX Congresso Diocesano do APOSTOLADO DA ORAÇÃO Pe. Aloísio Kuhn O Congresso será realizado nas A Paróquia Sagrado Co- barrancas do Rio Uruguai. Este en- ração de Jesus de Por- contro é uma oportunidade de mais to Xavier, prepara-se um momento de amor e fé, que pos- para a realização do XX Con- sibilita construir e manter nossas co- gresso Diocesano do Apos- munidades renovadas na paz e na tolado da Oração. Este Con- esperança do Sagrado Coração de gresso convoca a olhar para den- Jesus, pois através Dele é que ema- tro de nossas comunidades de fé na a cada ano a vida da Igreja. e encontrar Jesus em nossos cora- A paróquia de Porto Xavier convida to- ções, consagrando-o ao Coração do Senhor. dos a irradiar-se no amor Divino, partilhando a O Lema é “Fica conosco Senhor” e o Tema oração, a reflexão e o acolhimento da Palavra “Coração de Jesus escola de cuidado pela Sagrada, dia 17 de outubro, no Ginásio de vida”. Esportes São Francisco Xavier. Reunião do CONSELHO PRESBITERAL Pe. Décio José Walker nosso clero deixando liberdade para o caso de alguém se dispor a essa tarefa. N o dia 30 de Junho, realizou-se no Bis- 3. Da parte da Cáritas Nacional e do Regio- pado em Santo Ângelo a reunião do nal Sul 3 da CNBB, há um pedido insistente para Conselho de Presbíteros, transferida a constituição de um Fundo Diocesano de Soli- do dia 21 de junho. Na pauta os seguintes as- dariedade com a porcentagem que permanece suntos: na diocese resultante das campanhas de 1. A direção da Rádio Navegantes de Porto Evangelização e Fraternidade. O assunto ficou Lucena, através de ofício manifestou a impor- pendente para todos refletirem e num outro mo- tância de ter Pe. Ângelo Arnhold, atual vice-pre- mento dar encaminhamento prático para este sidente, residindo na Paróquia de Porto Lucena projeto. para poder acompanhar melhor os trabalhos da 4. Pe. Léo apresentou a proposta dos pro- rádio. Sugeriu-se que o Bispo Dom Clemente fessores do IMT para que haja uma discussão fale com Pe. Ângelo e Pe. Cassiano e marque sobre projeções a respeito do mesmo com a uma reunião com a diretoria para melhor discu- participação de todo o clero. Ficou definido um tir o assunto. encontro para o dia 26 de julho no Santuário de 2. Dom Clemente apresentou uma solicita- Caaró para tratar deste e outros assuntos. ção do Bispo de Cruz Alta, Dom Frederico 5. Pe. Décio falou sobre o processo de cons- Heimler, de cedência de um padre (ao menos trução do Diretório de Pastoral da Diocese. A por dois anos) do clero de Santo Ângelo, para equipe que está trabalhando no projeto sente suprir necessidades naquela Diocese. Depois muitas resistências e por isso decidiu-se de refletir sobre este assunto ficou decidido que suspender, por enquanto, este trabalho Dom Clemente faria a proposta para todo o para ser retomado mais adiante. 9
  9. 9. Elo Diocesano | Agosto de 2010 CAARÓ/2010 Uma Romaria Histórica Coordenadores Paroquiais Catequese de em formação No dia 17 de junho, aconteceu mais um dia de formação para os coordenadores(as) paroquiais de catequese, na Paróquia Sagrada Famí- lia de Santo Ângelo. Na parte da manhã o assessor diocesano da Catequese Pe. Décio Walker trabalhou a temática da Leitura Orante da Bíblia, fazendo com o grupo uma experiência a partir do método da Lectio Divina. Este método está sendo proposto pela CNBB para ser usado como animação de todas as pastorais da Igreja. Por isso, em nossa catequese estamos realizando um processo de treinamento para que as(os) catequistas entrem nessa dinâmica, como um novo jeito de catequizar. Na parte da tarde, sob a Coordena- ção Diocesana da Catequese, aconte- Pe. Décio José Walker* ceram relatos de paróquias que reali- zam experiências de Catequese Em nossa região missioneira vivemos um tempo muito signi- ficativo. São 400 anos do início da fantástica experiência das Litúrgica. Também foi trabalhado o Do- Reduções Jesuítico-Guaranis que deixaram marcas profundas cumento de Estudos nº 97 da CNBB, em nossa diocese. Fizeram desse chão uma Terra Santa! que trata da "Iniciação à Vida Cristã". Para celebrar a conclusão dessa memória dos 400 anos te- Esta apresentação foi realizada pelas remos uma visita muito especial: O Coração de um dos prota- coordenações das foranias (cap. I, II e gonistas dessa história, o grande missionário São Roque III). Os demais capítulos serão estuda- Gonzáles, que há muitos anos não passou mais por aqui. É o Grande Símbolo do amor de Deus derramado neste chão, e dos no próximo encontro de formação merece uma manifestação mais efusiva de nossa parte. no dia 30 de setembro, das 9h às 16h, Por tudo isso queremos fazer uma semana inteira de Roma- na Paróquia Sagrada Família de Santo ria, enquanto o Coração de Pe. Roque estiver entre nós, do Ângelo. Este encontro acontecerá de- dia 10 a l6 de novembro. Cada dia algumas pastorais farão vido à solicitação do grupo participante uma programação especial: que quer dar continuidade ao exercício 10/11 - Acolhida do Coração - Apostolado da Oração da Leitura Orante. 11/11 - Dia da Vida - Pastoral da Criança, Pastoral da Pes- soa Idosa e Pastoral da Saúde O encontro teve uma expressiva par- 12/11 - Dia da Família - Pastoral Familiar, Cursilho e Movi- ticipação das Paróquias. Para o dia do mento de Schoenstatt catequista, a CNBB lançou uma carta 13/11 - Dia da Catequese mensagem (conferir na página 05) 14/11 - Durante o dia: o Coração irá à Romaria da Medianeira em Santa Maria. À noite: Vigília do Setor da Juventude e Pere- grinos da Caminhada CATEQUISTA! 15/11 - Dia das Comunidades - Memória do Martírio - Ponto Obrigada pelo seu serviço! alto da Romaria 16/11 - Dia dos Estudantes e Despedida do Coração - Estu- Parabéns pelo seu dia! dantes, queremos desde já nos colocar em espírito de especta- 10 Marlene Faleiro Neidi Paula Heck tiva para acolher de coração aberto o Coração Peregrino que vem nos lembrar que todos somos ENVIADOS PARA AMAR. *Coordenador Diocesano de Pastoral
  10. 10. Elo Diocesano | Agosto de 2010 Campanha da Fraternidade 2011 No dia 22 de junho foi escolhido o Cartaz e Hino da Campanha da Fraternidade 2011, pelo Conselho Episcopal Pastoral da CNBB (Consep). Seminário Sobre O tema da CF 2011 é "Fraternidade e a vida no planeta" e lema "A criação geme a Formação em dores de parto". Um dos carros-chefes na divulgação da Campanha da Fraternidade, o para o Laicato cartaz é escolhido mediante concurso divulgado pelo Setor Comunicação da Igreja Social da CNBB. Para a Campanha Em todo Brasil estará aconte- deste ano, foram publicados cendo Seminário com os respon- 180 mil cartazes. sáveis pela formação para o Laicato e Cursos de Teologia para Leigos. A organização é realizada pela Co- missão Episcopal Pastoral para o Laicato da CNBB. A CNBB Regional Sul 2, 3 e 4 vão se reunir em Caxias do Sul - RS, nos dias 11 e 12 de agosto, no Cen- tro Diocesano de Formação Pastoral. Os objetivos do Seminário são: a) possibilitar a partilha das diferentes experiências; b) socializar os resultados do levantamento sobre a formação para o Laicato e Cursos de Teologia para Leigos realizados junto às Arquidioceses e Dioceses; c) contribuir na elaboração de indicativos básicos para a Formação para o Laicato e para os cursos de Teologia para Leigos. Nascimento Ordenação Pe. Flávio Inácio Heck 1°. 08. 1946 07. 12. 1976 3312-1337 Seminário - St° Ângelo Pe. Jacó Luiz Rademann 13. 08. 1957 08. 12. 1989 Santo Cristo Pe. Olindo Smaniotto, SCJ 14. 08. 1959 20. 12. 1997 3539-1171 Independência Pe. Tarcísio Dewes 18. 08. 1952 01. 01. 1982 3535-1768 Três de Maio Pe. Tarso Paulo Alles 21. 08. 1961 01. 01. 1988 3352-1515 São Luiz Gonzaga Pe. Volmir Roque Tusset 27. 08. 1970 06. 12. 2002 3369-1055 São Pedro do Butiá Pe. Mário Kovalczyk, SChr 27. 08. 1979 27. 05. 2006 3335-1208 Guarani das Missões 11 11
  11. 11. DOM JOSÉ CLEMENTE WEBER Bispo Diocesano 01 – Ordenação Diaconal de Rafael Backes 20-22 - 3ª Etapa do Tapa Cenáculo da RCC em Santo Ângelo 21-22 - Retiro de Ministros 03-06 – Visita Pastoral em Cerro Largo Forania de Santa Rosa 07 – Curso para Coordenadores de Grupos Eclesiais, Em Cruzeiro - Mosteiro da Transfiguração. São Luiz Gonzaga Início às 8h30mim 10 – Assembleia Administrativa Diocesana 11-13 – Continuação da VP em Cerro Largo 27-29 - 55º Cursilho de Mulheres 15 – Celebração do Centenário da Arquidiocese de POA Em Santo Ângelo - Seminário. 17-20 – Continuação da VP em Cerro Largo Início às 13h30mim 21 – Curso para Coordenadores 28 - Retiro de Ministros de Grupos Eclesiais, Santo Ângelo da Forania de Três de Maio Crismas na Catedral Em Três de Maio. 24-26 – Continuação da VP em Cerro Largo 29 – Festa da Padroeira em Alecrim 28 - Encontro Diocesano da 30 – Reunião dos Formadores em Santo Cristo Pastoral da Saúde - Em Santo Ângelo Reunião do Conselho Presbiteral (ATENÇÃO - Este encontro foi cancelado) 31 – Retiro do Clero, Santo Cristo 28 - Jornada Bíblico-Catequética Forania de Santo Ângelo DOM ESTANISLAU AMADEU KREUTZ Na Paróquia de Catuípe Bispo Emérito 29 - Jornada Bíblico-Catequética 09 – Cerro Largo (Retiro Bom Pastor) - Forania de São Luiz Gonzaga 14 – Catuípe (Crismas) Na Paróquia de Pirapó 15 – Santo Cristo (Festa do Seminário) 16 – Santo Cristo (Curso Propedêutico) 29 - 19ª Romaria ao Santuário de Czestochowa 29 – Bom Jardim (Romaria) Em Guarani das Missões - L. Bom Jardim 30 e 31 – Santo Cristo (Retiro do Clero) 29 - Encontro Diocesano da Liga das Mães de Schoenstatt - Em Santo Ângelo DIOCESE, REGIONAL E NACIONAL Santuário Schoenstatt. Início 9h às 16h. Diocese 30 - Reunião dos Formadores 02 - Encontro dos Padres de Santo Ângelo, Santo Cristo - Seminário. Início às 9h. Uruguaina e Bagé - Em Santiago 30 - Reunião do Conselho Presbiteral 04 - Encontro da Pastoral da Saúde - Forania de Santa Rosa Em Santo Cristo - Seminário. Início às 15h Na Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Santa Rosa. Início às 09h 30-02/09 - Retiro do Clero Em Santo Cristo - Seminário. Início às 19h. 05 - Reunião da COMIDI - Em Três de Maio. Início às 09h 07 - Escola Diocesana de Catequese - Forania de Santa Rosa Na Paróquia de Tuparendi. Início 8h até às 18h Regional 13 - 20 Seminário de Alternativas 10 - Assembleia Administrativa à Cultura do Fumo Em Santo Ângelo - Catedral. Início às 14h Em Santa Maria 14 -15 Curso de Formação Emaús 28-29 - Ampliada da CEBs Em Santo Ângelo - Seminário. Em Santa Maria 15 - Festa do Seminário Pe. Adolfo Gallas - Em Santo Cristo 31-01/09 - Reunião dos Organismos 20-22 - 55º Cursilho de Homens Em Porto Alegre - Betânia Em Santo Ângelo - Seminário. Início às 13h30mim 21 - Escola Diocesana de Catequese - Forania de Três de Maio Nacional Em Alegria. Início às 8h até às 18h 08-14 - Semana da Família VISITE O SITE DA DIOCESE: www.diocesedesantoangelo.org.br

×