Tabela Matriz 2009prenchida

341 visualizações

Publicada em

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabela Matriz 2009prenchida

  1. 1. Tabela matriz a utilizar para a realização da 1ª parte da tarefa, conforme indicações do Guia da Sessão/unidade Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar - conseguir obter o status suficiente para que todos compreendam o verdadeiro valor - não possuir da BE no processo ensino- qualidades e aprendizagem; garra para esta - reforçar a articulação com os tarefa; docentes; -equívocos no novo papel da BE e do - existência de professores - falta de equipa -não ter - melhorar a oferta de espaços, professor bibliotecário; bibliotecários a tempo - reforçar a acção da BE Competências do - a dificuldade em convencer políticos, inteiro; multidisciplinar que apoie a no apoio ao conhecimento tempos e oportunidades para o equipa de professores das sua desenvolvimento de actividades de professor sociedade, académicos, professores, - existência de uma equipa bibliotecários; funcionamento da escola realidade e das leitura, investigação e estudos com pais, alunos, que a literacia da de professores e às actividades ensino- bibliotecário informação é uma responsabilidade bibliotecários no - muita necessidade de aprendizagem; suas funções; os alunos; apoio em TIC; - falta de - sensibilizar as escolas para a essencial da escola; agrupamento; reconheciment importância da leitura como o do seu papel suporte às aprendizagens; perante os - dialogar com os alunos com vista outros; à identificação de interesses e necessidades no campo de leitura e das literacias; - formação contínua; - é importante a incorporação das TIC na BE, no entanto não substituir os recursos tradicionais pelas mesmas, ou seja convencer os alunos que a - adopção de uma política Internet não é o único lugar para ir documental de escola; - estabelecer novas parcerias; investigar, pois existem bons recursos - tratamento técnico - aproveitar a web e - não estar - perspectivar um recurso ao de impressão; documental pela SABE do recorrer a novos preparado para voluntariado de pais, professores Organização e - falta de auxiliares de acção - ter mais tempo disponível para o pré-escolar e 1º CEB; dispositivos para constantes aposentados ou outras pessoas Gestão da BE educativa no apoio às BEs; planeamento e implementação de um - apoio técnico da BM; produzir, difundir e actualizações com disponibilidade; pleno de competências de investigação - empréstimo a prazo de comunicar a informação; nesta área; - articular muito bem todas as BEs significativo para estudantes e documentos para leitura do agrupamento; professores; recreativa pela BM; - valorizar a intranet da escola como uma experiência de ensino- aprendizagem mais positiva;
  2. 2. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolar - dificuldade de fazer chegar este fundo documental - a BE é pouco valorizada, sendo dadas (PNL e aLeR+) a - feiras do livro; poucas verbas e havendo pouco todas as escolas - mobilizar os professores para a investimento: falta de valor, falta de - apoio de uma equipa do tarefa de pesquisa e selecção de importância e falta de valorização; concelhia; agrupamento; recursos na BE, de acordo com os - o investimento nas novas tecnologias - PNL - fontes de financiamento - política de gestão da - com todas as seus interesses e as matérias que perfaz uma diminuição do orçamento _ aLeR+ que reforce as áreas da colecção; Gestão da Colecção para aquisição de fundo documental - política de empréstimo em colecção que apresente - fazer consultas aos escola a lecciona; fazerem - utilizar estratégias diversificadas para a BE, pois só se preocupam em todo o agrupamento; maiores carências; departamentos/docentes empréstimo de circulação de fundo entre adquirir novos equipamentos relativos a fundos a domiciliário o escolas e agrupamento; tecnológicos; adquirir; fundo - apresentar candidaturas a - as BEs são consideradas um documental programas específicos; desperdício de fundos; torna-se insuficiente; - alguma falta de verbas; - a existência de uma BE no processo de ensino- - a BE não ser - mostrar e incentivar os colegas que A BE como espaço de na sala de aula a BE e o professor aprendizagem; para todos no - a existência de docentes - actividades conjuntas da seu próprio conhecimento e bibliotecário são um recurso valioso e com uma pré-disposição - o apoio tecnológico não é BE com BM, tirando estabeleciment - produção e partilha de materiais indispensável; utilizados nas escolas e BEs; aprendizagem. - a BE não é compreendida pelos para articular com a BE; tão eficaz como se partido dos mesmos o; - workshops de promoção de - a valorização por parte de esperaria; recursos e rentabilizando - dificuldade em Trabalho colegas como sendo parte relevante leitura para a comunidade alguns no papel activo e na - número insuficiente de acções previstas de transportar as colaborativo e do processo ensino-aprendizagem; educativa; importância da BE como técnicos de informática interesse comum; escolas - valorização e conhecimento para com - solicitar a colaboração da articulado com o trabalho cooperativo entre os recurso no processo ensino- quer no agrupamento, quer - valorizar e divulgar mais distantes da autarquia para o transporte das aprendizagem; nas autarquias; e melhor os trabalhos dos área de Departamentos e professores e o professor bibliotecário, - rentabilização da BE em alunos; influência para crianças à BE; desde que planeado atempadamente; docentes. actividades de estudo, a BE; leitura, pesquisa orientada e - outras actividades; Formação para a - incentivar a realização de cursos de - o professor bibliotecário - os alunos não valorizam o -planear atempadamente - não querer - formação de utilizador; boa qualidade que dêem mais ênfase à participa em cooperação material impresso; com os professores o actualizar-se - estabelecer um plano articulado leitura e para as educação e não apenas se restrinja na com os docentes nas - valorização excessiva da trabalho de pesquisa a perante todas e progressivo (ao longo de vários literacias gestão de BE; actividades de ensino- Internet; realizar na BE; as mudanças anos de escolaridade) para o - necessidade de formação contínua aprendizagem com as em que desenvolvimento das turmas/alunos; vivemos competências de informação; - A BE promove encontros diariamente; - promoção de actividades de Actividade 1 Formada(o)………………………
  3. 3. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Conhecimento na área Biblioteca escolar com escritores ou outros eventos culturais que leitura em voz alta, de leitura aproximem os alunos dos partilhada ou animações que livros e outros materiais; cativem crianças e jovens no - A BE apoia activamente caminho de leitura; projectos de promoção de - acções de escrita criativa, criando leitura como o PNL e o o gosto pela leitura e escrita; aLeR+ - papel informacional; - papel transformativo; - papel formativo; - não ser - centro de aprendizagens e de entendida - sucesso educativo; construção do conhecimento; como essencial - melhoria de - o uso e a inclusão das - permite a capacidade de antecipação no processo de aprendizagens; - falta de formação no TIC nas práticas BE/ PTE e os novos e alteração de práticas e modelos de aprendizagem; -envolver toda a comunidade - enriquecer os alunos quer domínio da literacia digital; formativas e de ensino- ambientes digitais. trabalho; - constante educativa; em cultura, quer a nível aprendizagem; - saber trabalhar em quadros actualização pessoal; interactivos, ambientes virtuais de que as TIC aprendizagem; impõem; - fazer a ligação constante com o currículo; - analisar os pontos fortes e fraquesas; - elaborar/definir ou redifinir prioridades de actuação da BE; - garantir a qualidade do serviço; Gestão de - necessidade de haver um processo - ser um sistema contínuo - ser um instrumento elaborado de avaliação; -precisar da colaboração de evidências/ - a BE é um espaço significativo de de avaliação; todos; contínuo de melhoria do - permitir a redifinição de funcionamento da BE; avaliação. recursos e equipamentos; estratégias e novas planificações; Actividade 1 Formada(o)………………………
  4. 4. Conhecimento na área Biblioteca escolar Aspectos críticos que a Desafios. Acções a Domínio Pontos fortes Fraquezas Oportunidades Ameaças Literatura identifica implementar Gestão da mudança Factores de sucesso Obstáculos a vencer Acções prioritárias SÍNTESE - continuação dos serviços prestados - integração da BE como um membro pela BE; com objectivos educacionais e - articulação com todos os programáticos que funciona a par com departamentos do agrupamento; - convencer toda a comunidade educativa de que a BE tem os da escola/agrupamento; - recolha de informação que nos permita orientar e decidir de forma - ser um recurso significativo de objectivos semelhantes àqueles em que toda a restante - permite o desenvolvimento de fundamentada o nosso plano de acção; aprendizagem; escola se empenha; competências de leitura e um programa - escolher os domínios de avaliação, de acordo com as prioridades - ser o centro das aprendizagens e da - esclarecer que algum do sucesso escolar passa pela BE; de literacia da informação; estabelecidas; construção do conhecimento; - melhoramento das aptidões nas áreas das TIC por todos os - permite melhorar o sucesso escolar - fazer chegar a BE a todos os utilizadores do Agrupamento; - ser uma ponte de sucesso educativo docentes do agrupamento; dos alunos; dos alunos; - processo de auto-avaliação; - continuação das boas práticas já efectuadas; Actividade 1 Formada(o)………………………

×