Análise crocs em pdf

478 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Análise crocs em pdf

  1. 1. Análise da loja franquia CROCS em Uberlãndia MG, localizada no center shopping na avenida João Naves de Avila.Realizada pelas alunas Cátia Rodrigues e Fernanda S. Borsari nadisciplina de Ateliê do curso de design da Universidade Federal de Uberlândia.
  2. 2. Recém-chegada ao Brasil, a Crocs veio para fazer história no país. Desde maio de 2007 a marca de calçados está presente no país e hoje se destaca pela inovação de produtos, pela qualidade percebida pelos consumidores - que são cada vez mais ilustres ao material usado como matéria-prima do produto e pelo design diferenciado. Todos usam: jovens, adultos e crianças, provavelmente seu maior público. Alguns acham brega. Outros usam sem nenhuma vergonha.
  3. 3. Entrevista com uma das vendedoras da loja: 1. Qual o principal publico alvo da loja: infantil e pré adolescente 2. O que você acha da circulação e da ergonomia(conforto) da loja? A loja possui uma boa circulação e como é feita com medidas padrão , possui uma boa ergonomia, os moveis são dispostos em lugares que facilitam a circulação, tanto do cliente quando dos funcionários. Os exposito res são de fácil acesso e ficam separados por modelos numeração e cor. No balcão ficam expostos os acessórios da marca e é onde se faz o pagamento e é também o local de atendimento ao cliente. A loja apensar de pequena possui espaço bem distribuído e aproveitado 3. A loja possui boa iluminação? Sim, é clara e da destaque aos produtos 4 Possui um bom estoque? O estoque da loja é pequeno, mas acomoda bem os produtos, visto que recebem poucas mercadorias por vezes 5. O que poderia melhorar na loja? O balcão de atendimento é pequeno para as funções dos funcionários, que são pagamento, atendimento, mostruário de acessórios, embrulho de presentes entre outros. E a falta de uma vitrine na fachada da loja, que não possui. Teria uma melhor divulgação da marca se possuísse.
  4. 4. A fachada da loja está de acordo com o padrão de franquias brasileiras. Como podemos perceber ha predominância da madeira em tom claro em contraste com o verde limão marcante e o preto e branco que são cores que se destacam juntas. A vitrine é modesta, como podemos ver não se preocupam muito com vitrine grande, ja que as lojas no Brasil ficam loca- lisadas nos shopping centers e quando a loja está fechada não ha um fluxo grande de pessoas transitando, portanto a vitrine ja não é mais o grande destaque e a estrategia de venda. São pequenos nichos redondos (seguindo o conceito da logo) em vidro. A fonte usada na logo é AG Book Rounded BQ-Bold , como pode- mos notar é simples e marcante e segue o conceito da marca. Por ser algo simples, lembramos com facilidade da marca, a gran- de maioria das pessoas que perguntamos consegue assimilar o crocodilo na memória quando falamos a palavra CROCS.
  5. 5. Todos os acessórios de personalizar o crocs estão or- ganizados no balcão, alguns na parte superior e outros embutidos em um painel no próprio balcão. Funciona da seguinte forma: o cliente escolhe e o vendedor o atende no balcão mesmo.
  6. 6. Nota-se que os calçados de numeração maior es- tão dispostos em prateleiras embutidas nas paredes. Os da linha infantil nesse nicho localizado mais ao centro da loja e com altura menor, onde possibilita melhor acesso da criança, ja que a intenção é que o cliente fique a vontade para escolher seu produto. Em cima do nicho estão espostas as bolsas, mochilas e estojos escolares. Na parede ao fundo da loja pode- mos ver algumas prateleiras que possibilitam destacar e expor outros produtos como por exemplo as botas. Expositores e prateleiras são sempre brancos ou transparentes, ja que o produto ja é bem colorido e contrasta com o tom neutro.
  7. 7. A iluminação da loja necessita de uma luz bem clara e branca, para dar contraste nos produtos que são multicoloridos. Possui uma boa iluminação geral e também uma iluminação nos expositores e nas prateleiras com spots com luzes mais fracas, para não esquentar o produto e danifica lo .
  8. 8. O estoque da loja fica aos fundos e é pequeno mais acomoda bem os produtos , visto que recebem poucas mercadorias por vezes. Não pudemos fotografar por dentro mais em algumas fotos da pra ver que ele também é composto por prate leiras e algumas caixas que ficam no proprio chão. A porta do estoque é a parede do fundo da loja, por tanto quando ele esta aberto podemos ver uma parte como registrado nas fotos. A loja estava um pouco bagunçada e tinham até caixas no chão atrapalhando o fluxo dos clientes, isso ocorreu devido ao grande movimento da loja, notamos que é bem movimentada.
  9. 9. O teto da loja, embute iluminação como ja foi falado anteriormente e também o ar condicionado. A temperatura no interior da loja é agradável.
  10. 10. O cliente senta nos pufes para experimentar o calçado, ele mesmo pode circular na loja, ter acesso aos produtos e experimentar.
  11. 11. Os expositores são embu- tidos na parede como pode- mos ver na foto abaixo e com ilu minação direta destacando os produtos com tipo de lampada ade quada. A altura tem aproximadamente 2.5m e abriga os tamanhos maiores, de adulto. A foto ao lado mostra que a altura nos permite pegar os pedrotus sem fazer esforço, uma pessoa de estatura média consegue ter acesso tranquilamente. Os calçados da linha infantil estão organiza- dos em comportimentos mais baixos, como ja foi falado anteriormente. Concluimos que a ergonomia nesse ponto foi realizada de forma adequada.
  12. 12. Planta com analise do percurso dos funcionari- os e dos clientes. É basicamente o mesmo percurso o que diferencia é que os funcionarios tem acesso ao balção e ao estoque e os clientes não.
  13. 13. planta cotada e com o lay out que é bem basico e permite mobilidade, não são fixos.
  14. 14. Corte AA. Nele podemos perceber o balcão, a vitrine, os expositores e a fachada da loja.

×