m -i m

'Cpiillrfrhult' . ~ CRIANÇAS COM AUTISMO

CONTRIBUÍRAM; 
Melissa Dubin,  MEd, 
lrlCliCiliC!  RESOUÍCC
Center for A...
. y»
, llÍlllllÀL§IlI]Í_lIlilll(N_l il);  I : 
|iEUEll_'Hj, Ek i . líiik

. .Iltiiiz Klink-IMI:  |i, "_. .,', lll. '|| .'l...
mini¡ r:  uruallnr n:  :›:1r'r
oi: «›:1,-ria: i:ir. Ií«= tor ›: 

,  ll xt'^'¡nnr: i|de~ L~I_': l9|*i¡V'_7l

el:  Híilllã-...
pps' '| 
“u . v

¡ _, --_ .  t. 

. .pen -

Àlllwrv» x. ›.5.'1,›. ›'r, xÇ, »T'l_-Ã

791 O Woodmont Avenue,  Suite 300
Beth...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vivendo com o_autismo_-_puberdade

336 visualizações

Publicada em

Autismo e Puberdade

Publicada em: Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
336
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vivendo com o_autismo_-_puberdade

  1. 1. m -i m 'Cpiillrfrhult' . ~ CRIANÇAS COM AUTISMO CONTRIBUÍRAM; Melissa Dubin, MEd, lrlCliCiliC! RESOUÍCC Center for Auiism EM UMA REuNIAO DE PAIS, UMA MAE PERGUNTOU: “JÁ QUE A IDADE MENTAL DA MINHA FILHAÉ APROXIMADAMENTE DE 3° SERIE, POROUE ELA COMEÇOU A MENSTRUAR? ISSO NAO PARECE POSSÍVEL". Todas as rriançus rluyum à puberdade Iiãa ünymrialulo o QD ou lwbíiízluclcs sociais. O (áclrro não : lí: ua carpa para parar ele tratar se o nívd ele Jesciuvvltrimtndo alo menino / ¡Iicnína for mr nor que a sua idade. Cansizlzra-sr a helio Ja pixbtrzlazl( entre l 2 unos para as nnrnínas a l para os mrnínnsayl: mmlunças físicas tia ¡mirmimlc cslão ccninulas no tlescnvoluímcnia : lc (urcuimrikiíras seaunlarías e no inida : lu nwnslrização para us mc nina: c a ejaculação para os nwniuos. A_ A D. x '- _ . o , 'l _ . l 1 x _. ¡ l x l _J A. * ¡§ uo. I '. . . u. ¡ c' . x.
  2. 2. . y» , llÍlllllÀL§IlI]Í_lIlilll(N_l il); I : |iEUEll_'Hj, Ek i . líiik . .Iltiiiz Klink-IMI: |i, "_. .,', lll. '|| .'l. ilifiãí. ... .tiãinI: III. i inlÍlli', ', l.'. _ii-'i| i,"; ' MENINAS. As mudanças físicas nas meninas geralmente acontecem entre 7 - i4 anos. As meninas começam a ter estirão, aumento dos seios, pêlos pubianos e nas axilas, e ter secreção vaginal. E importante uma boa higiene tomando banho todo dia, lavar a cabeça, as axilas e a região vaginal. A menstruação geralmente acontece um ou dois anos depois dessas mudanças. A idéia media para uma menina começar a menstruar é i2 - i3 anos, mas alguma começam aos 9 e outras aos i7. (Strong, De Vault, Sayad e Yarber, 2005) Quando os pais virem sua filha desenvolver mudanças físicas de puberdade, eles devem começar a falar com ela sobre a menstruação. Por exemplo, um pa¡ ficou preocupado que sua filha grita e corre toda vez vê sinais de sangue, mesmo se o corte no dedo for pequeno. Ela não se acalma até que eles colocam um curativo no corte. Como ela vai reagir ao ver sangue sair da sua vagina? Nós sugerimos chamar os absorventes de curativos grandes. Essa linguagem aiudaró a transição de começar a menstruar. Além disso, a família decidiu começar a praticar as etapas de usar absorventes e troca-los regularmente antes do dia importante chegar. ALGUMAS IDÉIAS PARA AJUDAR AS MENINAS NESSE PROCESSO: I' Coloque corante de comida vermelho na calcinha da sua filha para mostrar como o sangue se parece quando ela começar a menstruar. I' A mãe deve ser o modelo de como usar e trocar um absorvente. Se possível, inclua outras meninas da casa também. IT Marque o absorvente e a calcinha com cor diferente para mostrar onde o absorvente deve iumliaiei: .. IN" vilvrit 't'lE. |iitE'-l: iE&; l11Il| ||IIi'. :¡: |.| '›' aII: iI_I1IIx. .I_I: I.. u.'I: ;II; IIr r'I. I.. -.I: I. tim: : '. I=: *›1I; III, I_i'. iI 2.I: I;. _r. fI: ;II: I;' sercolocado. <' Vó ao supermercado e compre alguns tipos diferentes de absorventes. Experimente tamanhos diferentes, espessuras, com abas ou sem abas, fragrâncias e marcas. °' Faça um planeiamento visual da freqüência com que os absorventes devem ser trocados. Lembre-se do horário escolar. Tente organizar os horários de troca com os horarios de mudança de aula (intervalos normais do dia). Se os horários da escola e da casa forem os mesmos, mais fócil seró a transição. Assista a um vídeo sobre a saúde das adolescentes (www. kidshealth. org/ teen/ sexual - health/ gr¡ls/ menstruation. htm/ ) Se a sua filha aprende melhor com fatos, compre um livro sobre menstruação (veia referencias no final do artigo). Uma explicação completa sobre os frases de menstruação pode aiudar na transição dessa parte da vida. Para outras, as informações podem ser características. Como mãe, você sabe por qual maneira sua filho aprende melhor. Planeje uma festa de comemoração para quando ela começar a menstruar. Tornar-se mulher é emocionante e deve ser comemorado. MENINOS. As mudanças físicas nos meninos geralmente começam aos i3 anos. Alguns começam prematuramente aos i2, enquanto que outros, aos i7 ou i8 anos. Geralmente, a puberdade dos meninos fica atras das meninas em 2 anos. As características secundarias para os meninos incluem: estirões, mãos e pés maiores, aumento da massa muscular, voz mais grave, pelos no rosto e axilas, e mais pelos na região pubiana. O pênis e testículos também se desenvolvem. (Strong, De Vault, Sayad, Yarber, 2005). Como as meninas, os meninos devem
  3. 3. mini¡ r: uruallnr n: :›:1r'r oi: «›:1,-ria: i:ir. Ií«= tor ›: , ll xt'^'¡nnr: i|de~ L~I_': l9|*i¡V'_7l el: Híilllã-ll_ and; No' ; mv ruzivuilnnulll: r ' 1.11:¡ : uiuIi-*Illl &EC-ifilllullc omar banho todos os dias e lavar a cabeça, axilas e região genital. Na puberdade, os meninos começam a ejacular sêmen. Muitos meninos ficam perturbados com o primeiro surgimento de sêmen que provavelmente ocorrera durante o sono (por exemplo: sonhos molhados). Uma mãe disse que o filho não queria desaponta-la porque ele era um "meninão" e não queria molhar a cama. Assim, quando ele começou a ter ejaculações noturnas, ele ficou com medo de falar para ela porque ele achava que ela iria ficar desapontado. Seu comportamento piorou ate que ele se recusou a ir para a cama a noite. E importante que você garanta a seu filho que ele não esta urinando na cama. Alem disso, os meninos podem ter ereções em horas estranhas e não planejadas. Explique-lhe que isso é uma parte da puberdade passar. ALGUMAS IDÉIAS PARA AJUDAR OS MENINOS NA PUBERDADE: Não reaja com excesso ou deixe de reagir. Lembre-se de que seu filho não tem idéia do que esta acontecendo com ele quando, por exemplo, ele tiver ejaculações noturnas. Troque os lençóis ou peça para ele ajuda-la. ~í Use voz calma e explique o que esta acontecendo com ele durante a puberdade. Relacione as ejaculações noturnas a outras mudanças que ele esta vivenciando, depois explique que essa é uma parte da puberdade e que ele esta ficando homem. v? Vó à biblioteca ou livraria para ler como os corpos dos meninos mudam durante a puberdade. "Hi2. «hhlorol r. Ir; .r :1 mu: ai: .r›vl'l: ›: el 1'_: um; ru ruin ll : ane uriraÍr a, rar . LIEI ›: u; fugiu-algun¡ : tãr- aiiii : ri: _ainda untir v: ¡Irc-ivrnlvrzx Iiniicihbz, "r remr . : t: : Jia: :-| =1t: iarcl: .rn- r~ ¡rain-nunc- [mir r” p¡ rn nriuriir _ r -rãmk _lvivui r r Mun. : : rui-i : quim ¡dcr 1 x-r ; nr-. rert rrrírelàl grau; :um: entire¡- 'nrolurouunl Ilgiíi gratuita! Alvim ÂUIEIILR ui: › r v¡ ma¡ : rurenrr r : nun r Wan: eL--Iulil ›: ou nr turu-bt. 3:1: Iuruiin ll rçnn narirvrir; :rua-J: IIIIZJ . N ; 2x1* büllllll; a; a nas¡ »roll virei: in¡ vsríinuc. mui¡ : ali R_ : _ríilwic ¡aIIIÍsILrIIi ›: Ill . ›: uiqsihr L: ; Vagner: ; lllulmhcicl _DI ' Ill ch* tllunlllllbk. !mr ic _n mr ~›: #Sir ; ›: :ru : t: ; wmuqur 'uma' si: 'I r 'í : Jlzlimalursulr: . iuiunli . al u* : turn: 'I II na: :riírl: x; ›4e›u| Er. I'-r~. ›i: mil». ›: :run: “Eli E'. 'I-r íí _ida _fins nal' i3¡ n¡ &jul; 'ri _ñueni_ : er i il r 'às : tl ›: :ruin Mr. :r r~: ›: 'ardlnr jyrulk I : tu: "Ill nine u r : à nr r VHNIHF: el I el: :um: Ill( IEÃÍÍÍÊÍ _ : u: : ram ÕELÀ": v¡ NIUNLUEN; ru rir-Er . , n¡ _nunk * ! CÇIIII . llbñãillr el; din energy u nar-gre : r: 'Ieizszuú 'I r à um; a: : , Énluumíl lilldhlâ! ” Í -r r-_rir -z HF¡ Ie. i5' lílii. Lx# : tunriir ~ m; 'i I : ê crew: D¡ al (silqjrrliaut : :sua ¡u! Ileuici ¡srulgliinlle u il¡ Çlu-isull: nr: :um IW~ : tsmvrelirrler i: «i : ta: til. . Íiinrn ¡rgr : :nu rua. 'i' nur 'r r»- _Muay-nur i 'I i _à _er rsi: el: : frei¡ 13:1¡ rudlu v; -> rn IIILH: ,N milan; i 'Ç “'-I r l' l ilct UlÍluiur ›: leur elurclnLl "Ilàigglílilll b: ;iu › . . 'ami c: : «r r ; icms¡ rreizi : iu un r rn 'r »mm . : run 31|. . reuíinruralñ: “I run: : _uru-gumI-sx. ; aureus-qc null' riu¡ -ic ums¡ Illiii¡ at: :ruegiulnrnp I; r I'll! " : r mia: ; eiñz" . "Fr 'lí im : rn-ru . ru: ; m . :›:1›:1'iu. ›: : r : tua rar »tem : Luli: K . Tülll . CK llál 3*¡ l ^ _um imitar. : : ist: _ mimar: : uma: :. _r. | r; e ai): Hill! nfãJñ-YGR ; ter r. ; ir "na" ; lutaria m; ai; util J: ¡nrzwlurnk aktlnnlligJrebt l; unmlnunrunil mui: 'I r 1': um nr iallvr ; Jlkthlõl run-es: aIulJÍEIsiaI lu: :m: i'll-r *wifi m: xxx”. - ; xwrnairirgir-nb: cr : raieilnrc-r--lxrsw a lall: nrunwqinwr "Iv : :um Hllâl .71 n¡ lllll 'nz- 'tulrlnuk ¡lunaok : Lñlrsllqggrn: t-rarzviau¡ nr ÍIIII _silanrursnnrunllau *'. =.: un. ~r| s: . na . Quan el: Íntima "r : :uma m¡ rcursr Cru: 'lc EMM-uk_ ? urinar : rim: um: :n15 r Inllã( : ainsi ru : qua: r sr u, um¡ raro: .rum, _eita-lu aqui: .r 11:1 ii. r í 11:4 iu luillllnl ll 14gb : Lugar: fiir . . "amu sie . ruiercuarer I: : rm eialzrnreb: wlnrr 'lUllKa : nara: i wluzqcmv¡ H-Allllztlll 'r cair; :Hi1 : i r l ; a : tigre : na Itaim;
  4. 4. pps' '| “u . v ¡ _, --_ . t. . .pen - Àlllwrv» x. ›.5.'1,›. ›'r, xÇ, »T'l_-Ã 791 O Woodmont Avenue, Suite 300 Bethesda, Maryland 20814-3067 Fone: 3016570881 or i.800.3AUTlSM Fax: 3016570869 Web: wwwautísm-societyorg Este material foi reproduzido com apoio e permissão de Indiana Resource Center for Autism (IRCA) - Centro de Pesquisa sobre Autismo de Indiano. Visite : www. iidc. indiono. edu / irca. REFERÊNCIAS American Girl Library (1998). The care & keeping of you: The body book for girls. Middleton, WI: Pleasant Company Publications. Crissy, P. (2005). Personal hygiene? : Whats that got to do with me? Philadelphia: Jessica Kingsley Publishers. Gordon. S. , 8. Gordon. J. (2000). Raising a child responsibiy in a sexualiy pennissive world. Avon. MA: Adams Media Corporation. Gravelle, K. . Castro, N. , & Castro, C. (1998). What's going on down there ? : Answers to questions boys ñ nd hard to ask. New York: Walker and Company. Gray, J. , 8. Jilich, J. (1990). Janefs got her period. Carlton. Australia: Social Biology Resources Centre (Available from James Stanfi eld Company, Santa Barbara. CA at httpz/ iwwwstanfneldcom). [ Harris. R. H. (1994). It's perfectly normal: Changing bodies, growing up, sex and sexual healthcambridge, MA: Candlewick Press. Jukes, M. , (1998). Growing up it's a girl thing: Straight talk about fi rst bras, fi rst periods, and your body changing. New York: Borzoi Book Publisher. Madaras, L. , 8. Madaras, A. (2000). The what's happening to my body? Books for boys: A growing-up guide for parents and sons. New York: W. W. Norton & Company. Loulan. J. . & Worthen. B. (2001). Period: A giris guide. Minnetonka. MN: Book Peddlers (Also available in Spanish). Mayle. P. , (1975). "What's happening to me? ” New York, NY: Kensington Publishing. Sexuality & disability: A resource list for those who work with, live with, or care for people with disabilities. (2004). New York: Planned Parenthood Federation of America, Inc. (Available at http: //www. plannedparenthoodorg). Specher, J. (Producer). (1999). Body parts a grooming. Milwaukee. Wl: Anything's Possible, lnc. Mdeo tape]. (Available at httpJ/ wwspecialkidst . com) Strong. B. , DeVauIt, C. . Sayad, B. W., 8. Yarber, W. L. (2005). Human sexuality: Diversity in contemporary America (5th ed. ). New York: McGraw-Hill Companies, Inc. Stanfield, J. (Producer). (1996). Hygiene for females. Santa Barbara, CA: James Stanñ eld Company. [Video tape]. (Available at httpt/ /wwwstanfi eld. com) Stanñeld. J. (Producer). (1996). Hygiene for males. Santa Barbara. CA: James Stanfi eld Company. (Available at httptllwwwslanñelctcom). Topics on pubs/ ty presented by Planned Parenthood. New York: Planned Parenthood Federation of America, lnc. (Retrieved May 25. 2005, from httpzllwwwteenwirecom) Wrobel. M. (2003). Taking care of myself: A hygiene, puberty and personal curriculum for young people with autism. Arlington, TX: Future Horizons, lnc. RESOURCES ñew www. kotex. com to identify some of the options this company has available. Borrow books and videos from CeDIR (Center for Disability Information and Referral at the Indiana Institute on Disability and Community, wwwiidcindianaedu/ cedir or 812-855-6508). See wwwtamiliesaretalkingorg for information and talking points. Se você gostou da informação contida nesta publicação, por tavor pense em oferecer um apoio. Através de doações que a disponibilidade dessa informação continuará para outras pessoas em necessidade. Aiude-nos continuar a trabalhar de forma vital para a comunidade autista através de da doação do imposto sobre sobre forma de dedução . www. aulism-socíetyorg/ supponasa

×