O idoso e o computador

3.961 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.961
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
282
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O idoso e o computador

  1. 1. O idoso e ocomputador
  2. 2. A relação do idoso, com o computador A crescente importânciado computador, que cadavez está mais presente nodia a dia da sociedade,evidencia a importânciaque o idoso consigainteragir com ocomputador para que nãofique à margem dasociedade.
  3. 3. Esta pesquisaprocura retratarcomo é estarelação para osidosos, comoeste idosoutiliza ocomputador epara quaisfinalidades.
  4. 4. NecessidadesO idoso, como todo oindivíduo, com idadeigual ou superior asessenta anos, tambémtêm necessidades dereceber mais atenção,diante dastransformaçõesfisiológicas quecomeçam a se acentuar.
  5. 5. LongevidadeA preocupação comos idosos seintensificou no finaldo século passadocom o aumento dalongevidade, aredução damortalidade e aqueda dafecundidade.
  6. 6. Mais ativoJá se foi otempo em que oidoso era apenasum velhinhocontador deestórias,
  7. 7. ou aquelavovó quefazia doces etricô nacadeira debalanço.
  8. 8. EnvelhecimentoO envelhecimentodesafia definiçõesfáceis pelo menos emtermos biológicos. Nãoé uma mera passagemdo tempo; é amanifestação deeventos biológicos queocorrem ao longo deum período.
  9. 9. VisãoUm bom exemplo dasalteraçõesdecorrentes da idadesão as alteraçõesrelacionadas àacuidade visual quesão freqüentementeencontradas naspessoas idosas.
  10. 10. InteraçãoNo entanto este tipode alteraçãogeralmente não lhesrestringe o uso docomputador, maspodem gerardificuldades nainteração dos idososcom estasmáquinas.
  11. 11. O novo idosoChamaremos aqui de“novo idoso” o idosoque apesar de sua idadecronológica, não perdeua vontade de viver,sentindo-se capaz, coma idade mental muitomais jovem que a idadecronológica, e ainda umcidadão produtivo.
  12. 12. Apesar dasrestrições da idadeo novo idoso é umapessoa cada vezmais ativa que querparticipar dasociedade e nãoestá apenasaguardando amorte.
  13. 13. As palavras velhice, velho,evelha têm culturalmente um peso negativo bemconsiderável. São expressões estigmatizadas que hoje secontrapõem ao termo terceira idade.
  14. 14. PerfilEles tem o perfilmuito diferente doque os idososcansados dostempos passados.
  15. 15. ReconhecimentoA cada dia a sociedade está aprendendo a valorizar mais estas pessoas. Muitos aposentados de hoje repassam suas experiências em consultorias ou até voltam à atividade profissional.
  16. 16. Poder aquisitivoMuitos idososganham umamiséria ou mesmoquando têm poderaquisitivo, sãoabandonados pelaprópria família.
  17. 17. AcessibilidadeÉ justamente paranão isolar estaspessoas, que se tornavital a preocupaçãocom suaacessibilidade aomeio digital, em umasociedade cada vezmais informatizada.
  18. 18. Com oenvelhecimentoocorremalterações quepodemcomprometer ainteração deindivíduos idososcom ocomputador.
  19. 19. As reclamações mais freqüentes entreos idosos é a dificuldade de memória. Esse obstáculo está geralmente associado à dificuldade em lembrar nomes, números de telefones, passatempos prévios, como jogos eleituras, e lugares onde objetos foramdeixados. Esta dificuldade não implica declínio significativos.
  20. 20. Receptividadepesquisas indicaramque os idosos sãoreceptivos àutilização docomputador, o que olevou a concluir queidosos têm atitudesmais positivas a estarelação, que os maisjovens.
  21. 21. MenosconfiançaEntretanto osidosos expressammenos confiançano uso decomputadores queos mais jovens.
  22. 22. Atitudes positivastambém se concluiuque pessoas comexperiência anteriorno uso decomputadoresapresentam atitudesmais positivas emaior confiança.
  23. 23. Dificuldadesa maioria dos idosos(47% do total deidosos) acha que amaior dificuldade nautilização é causadapela rapidez comque se tem que tomardecisões nocomputador.
  24. 24. Estão empatadas asdificuldades de se saberonde clicar para realizaruma tarefa e de entenderos símbolos.Esta dificuldade muitasvezes vem da diferençade seus referenciais paraosreferenciais destageração.
  25. 25. Podemos notarnesta tabela quetodos os idososna faixa etária de66 a 73 anospedem ajuda parautilizar ocomputador.
  26. 26. Pedem ajudaA ajuda é solicitadapela maioria dosidosos. Esta ajudavem de parentes,colegas de trabalhoe cursos.
  27. 27. SuperaçãoFicou evidenciada avontade dos idososde interagir com ocomputador. Muitosdeles tentamsuperar estasdificuldades deinteração, porémprecisam de ajudapara isto.
  28. 28. PaciênciaComo podemos notar, amaioria dos idosos(47% do total deidosos) acha que amaior dificuldade nautilização é causadapela rapidez com quese tem que tomardecisões nocomputador.
  29. 29. Interação socialOutras pesquisasdesenvolvidas (1997),mostraram que osidosos são receptivosao uso de e-mail, comouma forma decomunicação eficiente,aumentando suainteração social.
  30. 30. O e-mail ou correio eletrônico é uma possibilidade de comunicação. Para os idosos, é um instrumento interessante, pois eles podem comunicar-se, por exemplo, comfamiliares distantes numa freqüência muito maior, devido à rapidez na transmissão das mensagens.
  31. 31. SímbolosEm segundo lugarestão empatadas asdificuldades de sesaber onde clicar pararealizar uma tarefa e deentender os símbolos(29% do total de idososentrevistados).
  32. 32. A metade dosidosos entrevistadosacha difícil utilizaro computador.Sendo que os idososque vêem maiordificuldade têmacima de 73 anos.
  33. 33. Independência Alguns idosos ficariam mais independentes se conseguissem utilizar mais facilmente o computador.
  34. 34. PerseverançaMesmo dentro destaperspectiva, correndo atrásde respostas às minhasdúvidas, espero estarpresente na vida de meusfilhos, nos trabalhosrealizados, mesmo depoisdesta vida.Trabalhos querealizei, com muitasdificuldades sim, massempre perseverante.
  35. 35. CZAJA, Sara J. ComputerTechnology and the Older Adult.Handbook of Human ComputerInteraction. Amsterdam, p. 797-812, 1997. Formatação: Catarina kist Musica: Magnificent – U2

×