Escrita coletiva na eja

667 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
667
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escrita coletiva na eja

  1. 1. Sequência Didática Escrita coletiva na EJA Objetivos - Produzir uma carta coletivamente. - Observar e explorar as diferenças entre a linguagem oral e a escrita. Conteúdo - Produção oral com destino escrito. Anos 1º e 2º. Tempo estimado Cinco aulas. Material necessário Música e letra da canção Valsinha, escrita por Chico Buarque e Vinicius de Moraes, disponíveis neste site, digite na busca a palavra Valsinha. Entre as opções encontradas, escolha aquela cantada pelo artista Chico Buarque. Desenvolvimento 1ª etapa Convide os alunos para uma audição da composição. No fim, pergunte se alguém já a conhecia, assim como seus autores. Recorde A Banda, que também é assinada por Chico Buarque. Apresente a música mais uma vez para a turma. 2ª etapa Leia a letra em voz alta e estimule que os estudantes digam o que entenderam. Questione-os sobre o casal da história. Quantos anos eles têm? Qual a profissão deles? Registre essas e outras características no quadro. 3ª etapa Proponha que o grupo elabore uma carta contando o episódio apresentado na música - os alunos vão ditar o texto e você será o escriba. Como remetentes, eles terão de se colocar no papel da mulher apresentada na música, que é surpreendida pelo marido. Ela mora em uma cidade distante do lugar onde nasceu e escreve para sua prima, que lá ficou. 4ª etapa Converse com a turma sobre o envio e o recebimento de cartas. Quem já ditou uma? E quem já recebeu? Comunicar uma notícia por carta é diferente de falar por telefone? Por quê? Peça que todos apontem as características do gênero: como uma carta deve começar? E terminar? 5ª etapa
  2. 2. Inicie a produção da carta. Embora você deva atuar como escriba, seu papel não será passivo. Chame a atenção do grupo para a coerência do texto e a presença de elementos que marcam o gênero. Releia as partes que estiverem confusas e peça que a turma melhore todas. Explicite a importância de transpor a linguagem oral para a escrita, perguntando: como isso que você falou deve ser escrito? Retome a leitura do texto, dizendo ao grupo que é importante se colocar no lugar do destinatário. Se necessário, estimule os estudantes a analisar se a carta transmite a emoção que a letra da música apresenta e peça que façam as inserções necessárias. 6ª etapa Converse com a turma a respeito dos motivos que levam as pessoas a escrever cartas e destaque o uso real do gênero. Avaliação Durante a escrita coletiva, analise a capacidade de criação dos alunos, considerando que eles tiveram de criar elementos para compor a carta que não estavam definidos na música. Observe o texto: qual o domínio que o grupo tem da linguagem escrita comum a esse gênero? Se a produção apresentar muitas falhas, retome a produção coletiva, dessa vez convidando todos a escrever uma carta a um destinatário real sobre um episódio verídico. Educação de Jovens e Adultos 1. Vídeos sobre Alfabetização /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/contribuicoes-paulo-freire-alfabetizacao- 515563.shtml /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/ contribuicoes-paulo-freire-alfabetizacao-515563.shtml AS CONTRIBUIÇÕES DE FREIRE/lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/ contribuicoes-paulo-freire-alfabetizacao-515563.shtml Especialistas comentam o legado de Paulo Freire /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/computador-pode-ser-grande-aliado-alfabetizacao- adultos-515592.shtml /lingua-portuguesa/ alfabetizacao-inicial/computador-pode-ser-grande-aliado-alfabetizacao-adultos- 515592.shtml COMPUTADOR E ALFABETIZAÇÃO
  3. 3. Teclado facilita escrita de adultos não-alfabetizados /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/revisao-coletiva-texto-eja-515588.shtml /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/revisao-coletiva-texto- eja-515588.shtml REVISÃO COLETIVA DE TEXTO Revisão de um texto de aluno com toda a turma /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/trabalho-textos-informativos-alfabetizacao-jovens- adultos-515570.shtml /lingua-portuguesa/ alfabetizacao-inicial/trabalho-textos-informativos-alfabetizacao-jovens-adultos- 515570.shtml LEITURA PARA SE INFORMAR Aula sobre leitura de textos retirados de sites e jornais /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/escrita-texto-informativo-alfabetizacao-jovens-adultos- 515574.shtml /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/ escrita-texto-informativo-alfabetizacao-jovens-adultos-515574.shtml ESCRITA DE TEXTO INFORMATIVO Adultos também aprendem a escrever escrevendo /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/como-adultos-nao-alfabetizados-pensam-lingua-escrita- 515568.shtml /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/ como-adultos-nao-alfabetizados-pensam-lingua-escrita-515568.shtml
  4. 4. CONCEPÇÕES SOBRE A ESCRITA Como pensam a escrita os adultos não-alfabetizados /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/limite-problematizacao-escrita-alunos-adultos- 515589.shtml /lingua-portuguesa/alfabetizacao-inicial/ limite-problematizacao-escrita-alunos-adultos-515589.shtml O LIMITE DA PROBLEMATIZAÇÃO O educador precisa saber a hora de dar informações aos alunos /formacao/formacao-continuada/discurso-educador-alunos-eja-512102.shtml /formacao/formacao-continuada/discurso-educador-alunos-eja- 512102.shtml O DISCURSO DO EDUCADOR É preciso segurança para justificar as novas práticas 2. Reportagens e entrevistas Prática adequada aos adultos Reportagem sobre as quatro situações didáticas fundamentais para trabalhar com alfabetização em EJA Ampliando os horizontes na EJA Na Educação de Jovens e Adultos, o papel do professor é propor situações que levem o grupo a usar o que já sabe para aprender a linguagem e as propriedades matemáticas Não trate alunos de EJA como crianças O trato infantilizado é um dos motivos da evasão das turmas da EJA "Alô, turma de EJA" No interior gaúcho, programa de rádio aperfeiçoa o desempenho escolar de jovens e adultos Da cabeça ao caderno de Matemática Suas turmas de EJA vão aprender a representar o cálculo mental na conta armada Vida profissional é matéria-prima da aula de História A partir de suas experiências de vida, adultos estudam os conceitos de emprego e trabalho e compreendem que as dificuldades enfrentadas têm raízes passadas. Entrevista com Timothy Ireland: "A EJA tem agora objetivos maiores que a
  5. 5. alfabetização" Para o especialista inglês, é desafio da modalidade de ensino é preparar para o mercado de trabalho em mundo em transformação 3. Planos de aula Língua Portuguesa Prática de leitura pelo professor na EJA Escrita coletiva na EJA Agenda telefônica da turma da EJA Leitura pelo aluno para aprender a ler Matemática Matemática salarial Comparação de ofertas na EJA Cópia de figura na EJA Medindo áreas Onde estou? Onde estamos? Arte No compasso da minha terra Consultoria: Andréia Barreto Professora da Escola Ágora, em Cotia, SP, e membro do Vereda Centro de Estudos em Educação.
  6. 6. alfabetização" Para o especialista inglês, é desafio da modalidade de ensino é preparar para o mercado de trabalho em mundo em transformação 3. Planos de aula Língua Portuguesa Prática de leitura pelo professor na EJA Escrita coletiva na EJA Agenda telefônica da turma da EJA Leitura pelo aluno para aprender a ler Matemática Matemática salarial Comparação de ofertas na EJA Cópia de figura na EJA Medindo áreas Onde estou? Onde estamos? Arte No compasso da minha terra Consultoria: Andréia Barreto Professora da Escola Ágora, em Cotia, SP, e membro do Vereda Centro de Estudos em Educação.

×