Adaptado para alcoólatras:Manoel Coutinho                A águia e                               a galinha                ...
História contadapor JamesAggrey, políticoem Gana, numareunião deliderançaspopulares, quediscutiam oscaminhos delibertação ...
Era uma vez umcamponês que foia floresta vizinhaapanhar umpássaro paramantê-lo cativoem sua casa.Conseguiu pegarum filhote...
Comia milho e raçõespróprias para galinhas.Embora a águia fosse arainha de todos ospássaros. - Depois decinco anos, este h...
Enquantopasseavam pelojardim, disse onaturalista: Estepássaro aí não égalinha . É umaáguia – De fato –disse ocamponês. É u...
Transformou-se emgalinha como asoutras, apesar das asas dequase três metros deextensão. Não – retrucouo naturalista. Ela é...
Este coração fará um diavoar as alturas. Não, não –insistiu o camponês. Elavirou galinha e jamaisvoará como águia. – Então...
Já que você de fato éuma águia, já quevocê pertence ao céu enão a terra, então abrasuas asas e voe. – Aáguia pousou sobre ...
Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. Epulou para junto delas. – Ocamponês comentou: - Eu lhedisse, ela virou uma si...
Não – tornou a insistir onaturalista. Ela é umaáguia. E uma águiasempre será uma águia. –Vamos experimentaramanhã. No dias...
Águia, já que você é uma águia, abra suas asas e voe.– mas quando a águia viu lá em baixo as galinhasciscando o chão, pulo...
O camponês sorriu evoltou a carga: - Eu lhehavia dito, ela virougalinha. – Não –respondeu firmemente onaturalista. Ela éág...
Vamos experimentar aindauma última vez. Amanhã afarei voar. – No diaseguinte, o naturalista e ocamponês levantaram cedo.Pe...
O Sol nascente dourava ospicos das montanhas. Onaturalista ergueu a águiapara o alto e ordenou-lhe: -Águia, já que você é ...
A águia olhou ao redor.Tremia como seexperimentasse nova vida.Mas não voou. Então onaturalista segurou-afirmemente, bem na...
encher-se da claridadesolar e da vastidão dohorizonte. Nestemomento, ela abriusuas potentesasas, grasnou com umtípico Kau-...
E começou a voar, a voarpara o alto, a voar cada vezmais alto. Voou... Voou...Até confundir-se com o azuldo firmamento... ...
Irmãos e irmãs. – nós fomoscriados a imagem esemelhança de Deus. Mashouve pessoas que nosfizeram pensar comogalinhas. E mu...
Mas nós somos águias. Porisso, companheiros ecompanheiras, abramos asasas e voemos. Voemos comoáguias. Jamais noscontentem...
Alcoolismo é uma doençaprogressiva, incurável ede fins fatais – também ocaminho mais curto paraoutras drogas.
Engraçado, galinha nenhumareclama do galinheiro – vive presa                                           Música: Instrumenta...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A aguia-e-a-galinha-091023222537-phpapp02

1.319 visualizações

Publicada em

adaptada para alcoolatras - cuide de um alcoolatra antes q ele vire um coitado - (31) 3454.74.69

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A aguia-e-a-galinha-091023222537-phpapp02

  1. 1. Adaptado para alcoólatras:Manoel Coutinho A águia e a galinha Ligue o som, deixe rodar automaticamente, pois a música inserida, está sincronizada com as palavras.
  2. 2. História contadapor JamesAggrey, políticoem Gana, numareunião deliderançaspopulares, quediscutiam oscaminhos delibertação dodomínio colonialinglês.
  3. 3. Era uma vez umcamponês que foia floresta vizinhaapanhar umpássaro paramantê-lo cativoem sua casa.Conseguiu pegarum filhote deáguia. Colocou-onum galinheirojunto comgalinhas.
  4. 4. Comia milho e raçõespróprias para galinhas.Embora a águia fosse arainha de todos ospássaros. - Depois decinco anos, este homemrecebeu em sua casa avisita de um naturalista.
  5. 5. Enquantopasseavam pelojardim, disse onaturalista: Estepássaro aí não égalinha . É umaáguia – De fato –disse ocamponês. É umaáguia. Mas eucriei comogalinha – Ela nãoé mais águia.
  6. 6. Transformou-se emgalinha como asoutras, apesar das asas dequase três metros deextensão. Não – retrucouo naturalista. Ela é esempre será uma águia.Pois tem um coração deáguia
  7. 7. Este coração fará um diavoar as alturas. Não, não –insistiu o camponês. Elavirou galinha e jamaisvoará como águia. – Entãodecidiram fazer umaprova. O naturalista tomoua águia, ergueu-a bem altoe desafiando-a disse:
  8. 8. Já que você de fato éuma águia, já quevocê pertence ao céu enão a terra, então abrasuas asas e voe. – Aáguia pousou sobre obraço estendido donaturalista. Olhavadistraidamente aoredor.
  9. 9. Viu as galinhas lá embaixo, ciscando grãos. Epulou para junto delas. – Ocamponês comentou: - Eu lhedisse, ela virou uma simplesgalinha.
  10. 10. Não – tornou a insistir onaturalista. Ela é umaáguia. E uma águiasempre será uma águia. –Vamos experimentaramanhã. No diaseguinte, o naturalistasubiu com a águia no tetoda casa. Sussurou-lhe:
  11. 11. Águia, já que você é uma águia, abra suas asas e voe.– mas quando a águia viu lá em baixo as galinhasciscando o chão, pulou e foi para junto delas.
  12. 12. O camponês sorriu evoltou a carga: - Eu lhehavia dito, ela virougalinha. – Não –respondeu firmemente onaturalista. Ela éáguia, possuirá sempreum coração de águia.
  13. 13. Vamos experimentar aindauma última vez. Amanhã afarei voar. – No diaseguinte, o naturalista e ocamponês levantaram cedo.Pegaram a águia, levaram-na para fora dacidade, longe das casas edos homens, no alto deuma montanha
  14. 14. O Sol nascente dourava ospicos das montanhas. Onaturalista ergueu a águiapara o alto e ordenou-lhe: -Águia, já que você é umaáguia, já que você pertence aocéu e não a terra, abra suasasas e voe.
  15. 15. A águia olhou ao redor.Tremia como seexperimentasse nova vida.Mas não voou. Então onaturalista segurou-afirmemente, bem nadireção do sol, para queseus olhos pudessem...
  16. 16. encher-se da claridadesolar e da vastidão dohorizonte. Nestemomento, ela abriusuas potentesasas, grasnou com umtípico Kau-kau daságuias e ergueu-sesoberana sobre simesma
  17. 17. E começou a voar, a voarpara o alto, a voar cada vezmais alto. Voou... Voou...Até confundir-se com o azuldo firmamento... – E aggreyterminou conclamando:
  18. 18. Irmãos e irmãs. – nós fomoscriados a imagem esemelhança de Deus. Mashouve pessoas que nosfizeram pensar comogalinhas. E muito de nósainda acham que somosefetivamente galinhas
  19. 19. Mas nós somos águias. Porisso, companheiros ecompanheiras, abramos asasas e voemos. Voemos comoáguias. Jamais noscontentemos com os grãos quenos jogarem aos pés paraciscar.
  20. 20. Alcoolismo é uma doençaprogressiva, incurável ede fins fatais – também ocaminho mais curto paraoutras drogas.
  21. 21. Engraçado, galinha nenhumareclama do galinheiro – vive presa Música: Instrumental violino, Quão grande És Tu.-Wavmas vive até bem – eu também era foi transcrita do livroassim: preso ao alcoolismo, um vício "Louvemos o Senhor",que me levava a outros – eu era umcoitado, mas até certo ponto , feliz –só que fui conhecer uma sala de AA.Então percebi que não nasci para serpreso a um galinheiro. Sou umAA, como uma águia, nasci paravoar. Liberdade é meulema, prosperar é meu objetivo.Grupo Prosperidade de Alcoólicos Anônimos E-mail alcoolicosanonimosgrupoprosperidade@hotmail.comRua Aldemiro Fernandes Torres., 1.239 – Bairro Jaqueline – Venda Nova – Belo Horizonte – Mg – CEP 31.780-220 031 – 3454.74.69

×