Agradeço, Senhor!
*Maria Dolores/Chico Xavier
Obra: Antologia da Espiritualidade
Imagens: Internet
Agradeço, Senhor,
Quando me dizes “não”
Às súplicas indébitas
que faço,
Através da oração.
Muitas daquelas dádivas que peço,
Estima, concessão, posse, prazer,
Em meu caso talvez
fossem espinhos,
Na senda que me
de...
De outras vezes, imploro-te
favores,
Entre lamentação, choro, barulho,
Mero capricho, simples algazarra,
Que me escapam
do...
Existem privilégios que desejo,
Reclamando-te o “sim”
Que, se me florescem na
existência,
Seriam desvantagens
contra mim.
Em muitas circunstâncias, rogo
afeto, sem achar companhia em
qualquer parte,
Quando me dás a solidão
por guia que me
inspi...
Ensina-me que estou no lugar
certo, que a ninguém me
ligaste de improviso,
E que desfruto agora o melhor
tempo, de melhora...
Não me escutes as
exigências loucas,
Faze-me perceber que alcançarei
além do necessário,
Se cumprir o meu
dever.
Agradeço, meu Deus,
Quando me dizes “não”
com teu amor,
E sempre que te rogue o
que não deva,
Não me atendas,
Senhor!...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Agradeco senhor maria_dolores

215 visualizações

Publicada em

"As imagens de ilustração utilizadas são materiais de circulação na internet. Por favor, em caso de violação de direito autoral entre em contato o quanto antes."

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agradeco senhor maria_dolores

  1. 1. Agradeço, Senhor! *Maria Dolores/Chico Xavier Obra: Antologia da Espiritualidade Imagens: Internet
  2. 2. Agradeço, Senhor, Quando me dizes “não” Às súplicas indébitas que faço, Através da oração.
  3. 3. Muitas daquelas dádivas que peço, Estima, concessão, posse, prazer, Em meu caso talvez fossem espinhos, Na senda que me deste a percorrer.
  4. 4. De outras vezes, imploro-te favores, Entre lamentação, choro, barulho, Mero capricho, simples algazarra, Que me escapam do orgulho...
  5. 5. Existem privilégios que desejo, Reclamando-te o “sim” Que, se me florescem na existência, Seriam desvantagens contra mim.
  6. 6. Em muitas circunstâncias, rogo afeto, sem achar companhia em qualquer parte, Quando me dás a solidão por guia que me inspire a buscar-te.
  7. 7. Ensina-me que estou no lugar certo, que a ninguém me ligaste de improviso, E que desfruto agora o melhor tempo, de melhorar-me em tudo o que preciso.
  8. 8. Não me escutes as exigências loucas, Faze-me perceber que alcançarei além do necessário, Se cumprir o meu dever.
  9. 9. Agradeço, meu Deus, Quando me dizes “não” com teu amor,
  10. 10. E sempre que te rogue o que não deva, Não me atendas, Senhor!...

×