Análise what-if

105 visualizações

Publicada em

Análise what-if

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
105
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise what-if

  1. 1. Análise "e se...?" ("what if...?") - riscos ambientais Segundo Serpa (2001c), What If...? é uma técnica para a revisão de riscos de processos, que adequadamente aplicada, propiciará as condições: - A revisão de um largo espectro de riscos; - Consenso entre áreas de atuação (produção, processo, segurança, etc.) sobre formas de “caminhar” rumo às operações seguras; - Relatório de fácil compreensão para treinamento de operadores e técnicos. O método é recomendado como um primeiro passo para a identificação de perigos gerais sendo, portanto, considerado como um procedimento preliminar para a realização de um estudo de análise de riscos mais detalhado. De modo geral, a aplicação da técnica deve seguir as seguintes etapas: a-) Formação de um grupo de trabalho com o seguinte quadro mínimo: - Coordenador com capacidade de liderança e conhecimento do sistema a ser analisado; - Supervisor de operações; - Técnico de manutenção; - Engenheiro de projeto. b-) Realizar um planejamento prévio das atividades a serem desenvolvidas Normalmente isso é feito pelo próprio coordenador do grupo; devendo para tanto levantar os documentos e informações necessárias, bem como delinear a sequência dos trabalhos a ser seguida na aplicação da técnica; c-) Reunião organizacional Trata-se de uma primeira reunião para que o coordenador apresente a metodologia de trabalho a ser seguida, discutindo e definindo com o grupo os seguintes aspectos: - Forma de análise a ser seguida na aplicação da técnica; - Objetivos a serem alcançados; - Agenda de reuniões. É importante que nessa reunião sejam avaliados os documentos e informações disponíveis e, caso necessário, sejam identificados outros dados ou documentos adicionais considerados necessários para a condução dos trabalhos. Entre esses documentos destacam-se: - Memorial descritivo das instalações; - Layouts; - Fluxograma de engenharia; - Fluxogramas de processo; - Diagramas de instrumentação e Inter travamentos (P&IDs); - Especificações de equipamentos e parâmetros do processo; - Instruções e procedimentos operacionais, de segurança e manutenção; - Relatórios de incidentes ocorridos, no caso de unidades já existentes em operação.
  2. 2. d-) Reunião para formulação de questões: - cada participante do grupo deve se preparar para a formulação de questões a serem respondidas no processo de revisão, ou seja, nas reuniões subsequentes; - tipicamente, começa-se do início do processo (recebimento dos materiais, por exemplo) e continua-se ao longo do mesmo, passo a passo, gerando-se questões (E se..?) até a última etapa do processo da unidade em estudo (produto final). Pontos - chaves importantes nesta etapa: - o coordenador deve registrar cada questão colocada; - as questões não devem ser respondidas neste ponto, de maneira a não inibir a própria geração de questões; - não existem “perguntas indevidas”; no entanto, o coordenador deve ter a cautela de não deixar que se formulem perguntas não afetas ao objetivo da análise a ser realizada; - após esgotar-se o levantamento de questões, o coordenador distribuirá cópias de checklist, que deverá ser seguido ponto a ponto para a identificação e inclusão de questões adicionais, tomando-se o cuidado para que o checklist não seja utilizado como estimulador primário de questões, devendo, portanto prevalecer à criatividade dos participantes do grupo. e-) Reuniões de respostas às questões Em sequência à reunião de formulação de questões, são atribuídas responsabilidades individuais para o desenvolvimento de respostas escritas às questões. Estas são encaminhadas ao coordenador, que distribuirá a todos os participantes uma cópia tentativa das respostas. Durante as reuniões de respostas às questões, os membros do grupo de trabalho revisarão e discutirão as respostas oferecidas a cada questão. Tipicamente, as respostas são classificadas numa das seguintes categorias: - resposta aceita pelo grupo tal como submetida; - resposta aceita após discussão e/ou modificação; - a aceitação será postergada, em pendência de investigação ou análise adicional. Há um importante aspecto nas reuniões de respostas às questões, a formulação consensual. Cada participante precisa entender que todos são corresponsáveis na resposta a cada uma das questões; esse conceito de atingir consenso tende a fortalecer o trabalho. f-) Relatório de Revisão dos Riscos O objetivo do relatório de revisão de riscos é documentar os riscos identificados na revisão realizada com a aplicação da técnica What If...?, bem como as ações recomendadas para a minimização e controle dos mesmos; assim, de modo geral, o relatório deve contemplar os seguintes itens: - Folha de rosto com as assinaturas de aprovação de todos os membros do grupo de trabalho; - Resumo descritivo do processo ou sistema avaliado; - Resumo da aplicação da técnica contemplando: breve discussão dos riscos abordados; lista dos documentos revisados; - Lista de todas as questões “E se...” estudadas e suas respectivas respostas,
  3. 3. as quais, quando possível, deverão estar qualificadas, por exemplo, da seguinte forma: NAR (Nenhuma Ação Requerida); Vide Recomendação No... - Conclusões finais com sugestão de prazos e responsáveis pela implementação das recomendações. Na sequência estão apresentados alguns exemplos, genéricos, de perguntas passíveis de serem formuladas em aplicações da técnica What If...?. - E se ocorrer a abertura indevida da válvula de alívio? - E se a válvula de alívio não abrir? - E se ocorrer à contaminação do produto com injeção de água no reator? - E se o alarme não soar? - E se ocorrer superenchimento do tanque? Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO - Cursos Online : Mais de 1000 cursos online com certificado http://www.portaleducacao.com.br/biologia/artigos/42912/analise-e-se-what-if- riscos-ambientais#!2#ixzz3jHoPXSs6

×