Aula 5 mensuração

1.401 visualizações

Publicada em

Aula de mensuração e encerramento para os alunos da FAAP no curso de mídias sociais.

Publicada em: Negócios
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 5 mensuração

  1. 1. Perfil de quem compra ferramentas de monitoramento em mídias sociais Fonte: KissMetrics & Oneforty
  2. 2. Fatores que afetam a compra Fonte: KissMetrics & Oneforty
  3. 3. Quanto é pago pelo serviço Fonte: KissMetrics & Oneforty
  4. 4. Top 3 fatores que frustram Fonte: KissMetrics & Oneforty• A ferramenta tem um tempo de defasagem grande e falha na confiabilidade e na precisão dos dados.• Tem uma excessiva quantidade de bugs e uso confuso. Falta de inovação.• A ferramenta é muito cara e as características oferecidas não justificam o gasto.
  5. 5. Node XL• Software de sociologia de análise de redes sociais – busca pessoas/conexões por hashtag
  6. 6. Seeker
  7. 7. Positivas Negativas Brasileira Classificação manual das mençõesClassifica automaticamente o alcance Limite por quantidade de itens Tweets agendados monitorados CRM – Identifica hubs Criar tagsMonitora nove redes sociais + imprensa + buscadores + redes comerciais (americanas.com) Interface fácil Monitora Foursquare e Google+ Interação com o usuário
  8. 8. LiveBuzz
  9. 9. Positivas Positivas brasileira Quantitativa Monitora, Interage, Analisa e faz Identifica Hubs Campanhas Relatórios: nº de menções, saudabilidade da marca, evangelizadores Estatísticas (gráficos) da marca, agressores da marca programa tweets tem encurtador próprioo sistema faz sorteios automáticos Negativas monitora sete redes Precisa de um perfil da empresa no FB Resultados por amostragem *Classificação manual das menções Simples de usar Limite por quantidade de busca e por Informações claras itens monitorados Adotam as nossas sugestões *Em breve terá classificação automática
  10. 10. Radian6
  11. 11. Positivas Negativas Completa para realizar Não é intuitiva, complexa monitoramentos Só permite um usuário por topic profileDados e gráficos exclusivos Classificação manual das menções Identifica os hubs Qualitativa Busca por hashtag
  12. 12. Social bakers*Métrica “Talking About This”
  13. 13. Social bakers Positivas Negativas Não calcula “share” Mensura toda a fan page Só em inglês Dados e gráficos exclusivos Classificação manual das menções Identifica os hubs Classificação por sentimento Métricas próprias Compara com outras fan pages Vários usuários Aperfeiçoamento constante Simples de usarFacebook, Twitter, Google+, YouTube e LinkedIn
  14. 14. Alterian
  15. 15. Positivas Positivas Sentimento automático worklfow - direciona posts Tag Cloud, Demografica, buzz criar categorias Compara tópicos com os concorrentesProcura por Blogs, forums, notícias, vídeos, Twitter, LinkedIn, Tumblr Negativas acesso ao dashboard - envia link externo Não busca orkut monitorar canais específicos Limite por quantidade de itens Filtra por português – dicionário monitorados Pesquisa retroativa até 2007 Não divide buzz por estados Consegue mensurar os picos Responde pela ferramenta: Twitter Análise por popularidade – HubsNão tem limitação por profile ou por busca
  16. 16. Scup
  17. 17. Positivas Negativas Brasileira Limite de itens para busca Quantitativa Classificação manual das menções Resultados por amostragemAperfeiçoamento constanteÓtimo para realizar varredura Simples de usar Informações clarasAdotam as nossas sugestões
  18. 18. Social mention
  19. 19. CrowdBooster
  20. 20. C-se Clip
  21. 21. BuddyMedia
  22. 22. • Plataforma para interação• Programação de posts (escolha do título e foto)• Alertas (palavras selecionadas)• Monitoramento Real-Time• Dashboard do Facebook• Filtra acesso• Localização• Monitora performance da Fan Page• Fornece mais de 50 apps para o Facebook• Cria sorteios e concursos• Aproveita as APIs abertas: Twitter, Flickr, Foursquare• Altera as configurações das abas (CSS)•Traduz as abas
  23. 23. CrazyEggFerramenta que mostra onde as pessoas clicam no site, por meio de ummapa de calor. Ele também mostra de onde é o clique original.
  24. 24. My Buzz Metrics (IBOPE Nielsen Online)Idiomas: Inglês, Espanhol, Alemão, Italiano e Francês.Segmentação por local: Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia, Espanha,México, Alemanha, Itália, Frabça, Canadá e Índia.O BAM (Brand Association Map) analisa as conversas dos consumidores
  25. 25. Social Media Monitor
  26. 26. Positivas Negativas Brasileira Classificação manual das sentimento Monitora seis redes sociais Limite por quantidade de itens Tweets agendados monitorados Interface simples Relatórios | Gera tabelas dinâmicas Cadastra outras mídias Qualificação automática de citações Exclusão de termosEvita a recuperação de dados repetitivos Interação com o usuário
  27. 27. Post X
  28. 28. Positivas Negativas Brasileira Classificação manual das menções Ranking dos influenciadores Limite por quantidade de itens Contabilização de RTs monitorados Alertas de urgência Interação com o usuário Cadastra outras mídias Geração de gráficos - cruzamentos ilimitadosVariações ilimitadas de palavras-chave Avaliação por amostragem
  29. 29. Zubit
  30. 30. Positivas Negativas Brasileira Poucos gráficos e funçõesClassificação automática do sentimento Limite por quantidade de itens Mostra os influenciadores monitorados Tag cloud Possui um quadrante de posicionamento Fala a quantidade de buzz
  31. 31. SYSOMOS – Heartbeat e MAP
  32. 32. SYSOMOS – Heartbeat e MAP
  33. 33. SYSOMOS – Heartbeat e MAP
  34. 34. Positivas Negativas Mostra buzz, popularidade, sentimento, compartilhamento e demografia Limite por quantidade de itens monitorados Compara tópicos com os concorrentes Filtra por idade, gênero, demografia e localizaçãoMonitoramento Real-time e Sistema de alerta Identifica tendências emergentes, temas e tópicos de discussões Procura por Blogs, fóruns, notícias, vídeos, Twitter e wikisQualifica automaticamente os sentimentos Tag Cloud e ROI Painel personalizado Facebook Page Center MAP e HEARTBEAT
  35. 35. Ferramentas Nacionais• SismoWebMonitoramento em real-time, alertas por sms e e-mail, gráficos e relatórios• E.Life Buzz MonitorMonitoramento e possui dois produtos: TweetMeter e FacebookMeter• AceitaMonitoramento básico, não possui muitas qualidades.
  36. 36. Vocus
  37. 37. Positivas NegativasClassificação automática do sentimento Poucos gráficos e funções Mostra os influenciadores Não busca orkut Tag cloud Limite por quantidade de itensPode traduzir a ferramenta para português monitorados Filtro em português
  38. 38. Lithium
  39. 39. Positivas Negativas Quantitativa Não permite restringir a busca por Qualitativa (sem detalhamento) língua Indica o buzz semanal e mensal Ferramenta para visão geral Não tem versão em português, pode ter Monitora sentimento - automático problemas com a palavra-chave Possui gráficos, alertas*Até o final de setembro/11 ele já terá versão em português
  40. 40. Crimson hexagon• Mensura volume, sentimento e tráfego.• Painel muito simples
  41. 41. Ferramentas Internacionais• TrendrrMais voltado para TV (americana)• BrandsEyeSentimento automático, engajamento (plataforma de interação), salvadashboard, percepção das pessoas sobre a marca, qualificação das conversase envia alertas• ChartBeatsMonitora a marca na web: tráfego, engajamento e visitantes.• HitwiseMensura o tráfego do site a partir de palavras-chave.
  42. 42. Ferramenta de monitoramento de Facebook para alguns segmentos de mercado
  43. 43. Ferramenta de busca no Facebook
  44. 44. Outros softwares que “varrem” as mídias sociais• Postling - http://www.postling.com/• Vitrue - http://vitrue.com/• Social Talk - http://www.socialtalk.com/• CoreMetrics - http://www.coremetrics.com/• WebTrends - http://www.webtrends.com/• Omniture - http://www.omniture.com/en/
  45. 45. Google Analytics
  46. 46. Google Analytics – exemplo ação do blog Digitais do Marketing
  47. 47. Cubestats - Site para cálculo de pageview, pagerank e posição no Alexa
  48. 48. Análise de tráfego de sites em geral
  49. 49. Ferramenta que promete encontrar influenciadores baseando-se em palavras-chave • Alcance (tamanho da audiência) • Ressonância (habilidade para engajar a comunidade) • Relevância (contribuição para o tópico)
  50. 50. Outra ferramenta que mapeia influenciadores por suas áreas de atuação
  51. 51. Como monitorar• Leitores de feeds (agregadores) – RSS• Monitoramento de palavras-chave – Alertas do Google – Google Blog Search – Watchlist do Technorati• Monitoramento estatístico – Ferramentas pagas e/ou gratuitas
  52. 52. Ferramentas de busca por blogs• Google Blog Search• Technorati.com
  53. 53. Os mais compartilhados
  54. 54. Modelo da agência Big Fuel
  55. 55. Klout– Influência e características de postagem
  56. 56. Klout acima de 40 já é considerado influenciador online
  57. 57. Twitter • 93,6% dos usuários têm menos de 100 seguidores, enquanto 92,4% seguem menos de 100 pessoas • 40% do que é falado é “bate-papo”, apenas 8,7% tem valor informacional • 5% dos “twiteiros” são os grandes responsáveis pela geração de 75% dos “tweets” publicados.*Pesquisa Folha de S. Paulo (http://www1.folha.uol.com.br/tec/989698-redes-sociais-sao-mais-ageis-que-sac-como-canal-de-reclamacao.shtml
  58. 58. Twitter• Twinfluence - Mede a influência do perfil - http://twinfluence.com/• Tweet Level – Edelman - Mostra o seu nível em 4 categorias: influência, popularidade, engajamento e confiança - http://tweetlevel.edelman.com/• TweetCloud - Analise o conteúdo do histórico dos tweets e monta tag cloud - http://tweetcloud.com/• Klout - Mede a influência através de uma matriz - http://klout.com/• http://twittercounter.com/• http://tweetstats.com/
  59. 59. Twitter• Twitturly - Rastreia todas as urls e mostra do que as pessoas estão falando - http://twitturly.com/• Topsy - Mostra todos que deram RT e quem te mencionou, colocando em um ranking - http://topsy.com/• Buzz Volume - Agrega todos os links postados no twitter e cria rankings - http://www.buzzvolume.com/• TwitGraph - Informações sobre os dias em que você mais twittou, usuários que mais você interage e as 5 palavras mais utilizadas nas suas mensagens - http://twitgraph.com/• Twellow - “páginas amarelas”. Busca os tweets publicados e também por palavras nas bios dos usuários - http://www.twellow.com/
  60. 60. Twitter - Hashtag• Twemes - Fornece informações sobre os principais temas. Permite você assinar RSS Feed para seguir uma hashtag - http://twemes.com/• Hashtags - Pesquisa os Trends populares, fornece informação de quantas mensagens foram envadas - http://hashtags.org/• What the Hashtah?! - História da Hashtag - parecido com o What The Trend - http://wthashtag.com/• Tweetag - Pesquisa hashtags. Ele também mostra uma nuvem de tags relacionadas ao assunto buscado - http://www.tweetag.com/
  61. 61. Facebook • Um post no Facebook alcança, em média, apenas 17% dos fãs da página. • Um relatório da empresa Reevoo de social commerce, fala que as críticas negativas podem realmente ser boas para os negócios. o A empresa constatou que 68% dos consumidores confiam mais nos comentários quando vêem notas boas e ruins, pois, do contrário, os consumidores desconfiam de adulteração e manipulação da página. • Baseado na métrica do ‘People Talking About This’ do Facebook, o Instituto Ehrenberg-Bass realizou um estudo e chegou a conclusão que 1,3% dos fãs estão engajados com a marca (princípio 90-9-1). o A base de fãs do Facebook tende a se tornar heavy buyer mais do que os consumidores casuais, que são aqueles que as marcas precisam para crescer. • Social Media é mais um canal de mídia útil pelo seu alcance, mas seu conceito de engajamento ainda está em processo de amadurecimento.*Meio & Mensagem (http://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/noticias/2012/01/27/Apenas-1-dos-f-s-do-Facebook-se-engaja.html
  62. 62. Facebook insights
  63. 63. Booshaka (identifica os top fãs da marca)
  64. 64. Mídias SociaisO princípio 90-9-1A ideia é simples: nos grupos sociais, algumas pessoas participam ativamente mais doque outras. O pesquisador Jakob Nielsen chama isso de “desigualdade participativa”(Participation inequality).90% dos usuários constituem a audiência, ou‘lurkers’. São as pessoas que tendem a ler ouobservar, mas não contribuem ativamente nacomunidade.9% dos usuários são editores, ou ‘editors’.Essas pessoas contribuem algumas vezes,modificando ou adicionando texto a um artigojá criado. Raramente criam algo novo.1% dos usuários são criadores, ou ‘creators’.Eles conduzem grande parte das atividades darede social, ditando o conteúdo e tendênciasdos textos e artigos do site.
  65. 65. Case de monitoramentoCríticas no orkut mudam planos para Nescau (Felipe Zmoginski, do Plantão INFO –02/08/09)Milhares de consumidores do produto, no entanto, se organizaram em comunidadesdo orkut como “Queremos o Nescau tradicional” e “Volta, Nescau Tradicional”reclamando da ausência do produto “tradicional”.A Nestlé, então, decidiu mudar seus planos e manter o sabor tradicional nasprateleiras. As comunidades foram informadas pela empresa por e-mail.
  66. 66. Case de monitoramentoOswaldo Borelli usou o Twitter e o YouTube para contar seu difícil relacionamentocom a Brastemp.Após 90 dias sem geladeira e 10 ligações para o SAC da empresa, Oswaldo resolvecolocar seu refrigerador Brastemp na porta de casa e gravarum vídeo contando todo o caso.A Brastemp tomou conhecimento do vídeo no mesmo dia em que foi postado,quando o filme tinha apenas 200 visualizações, mas resolveu agir quando ele játinha 834.233 visualizações e a crise já havia se tornado pública.Oswaldo, recebeu apoio dos usuários (TTs) e finalmente a Brastemp ouviu oconsumidor.http://www.youtube.com/watch?v=riOvEe0wqUQ
  67. 67. Case de monitoramentoUma câmera de segurança filmou um funcionário da FedEx jogando a entrega (ummonitor) na casa, ao invés de entregá-lo.O vídeo em dois dias somou mais de 3 milhões de visualizações.Em menos de 48 horas após o vídeo ter sido publicado, o vice-presidente da empresapediu desculpas aos consumidores por meio de outro vídeo e explicou que ocomportamento do funcionário foi completamente inaceitável.
  68. 68. PinPuffaté 40: Baixo-Médio40-70: Médio-Alto+70: Muito Alto
  69. 69. ROI
  70. 70. SEO Social• Técnica que visa a atrair mais visitas dos usuários de mídias sociais para as iniciativas online das organizações: • Realizando ações concretas e metódicas na rede (ENGAJAMENTO - comentários em outros blogs, participar de fóruns, grupos de redes sociais etc) • Aplicando elementos das mídias sociais ao conteúdo publicado, colocando ícones e funções para facilitar a assinatura (RSS) e o compartilhamento de conteúdos usando os aplicativos disponíveis, como os agregadores (Delicious), social news (Dihitt), Like button (facebook), assim como widgets que permitem compartilhar vídeos (YouTube) e fotos (Flickr). • Social Media Optimization (SMO) está intimamente relacionado com Online Reputation Management (ORM), porque de alguma forma contribui para a boa imagem e posicionamento da marca.
  71. 71. SEO Social• Aumente a “linkabilidade”: conteúdos em “del.icio.us”, RSS ou botões sociais para os usuários publicarem o conteúdo.• Aumento de conteúdo: conteúdo estático, sem atualização ou “flash” não ajuda na indexação.• Aumente a sua visibilidade sem publicar posts: material que pode inserido em sites como o SlideShare, YouTube, grupos, etc.• Permita trackbacks: funcionam como um termômetro de credibilidade em um blog; não só aumenta o tráfego, mas também faz pontes com os blogs que linkaram, dando visibilidade.
  72. 72. Principais métricas• Volume (número de posts publicados utilizando determinado termo);• Relevância (densidade de rede de um blog, permite identificar os sites pessoais ou blogs mais referenciados por outros consumidores a partir do uso de links);• Popularidade (comunidades mais populares por número de membros, mensuração do interesse crescente ou decrescente sobre a comunidade e/ou assunto);• Influência (tamanho da rede de amigos dos interlocutores em comunidades);• Repercussão (número total de comentários associados como resposta a tópicos de sites de relacionamento ou posts de blogs. Quanto mais comentários um blog ou tópico maior é sua repercussão e consequentemente maior é o interesse por aquele assunto);• Dispersão (pode ser calculada pelo boca-a-boca disperso por cada serviço monitorado).
  73. 73. Como medir• Análise de acessos – Google Analytics (gratuito) – Stat Counter (gratuito) – Ferramentas do wordpress (gratuito) e Facebook• Monitoramento do ROI (uma vez que foram investidos tempo, dinheiro e pessoas)• Lições aprendidas• Análise das interações – Quais foram as interações mais recorrentes (talvez possam ser absorvidas no blog)
  74. 74. Possíveis métricas • Taxa de dispersão (quantidade de seguidores do emissor e dos perfis que RT) • Favorabilidade (qualidade da percepção da marca nas redes sociais) • Aderência (volume de citações da marca em um determinado universo) • Relevância (análise qualitativa do emissor de citações sobre a marca)*Fonte: http://www.endeavor.org.br/videoteca/metricas-nas-redes-sociais-como-ter-efetividade-no-mundo-2-0.
  75. 75. Possíveis métricas • Relevância – Número de posts relevantes / número total de posts • Extensão e profundidade – Primeiro Comentário / Último Comentário (recência) – Número de comentários relevantes por período (frequência) • Favorabilidade – (número de posts totais – posts negativos) / número posts totais • Usuários – Concentração: número de posts relevantes por usuário (identificar concentradores) – Conexão: número de posts reproduzidos em outros ambientes (outros sites de redes sociais, twitter, YouTube, etc) – identificar Conectores*Fonte:http://s3.amazonaws.com/ppt-download/abanetroimidiasocialcoutinhofgv-091126085536-phpapp02.pdf?Signature=GkrzrFPsNyjTWNmDBakOtdzPQnE%3D&Expires=1275075989&AWSAccessKeyId=AKIAJLJT267DEGKZDHEQ
  76. 76. Possíveis métricas• Densidade da rede associada ao blog: incoming links• Número de comentários diários• Temas mais comentados• Visitantes únicos Rede de usuários do Flickr
  77. 77. Possíveis métricas• Visitantes únicos• Cliques• Engajamento – Número de comentários em outros blogs – Quantidade de propagações daquela informação • Só os vídeos do canal da companhia no Youtube foram exibidos mais de 3 milhões de vezes e o número de assinantes desse conteúdo já superou 156 mil pessoas. • Do ponto vista comercial, a brincadeira da Blendtech rendeu bons dividendos. As vendas do seu produto que custa US$ 400 saltaram, incluindo o Brasil. E os vídeos do Youtube foram um grande instrumento para alavancar as vendas. – Tempo despendido lendo sobre determinado assunto – Pesquisas qualitativas
  78. 78. Possíveis métricas Membros envolvidos com iniciativa de um banco
  79. 79. Mensuração tangível• A maioria dos gestores de marketing se sente pressionada a perseguir objetivos tradicionais, como vendas diretas, redução de custos ou aumento na participação no mercado. – Para saber o efeito imediato sobre as vendas de uma campanha específica em uma mídia social, acompanha-se o faturamento gerado pelo dinheiro gasto, mesmo que vincular ações em mídias sociais diretamente às vendas seja difícil. – Para mensurar economias de custo, basta medir quanto os consumidores fazem o papel de serviço de atendimento ao cliente, respondendo a perguntas nos fóruns. – Para calcular aumento na eficiência das pesquisas de mercado, basta medir quanto a empresa usa a internet para buscar novas ideias – em fóruns de discussão em que os consumidores comentam conceitos de produtos e postam sugestões de aperfeiçoamento.
  80. 80. Relatório de monitoramento• Valores das citações: gráficos de linha mostrando a quantidade de citações totais, divididas em positivas,negativas e neutras por dia/semana/mês. – Cada pico de citações terá seu motivo correspondente discriminado.• Assuntos abordados: gráficos de barras que mostrarão os tipos de assuntos e acontecimentos mais abordados durante o período.• Associação de palavras: gráficos em formato tag cloud que mostrarão quais palavras são mais frequentemente utilizadas em conteúdos relacionados às palavras monitoradas.
  81. 81. Relatório de monitoramento• Comparação de Índice de Valor: comparação, entre a marca e concorrentes,dos sentimentos relacionados.• Avaliação de campanhas: análise de impacto de campanhas e ações de comunicação digital (publicidade paga,produção de conteúdo,relacionamento, seeding etc)• Avaliação cross-media: análise de impacto de campanhas e ações em outras mídias,como TV, revistas, jornais, rádio etc.• Cruzamentos de dados: gráficos que cruzarão alguns dos dados já apresentados. Os tipos de dados cruzados serão definidos a partir da análise geral do que foi postado e de demandas do cliente.
  82. 82. Relatório de monitoramento• Influenciadores:apresentação dos veículos (sites ou blogs) e perfis (pessoais ou profissionais) com maior alcance e influência.• Advogados e Detratores: apresentação de veículos e perfis que falam mais frequente e parcialmente sobre a marca monitorada.• Destaques: pedaços/partes de conteúdos que mereçam destaque pela sua popularidade, polaridade (muito negativo ou positivo) ou peculiaridade.• Recomendações: indicações para departamentos de marketing, assessoria de imprensa, atendimento e outros da empresa.
  83. 83. • Mensurar é preciso• Cada organização define o seu conjunto de métricas e indicadores e como apresentar. Não existe receita de bolo• É preciso demonstrar resultados financeiros ou intangíveis que convençam gestores e façam com que haja continuidade do investimento• Não existe software perfeito• O trabalho de coleta, análise e demonstração de resultados pode ser terceirizado a empresas especializadas desde que hajam pontos focais dentro da organização ou da agência capazes de auxiliar na parametrização do software e dúvidas
  84. 84. 70 ferramentas de mídia social
  85. 85. Ferramentas gratuitas Fonte: KissMetrics & Oneforty
  86. 86. Ferramentas pagasFonte: KissMetrics & Oneforty
  87. 87. Mensuração – ferramentas
  88. 88. Referências de leitura
  89. 89. Como precificar – tabelas fixas ajudam?
  90. 90. Tendências• Meios de comunicação bidirecionais (mão-dupla)• Oposição ao marketing de interrupção• Mídia gerada pelo consumidor• Colaboração, construção e contribuições coletivas• Sistema de recomendação e influência• Formação de comunidades• Comunicação direta• Mobilidade
  91. 91. Quem precisa (ou quem pode ter) ferramentas colaborativas?1. Vamos nos engajar nos diálogos com os públicos?2. Qual é a estratégia para nos tornarmos advogados juntos aos consumidores?3. Temos uma política de uso dos blogs tanto interna quanto externa?4. Funcionários participam do website da empresa?5. Já temos alguma iniciativa que permita interação? Se sim, qual é a contabilidade dela?6. Sabemos quantas vezes fomos mencionados em blogs, fóruns no último mês, trimestre ou ano?7. Monitoramos a blogosfera? Quem avalia?8. Existe um protocolo para responder a comentários negativos em outros meios? Quem responde por isso?9. Temos consumidores-blogueiros em nossa base de dados?10. Que blogs nossos públicos visitam?11. Lançamentos novos produtos ou eventos para blogueiros também?12. Entendemos as diferenças entre os diversos tipos de blogs?13. O website pode ser facilmente adaptado para um blog?
  92. 92. Cada canal, seu modo de agir corporativamente Conversas rápidas, pílulas de informação, streaming, cobertura de eventos _____ rede social do país, serve para do texto mestre Maior ____ ______ __ _______ __ _____ ______ Clique para editar os estilos monitoramento, termômetro, análise das Segundo_____ ______ nível conversações, aplicativos _______ _____ Terceiro nível Interação com participantes e fãs, enquetes, promoções culturais etc. Galeria de vídeos, acervos de propagandas, vídeos virais. Assim como o Flickr, serve de mídia de apoio, complementar Repositório de informações e conhecimentos sobre a marca. Discussões acerca de temáticas que a organização quer destacar. Interação com usuários e possibilidade de aproximação com públicos formadores de opinião
  93. 93. Cada canal, seu modo de agir corporativamente Criação de grupos de discussão, divulgação e busca de vagas e interligação dos funcionários de uma empresa. _____ ____ ______ __ _______ __ _____ ______ Clique para editar os estilos do texto mestre Dicas e recomendações que ajudam a evidenciar a marca para Segundo_____ ______ nível quem a consome ou tem interesse. _______ _____ Terceiro nível Imagens e pouco texto, interação. Por exemplo: o tumblr das imagens relacionadas ao mundo Coca-Cola. Interação com participantes e fãs, formação de círculos de pessoas e marcas etc. Imagens, quadros visuais
  94. 94. Obrigada! www.meadiciona.com/carolterra carolinaterra@gmail.comGrupo de Pesquisa em Comunicação, Jornalismo e Mídias Digitais Associação Brasileira de Pesquisadores de Comunicação Organizacional e Relações Públicas
  95. 95. Extras1. Monitorar e mensurar nas eleições - http://www.youtube.com/watch?v=HwvlpHOU-i42. Ferramenta uberVUBrasil - http://www.youtube.com/watch?v=DBK6UzI_QRQ&context=C4f3c9cfADvjVQa1 PpcFMb1tVvk2KloBiOdWTOMo4UVef3xlrmy0o=

×