Anatomia histofuncional do sistema genital feminino pdf

19.741 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.741
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
223
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anatomia histofuncional do sistema genital feminino pdf

  1. 1. Anatomia Histofuncional do Sistema Genital FemininoProf. Daniel Soares TozzettiDisciplina: Fisiologia da Reprodução
  2. 2. 1. INTRODUÇÃO Órgãos Ovários Tubas uterinas Útero – cérvix ou colo do útero Vagina Genitália externa - Vulva
  3. 3. 2. OVÁRIOS 2.1 CONCEITO Órgão par Gônadas femininas 2.2 ESTRUTURA Córtex: folículos, corpo lúteo; Medular: tecido conjuntivo fibroelástico, vascularização e enervação; Revestimento: epitélio superficial ou germinativo; **Égua: inversão de camadas
  4. 4. 2. OVÁRIOS 2.3 FUNÇÕES Endócrina: estradiol, progesterona; Exócrina: gametas / ovócitos; 2.4 FORMA Ovóide: ruminantes, gata e cadela; Lobulado: porca; Riniforme: eqüídeos;
  5. 5. 2. OVÁRIOS 2.4 FORMA PORCA VACA ÉGUA VACA - CL
  6. 6. OVÁRIO ÉGUA Fossa da ovulação
  7. 7. OVÁRIO VACA
  8. 8. 2. OVÁRIOS 2.5 Dimensões Égua> vaca> ovelha/cabra>cadela. Diagnóstico de funcionalidade; Parâmetro para seleção genética em bovinos; Subespécies de bovinos: Bos taurus, Bos indicus;
  9. 9. 2. OVÁRIOS 2.6 ATIVIDADE Variável entre as espécies Vaca; Égua, Gata; Pequenos ruminantes;  Grande porte: 9 meses a 1 ano; Cadela  Pequeno porte:2 estros ao ano;
  10. 10. 2. OVÁRIOS 2.7 FIXAÇÃO Mesovário Vascularização e enervação Bursa ovárica - contínua com tuba uterina Vaca/ ovelha: larga e aberta; Porca: bem desenvolvido; Égua: estreita, em contato com a fossa de ovulação;
  11. 11. 2. OVÁRIOS 2.8 POSIÇÃO Vaca Pélvico: nulíparas, não gestantes, gestação até 90 dias; Pré-púbico: pluríparas, gestação até 120 dias; Abdominal: gestação acima de 120 dias;
  12. 12. 2. OVÁRIOS 2.8 POSIÇÃO Égua Região sublombar, entre L4 e L5; Gestação avançada: tração dos ovários em sentido ventral;
  13. 13. 2. OVÁRIOS 2.8 POSIÇÃO Cadela e gata Abdominais; Próximos aos rins;
  14. 14. 2. OVÁRIOS Estruturas do córtex ou camada cortical Folículos; Corpo lúteo;
  15. 15. Folículo pré-ovulatório ou de Graaf 1. Zona pelúcida 2. Corona radiata 3. Cumulus oophorus 4. Fluido folicular 5. Camada granulosa 6. Membrana basal 7. Teca interna 8. Teca externa 9. Antro folicular Barreira hemato-folicular
  16. 16. 3. CORPO LÚTEO 3.1 Conceito Glândula endócrina temporária Desenvolvimento a partir das camadas das células foliculares Corpo hemorrágico – LH; Células lúteas maiores e menores;
  17. 17. 3. CORPO LÚTEO 3.2 Função Secreção de progesterona; 3.3 Formas de apresentação na vaca Típico; ***Cavitário Incluso;
  18. 18. 3. CORPO LÚTEO 3.4 Regressão Luteolisina - PGF 2 ; Vaca: 16 ao 19 dia do ciclo estral; Corpo Albicans; 3.5 Posição no ovário Vaca; Égua;
  19. 19. CORPO LÚTEO PROTRUSO - Vacas
  20. 20. CORPO LÚTEO INCLUSO - Bovino
  21. 21. CORPO HEMORRÁGICO - Bovino
  22. 22. CORPO LÚTEO EM REGRESSÃO - Bovino
  23. 23. CORPO LÚTEO CAVITÁRIO - Bovino
  24. 24. 4. TUBAS UTERINAS 4.1 Anatomia Localização Infundíbulo, porção fimbriada 3 Porções Ampola Istmo
  25. 25. 4. TUBAS UTERINAS 4.1 Anatomia Adaptado de Hafez e Hafez, 2004
  26. 26. 4. TUBAS UTERINAS 4.1 Anatomia Comprimento e grau de circunvoluções; Porção fimbriada do infundíbulo; Porca digitações; Junção útero-tubárica Vaca – flexura; Égua – papila;
  27. 27. 4. TUBAS UTERINAS 4.1 Anatomia Epitélio colunar ciliado e não ciliado Camada muscular Redução de diâmetro Fluido tubárico: transudato seletivo do soro, produtos das células secretoras;
  28. 28. 4. TUBAS UTERINAS 4.2 Funções Captação do oócito - porção fimbriada; Desnudamento dos oócitos – cílios; Sobrevivência dos gametas – fluido; Capacitação espermática e reação do acrossomo – fluido; Fecundação e desenvolvimento embrionário inicial – fluido;
  29. 29. 5. ÚTERO 5.1 Estrutura Cornos uterinos, corpo do útero e cérvix ou colo; Sustentação e vascularização: mesométrio; Variação entre espécies: formato e disposição dos cornos uterinos;
  30. 30. VASCULARIZAÇÃO ÚTERO - Ovelha
  31. 31. 5. ÚTERO 5.1 Estrutura Endométrio Glândulas endometriais Estro – retas; Diestro – crescimento, espiraladas, atv. secretória; Epitélio Estro: epitélio alto, com atividade secretória; Diestro: células baixas / cubóides;
  32. 32. 5. ÚTERO 5.1 Estrutura Miométrio Contração muscular – controle hormonal; Perimétrio Camada serosa do útero
  33. 33. 5. ÚTERO 5.2 Classificação Simples - corpo único: primatas Bipartido - cornos arqueados: eqüídeos e carnívoros Bipartido - cornos flexuosos: ruminantes Bicornuados- cornos circunvolucionados: suínos
  34. 34. ÚTERO - ÉGUA
  35. 35. ÚTERO - VACA
  36. 36. ÚTERO - PORCA
  37. 37. ÚTERO CADELA
  38. 38. 5. ÚTEROMedidas de comprimento (cm) das tubas uterinas e útero ecaracterísticas da superfície de revestimento do endométrio nasespécies e animais domésticos VACA OVELHA PORCA ÉGUAÓRGÃOTuba 25 15-19 15-39 20-30Tipo de Útero Bipartido Bipartido Bicornual BipartidoCorno uterino 35-40 10-20 40-65 15-25Corpo do útero 2-4 1-2 5 15-20Superfície. de 70-120 88-96 Ligeiras Distintas pregasrevestimento. do carúnculas carúnculas pregas longitudinaisendométrio longitudinais Os tamanhos acima descritos variam de acordo com a idade dos animais
  39. 39. 5. ÚTERO 5.3 Metabolismo uterino Nutrição celular; Proliferação tecidual; Desenvolvimento do concepto;
  40. 40. 5. ÚTERO 5.4 Funções Transporte e sobrevivência espermática  PTNs fluido uterino;  Contrações do miométrio;  Capacitação espermática;
  41. 41. 5. ÚTERO 5.4 Funções Indução da regressão funcional do corpo lúteo Prostaglandina F 2 ; Luteólise;
  42. 42. 5. ÚTERO 5.4 Funções Desenvolvimento do concepto; Fluido endometrial - Clivagens; Gestação e parto; Involução uterina – puerpério;
  43. 43. 5. ÚTERO 5.5 Contrações do miométrio E2 x P4 Máximas durante o estro Parto
  44. 44. 6. CÉRVIX 6.1 Anatomia Medidas (cm) e formato da cérvix nos animais domésticos Cérvix VACA OVELHA PORCA ÉGUA Comprimento 8-10 4-10 10 7-8 Diâmetro 3-4 2-3 2-3 3,5-4 externo Forma da luz 2-5 vários Espiral Dobras na anéis anéis mucosa Os tamanhos acima descritos variam de acordo com a idade dos animais
  45. 45. 6. CÉRVIX 6.1 Anatomia Estroma cervical – tecido conjuntivo Substância sedimentar – proteoglicanos e ác. hialurônico Constituintes fibrosos – colágeno, elastina, reticulina Elementos celulares – mastócitos, fibroblastos Alterações no estroma cervical Gestação – massa em até 8 vezes,  [glicoproteínas] Parturiente –  proteoglicanas
  46. 46. 6. CÉRVIX 6.2 Muco cervical Composto por macromoléculas de mucina Propriedades reológicas Cristalização Elasticidade Viscosidade Fluidificação e espessamento
  47. 47. 6. CÉRVIX 6.2 Muco cervical Controle da secreção - E2 x P4 Alterações cíclicas  quantidade e viscosidade, cristalização - CIO  Viscosidade - após a ovulação
  48. 48. 6. CÉRVIX 6.3 Funções Facilita o transporte espermático – Muco; Reservatório e controle de SPTZ no trato genital; Barreira seletiva aos SPTZ defeituosos; Tampão mucoso durante a gestação;
  49. 49. 7. VAGINA Órgão copulatório; Esfíncter muscular - mecanismo de defesa; Canal do parto; Microbiota; Contrações vaginais e fluido vaginal;
  50. 50. 8. VULVA Lábios vulvares Vestíbulo vulvar Hímen Glândulas de Bartholin: secreção viscosa no estro Clitóris
  51. 51. 8. VULVAMedidas de comprimento (cm) da vagina e vestíbulovulvar nos animais domésticos e característica dohímen VACA OVELHA PORCA ÉGUAÓRGÃOVagina anterior 25-30 cm 10-14 cm 10-15 cm 20-35 cmHímen Mal definido Bem definido Mal definido Bem definidoVestíbulo 10-12 cm 2,5-3 cm 6-8 cm 10-12 cm Os tamanhos acima descritos variam de acordo com a idade dos animais

×