Fsi 08 - capitulo 9

2.149 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

Fsi 08 - capitulo 9

  1. 1. COMÉRCIO ELETRÔNICO: MERCADOS DIGITAIS, MERCADORIAS DIGITAIS Profª. MSc Caroline Raquel Rodrigues Fundamentos de Sistemas de Informação Capítulo 09
  2. 2. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Comércio eletrônico ( e-commerce ) refere-se ao uso da Internet para conduzir negócios . </li></ul><ul><li>Diz respeito às transações comerciais realizadas digitalmente entre organizações e indivíduos ou entre organizações. </li></ul><ul><li>Transações comerciais envolvem a saída de valores das fronteiras individuais ou organizacionais em troca de produtos e serviços . </li></ul>
  3. 3. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conceito: </li></ul><ul><ul><ul><li>Comércio Eletrônico: Inclui todos os aspectos da negociação: publicidade, disposição, administração e transferência monetária [GAR1999]. </li></ul></ul></ul>
  4. 4. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Começou em 1995 quanto o Netscape.com aceitou os primeiros anúncios de grandes corporações e popularizou a idéia de que a Web poderia ser usada como uma nova mídia para publicidade e vendas . </li></ul><ul><li>A revolução do comércio eletrônico está apenas começando. </li></ul><ul><li>À medida que mais produtos e serviços forem oferecidos on-line e a telecomunicação residencial de banda larga se tornar mais popular, indivíduos e empresas usarão cada vez mais a Internet para conduzir negócios. </li></ul>
  5. 5. Comércio Eletrônico e Internet Faturamento Anual no Brasil Motivação Fonte: e-Bit (www.ebitempresa.com.br)‏
  6. 6. Comércio Eletrônico e Internet Motivação Evolução do Faturamento dos 1os semestres Fonte: e-Bit (www.ebitempresa.com.br)‏
  7. 7. Comércio Eletrônico e Internet Evolução da quantidade de pedidos Fonte: e-Bit (www.ebitempresa.com.br)‏ Motivação
  8. 8. Comércio Eletrônico e Internet Evolução do número de e-consumidores Fonte: e-Bit (www.ebitempresa.com.br)‏ Motivação
  9. 9. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>As tecnologias da Internet e do comércio eletrônico são muito mais versáteis e poderosas que as revoluções tecnológicas precedentes. </li></ul><ul><li>Caracteríticas da Internet como canal comercial: </li></ul><ul><ul><ul><li>Ubiquidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alcance global </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Padrões universais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Riqueza </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Interatividade </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Densidade da Informação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Personalização/customização. </li></ul></ul></ul>
  10. 10. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Ubiquidade : disponível em todos os lugares, em todos os momentos; </li></ul><ul><ul><ul><li>Marketspace – mercado que se estende além das fronteiras tradicionais e não se limita a ponto temporal e geográfico. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Reduz os custos de transação – não é necessário gastar tempo ou dinheiro indo até o mercado. </li></ul></ul></ul><ul><li>Alcance globa l: as transações comerciais atravessam fronteiras culturais e nacionais de maneira mais conveniente e com melhor relação de custo-benefício do que ocorre no mercado tradicional. </li></ul>
  11. 11. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Padrões universais : os padrões técnicos da Internet são universais. </li></ul><ul><ul><ul><li>Reduz os custos de entrada no mercado – custo que os comerciantes tem de levar sua mercadoria ao mercado. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Reduz os custos de busca – os consumidores não precisam de muito esforço para encontrar os produtos adequados. </li></ul></ul></ul>
  12. 12. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Riqueza: quando aplicado à informática refere-se à complexidade e ao conteúdo de uma mensagem (texto, áudio e vídeo). </li></ul><ul><li>Interatividade : permitem a comunicação de mão dupla entre comprador e vendedor. </li></ul>
  13. 13. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Densidade da informação : quantidade e qualidade total da informação disponível para todos os participantes do mercado. </li></ul><ul><ul><ul><li>Torna os preços e custos mais transparentes: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Transparência de preços : facilidade com que os consumidores podem descobrir a variação de preço em um mercado. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Transparência de custos : capacidade dos consumidores de descobrir quanto os vendedores pagam pelos seus produtos. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Discriminação de preços : capacidade de segmentar o mercado em grupos que estejam dispostos a pagar preços diferentes. </li></ul></ul></ul></ul>
  14. 14. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Personalização/Customização : </li></ul><ul><ul><ul><li>Personalização: os vendedores podem direcionar suas mensagem de marketing a indivíduos específicos, ajustando-as segundo nome, interesses e histórico de compras da pessoa. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Customização: mudar o produto ou serviço oferecido com base nas preferências do usuário ou em seu comportamento passado. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Grande quantidade de informações sobre o histórico de compras e de comportamento do cliente pode ser armazenada e usada pelos vendedores on-line. </li></ul></ul></ul></ul>
  15. 15. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conceitos : </li></ul><ul><ul><ul><li>A Intenet diminui a assimetria de informações – que existe quanto um participante da transação tem mais informações relevantes à transação do que o outro. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os mercados digitais são tão flexíveis e eficientes porque operam com custos de busca e transação reduzidos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Custos de menu : custos que os vendedores incorrem para alterar preços; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Determinação dinâmica de preços : o preço de um produto varia conforme as características de demanda do consumidor. </li></ul></ul></ul>
  16. 16. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conceitos : </li></ul><ul><ul><ul><li>Desintermediação : remoção de camadas de processos de negócios responsáveis pelas etapas intermediárias de uma cadeia de valor; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Para pagar todas as fases de um canal de distribuição tradicional, um produto poderá ter um preço 135% maior do que seu custo original para o fabricante. </li></ul></ul></ul></ul>
  17. 17. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Mercadorias digitais : </li></ul><ul><ul><ul><li>É a mercadoria que pode ser fornecida por meio de uma rede digital. Exemplo: faixas de músicas, livros, revistas podem ser transmitidos, armazenados e vendidos como produtos puramente digitais. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Em geral, o custo de produzir outra unidade de uma mercadoria digital é praticamente zero. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O custo de produzir a primeira unidade original é relativamente alto – corresponde praticamente ao custo total do produto, pois os outros custos envolvidos (estoque, distribuição) são poucos. </li></ul></ul></ul>
  18. 18. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Mercadorias digitais : </li></ul><ul><ul><ul><li>Os custos de fornecimento pela Internet são muito baixos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os custos de marketing são iguais aos do mercado tradicional; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A determinação dos preços pode ser altamente variável. </li></ul></ul></ul>
  19. 19. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Modelos de negócios de Internet : </li></ul><ul><ul><ul><li>Loja Virtual : vende produtos diretamente ao consumidor ou a empresas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Corretora de informações : provê informações sobre produtos, preços e disponibilidade. Gera receita com a colocação de anúncios ou indicando compradores aos vendedores. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Corretora de transações : processa transações on-line, gerando uma comissão cada vez que ocorre uma transação. Também provê informações sobre taxas e condições. </li></ul></ul></ul>
  20. 20. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Modelos de negócios de Internet : </li></ul><ul><ul><ul><li>e-Marketplace : provê um ambiente digital no qual compradores e vendedores podem se reunir, procurar e apresentar produtos e determinar preços; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Provedora de conteúdo : gera receita provendo conteúdo digital, o cliente pode pagar pelo acesso ao conteúdo ou pode-se gerar receita pela venda do espaço de propaganda. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Provedora de serviços on-line : gera receita a partir de taxas de inscrições ou comissões de transação, propaganda ou coleta de informações de marketing dos usuários. </li></ul></ul></ul>
  21. 21. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Modelos de negócios de Internet : </li></ul><ul><ul><ul><li>Comunidade virtual : provê local de reunião on-line onde pessoas que tenham interesses semelhantes possam se comunicar e descobrir informações úteis. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Portal : provê um ponto inicial de entrada na Web juntamente com conteúdo especializado e outros serviços. </li></ul></ul></ul>
  22. 22. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Comunicação e comunidade : </li></ul><ul><ul><ul><li>A Internet tem criado comunidades on-line nas quais pessoas com interesses semelhantes situadas em localidades diferentes podem trocar idéias. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Algumas dessas comunidades virtuais estão servindo como fundações para novas empresas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Fonte de receita: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Banner de propaganda – recurso gráfico. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Pop-up </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Sites de redes sociais – tipo de comunidade para expandir o círculo de contatos profissionais ou sociais. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  23. 23. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conteúdo digital, entretenimento e serviços : </li></ul><ul><ul><ul><li>Revistas, jornais, jogos, rádio... </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alguns sites cobram pelo conteúdo de entretenimento. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Podcasting método de transmitir áudio pela Internet, com ele, os assinantes podem baixar arquivos de áudio. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os recursos de informação da Web são tão vastos e ricos que surgiram modelos de negócios para auxiliar a localização de informações com maior eficiência, os portais. </li></ul></ul></ul>
  24. 24. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conteúdo digital, entretenimento e serviços : </li></ul><ul><ul><ul><li>Portal é uma interface Web para apresentar informações personalizadas e integradas provenientes de inúmeras fontes. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os portais reúnem conteúdo e aplicações de muitas fontes e prestadores de serviços diferentes: notícias, esportes, clima, listas telefônicas, mapas, jogos, compras, e-mail, bate-papo, etc. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sindicalizadores : agregam conteúdo e aplicações de múltiplas fontes montam pacotes para distribuição e os revendem a sites de terceiros. </li></ul></ul></ul>
  25. 25. Comércio Eletrônico e Internet <ul><li>Conteúdo digital, entretenimento e serviços : </li></ul><ul><ul><ul><li>Modelos de negócios puros (puramente virtuais): baseiam-se exclusivamente na Internet. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Modelos híbridos – cliques e cimento – extensões de empresas do mundo real no mundo virtual. </li></ul></ul></ul>
  26. 26. Comércio Eletrônico <ul><li>Categorias : </li></ul><ul><ul><ul><li>Considerando a natureza dos participantes: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Empresa-consumidor (B2C) : venda de produtos e serviços no varejo diretamente para compradores individuais. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Empresa-empresa (B2B) : vendas de bens e serviços entre empresas. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Consumidor-consumidor (C2C) : venda eletrônica de bens e serviços por consumidores diretamente a outros consumidores, ex. eBay . </li></ul></ul></ul></ul>
  27. 27. Comércio Eletrônico <ul><li>Categorias : </li></ul><ul><ul><ul><li>Considerando a conexão entre os participantes: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Redes ligadas por fio. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Comércio móvel ou m-consumer ( mobile commerce ) – dispositivos sem fio. </li></ul></ul></ul></ul>
  28. 28. Comércio Eletrônico <ul><li>Marketing interativo e personalização : </li></ul><ul><ul><ul><li>A Internet oferece às empresas novos canais de comunicação e interação com os clientes, capazes de proporcionar relacionamentos mais íntimos e com melhor relação custo-benefício tanto em vendas quanto em marketing e atendimento. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Idealização do marketing: fazer produtos personalizados para milhões de consumidores. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Permitir que os clientes comprem produtos sob medida, de acordo com suas especificações individuais. </li></ul></ul></ul></ul>
  29. 29. Comércio Eletrônico <ul><li>Marketing interativo e personalização : </li></ul><ul><ul><ul><li>Informações detalhadas sobre o comportamento dos clientes, suas preferências , suas necessidades e seus modelos de compra , que as empresas podem usar para elaborar promoções, produtos, serviços e determinar preços. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ferramentas de rastreamento de cliques: coletam dados sobre atividades de clientes. Registram as páginas específicas visitadas no site, tempo gasto, tipo de visitantes e o que eles compraram. </li></ul></ul></ul>
  30. 30. Comércio Eletrônico <ul><li>Marketing interativo e personalização : </li></ul><ul><ul><ul><li>É possível modificar as páginas apresentadas a cada cliente. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A personalização pode ajudar as empresas a formar relacionamentos duradouros com clientes, fornecendo conteúdo, informações e serviços individualizados. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Filtragem colaborativa : compara informações obtidas sobre o comportamento de um usuário em determinado site com dados de outros clientes com interesses semelhantes, para prever o que esse usuário gostaria de ver em seguida. </li></ul></ul></ul>
  31. 31. Comércio Eletrônico <ul><li>Blog : </li></ul><ul><ul><ul><li>Termo popular para webblog, é um site informal, porém estruturado, em que os indivíduos inscritos podem publicar artigos, opiniões e links para outros sites de interesses. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>As empresas estão colocando anúncios em alguns dos blogs mais populares. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os profissionais de marketing estão começando a analisar blogs para quer o que está sendo dito on-line a respeito de novos produtos, marcas antigas e campanhas publicitárias. </li></ul></ul></ul>
  32. 32. Comércio Eletrônico <ul><li>Auto-atendimento do cliente : </li></ul><ul><ul><ul><li>Muitas empresas estão usando sites e e-mail para responder a perguntas dos clientes ou fornecer informações úteis (que anteriormente requeriam o apoio de um especialista em suporte ao cliente). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O auto-atendimento custa uma parcela minúscula do preço de manter um atendente ao vivo pelo telefone. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Os softwares estão integrando às centrais de atendimento. Call Center : departamento responsável pelo atendimento ao cliente por telefone e outros canais. </li></ul></ul></ul>
  33. 33. Comércio Eletrônico <ul><li>Comércio eletrônico empresa-empresa : </li></ul><ul><ul><ul><li>Troca eletrônica de dados ( EDI – electronic data interchange ): permite a troca entre computadores de documentos-padrão de transações (faturas, pedidos de compras...). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>As transações são transmitidas automaticamente de um sistema de informação para outro por uma rede de telecomunicações, eliminado o manuseio de papéis. </li></ul></ul></ul>
  34. 34. Comércio Eletrônico <ul><li>Comércio eletrônico empresa-empresa : </li></ul><ul><ul><ul><li>Procurement : envolve não apenas a aquisição de produtos e materiais, mas também a busca de fornecedores, negociação, pagamento e acordo quanto às condições de entrega. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Com a Internet é possível localizar fornecedores de mais baixo custo, examinar seus catálogos, negociar, fazer pedidos e pagamentos e gerenciar o transporte. </li></ul></ul></ul>
  35. 35. Comércio Eletrônico <ul><li>Comércio eletrônico empresa-empresa : </li></ul><ul><ul><ul><li>Redes setoriais privadas (bolsa privada) : extranets B2B focadas na coordenação de processos de negócios contínuos entre empresas, com fins de colaboração e gerenciamento da cadeia de suprimentos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>E-marketplaces (e-concentradores): proporcionam mercado digital baseado na tecnologia de Internet para muitos compradores e vendedores diferentes. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>São mais orientados para a transação (e menos para o relacionamento) do que as redes setoriais privadas. </li></ul></ul></ul></ul>
  36. 36. Comércio Eletrônico <ul><li>Comércio eletrônico empresa-empresa : </li></ul><ul><ul><ul><li>Há vários tipos de e-marketplaces e classificações: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Insumos diretos: bens usados no processo de produção (chapas de aço). </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Insumos indiretos: todos os outros bens que não estão envolvidos diretamente no processo de produção (materiais de escritório). </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Bolsas são e-marketplaces, mantidos por terceiros, que podem conectar milhares de fornecedores e compradores para compras não programadas. </li></ul></ul></ul>
  37. 37. Comércio Eletrônico <ul><li>M-Commerce : </li></ul><ul><ul><ul><li>Os dispositivos móveis estão começando a ser usados para compras de bens e serviços. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aplicações baseadas em localização são de especial interesse porque tiram proveito das vantagens dos recursos exclusivos da tecnologia móvel. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Em vez de levar o cliente a um site, as estratégias de marketing dedicam-se a descobrir modos de levar a mensagem diretamente ao cliente no momento em que ele precisar dela. </li></ul></ul></ul>
  38. 38. Comércio Eletrônico <ul><li>M-Commerce - aplicações : </li></ul><ul><ul><ul><li>Pagamentos de conta móvel : parceria de fornecedores de dispositivos móveis, bancos e empresas de serviço público. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conteúdo e produtos : guia de cidades para dispositivos móveis mediante assinatura, oferece rotas de trânsito, horário de trens, filmes em cartaz... </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Serviços bancários e financeiros : ao alterar o saldo bancário o banco envia uma mensagem ao cliente; verificar saldos bancários, transferir fundos entre contas, pagar contas pela Internet e celular. </li></ul></ul></ul>
  39. 39. Comércio Eletrônico <ul><li>M-Commerce - aplicações : </li></ul><ul><ul><ul><li>Publicidade sem fio : campanha de marketing demograficamente orientada. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Serviços baseados em localização : acessar informações de tráfego, calcular itinerários, procurar postos de gasolina.... </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Jogos e entretenimento : os celulares estão se transformando plataformas de entretenimento portáteis. </li></ul></ul></ul>
  40. 40. Comércio Eletrônico <ul><li>Acessando informações com a Web sem fio : </li></ul><ul><ul><ul><li>A quantidade de informação com a qual eles podem lidar simultaneamente ainda é limitada. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>A informação precisa caber em pequenas telas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alguns sites foram projetados para o m-commerce , possuim poucos elementos gráficos e informações sucintas. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Portais sem fio já apresentam serviços e conteúdo otimizados para dispositivos móveis. </li></ul></ul></ul>
  41. 41. Comércio Eletrônico <ul><li>Desafios do m-commerce : </li></ul><ul><ul><ul><li>O conteúdo Web para dispositivos sem fio encontra-se, na maioria das vezes, em forma de texto com pouquíssimos recursos gráficos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para popularizar o comércio móvel é necessário que mais sites sejam projetados especificamente para os pequenos dispositivos. </li></ul></ul></ul>
  42. 42. Comércio Eletrônico <ul><li>Tipos de pagamento eletrônico : </li></ul><ul><ul><ul><li>Sistemas de pagamento digital por cartão de crédito : serviços seguros para pagamento por cartão de crédito pela Internet. Protegem as informações transmitidas entre usuários, sites comerciais e bancos processadores. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Carteira digital : software que armazena informações de cartão de crédito e outros dados para facilitar o pagamento de mercadorias pela web. </li></ul></ul></ul>
  43. 43. Comércio Eletrônico <ul><li>Tipos de pagamento eletrônico : </li></ul><ul><ul><ul><li>Sistemas de pagamento de saldo devedor : acumulam micropagamentos de compras como saldo devedor, que deve ser pago periodicamente por cartão de crédito ou as contas de telefone. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sistemas de pagamento de valor pré-armazenado : habilitam consumidores a fazer pagamentos instantâneos a comerciantes com base em valor armazenado em uma conta digital. </li></ul></ul></ul>
  44. 44. Comércio Eletrônico <ul><li>Tipos de pagamento eletrônico : </li></ul><ul><ul><ul><li>Dinheiro digital : moeda digital que pode ser usada para micropagamentos ou saldar compras maiores. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sistemas de pagamento peer-to-peer (P2P) : enviam dinheiro por meio da Web a indívíduos que não estão equipados para aceitar pagamentos por cartão de crédito. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cheque digital : cheque eletrônico com assinatura digital. </li></ul></ul></ul>
  45. 45. Comércio Eletrônico <ul><li>Tipos de pagamento eletrônico : </li></ul><ul><ul><ul><li>Sistemas eletrônicos de apresentação e pagamento de fatura : são usados para saldar contas mensais rotineiras. Permitem que os usuários verifiquem suas contas eletronicamente e efetuem os pagamentos por meio de transferências eletrônicas de fundos de contas bancárias ou de cartão de crédito. Notificam aos compradores as contas à vencer, apresentam as faturas e processam os pagamentos. </li></ul></ul></ul>

×