Cultura da Catedral - Arte Mudejar

1.121 visualizações

Publicada em

Cultura da Catedral - Arte Mudejar

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura da Catedral - Arte Mudejar

  1. 1. Módulo 5 – Cultura da Catedral Arte Mudejar Carlos Jorge Canto Vieira
  2. 2. Arte Mudejar Amarelo: Mudéjar aragonês Vermelho: Leão e Castela Roxo: Foco de Toledo Verde: Foco de Andaluzia Azul: Mudéjar português Prof. Carlos Vieira 2
  3. 3. Arte Mudejar • Contexto Histórico – 1492 • conquista de Granada pelos Reis Católicos • expulsão da dinastia dos nazaris. • Manutenção da a tradição artística árabe perdurou e desenvolveu-se a arte mudéjar. Prof. Carlos Vieira 3
  4. 4. Arte Mudejar • Termo • utilizado pela primeira vez por José Amador de los Rios em 1859; • aproveitou a palavra árabe mudayyan que significa "aquele a quem foi permitido ficar“. • Após a Reconquista: – os Reis Cristãos permitiram a permanência da população moura, estipulando-lhe um estatuto específico, através do pagamento de um imposto, onde lhe era mantido o direito à língua e religião próprias Prof. Carlos Vieira 4
  5. 5. Arte Mudejar • Arte mudéjar – Praticada • por artífices árabes e mouros em território cristão, sob encomenda cristã – Utilizada • em construções cristãs, mantendo contudo as características técnicas, formais e estéticas típicas da arte islâmica. Prof. Carlos Vieira 5
  6. 6. Arte Mudejar • Arte mudéjar – Influências - reflecte profundamente as influências das condições históricas em que foi desenvolvida, marcadas pela convivência e interinfluência entre povos judaicos, cristãos e islâmicos. Prof. Carlos Vieira 6
  7. 7. Arte Mudejar • Arquitectura mudéjar – Utilização • elementos estruturais tipicamente islâmicos como as torres-minaretes; • os tectos com sistemas de armação em madeira, de tradição almóada; • trabalho de carpintaria cuidado; • composições formais e decorativas rítmicas. Prof. Carlos Vieira 7
  8. 8. Arte Mudejar • Novo tipo de igreja: – planta basilical com três naves separadas por arcadas em ferradura, apoiadas em colunas, pilares ou pilares com colunas adossadas; Prof. Carlos Vieira 8 Interior da igreja de Santo André de Calatayud.
  9. 9. Arte Mudejar Prof. Carlos Vieira 9 Interior da igreja de Santo André de Calatayud.
  10. 10. Arte Mudejar – torre sineira quadrada com estrutura de minarete e aberturas de vão duplo em arco de ferradura. Prof. Carlos Vieira 10 Igreja de Santo Tirso de Sahagún, 1182
  11. 11. Arte Mudejar Igreja de Santo Tirso de Sahagún, 1182 Prof. Carlos Vieira 11
  12. 12. Arte Mudejar Igreja de Santo Tirso de Sahagún, 1182 Prof. Carlos Vieira 12
  13. 13. Arte Mudejar Igreja de Santo Tirso de Sahagún, 1182 Prof. Carlos Vieira 13
  14. 14. Arte Mudejar • A partir do séc. XIII – por influência do gótico e da arte almóada • as igrejas passam a ter naves mais altas separadas por arcos apontados sobre pilares; • coberturas em madeira; • torres divididas exteriormente em corpos sobrepostos. Prof. Carlos Vieira 14 Torre da Igreja da Assunção de Utebo
  15. 15. Arte Mudejar Mosteiro Real de Santa Maria de Guadalupe, Cáceres, Espanha Prof. Carlos Vieira 15
  16. 16. Arte Mudejar Mosteiro Real de Santa Maria de Guadalupe, Cáceres, Espanha Prof. Carlos Vieira 16
  17. 17. Arte Mudejar Mosteiro Real de Santa Maria de Guadalupe, Cáceres, Espanha Prof. Carlos Vieira 17
  18. 18. Arte Mudejar Prof. Carlos Vieira 18
  19. 19. Arte Mudejar Catedral de Teruel, Espanha Prof. Carlos Vieira 19
  20. 20. Arte Mudejar Palácio Islâmico, Sevilha Prof. Carlos Vieira 20
  21. 21. Arte Mudejar La Aljafería - Sala do trono - Techumbre. Artesoado na Aljafería de Saragoça Prof. Carlos Vieira 21

×