Centros de produção cinematografica

1.754 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Centros de produção cinematografica

  1. 1. História AMEDIA E HÁBITOS SOCIOCULTURAIS Carlos Jorge Canto Vieira Versão 1.0 Março 2013
  2. 2. OS NOVOS CENTROS DE PRODUÇÃO CINEMATOGRÁFICA 2
  3. 3. EUA 3
  4. 4. EUA• Cinema no período entre guerras: – Novidade: • introdução do som; – espetáculo de massas.• Período pós 1945 – Novidades: • filmes a cor; • Projecção em ecrãs panorâmicos; • Resistência à introdução da televisão . 4
  5. 5. 5
  6. 6. 6
  7. 7. EUA• Período de crise na produção dos EUA – quebras no ritmo de produção; – Comissão de Atividades Antiamericanas (1947): • Motivada pela Guerra Fria; • Obsessão pela "infiltração comunista“; • Muitos realizadores e demais gente do cinema foram chamados a depor…. – Muitos perderam os empregos. 7
  8. 8. EUASenador Joe McCarthy que liderou a “caça” aos comunistas nos EUA. Atores implicados neste processo. Paul Henreid, Lauren Bacall, Danny Kaye e Humphrey Bogarth 8
  9. 9. 9
  10. 10. EUA• Novos tipos de produção – Superproduções musicais: • fascínio por canções que se tornam famosas; • coreografias muito bem elaboradas; • colorido exuberante. atraem multidões e evitam a decadência dos estúdios 10
  11. 11. 11
  12. 12. 12
  13. 13. EUA• Novas temáticas – Ligados aos adolescentes americanos: • Rebeldia; • Irreverência; • Inadaptação. 13James Dean Marlon Brando Steve Mcqueen Marilyn Monroe
  14. 14. 14
  15. 15. Carro de James Dean, após o acidente 15
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18
  19. 19. Marilyn morta na sua cama – suicídio? 19
  20. 20. ÍNDIA 20
  21. 21. Índia• Novo centro de produção cinematográfica – Bollywood; – nos anos 50; – cinema-espetáculo • construção musical própria; • Temas relacionados com: – discórdias familiares e de amores contrariados; – combates históricos e políticos. 21
  22. 22. 22
  23. 23. JAPÃO 23
  24. 24. Japão• 1950 – "Às Portas do Inferno", de Akira Kurosawa: • Revela ao Ocidente o cinema japonês; • Temas: – inspiração histórica; – temas contemporâneos. 24
  25. 25. 25
  26. 26. BRASIL 26
  27. 27. Brasil• Anos 60 – Novo cinema brasileiro • temáticas nacionais; • problemas sociais; • Principal realizador: – Gláuber Rocha. 27
  28. 28. 28
  29. 29. ESCANDINÁVIA 29
  30. 30. Escandinávia• Ingmar Bergman – Demonstra grande sensibilidade na exploração de temáticas intimistas; – Filmes com uma forte componente teatral e elevada perfeição estética. 30
  31. 31. 31
  32. 32. ITÁLIA 32
  33. 33. Itália• Período pós-guerra – desenvolveu-se o cinema neorrealista; – contesta o universo artificial dos estúdios; – interesse pelo quotidiano dos homens e nos seus pequenos/grandes problemas; – cenários naturais; – os protagonistas são atores não profissionais. 33
  34. 34. Itália• Realizadores: • Roberto Rossellini e Vittorio de Sica 34
  35. 35. 35
  36. 36. 36
  37. 37. FRANÇA 37
  38. 38. França• Nouvelle vague – Finais dos anos 50 – Parte de um grupo de jovens cineastas – defendiam para os realizadores o título de autores de filmes; – Obras: • narrativa ágil, moderna e provocante, dirigindo-se a um público jovem, intelectual e cosmopolita; • o sentimentalismo e o moralismo americanos são rejeitados. 38
  39. 39. França• Cineastas – François Truffaut, Jean-Luc Godard, Claude Chabrol e Jacques Rivette. 39
  40. 40. 40
  41. 41. 41
  42. 42. 42
  43. 43. 43
  44. 44. REINO UNIDO 44
  45. 45. Reino Unido• Transição dos anos 50 para os anos 60 – Forte renovação - > novo realizadores; – Período da New Wave; – Utilização de personagens da classe operária; – Utilização da imagem dos Beatles. 45
  46. 46. Reino Unido • CineastasJohn Schlesinger Jack Clayton Karel Reisz Tony Richardson 46
  47. 47. 47
  48. 48. 48
  49. 49. 49
  50. 50. 50
  51. 51. Richard Lester Richard Lester George Dunning 1964 1965 1968 51
  52. 52. PORTUGAL 52
  53. 53. Portugal• Década de 50 – Corrente oficial • António Lopes Ribeiro – Frei Luís de Sousa – 1950 • Perdigão Queiroga – Sonhar é Fácil – 1951 – As Pupilas do Senhor Reitor – 1960 • Augusto Fraga – Sangue Toureiro - 1958 – Raça – 1961; » Primeiro filme a cores em Portugal. 53
  54. 54. Após sete anos de buscas do marido, umfidalgo que partiu com D. Sebastião para odesastre de Alcácer-Quibir, D. Madalena deVilhena casa-se com o cavaleiro D. Manuel deSousa Coutinho, e tem uma filha, Maria,tocada por doença fatal.Só o aio Telmo Pais conserva a esperança de D.João de Portugal estar vivo, presságio que seconfirma ao fim de dois decénios, na figura deum romeiro...[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar]Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/3153 54
  55. 55. A alusão a "Its a Wonderful Life" de Capra émuitas vezes mencionada como referência aeste segundo filme de Perdigão Queiroga.Ambos os filmes tratam da solidariedade entrepessoas com poucos recursos financeiros e dassuas lutas contra os mais ricos.O senhor Silva tem um sonho antigo: ter umaquinta. Uma herança inesperada dá-lheoportunidade de concretizar esse sonho.Antes disso terá de enfrentar os caprichos doseu vizinho, um grande comerciante.O senhor Silva e os seus amigos decidem entãofundar uma Cooperativa para resolver os seusproblemas.[Fonte: Madragoa Filmes]Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1806 55
  56. 56. Baseado no romance de Júlio Diniz, “As Pupilasdo Senhor Reitor” retrata os amorescaracterísticos de Margarida e Clara, a distintamoral de Pedro e Daniel, a bonomia de JoãoSemana - enfim, o espírito e as personagensdum envolvimento romanesco, nos dissídios,sensatez, ternura, rituais e enquadramentopaisagístico do Minho, por 1863.In http://www.rtp.pt/programa/tv/p24973 56
  57. 57. As vicissitudes duma família burguesa e os conflitos surgidos entre irmãos - o Dr. Manuel Bernardo, sensato e ponderado, e Zecas, libertino e caprichoso - que ignoram o seu parentesco. Duas raparigas marcam o vector sentimental: uma defende-se do perigo que a ameaça, a outra não sabe reagir e é vítima da sua ingenuidade, dum sonho de inquieta juventude... [Fonte: José de Matos-Cruz. O Cais do Olhar, p.116]Raça - 1961 In http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1 866 57
  58. 58. Eduardo, filho do abastado lavrador Jerónimo deVinhais, apaixona-se e parte para Lisboa com afadista Maria da Graça, após ter estudado noestrangeiro, e recusando ao pai "também" eleser cavaleiro tauromáquico.Quando o progenitor lhe nega mais dinheiro,faz-se toureiro.Maria da Graça resolve enfim abandoná-lo, apedido da mãe de Eduardo, e parte saudosapara terras longínquas, a cumprir um contratoque a fará triunfar.Colhido durante uma exibição, Eduardo étratado, na recuperação, pela "verdadeira"noiva, Isabel, que lhe perdoa o passadoescandaloso. Casarão e Eduardo, abandonandoas arenas, passa a dirigir as propriedades dafamília...[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar,1999, p.110].Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1684 58
  59. 59. Portugal• Década de 50 – período de estagnação, porém… – sinal de mudança: • Manuel Guimarães – influência neo-realista – Filmes : » Saltimbancos (1951) » Nazaré (1952) - censurado – Outros realizadores: • Jorge Brum do Canto; • Artur Semedo; • Manoel de Oliveira. 59
  60. 60. O universo subterrâneo e exótico do CircoMaravilhas – pequeno e decadente, tristonho edramático na sua miséria, nos conflitos efatalismo dos velhos artistas, na coragem daveterana trapezista, no trilhar errante dumaaventura insolidária, onde o afecto e ocompanheirismo rasgam, no horizonte, umaesperança inextinguível...[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar, p.94]http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1680 60
  61. 61. A existência dura mas heróica duma comunidadepiscatória, seus conflitos e sentimentos individuais,sobressaindo do drama colectivo, sempre com o marcomo holocausto ou origem fertilizadora. O ciclonascimento-vida-morte é traçado através dediversas personagens, de entre as quais se relata ahistória de dois irmãos – António e Manuel Manata– um forte e valente, o outro fraco e covarde...[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar]http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/2378 61
  62. 62. A população de Lourenço Marques, em1894, sob os frequentes ataques das hordasvátuas.Projectos iniciais de Campanha Africana,por António Enes e seus colaboradores.As façanhas de Caldas Xavier, Ayres Ornelas,Eduardo Costa, Paiva Couceiro, Freire deAndrade e, mais tarde, Galhardo, Mouzinhode Albuquerque, para libertaremMoçambique.Grandes jornadas de guerra: Marracuene,Magul, Coolela, incêndio de Manjacaze.Chaimite (rapto de Gungunhana),Macontene...Paralelamente, o amor de dois soldadospela mesma rapariga.[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar,1999, p.100]http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1318 62
  63. 63. Após um desgosto sentimental com Madalena,Manuel das Dores vai para padre, criando umorfanato, que é pasto de um incêndio.Ajudado por um professor, consegue dinheiropara a reconstrução, o qual é roubado porPedro, um irmão de Manuel das Dores,depravado e perverso.Não querendo denunciá-lo, o sacerdote é preso ejulgado, juntamente com Madalena, a quematribuem responsabilidade no delito...Prestes a ser lida a sentença, Pedro precipita-separa o juíz, confessando que chegara fogo aoedifício, que furtara e fizera a desdita de todos.[José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar, 1999,p.104]http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/3411 63
  64. 64. Portugal• Década de 60 – Os primeiros anos são de continuidade. – Rotura dupla: • Género; • Estilo. – Inovação • Os Verdes Anos (1963), de Paulo Rocha • início do chamado Novo Cinema. 64
  65. 65. Júlio de dezanove anos, vem para Lisboa, tentar asorte como sapateiro. No dia da chegada, umincidente leva-o a conhecer Ilda, jovem da mesmaidade, empregada doméstica em casa próxima daoficina...Júlio sente-se num ambiente estranho e hostil,desenrolando-se uma série de peripécias que lhedespertam a desconfiança em relação a Ilda, quedecide romper o namoro. Impulsivo, Júlio acabapor matá-la.Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/3569 65
  66. 66. Portugal• A geração de sessenta – Fernando Lopes • Influenciado: – pelo realismo italiano; – pela vanguarda francesa. • Filmes: – Belarmino - 1964 – António Macedo • Filmes – Domingo à Tarde - 1965 – Sete Balas para Selma - 1967 – António da Cunha Telles • Filme – O Cerco - 1969 » Festival de Cannes, obtém êxito comercial e alguns prémios oficiais. 66
  67. 67. A existência marginária e popular de BelarminoFragoso - engraxador, colorista de fotografias -antigo campeão de boxe, através de um"questionário psicológico", que logo salta para ouniverso social e urbano onde se inscreve: dasorigens humildes, com a força embargada daspalavras cruas - sobre o drama que constitui asua vida, realçando as irregularidades eexplorações de que foi vítima - o inquéritodissolve-se na cadência excêntrica e nostálgica,da Lisboa crepuscular...[José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar]Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1120 67
  68. 68. Jorge, que é médico, dirige o departamento dehematologia de um hospital.Um dia, chega Clarisse, que sofre de leucemia emestado avançado.Apaixonam-se, e Jorge procura, pela primeira vez,salvar um doente.Clarisse morre, apesar de todos os esforços deJorge que, cada vez mais desencantado,prossegue os seus trabalhos, com experiências derotina, que sabe serem inúteis...Baseado no romance homónimo de FernandoNamora (1961).Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/3439 68
  69. 69. Sérgio, detective dum serviço secretointernacional, recebe uma mensagem deSelma, sua colega, marcando-lhe um encontrourgente.Em vez dela depara-se, no local indicado, comum grupo de indivíduos suspeitos.Pressentindo algo de anormal, lança-se napista de Selma.Em jogo está uma aparelhagem electrónicaque permitirá, ao país que a possuir, dominar omundo e ameaçar a paz...Inhttp://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/info/1757 69
  70. 70. Lisboa, 1969.Originária da alta burguesia, Marta, de vinte e poucosanos, abandona o marido, em busca de uma condiçãode vida mais autêntica. Sabe o que repudia, mas sente-se confusa quanto ao que pretende. Hospedeira deterra de uma companhia de aviação, modelo de umaagência de publicidade, acaba por contactar VítorLopes, devido a problemas económicos. Trata-se dumcontrabandista, que um dia aparece morto. Será culpade Marta, devido a um descuido? Afinal, também paraela os dados estão lançados: continua só, mas talvezmais lúcida e responsável…Inhttp://cineclubedetomar.wordpress.com/2012/07/03/5-de-julho-19h-o-cerco/ 70
  71. 71. Portugal• 1969 – Criação Centro Português de Cinema • Apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian • A nova geração vai produzir uma parte significativa dos filmes inconformada com a situação social e política admiradora das novas tendências de autores estrangeiros 71

×