Calatrava

3.296 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado pelo aluno Carlos Bonitoveira do 11º G da Escola Secundária de Odivelas para a disiciplina de História da Cultura e das Artes no ano lectivo de 2008-2009.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.296
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Calatrava

  1. 1. “ A minha Europa é a Europa das pontes multiculturais”
  2. 2. Biografia <ul><li>Arquitecto espanhol </li></ul><ul><li>Calatrava nasceu em Valência, a 28 de Junho, de 1951; </li></ul><ul><li>Em, 1974 formou-se em arquitectura; </li></ul><ul><li>Estudou também engenharia civil; </li></ul><ul><li>Devido a sua complexidade e heresia é difícil estabelecer o seu perfil arquitectónico; </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Gosta de evidenciar o movimento das formas; </li></ul><ul><li>Os seus trabalhos apresentam formas orgânicas com esqueleto; </li></ul>
  4. 4. <ul><li>E classificado como um contemporâneo; </li></ul><ul><li>Inspira-se nos seres da natureza; </li></ul><ul><li>Em 13 de Fevereiro de 2007, recebe o premio nacional da arquitectura 2005; </li></ul><ul><li>Hoje em dia e bastante reconhecido devido aos seus edifícios emblemáticos. </li></ul>
  5. 5. Prémio nacional da arquitectura <ul><li>Os motivos que contribuíram foram: </li></ul><ul><ul><li>Os seu reconhecimento internacional; </li></ul></ul><ul><ul><li>A realização da ponte Bach de Roda (Barcelona), e a ponte da mulher (Buenos Aires); </li></ul></ul><ul><ul><li>A participação na Exposição Universal de 1992, em Sevilha; </li></ul></ul>
  6. 6. As suas maiores obras publicas <ul><li>Estação ferroviária de Stadelhofen, Zurique, </li></ul><ul><li>Suíça, (1983-90); </li></ul><ul><li>Pavilhão de Kuwait , Expo '92, Sevilha, </li></ul><ul><li>Espanha (1991-92); </li></ul><ul><li>Estação Ferroviária do Aeroporto de Lyon, </li></ul><ul><li>França (1989-94); </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Museu da Ciência e Planetário, Valença, </li></ul><ul><li>Espanha (1991); </li></ul><ul><li>Sala de Concertos de Tenerife, Consoles </li></ul><ul><li>Amarelos (1991); </li></ul><ul><li>Estação Oriente, Parque das nações, em Lisboa, Portugal (1998); </li></ul>
  8. 8. Museu da Ciência e Planetário, Valência Estação Oriente, Parque das nações, Lisboa Ponte el Alamillo, Sevilha Casa de Opera, Valência
  9. 9. Estação Oriente <ul><li>Foi inaugurada a 1998, com o objectivo de atender os visitantes da EXPO 98; </li></ul><ul><li>Diferencia-se como uma peça arquitectónica única; </li></ul>
  10. 10. Ponte el Alamillo <ul><li>Foi inicialmente um projecto que iria cruzar o rio Guadalquivir em dois locais distantes; </li></ul><ul><li>O projecto final no entanto foi uma ponte única paralela ao Viaduto de Cartuja; </li></ul>
  11. 11. Museu da Ciência e Planetário <ul><li>Edifício com carácter tecnológico e turístico; </li></ul><ul><li>É composto por 5 edifícios: o Umbracle (Estufa), o Palácio das Artes Rainha Sofia, o Hemisfério, o Museu das Ciências Príncipe Filipe e o Oceanográfico </li></ul>
  12. 12. Casa de Opera <ul><li>Inaugurado em 2005, foi nomeado pela rainha de Espanha, “el Palau de les Arts Reina Sofia”; </li></ul><ul><li>Este projecto é o resultado de 14 anos de trabalho; </li></ul>
  13. 13. Historia da Cultura e das Artes Prof. Carlos Vieira

×