IETESP AULA ANTROPOLOGIA PROFº CARLOS EDUARDO

289 visualizações

Publicada em

MUITO BOM

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
289
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

IETESP AULA ANTROPOLOGIA PROFº CARLOS EDUARDO

  1. 1. ANTROPOLOGIA É A CIÊNCIA QUE ESTUDA O HOMEM E AS IMPLICAÇÕES E CARACTERÍSTICAS DE SUA EVOLUÇÃO FÍSICA (ANTROPOLOGIA BIOLÓGICA), SOCIAL (ANTROPOLOGIA SOCIAL), OU CULTURAL (ANTROPOLOGIA CULTURAL). A PALAVRA ANTROPOLOGIA DERIVA DAS PALAVRAS GREGAS ANTROPOS (HUMANO, OU HOMEM) + LOGOS (PENSAMENTO OU RAZÃO).
  2. 2. COMPREENDER MAIS SOBRE A BELA CRIAÇÃO FEITA POR DEUS O HOMEM, E COMBATER AS TEORIAS ERRADAS SOBRE A CRIAÇÃO DO SER HUMANO.
  3. 3. Somente Deus pode verdadeiramente revelar Deus. Esta revelação de si mesmo, tão necessária salvação, encontra-se nas Escrituras. Da mesma fonte deriva a opinião de Deus sobre o homem que é a opinião verdadeira, pois quem melhor pode conhecer o homem do que o seu Criador? Nestes dias, quando as falsas filosofias representam de modo errado a natureza humana, é de grande importância que conheçamos a verdade. Assim melhor poderemos compreender também as doutrinas sobre o pecado, o juízo a salvação. As quais se baseiam no ponto de vista bíblico da natureza do homem.
  4. 4. DEFINIÇÃO GERAL DO ARGUMENTO Até dois séculos atrás, ou seja, até Holff, o estudo do homem era chamado de anima. Holff em sua forma de interpretação distinguia dois tipos de pesquisas, e as chamava respectivamente de Psicologia Empírica e Psicologia Racial. Hoje, porem, o uso adotado e corrente do significado do pensamento é mais abrangente e, segundo se diz, atinge um conceito vastíssimo. Vejamos: * O estudo do homem do ponto de vista físicos somático: Antropologia física como é analisada nos grandes temas. * O estudo do homem do ponto de vista da sua origem histórica: Antropologia etnológica ou cultural. * O estudo do homem do ponto de vista de seus últimos princípios: Antropologia filosófica. O estudo do homem do ponto de vista religiosa: Antropologia teológica.
  5. 5. A antropologia (ou doutrina do homem) : filosófica, cultural e teológica passou a despertar interesse em todas as gentes, tanto do passado como do presente. No sentido teológico, porem, ela se revestiu de grande importância, razão por que, todos os povos de ambos os Testamentos atribuíram a Deus a criação do homem, portanto, tem grande dignidade. O salmista Davi, rei de Israel (1000 anos a.C), faz a seguinte indagação a Deus: “Que é o homem?” (sal. 8.4) No campo filosófico, porem isso assume quase em uma dimensão maior(não em valor mas em extensão) de tal modo que quase todos suscitaram grande interesse, como aqueles que seguem: VISTA GERAL: o homem econômico; o homem angustiado; o homem moral. VISTA CONTEXTUAL: o homem falível; o homem problemático; o homem biológico; o homem religioso, etc. O homem sempre foi (e continua sendo) objeto de estudos em todos os períodos da historia da humanidade. Foi estudado pela filosofia grega, assim como pela cristã, pela filosofia moderna como pela contemporânea. Cada uma dessas escolas apresentou e defendeu pontos de vistas diferentes. Mas, o Cristianismo sempre seguiu sua linha de pensamento definido, isto é, que Deus criou o homem e que continua cuidando do homem, seja qual for sua circunstancia.
  6. 6. E disse Deus: Façamos o homem a nossa imagem e semelhança (Gn 1.26) De que modo o homem foi formado?.........(Gên. 2.7) Em quantas partes a Bíblia subdivide o homem?.......(2 Cor. 4.16; Efés. 3.16); Deus criou o homem perfeito?..................(Gên. 1.31; Ecl. 7.29; Efés. 4.23,24 O homem foi criado com liberdade de escolha? (Isa. 56.4; Luc. 10.42). Qual é a origem do home pela Bíblia? A fonte de informação principal sobre a origem do home é a Bíblia. Ela afirma isso logo no primeiro capitulo de sua história. Deus fê-lo do pó da terra usando o poder da palavra: .....façamos! (Gên. 1.26; Jó 33.4).
  7. 7. A seguir, em harmonia com seu equivalente, deu forma determinada da tríplice preparação do homem para sua vida e trabalho sobre a Terra, usando três palavras hebraicas que descrevem cada significado do pensamento. ...e os criei (Bara) para minha gloria (isto é, produzi-os do nada), usando seu equivalente no tempo e no espaço (Isa. 43.7). ...eu os formei (Asah), isto é, fi-los existir numa forma determinada (Isa. 43.7). ....eu os fiz (isto é, yatzar), preparei (disse Deus) as disposições e arranjos finais referentes a eles (Isa. 43.7). Assim as escrituras mostram, clara e enfaticamente, que o homem é o resultado de atos imediatos, especiais e formativos por Deus. O termo criar na presente seção, em hebraico, é Bara: Cabendo a noção da criação do nada. A palavra significa então: Libertar, deixar aparecer, deixar tomar forma determinada. O significado depreende-se do uso no tempo e no espaço (compare-se Num. 16.30): ..........criar alguma coisa nova do nada. O homem aparece na ordem da criação como uma coisa nova em forma determinada de ser vivente, pois Deus o fez de acordo com sua imagem e semelhança.
  8. 8. A Bíblia diz que o homem é criatura de Deus, feito á sua imagem e semelhança, eterno e não um simples animal racional. É fruto do poder criador de Deus e não consequência da evolução de células vivas, como ensinam os evolucionistas. Deus a criou quando não havia ser semelhante na terra. O homem, na verdade, tem um corpo feito de pó da terra, mas Deus soprou nas narinas o sopro da vida; dessa maneira dotou-o de uma natureza capaz de conhecer amar e servir a Deus. Por causa dessa imagem divina todos os homens são, por criação, filhos de Deus. Mas, desde que essa imagem foi manchada pelo pecado, os homens devem ser recriados ou nascidos de novo para que sejam em realidade filhos de Deus.
  9. 9. O HOMEM E IMAGEM DE DEUS
  10. 10. O que “Não” é o homem? >>>Não é o resultado evolutivo de formas inferiores de vida da terra A teoria da evolução progressiva dos seres ensina que o homem veio de sucessivas alterações das formas matérias, devido ás forças latentes na matéria. Esta é a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin. Não há um ponto de partida para o surgimento da vida física, segundo os evolucionistas. >>>Não é um ser meramente biológico e psicólogo que nada mais resta depois da morte Esta ideia foi espalhada no mundo pelo filósofo e psicanalista Sigmund Freud. Sua teoria descarta a ideia de uma ralação do homem com o sobrenatural. Afirmou Freud que coisas, como sexo, fome, sede segurança e prazer são elementos que determinam as ações e os padrões de personalidade do homem.
  11. 11. O que È de fato, o homem, segundo a Bíblia >>>>O homem foi Obra Especial de Deus Os dois primeiros capítulos de Gênesis descrevem com detalhes a criação do homem e da mulher. No sexto dia da criação foi criada a vida animal e a humana(Gên. 1.24-26). De todos os seres viventes, segundo as suas espécies, a criatura humana foi a obra-prima do Criador. Foi Deus quem criou as mais variadas formas de vida existentes na terra, inclusive as formas inferiores de vida. Mas também, criou uma forma superior de vida, distinta de todas as demais criaturas terrenas: a humana. Essa forma de vida se destaca por seus elementos como “personalidade, vontade, sentimento e consciência”.
  12. 12. >>>>O homem foi criado para um fim especial na terra A razão da existência do homem é o próprio Criador, porque Ele o criou para a própria glória . O homem não veio á existência por si mesmo, mas pelo ato criador de Deus. Por isso, ele depende de Deus e Deus precisa dele para governar a Terra. >>>>O homem foi criado com uma biforme natureza: - Material e Espiritual A natureza material do homem procede do pó da terra (Gên. 2.7) e a espiritual foi outorgada pelo Criador. O sopro divino nas narinas do homem concedeu-lhe vida física e espiritual. A vida física é representada pelo corpo e a vida imaterial é representada pela alma e pelo espirito. Porem a Bíblia conforme que Deus disse: Façamos o homem á nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Assim, em todo relato bíblico, o homem surge como um ser que recebeu de Deus cuidados especiais na sua criação no principio.
  13. 13. O homem foi criado á semelhança de Deus, foi feito como Deus em caráter e personalidade. E em todas as Escrituras o ideal e alvo exposto diante do homem é o de ser semelhante a Deus (Lev. 19.2; Mat. 5.45-48; Efés. 5.1). E ser Deus significa ser como Cristo que é a imagem do Deus invisível. A relação de Deus com as primeiras criaturas viventes consistia em: de maneira inflexível obedecer aos instintos implantados pelo Criador, mas a vida que inspirou ao homem foi resultado verdadeiro da personalidade de Deus. O homem, na verdade, tem um corpo feito de pó da terra, mas Deus soprou nas narinas o sopro da vida (Gên. 2.7), dessa maneira dotou-o de natureza capaz de conhecer, amar e servir a Deus. Por causa dessa imagem divina todos os homens são, por criação, filhos de Deus.
  14. 14. >>>>Um erudito da língua grega aponta o fato de uma das palavras gregas traduzidas por “homem” (anthropos) ser uma combinação de palavras significado literalmente aquele que olha para cima. O homem é criatura de oração, e há ocasião na vida dos mais perversos quando eles invocam algum Poder Supremo para socorrê-los. O homem pode não entender a grandeza da sua dignidade e assim se tornar semelhante aos irracionais que perecem (Sal. 49.20), mas ele não é irracional. Mesmo na sua degradação o homem é testemunha da sua origem nobre, pois o animal não pode degradar-se. Por exemplo, ninguém pensaria em ordenar um tigre dizendo: “sê homem”, leva um verdadeiro significado aquele que se degradou. Por mais que se tenha o homem degradado, ainda ele reconhece que deverá estar em plano mais elevado.
  15. 15. >>>>O reconhecimento do bem e do mal pertence somente ao homem. A um animal pode-se ensinar a não fazer certas coisas, mas é porque essas coisas são contrárias á vontade do dono e não porque o animal saiba que estas coisas são sempre corretas e outras sempre erradas. Em outras palavras, os animais não possuem natureza religiosa ou moral; não são capazes de ser instruídos nas verdades concernentes a Deus e á moralidade. >>>>O animal é meramente uma criatura da natureza; o homem é senhor da natureza. Ele é capaz de refletir sobre si próprio a arrazoar a respeito das causas das coisas. Pensem nas invenções maravilhosas que surgiram da mente do homem – o relógio, o microscópio, o telegrafo, o radio, a maquina de somar, e outras numerosas demais para se mencionar. Olhem a civilização construída pelas diversas artes. E então adorem ao Criador por esse dom maravilhoso da razão! A tragédia da história é esta que o homem tem usado esse dom para propósitos destrutivos, até mesmo para negar o Criador que o fez uma criatura pensante.
  16. 16. >>>Domínio sobre a terra O homem foi designado para ser a imagem de Deus com respeito á soberania; e como ninguém pode ser monarca sem súditos e sem reino, Deus deu-lhe tanto um “império” como um “povo”. Deus abençoou, e lhes disse: “frutificai, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeita-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra” (Gên. 2.28; Sal. 8.5-8). Em virtude dos poderes implícitos em ser o homem formado á imagem de Deus, todos os seres viventes sobre a terra estavam entregues na sua mão. Ele devia ser o representante visível de Deus em relação ás criaturas que o rodeavam. >>>A queda do homem resultou na perda e no desfiguramento da imagem divina. isto não quer dizer que os poderes mentais e psíquicos (alma) foram perdidos; mas que inocência original e a integridade moral, nas quais foi criado, foram perdidas por sua desobediência. Portanto, o homem é absolutamente incapaz de salvar-se a si mesmo e está sem esperança, a não ser por um ato de graça que lhe restaure a imagem divina.
  17. 17. >>>O homem: é a imagem de Deus Deus criou o homem para ter percepção tanto do mundo espiritual como do mundo terreno, corpo, alma e espirito impõem no homem este principio. Na declaração do Criador, portanto, o homem foi feito á imagem evidentemente tem grande dignidade. Essa imagem de Deus no homem não se refere ao aspecto físico, já que Deus é espirito (Jo 4.24), e assim aos caracteres que dizem respeito á imortalidade, a moral, ao raciocínio e ao domínio de si mesmo.
  18. 18. >>>Somente o homem recebeu o sopro de Deus (Gên. 2.7), e, portanto, tem espirito imortal, por meio do qual pode ter comunhão intima com o Senhor. >>>É um ser moral, não obrigado a obedecer a seus instintos como fazem os animais, porem possui livre-arbítrio e consciência do mal e do bem. >>>É um ser racional, com capacidade para pensar nos abstrato e formar ideias, as quais são transformadas em afluentes ideias. >>>Tem domínio sobre a natureza e sobre os seres vivos. O novo Testamento acentua os aspectos espirituais e morais da imagem e semelhança de Deus no homem, tais como conhecimento espiritual, justiça e santidade. O grande propósito do Criador é realizar a redenção e restauração desta imagem no homem até que seja perfeito se observa em Cristo.
  19. 19. A TEORIA DA EVOLUÇÃO
  20. 20. A Bíblia ensina claramente a doutrina de uma criação especial, que significa que Deus fez cada criatura segundo a sua espécie. Ele criou as varias espécies e então as deixou para que se desenvolvessem e progredissem segundo as leis do seu ser. A distinção entre o homem e as criaturas inferiores implica a declaração de que Deus criou o homem a sua imagem. A teoria da evolução é verídica? No inicio do século XVII, Jean-Baptiste Lamarck (1744- 1829) delineia a teoria da evolução através da qual procura mostrar que ás características físicas adquiridas durante a vida de um individuo, podem ser transmitidas para seus descendentes. O fato se prendia segundo Lamarck, através da comparação dos diversos seres vivos, de que avia profundas semelhanças estruturais entre diferentes animais, levando a suposição de um modelo inicial do qual tivessem se desenvolvido todas as espécies. O naturalista defendia que haveria então necessidade de adaptar-se ao ambiente, para o surgimento de novas características que, o individuo no decorrer do tempo transmitia a sua prole.
  21. 21. O ARGUMENTO Lamarck (1744-1829) Foi professor no Museu de História Natural de Paris, capital da França. Em sua formação ele admitia a hipótese evolucionista especifica pelos caracteres (ou causas) da influencia, tais como: o meio, a hereditariedade e o tempo. Darwin (1809-18820) – acreditava no processo, buscando lei do uso e desuso. Naturalista Inglês que propôs a teoria da evolução para explicar o fenômeno da biologia, como ela se dá por meio da seleção natural e sexual. Darwin era frequente aluno da escola da igreja da Inglaterra, estudou Teologia anglicana, entendeu na natureza a prova da existência de Deus, era Ortodoxo, citava a Bíblia como autoridade moral. Porem nunca teve fé suficiente para crer nas passagens do Antigo Testamento e com a morte de sua filha, abandonou de vez os cultos. Porem sempre afirmou nunca ter sido ateu no sentido de negar a existência de Deus, portanto acreditava ser mais um agnóstico.
  22. 22. O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE O HOMEM O homem constituiu-se de três elementos distintos: Corpo, Alma e Espirito. Em teologia, esta divisão é denominada tricotomia, isto é, o homem é uma trindade composta e inseparável. A Bíblia focaliza enfaticamente o ponto de partida para entendermos a existência triúna do ser humano. Ela declara: Criou Deus, pois o homem á sua imagem (Gn. 127; Tiago. 3.9). Esta declaração apresenta um fato humanamente insondável e nós o aceitamos por fé incondicional, visto que esta palavra é fiel e digna de toda aceitação. (1 Tim. 4. 9).
  23. 23. DESCRIÇÃO BÍBLICA DA CRIAÇÃO DO HOMEM O duplo relato da criação do homem (Gên. 1.26-28; 2.7). O primeiro relato começa com a decisão divina: Façamos o homem á nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Com esta declaração, a criação do homem representa o ponto culminante dos atos criativos de Deus. Entre todas as demais criaturas, o ser humano distinguiu-se como uma nova ordem de existência. Todas as coisas estabelecidas no planeta, na terra e nas águas, foram previamente preparadas providencialmente para sustento e satisfação do homem. A sabedoria divina criou um sistema de vida perfeito para que a criatura humana se sustentasse e vivesse harmoniosamente com as demais coisas vivas criadas. No segundo relato, o Criador destaca o sentido especial e distinto do homem revelado, não apenas no aspecto físico, mas especialmente no moral e espiritual. Esta descrição destaca a personalidade do homem e sua capacidade de governar as coisas criadas por Deus.
  24. 24. A DISTINÇÃO ENTRE AS PARTES MATERIAL E IMATERIAL O corpo por si só nada pode fazer, Ele é a expressão de algo superior que é a vida, a qual flui da alma humana. O corpo é a sede dos sentidos físicos pelos quais a alma se manifesta ao mundo exterior. O corpo e a alma além de bem distintos, são dependentes entre si. O corpo sem a alma fica sem vida, a alma precisa do corpo para expressar a sua função racional. O corpo com vida não se separa da alma. Só a morte causa separação provisória, visto que na ressurreição dos mortos os mesmos corpos sepultados e separados da alma e do espirito, ressuscitarão para unirem-se outra vez em gloria (1 Cor.15.42- 44). Esta é a gloria da ressurreição dos justos. Tiago escreveu que “o corpo sem o espirito está morto” Leia: (Tm. 2.26).
  25. 25. A PERFEITA UNIDADE DO MATERIAL E O ESPIRITUAL NO HOMEM Apesar de os componentes constituintes dos seres humanos serem distintos, há uma perfeita unidade no todo. Após a morte física, isto é, a separação do material e o espiritual, não há três lugares para os distintos elementos do homem. O corpo volta a terra, mas a alma e o espirito são inseparáveis e vão a um mesmo lugar. Como existem dois lugares finais depois da morte, o céu e o lago de fogo, requer de cada um de nós administrarmos nossa vida como filhos e servos fiéis de Deus, de modo a prestarmos contas com Deus e ficarmos no seu descanso de gloria eterna (Ecl.12.7). Todos prestaremos contas a Deus um dia pelas obras feitas através do corpo, bem ou mal. Leia: (2 Cor. 5.10).
  26. 26. O que é a triunidade humana? Segundo Gen. 2.7, o homem se compõe de duas substancias – a substancia material,chamada corpo e a substancia imaterial, chamada alma. A alma é a vida do corpo e quando a alma se retira o corpo morre. Mas, segundo 1° Tes. 5.23 e Hb. 4.12, o homem se compõe de três substancias espirito, alma e corpo, alguns estudantes da Bíblia defendem essa opinião de três partes da construção humana versus doutrina de duas partes apenas, adotada por outros.
  27. 27. DISTINÇÕES ENTRE ALMA E ESPIRITO Embora distintos, o espirito e a alma, são inseparáveis, são entrosados um ao outro. Por estarem tão interligadas, as palavras “espirito” e “alma” muitas vezes se confundem (Ecl. 12.7; Apoc.6.9); de maneira que em um trecho a substancia do homem se descreve como a alma (Mt 10.28), em outra passagem como espirito (Tia. 2.26). Por exemplo: “ A alma” é o homem como o vemos em relação a esta vida atual. As pessoas falecidas descrevem-se como “almas” quando o escritor se refere á sua vida atual. As pessoas falecidas descrevem- se como “almas” quando o escritor se refere á sua vida anterior (Apoc. 6.9,10 20.4). “O espirito” é a descrição comum daqueles que passaram para a outra vida (Atos 23 23.9; 7.59; Hb 12.23; Lc 23.46; 1 Ped 3.19). Quando alguém for “arrebatado” temporariamente fora do corpo ( 2 Co. 12.2) se descreve como estando no espirito ( Ap. 4.2; 17.3).
  28. 28. RAZÃO DO ARGUMENTO (CORPO,ALMA E ESPIRITO) Para a maioria dos teólogos cristãos, o ponto de vista mais aceito sobre a pessoa humana se divide em: >>>A natureza do “soma”(ou corpo físico) que era o sentido natural na primeira pessoa. >>>O sentido psíquico (ou seja, o sentido do órgão de comunhão com Deus), isto é, aquilo que tange ao sentido místico de maior elevação espiritual: o espirito mesmo. Vejamos, pois, o apoio das Escrituras sobre o significado do argumento: Quanto a mim, Daniel, o meu espirito foi abatido dentro do corpo´ (Dan. 7.15 e 1 Cor. 9.27). ´ (...Paulo, porem, descendo inclinou-se sobre ele e, abraçando-o disse: Não vos perturbeis que a sua alma nele está ) (Atos 20.10). ‘...Peso da palavra do Senhor, o que estende o céu e que funda a terra, que forma o espirito do homem dentro dele’ (Zac. 12.1). O espirito, portanto, é o órgão de comunhão com Deus, a alma, a sede da personalidade e o corpo o tabernáculo da morada de ambos.
  29. 29. O QUE É O CORPO HUMANO? QUAL É A ESTRUTURA DO CORPO HUMANO?
  30. 30. QUAL É A ESTRUTURA DO CORPO HUMANO? A Bíblia declara que Deus fez o homem do pó da terra (Gên. 2 7), e a ciência afirma que o corpo é constituído de vários elementos químicos terrígenos. Tais elementos são enumerados como cálcio, carbono, cloro, flúor, hidrogênio, potássio, silicone, sódio, súlfur. Juntos eles não ultrapassam 6% de todo o corpo e o restante é composto de água, carbono e gases. A Bíblia afirma que o corpo humano “é da terra, terreno” (1Cor. 15.47-49). Essa é a parte material do ser humano
  31. 31. OS SEGUINTES NOMES APLICAM-SE AO CORPO >>>Casa ou tabernáculo (2 Cor. 5.1). É a tenda na qual a alma do homem, qual peregrina mora durante sua viagem do tempo para a eternidade. Á morte, desarma-se a barraca e a alma parte (Is. 38.12; Ped. 1.13,14).
  32. 32. >>>Invólucro(Designação de algo que tapa ou reveste outra coisa; também denominado revestimento, cobertura, embrulho, entre outros;) (Dan. 7.15). O corpo é a bainha da alma. A morte é o desembainhar a espada
  33. 33. >>>Templo. O templo é um lugar consagrado pela presença de Deus – um lugar onde a onipresença de Deus é localizada (1 Reis 8.27,28). O corpo de Cristo foi um templo (João 2.21) porque Deus estava nele (2Cor. 5.19). Quando Deus entra em relação espiritual com uma pessoa, o corpo dessa pessoa torna-se um templo do Espirito Santo (1Cor. 6.19).Os filósofos pagãos falavam do corpo com desprezo, consideravam-no um estorvo á alma, e almejavam o dia quando a alma estaria livre das suas complicadas e enredosas roupagens. Mas se as Escrituras em toda parte tratam o corpo como obra de Deus a ser apresentada a Deus (Rom 12.1), usando para a gloria de Deus (1 Cor. 6.20). Por que, no livro de Levítico contém tantas leis governando a vida física dos israelitas? Para ensiná-los que o corpo como instrumento da alma, deve conservar-se forte e santo. É verdade que este corpo é terreno (1Cor. 15.47) e como tal um corpo de humilhação (Fil. 3.21), sujeito ás enfermidades e á morte (1Cor. 15.52), de maneira que gememos por um corpo celestial (2Cor. 5.2). Mas á vinda de Cristo, o mesmo poder que vivificou a alma transformará o corpo, assim completando a redenção do homem. E o penhor dessa mudança é o Espirito que nele habita.
  34. 34. O CORPO HUMANO O homem através do corpo, não só é senhor de si mesmo, como também graças a ele torna-se senhor do mundo. Assim o corpo torna-se um dos componentes fundamentais do existir, do viver, do conhecer, do desejar, do fazer, do ter, etc. Ou seja, foi criado por Deus como elemento essencial do homem. Sem ele o homem não poderá realizar as seguintes coisas:
  35. 35. O QUE É A ALMA? Qual é a origem da alma? Sabemos que a primeira alma veio a existir como resultado de Deus ter soprado no homem o sopro de vida. Mas como chegaram a existir as almas desde esse tempo? Os estudiosos da Bíblia se dividem em dois grupos de ideias diferentes: Um grupo afirma que cada alma individual não vem proveniente dos pais, mas sim pela criação Divina imediata. Citam as seguintes escrituras: Is. 57.16 Ecl. 12.7; Heb. 12.9; Zac. 12.1. Outros pensam que a alma é transmitida pelos pais. Apontam o fato de que a transmissão da natureza pecaminosa de Adão á posterioridade milita contra a criação divina de cada alma, também o fato de que as características dos pais se transmitem a descendência. Citam as seguintes passagens: João 1.13; 3.6; Rom. 5.12; 1 Cor. 15.22; Efes.2.3;Heb. 7.10.
  36. 36. A NATUREZA DA ALMA A alma é aquele principio inteligente e vivificante que anima o corpo humano, usando os sentidos físicos como seus agentes na exploração das coisas materiais e os órgãos do corpo param se expressar e comunicar-se com o mundo exterior. Originalmente a alma veio a existir em resultado do sopro sobrenatural de Deus. Podemos descrevê-la como: espiritual e vivente porque por meio do corpo. No entanto, não devemos crer que a alma seja parte de Deus, pois a alma peca. É mais correto dizer que é dom e obra de Deus (Zac. 12.1).
  37. 37. OS SIGNIFICADOS DA ALMA HUMANA: PODEMOS DEFINIR ALMA, PRIMEIRAMENTE COMO SENDO A VIDA FÍSICA E INTELIGENTE DO SER HUMANO, A SABER, O SER VIVENTE. ENTRETANTO, ELA POSSUI OUTROS SIGNIFICADOS: Alma com o sentido de respiração da vida No hebraico do Antigo Testamento a palavra (alma) significa respiração da vida (Gên. 1.24; 2.7), ou a vida física. Quando Raquel, esposa de Jacó, morreu, a Bíblia diz: ao sair-lhe a alma – nephesh – (Gên.35.18), subentende-se que se trata de vida física. Notemos que a alma do filho da viúva de Sarepta voltou a ele. Alma significando o sangue (Deut. 12.23; Lev. 17.14) o sangue representa a vida física, sem a qual não há possibilidade de o homem viver. O sangue é a fonte da vida física, tanto para o homem como para os animais. Por isso, num sentido estrito, a alma pode significar sangue.
  38. 38. Alma significando a pessoa física ou corpo Alguns textos indicam a alma como pessoa física, no sentido de que o corpo é o tabernáculo da alma. É que a alma utiliza o corpo para as suas ações (2Cor. 5.1; 2 Ped.1.13,14). Alma significando individuo Isto é, a alma como personalidade, para distinção a cada pessoa. No latim, a palavra animus significa o ser pensante, racional. Cada alma distingue-se de outra pela individualidade (Rom.13.1) Administração da Alma como Personalidade A alma não cessa de existir após a morte do corpo. A imagem e semelhança de Deus no homem referem á sua parte imaterial composta de alma e espirito. A parte material (o corpo) foi criada, porem a parte imaterial foi-lhe outorgada através do sopro divino tornando-o alma vivente. A parte imaterial se originou no homem mediante um ato de transmissão da parte de Deus e não por um ato de criação.
  39. 39. A ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES DA ALMA A Mordomia Da Personalidade Abrange Três Faculdades Principais Da Alma Humana Que São: O Intelecto, A Vontade E O Sentimento (Afetividade E Emoções). O Intelecto É a parte da alma humana que a pensa, raciocina, decide, julga, e conhece. Não devemos confundir o cérebro, que é o órgão físico e palpável, com o intelecto. Diretamente ligados ao intelecto estão a imaginação, a memoria e a razão. Esses valores precisam ser administrados pelo homem com zelo e temor de Deus. Caso contrario, tornam-se de Satanás contra o reino de Deus. a)Imaginação. Com ela o homem idealiza e projeta, a Bíblia fala da geração corrompida dos dias de Noé, salientando que sua imaginação era má perante os olhos de Deus (Gên. 6.5). Vivemos num século onde a imaginação tem resultado em inventos fantásticos. Entretanto, não podemos fugir do fato que a imaginação é também, utilizada para o mal da sociedade. b) Memória. Através dela o homem armazena no cérebro os fatos passados e presentes. Retém ideias e conhecimentos adquiridos. c) Razão. A razão capacita o homem a pensar, julgar e compreender a relação entre as coisas, distinguir o verdadeiro do falso e o bem do mal (Fil. 4.8).
  40. 40. A VONTADE A.H. Strong escreveu sobre a vontade: Vontade é a aptidão da alma para fazer escolha, e para dirigir suas atividades subsequentes de acordo com a escolha feita. A vontade não é absoluta, isto é não age sozinha. Há sempre um poder superior sobre a ela. Ela não é algo independente na personalidade humana. A vontade humana esta interligada ás outras faculdades da alma, como o sentimento e o intelecto. Paulo, quando falava das suas próprias experiências, dizia pois o querer esta mim(Rom. 7.18). Ele falava da faculdade da vontade de sua alma. O motivo para a ação da vontade era o bem, porem praticá-lo ele precisava estar sob a força do Espirito. A carne age como uma força de persuasão contraria aos motivos da justa vontade (Rom. 7.19)
  41. 41. A ALMA HUMANA Sobre o conjunto completo que denominamos ser o homem, diz o doutor C. I. Scofield: Sendo o homem espirito, é capaz de ter conhecimento de Deus e comunhão com ele, sendo alma, ele tem conhecimento de si mesmo, sendo corpo, tem através dos sentidos, conhecimento do mundo em que vive. No Antigo Testamento, os vocábulos nephesh (hebraico) e psychê (grego) aparecem 755 vezes: especialmente na Septuaginta (LXX) traduzidos 600 vezes por psychê. Os judeus denominavam esta substancia (a alma) como sendo a sede da percepção, do desejo e do prazer, do desfrutamento, etc. A atividade no campo da imaginação, alma age um passo aquém do espirito, pois enquanto ela medita, o espirito investiga (Sal. 77.6). Em sentido geral, a alma tem cuidado pelo corpo: quando este adoece, ela lamenta (Jó 14.22). Tem sede de Deus e deseja segui-lo de perto (Sal. 63.1,8). * A alma exerce também diversas funções através do corpo, tais como: Visão, Audição, Paladar, Olfato e Tato.
  42. 42. O QUE É O ESPÍRITO DO HOMEM? Habitando a carne, existe o espírito dado por Deus em forma individual (Num. 16.22; 27.16). O Espírito foi formado pelo criador na parte interna da natureza do homem, capaz de renovação e desenvolvimento (Sal. 51.10). Esse espírito é o centro e a fonte da vida humana, a alma possui e usa essa vida e lhe dá expressão por meio do corpo. No principio Deus soprou o espírito de vida no corpo inanimado e o homem foi feito alma vivente. Assim a alma é um espírito encarnado, ou um espírito humano que recebe expressão mediante o corpo. A combinação desses dois elementos constitui o homem em “alma”. A alma sobrevive á morte porque o espírito adota de energia; no entanto, a alma e o espírito são inseparáveis porque o espírito está entrosado e confunde-se com substancia da alma.
  43. 43. O ESPÍRITO E AQUILO QUE FAZ O HOMEM DIFERENTE DE TODAS AS DEMAIS COISAS CRIADAS. É dotado de vida humana e inteligência, (Prov. 20.27; Jô 32.8) que se distingue da vida dos irracionais. Os irracionais têm alma (Gên. 1.20) no original mas não têm espírito. Em Ecl. 2. 21 a referencia trata-se aparentemente do principio de vida, tanto no homem como no irracional. Salomão registrou uma pergunta que fez quando se afastou de Deus. Assim, dessemelhante dos homens, os irracionais não podem conhecer as coisas de Deus (1 Cor. 2.11; 14.2; Ef. 1. 17; 4.23) e não podem ter relações pessoais e responsáveis com ele. (Jo.4.24). O espírito do homem quando se torna morada do Espírito de Deus (Rom. 8.16), é centro de adoração (Jo. 4.23,24), de oração, cântico, benção (1Cor. 14.15) e de serviço (Rom. 1.9. Fil. 1.27).
  44. 44. O espírito humano, representando a natureza suprema do homem rege a qualidade de seu caráter. Aquilo que domina o espírito torna-se atributo de seu caráter, por exemplo, se o homem permitir que o orgulho o domine, ele tem um espírito altivo (Prov. 16.18). Conforme as influencias respectivas que dominem, um homem pode ter um espírito perverso( Isa. 19.14), um espírito rebelde (Sal. 106.33), um espírito impaciente (Prov. 14.29), um espírito perturbado (Gen. 41.18), um espírito contrito e humilde (Isa. 57.15; Mat. 5.3). Pode estar sob um espírito de servidão (Rom. 8.15), ou ser impedido pelo espírito de inveja (Num. 5.14). Assim é que o homem deve guardar o seu espírito (Mal. 2. 15), dominar o seu espírito (Prov. 16.32), pelo arrependimento torna-se um novo espírito (Ezeq. 18.31) e confiar em Deus para transformar o seu espírito (Ezeq. 11.19).
  45. 45. Quando as paixões vis exercerem o domínio e a pessoa manifestar-se em espírito perverso, significa que a alma (a vida egocêntrica ou vida natural) destronizou o espírito. O espírito lutou e perdeu. O homem é vitima de seus sentimentos e apetites naturais e é carnal. O espírito já não domina mais e essa impotência se descreve como estado de morte, dessa maneira há necessidade de receber um espírito novo(Ezeq. 18.31; Sal. 51.10), e somente aquele que originalmente soprou no corpo do homem o fôlego de vida, poderá soprar na alma do homem uma nova vida espiritual – isto é, regenerá-lo (João 3.8, 20.22 –Col. 3.10). Quando assim sucede, o espírito do homem novamente ocupa lugar de ascendência e chega a ser homem espiritual. Entretanto, o espírito não pode viver em si mesmo, mas deve buscar a renovação constante mediante o Espírito de Deus.
  46. 46. Qual a diferença entre a alma e o Espírito O espírito é a parte mais profunda e intima do ser humano. Scofield comentou nas notas de sua Bíblia que: Sendo o homem espírito é capaz de ter conhecimento de Deus e comunhão com ele. Sendo alma, tem conhecimento de si próprio. Sendo corpo, tem através dos sentidos conhecimentos do mundo. Que é o Espírito Humano? Na Bíblia, a palavra espírito deve ser interpretada dentro do seu contexto para que seja entendido o seu significado (Mat. 27.50; Luc. 8.55; 24.39; Jó 12.10; 32.1; Cor. 14.15 e Isa. 26.9). A distinção do espírito humano O espírito humano é mais que simples respiração ou fôlego de vida. É parte principal que habilita a ter comunhão pessoal com seu Criador, mediante a salvação em Cristo a agencia do Espírito Santo. É o espírito que vivifica a alma e dá-lhe consciência de Deus Mediante Cristo, é ele que nos relaciona com Deus na oração, na adoração e na comunhão. Das criaturas de Deus só o homem possui espírito, o que o torna singular no reino físico (Jó 12.10).
  47. 47. Distinção Entre Alma e Espírito Alma e espírito a parte imaterial ou espiritual do ser humano e são distintas .Ha muito de misterioso e profundo na compreensão detalhada do espírito, alma e corpo humano. Particularidades não estão reveladas na Bíblia, principalmente quanto á alma e ao espírito. O próprio corpo- o elemento mais conhecido encerra-se em mistérios que nem os estudiosos, nem a ciência puderam desvendar. Nas células, no sangue, no tríplice sistema nervoso e no equilíbrio e sincronia das funções de seus muitos órgãos. Imagine você agora as verdades ocultas na área da alma e do espirito! Alguns textos na Bíblia referem-se ás vezes a alma e ao espírito, como se fossem uma coisa só. Porem, o vasto conteúdo bíblico deixa claro que há alma uma perfeita e indiscutível distinção entre alma e espírito. Uma vez que alma e espírito são diferentes, intensamente conjugados, certas referencias bíblicas ao espírito abrangem a alma e vice-versa (Ecl. 12.7; Heb. 12.23; Tiag.5.20).
  48. 48. A COMPOSIÇÃO TRÍPLICE DO HOMEM O mesmo Deus de paz vos santifique em tudo, e todo vosso espírito e alma e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo (1 Tess. 5.23). Outra escritura mostra a mesma distinção de modo claro: Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, é mais penetrante que espada alguma de dois gumes: que penetra até a divisão da alma e do espírito e das juntas e medulas e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração (Heb.4.12). A palavra de Deus penetra até a divisão imaterial do homem as quais são alma e espírito.
  49. 49. A DIVISÃO DA ALMA E DO ESPÍRITO Qual é a divisão da Alma e do Espírito? “Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até a divisão da alma e do espírito...”(Heb.4.12). Assim como no inicio da criação a Palavra de Deus operou na modificação caótica, separando a luz das trevas, assim também agora ela opera dentro de nós, como a espada do Espírito penetrando até a divisão da alma e do espírito.Daí, a mais nobre habitação de Deus, o nosso espírito. A alma e o espírito não podem ser senão as duas substanciam imortais da natureza imaterial do homem.Entre as quais as Escrituras, ao contrario do que muitos pensam sempre distingue.
  50. 50. Entre as quais as Escrituras, ao contrario do que muitos pensam sempre distingue. O homem é comparado a um templo, especialmente ao antigo templo judaico. A primeira parte (o corpo) representa o átrio exterior. A segunda parte (a alma) figurando o Santo Lugar. Enquanto que a terceira parte (o espírito) prefigura o Santo dos Santos. Para que se tivesse a aproximação dos dois últimos (o Santo e o Santíssimo), se fazia necessário algum sacrifício. O sacerdote dividia o sacrifício, assim também agora o Sumo Sacerdote divide nossa alma e espírito. A faca sacerdotal era de tal GRANDEZA que fazia com que o sacrifício fosse cortado em dois-sempre no expressivo: (...aquelas metades), (Gên.15.10,17).
  51. 51. Essa divisão da alma e do espírito não significa apenas sua separação, mas também uma fenda aberta na própria alma. Visto que o espírito está envolvido pela alma, ele não pode ser alcançado antes que a Palavra da Cruz de Cristo penetre abrindo um caminho, (o da obediência) á vontade divina. Quando assim sucede, Deus atravessa as duas camadas anteriores (corpo e alma), alcançando (...com poder, pelo seu Espírito, no homem interior) (Efe.3.16). Agora, a ação poderosa de Deus opera em nós, não de fora para dentro (do corpo para o espírito), e sim, de dentro para fora (do espírito para o corpo), é assim que diz Paulo, por amor de seu argumento: (...todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis...) (1.Tess.5.23). A passagem acima citada indica que o homem possui três espécies de energia espiritual. E evidentemente, esse fato foi aprovado pela Psicologia, através de estudos feitos no campo da Psicologia, ficou conclusivamente demostrado que o homem possui pelo menos três formas distintas de energia.
  52. 52. O que é depressão? Um dos males que mais atingem as pessoas em todo o mundo é a depressão. Há vários tipos de depressão: de igual modo são varias as suas causas. Contudo, a causa primeira foi certamente a entrada do pecado no mundo- origem de todas as fraquezas e males emocionais, nervosos, psicológicos e físicos.
  53. 53. CONCEITO O dicionário Aurélio diz que depressão é o ato de deprimir-se; abatimento moral ou físico; letargia. No dicionário Webster, lemos que depressão é a sensação de sentir-se deprimido, desalento, redução da vitalidade funcional, estado anormal de inercia e emoção desagradável.
  54. 54. SINTOMAS DA DEPRESSÃO De acordo com Collins, autor do livro Aconselhamento Cristão, estes são alguns dos sintomas da depressão: tristeza, apatia; perda de energia e fadiga, normalmente acompanhada de: insônia, pessimismo, medo, sentimento de culpa, vergonha, senso de desamparo, perda de interesse no trabalho, no sexo e nas atividades usuais, perda de apetite. Para Paul Holff, no seu livro O Pastor Como Conselheiro, a depressão manifesta-se também através de doenças físicas variadas: tonturas, palpitações cardíacas, dificuldades respiratórias, pressão no peito, acidez estomacal. Existem ainda outros sintomas que podem indicar estado de depressão.
  55. 55. EXEMPLOS BÍBLICOS DE DEPRESSÃO Moises - >>> .Em Números 11.11-15, vemos o grande líder de Israel, demonstrando imensa tristeza diante das murmurações dos israelitas, a ponto de dizer a Deus: Porque fizeste mal ao teu servo?...Eu sozinho não posso levar a todo povo, porque muito pesado é para mim... E, se assim fazes comigo, mata-me, eu te peço, se tenho achado graças aos teus olhos, e não me deixes ver o meu mal. Elias->>>. Em 1 Reis 19, lemos o que aconteceu a Elias após ter matado os profetas de Baal e Azera. Ameaçado pela diabólica Jezabel, ele pediu em seu animo a morte... Davi->>> No salmo 42, vemos o salmista muito triste ante a incredulidade sempre crescente de seus contemporâneos. A certa altura ele pergunta: Porque estás abatida, ó minha alma? E porque te perturbas em mim?

×