WALTER LAZZARINICONSULTORIA AMBIENTALAPRESENTAÇÃO DE NOSSOS SERVIÇOS2013
Há mais de 18 anos a WALTER LAZZARINICONSULTORIA AMBIENTAL atua na área de meioambiente, prestando serviços de qualidade p...
Áreas de Atuação•Due Diligence em processos de fusão e aquisição de empresas e propriedades;•Auditorias Ambientais e Parec...
Principais Clientes
Principais Áreas de Atuação1. Gerenciamento de Áreas Contaminadas;2. Licenciamento e Regularização Ambiental; e3. Áreas Ve...
1. Gerenciamento de Áreas Contaminadas(ACs)(ACs)• Estratégia de gestão contínua por etapas sequenciais, onde ainformação o...
ObjetivoConstatar evidências, indícios ou fatos que permitam suspeitar da existência decontaminação na área sob avaliação,...
Quando uma Fase I é realizada?• Fusões de empresas e/ou aquisições ou terrenos.• Adequação de conduta.• Encerramento de at...
A análise das informações obtidas durante as entrevistas e ainspeção da área de estudo e dos entornos, permite chegar asse...
Documentos a serem ConsultadosAvaliação Ambiental Preliminar – Fase I•Capítulo V do Manual de Gerenciamento de áreas Conta...
ObjetivoInvestigação Confirmatória - Fase IIA etapa de investigação confirmatória tem como objetivo principal confirmar ou...
Investigação DetalhadaO objetivo principal desta etapa é quantificar a contaminação, isto é,avaliar detalhadamente as cara...
Exemplo de delimitação da pluma de fasedissolvida na água subterrânea
Remoção de Tanques
Avaliação de Risco à Saúde HumanaO objetivo principal da etapa de avaliação do risco é a quantificação dosriscos gerados p...
Modelo de Transporte de Contaminantes
Projeto de RemediaçãoO projeto de remediação deve ser elaborado, para ser utilizado comobase técnica para o órgão gerencia...
Escavação e destinação do resíduo offsite
Sistema de extração multifásica
Air Sparging
Barreira Reativa Permeável
2. Licenciamento Ambiental e Regularização• Elaboração de Estudo de Impacto Ambiental – EIA e Relatório de ImpactoAmbienta...
Gerenciamento de Resíduos• Diagnóstico das áreas de armazenamento temporário para identificaçãode possíveis não conformida...
Gestão de Produtos Químicos• Diagnóstico do sistema de gestão de produtos químicos (aquisição,transporte, armazenamento e ...
3. Áreas VerdesEstudo de Viabilidade Ambiental;Identificação, delimitação das Áreas de Preservação Permanente – APPs dea...
Plano de Manejo Florestal;Estudos de Fauna e Flora;Laudos Ambientais (CETESB-IBAMA-Ministério Público);Acordos com o M...
Reserva Legal e Averbação;Interpretação, Análise e Legislação Ambiental vigente, de âmbito Municipal,Estadual e Federal;...
FimObrigado!!!Contato – Eng. Tiago Lazzarinie-mail: tiagolazzarini@lazzarini.com.brRua Helena 335 12º andar Conj. 121 Vila...
Apresentação wlca 2013
Apresentação wlca 2013
Apresentação wlca 2013
Apresentação wlca 2013
Apresentação wlca 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação wlca 2013

285 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação wlca 2013

  1. 1. WALTER LAZZARINICONSULTORIA AMBIENTALAPRESENTAÇÃO DE NOSSOS SERVIÇOS2013
  2. 2. Há mais de 18 anos a WALTER LAZZARINICONSULTORIA AMBIENTAL atua na área de meioambiente, prestando serviços de qualidade para asprincipais empresas nacionais e internacionais, nosmais diversos setores da economia, atingindoplenamente as expectativas dos clientes, bem como asexigências dos órgãos ambientais.Consultoria Ambiental
  3. 3. Áreas de Atuação•Due Diligence em processos de fusão e aquisição de empresas e propriedades;•Auditorias Ambientais e Pareceres Técnicos de Estudos Ambientais;•Gerenciamento de Passivos Ambientais;•Perícias Judiciais Ambientais;•Avaliação Ambiental Preliminar (Fase I), Investigação Confirmatória (Fase II) eInvestigação Detalhada;•Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD);•Planejamento e Implantação de Processos de Remediação do Solo e ÁguaSubterrânea e Superficial;•Remoção e Destinação de Tanques de Armazenamento de Combustíveis;•Plano de Desativação e Descomissionamento de Áreas Industriais;•Modelamento Matemático de Fluxo e Transporte de Água Subterrânea;•Avaliação de Risco à Saúde Humana;•Estudos de Fauna e Flora;•Estudos de Viabilidade Ambiental;•Licenciamento Ambiental;•Legislação Ambiental - Análise e Orientação;•Acordos com Ministério Público e Órgãos de Controle Ambiental;•Gestão de Conflitos entre Comunidade e Empreendimentos;
  4. 4. Principais Clientes
  5. 5. Principais Áreas de Atuação1. Gerenciamento de Áreas Contaminadas;2. Licenciamento e Regularização Ambiental; e3. Áreas Verdes.
  6. 6. 1. Gerenciamento de Áreas Contaminadas(ACs)(ACs)• Estratégia de gestão contínua por etapas sequenciais, onde ainformação obtida em cada etapa é a base de execução da etapaposterior• No Estado de São Paulo o órgão ambiental que gerencia as áreascontaminadas é a CETESB, através do Manual de Gerenciamentode Áreas Contaminadas - 2001• Em 22 de junho de 2007 a CETESB publicou a Decisão da Diretorianº 103, que apresenta a revisão dos procedimentos paragerenciamento de áreas contaminadas
  7. 7. ObjetivoConstatar evidências, indícios ou fatos que permitam suspeitar da existência decontaminação na área sob avaliação, por meio do levantamento de informaçõesdisponíveis sobre o uso atual e pretérito da áreaLei 13.577 Artigo 15 - O responsável legal, ao detectar indícios ou suspeitas de queuma área esteja contaminada, deverá imediatamente comunicar tal fato aos órgãosambiental e de saúde competentesAvaliação Ambiental Preliminar – Fase I
  8. 8. Quando uma Fase I é realizada?• Fusões de empresas e/ou aquisições ou terrenos.• Adequação de conduta.• Encerramento de atividades (descomissionamento).• Avaliação de desempenho ambiental.
  9. 9. A análise das informações obtidas durante as entrevistas e ainspeção da área de estudo e dos entornos, permite chegar asseguintes conclusões:•Identificação ou não de Áreas com Potencial deContaminação – APCs que possam conferir riscos à saúdehumana e ao meio ambiente em conexão com o histórico deatividades desenvolvidas na área de interesse;•Recomendação da realização de investigações (Fase II) paraverificar a existência de possíveis alterações da qualidade dosolo e de água subterrânea;•Identificação de situações em não conformidade com alegislação aplicável e pertinente às atividades desenvolvidasna área de interesse;Análise dos resultados e conclusões
  10. 10. Documentos a serem ConsultadosAvaliação Ambiental Preliminar – Fase I•Capítulo V do Manual de Gerenciamento de áreas Contaminadas(http://www.cetesb.sp.gov.br/Solo/areas_contaminadas/manual.asp)•Ficha Cadastral de Áreas Contaminadas(http://www.cetesb.sp.gov.br/Solo/areas_contaminadas/anexos/download/5101.pdf)•Guia para Avaliação do Potencial em Imóveis – Câmara Ambiental da Indústria daConstrução para o Estado de São Paulo - (http://www.cetesb.sp.gov.br/)•Norma ABNT 15.515-1. Passivo Ambiental em Solo e Água Subterrânea Parte 1 -Avaliação Preliminar (10/12/2007)•Decisão da Diretoria nº 103, de 22 de junho de 2007, que define os novosProcedimentos para o Gerenciamento de Áreas Contaminadas•ASTM E 1527-05 - Standard Practices for Environmental Site Assessments: Phase IEnvironmental Site Assessment Process•ASTM E 1528-06 - Transaction Screen Process
  11. 11. ObjetivoInvestigação Confirmatória - Fase IIA etapa de investigação confirmatória tem como objetivo principal confirmar ounão a existência de contaminação nas ASs prioritárias ou nas APs prioritáriaspara as quais essa investigação foi exigida•Executor: Responsável Legal•Quando: Área Classificada como Suspeita, Desativação, Renovação daLicença (Atividade)
  12. 12. Investigação DetalhadaO objetivo principal desta etapa é quantificar a contaminação, isto é,avaliar detalhadamente as características da fonte de contaminação edos meios afetados, determinando-se as dimensões das áreas ouvolumes afetados, os tipos de contaminantes presentes e suasconcentrações. Da mesma forma, devem ser definidas as característicasda pluma de contaminação, como seus limites e sua taxa depropagação.
  13. 13. Exemplo de delimitação da pluma de fasedissolvida na água subterrânea
  14. 14. Remoção de Tanques
  15. 15. Avaliação de Risco à Saúde HumanaO objetivo principal da etapa de avaliação do risco é a quantificação dosriscos gerados pelas áreas contaminadas aos bens a proteger, como asaúde da população e os ecossistemas, para edificações, instalações deinfra-estrutura urbana, produção agrícola e outros. Essa quantificação ébaseada em princípios de toxicologia, química e no conhecimento sobre ocomportamento e transporte dos contaminantes.É na Avaliação de Risco que são definidas as metas de remediação.
  16. 16. Modelo de Transporte de Contaminantes
  17. 17. Projeto de RemediaçãoO projeto de remediação deve ser elaborado, para ser utilizado comobase técnica para o órgão gerenciador ou órgão de controle ambientalavaliar a possibilidade de autorizar ou não a implantação e operaçãodos sistemas de remediação propostos.
  18. 18. Escavação e destinação do resíduo offsite
  19. 19. Sistema de extração multifásica
  20. 20. Air Sparging
  21. 21. Barreira Reativa Permeável
  22. 22. 2. Licenciamento Ambiental e Regularização• Elaboração de Estudo de Impacto Ambiental – EIA e Relatório de ImpactoAmbiental – RIMA;• Elaboração de Plano de Controle Ambiental – PCA e Relatório de ControleAmbiental – RCA;• Elaboração de Plano de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD;• Elaboração de Estudo Ambiental Simplificado – EAS;• Elaboração de Relatório Ambiental Preliminar – RAP;• Elaboração de Estudo de Viabilidade Ambiental – EVA; e• Elaboração de Estudo de Impacto de Vizinhança – EIV; entre outros.
  23. 23. Gerenciamento de Resíduos• Diagnóstico das áreas de armazenamento temporário para identificaçãode possíveis não conformidades e oportunidades de melhorias• Identificação e classificação dos resíduos e definição da melhor opçãode destinação final• Gestão do resíduo desde a área fonte até o destino final (aterros classe Ie II, co-processamento, incineração, dessorção térmica, tratamento àplasma, recuperação química, manufatura reversa, reciclagem, entreoutros)• Obtenção das licenças e autorizações para destinação dos resíduos(CADRI)
  24. 24. Gestão de Produtos Químicos• Diagnóstico do sistema de gestão de produtos químicos (aquisição,transporte, armazenamento e descarte de embalagens e produtos forade especificação)• Verificação das áreas de armazenamento temporário e identificação depossíveis não conformidades e oportunidades de melhorias• Obtenção das licenças e autorizações para aquisição e utilização deprodutos químicos controlados
  25. 25. 3. Áreas VerdesEstudo de Viabilidade Ambiental;Identificação, delimitação das Áreas de Preservação Permanente – APPs deacordo a legislação ambiental vigente;Elaboração e acompanhamento de projetos de Recomposição Florestal em APPs;Elaboração e execução de termo de Ajuste de Conduta – TAC;Orientação, elaboração e execução de solicitações para cumprimento de Termode Compromisso de Recuperação Ambiental – TCRA;Projetos para Departamento de Parques e Áreas Verdes, Divisão Técnica dePaisagismo - DEPAVE – Autorização de supressão de vegetação;
  26. 26. Plano de Manejo Florestal;Estudos de Fauna e Flora;Laudos Ambientais (CETESB-IBAMA-Ministério Público);Acordos com o Ministério Público e Órgãos de Controle Ambiental;Plano de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD;Projetos de Restauração Florestal;Projetos de Reflorestamento;Orientação e Acompanhamento para implantação de Reserva Particular doPatrimônio Natural – RPPN;Projetos de Educação Ambiental;
  27. 27. Reserva Legal e Averbação;Interpretação, Análise e Legislação Ambiental vigente, de âmbito Municipal,Estadual e Federal;Estudo de Uso e Ocupação do Solo – Sistema de Informação Geográfica – SIG;Estudo de Uso e Ocupação do Solo – Sistema de Informação Geográfica – SIG;Topografia e Georreferenciamento com profissional cadastrado pelo INCRA; eInstrução de processos para obtenção de outorgas para captação de água.
  28. 28. FimObrigado!!!Contato – Eng. Tiago Lazzarinie-mail: tiagolazzarini@lazzarini.com.brRua Helena 335 12º andar Conj. 121 Vila OlímpiaSão Paulo SP CEP 04552-050Tel/FAX 55 11 3044 3055 lazzarini@lazzarini.com.br www.lazzarini.com.br

×