Conhecimento e Complexidade

1.672 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada na Universidade Salgado de Oliveira em 24 de agosto de 2010.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conhecimento e Complexidade

  1. 1. CONHECIMENTO E COMPLEXIDADE: LIBERDADE, CONVIVÊNCIA E RESPEITO Prof. Carlos Alberto Figueiredo da Silva
  2. 2. MUNDO CONTEMPORÂNEO http://prezi.com/auczwfglpspi/
  3. 3. Sociedade Sociedade Industrial do Conhecimento
  4. 4. Teses Empoderamento dos indivíduos frente às estruturas? Declínio das instituições? Individualismo?
  5. 5. MUNDO CONTEMPORÂNEO CARTESIANISMO COMPLEXIDADE CARACTERÍSTICAS DA COMPLEXIDADE • Paradoxos • Dissenso • Crises sucessivas • Revisões de conceitos/construtos • Conhecimento provável
  6. 6. QUESTÕES DA ATUALIDADE • Degradação do meio ambiente • Exclusão social • Racismo • Desigualdades sociais e entre as nações • Dificuldade de uma cultura de paz • Novas perspectivas para a ética (biotecnologia) • Desertificação do planeta • Escassez da água • Desemprego Entre outras
  7. 7. A UNIVERSIDADE NA COMPLEXIDADE
  8. 8. UNIVERSIDADE O QUE É INGRESSAR NA COMPLEXIDADE PARADOXOS ADMITIR DISSENSO CONCEITOS MUDANÇAS PERIÓDICAS DE CONSTRUTOS PERCEBER QUE TRATA DE UM CONHECIMENTO RENOVÁVEL
  9. 9. COMPROMISSOS DA UNIVERSIDADE CONTEMPORÂNEA • Compromisso com a renovação do conhecimento • Precisa ser crítica • Precisa acompanhar os avanços do conhecimento • Precisa contribuir para o avanço do conhecimento • Compromisso com a formação de protagonistas para a sociedade • Compromisso de se integrar com o seu entorno • Compromisso de se desenvolver para continuar atendendo à sociedade em mudança
  10. 10. UNIVERSIDADE REFERENCIAL PARA A FORMAÇÃO DE PROTAGONISTAS PARA A SOCIEDADE ATITUDE CIENTÍFICA • CERTEZA DE QUE O CONHECIMENTO É PASSAGEIRO • VALORIZAÇÃO DA ÉTICA (PARA A CIDADANIA) • SABER ACESSAR E BUSCAR CONHECIMENTOS E INFORMAÇÕES • ESTABELECER REDES DE INTERCÂMBIO DE EXPERIÊNCIAS • COMPROMISSADO EM PARTICIPAR DE REUNIÕES CIENTÍFICAS BUSCANDO INFORMAÇÕES E EXPONDO SUAS EXPERIÊNCIAS
  11. 11. Que perguntas devemos fazer? Algumas Instituições fazem perguntas que as enfraquecem. FAÇAMOS PERGUNTAS QUE NOS FORTALEÇAM!
  12. 12. Qual é o papel da universidade no contexto da complexidade, de modo a contribuir para aprimorar a liberdade, a convivência humana e o respeito?
  13. 13. UNIVERSIDADE Construída conceitualmente no mundo cartesiano 1º UNIVERSIDADE ERUDITA 2º UNIVERSIDADE CIENTÍFICA (HUMBOLDT) 3º UNIVERSIDADE DE SERVIÇOS (JOHN HOPKINS E HARVARD)
  14. 14. O surgimento das universidades no século XII
  15. 15. As primeiras universidades na Europa Universidade de Bolonha Bolonha Itália 1088 Universidade de Paris Paris França 1090 Universidade de Oxford Oxford Inglaterra 1096 Universidade de Modena Modena Itália 1175 Universidade de Cambridge Cambridge Inglaterra cerca de 1209 Universidade de Salamanca Salamanca Espanha 1218 Universidade de Montpellier Montpellier França 1220 Universidade de Pádua Pádua Itália 1222 Universidade de Nápoles Federico II Nápoles Itália 1224 Universidade de Toulouse Toulouse França 1229 Universidade de Siena Siena Itália 1240 Universidade de Valladolid Valladolid Espanha 1241 Palência Universidade de Múrcia Múrcia Espanha 1272 Universidade de Coimbra Coimbra Portugal 1290
  16. 16. A pesquisa incorporada como atividade acadêmica no século XIX – a primeira revolução acadêmica;
  17. 17. A extensão incorporada no século XX, como fator de desenvolvimento econômico e social – segunda revolução acadêmica.
  18. 18. A pesquisa no Brasil De acordo com Almeida (2009), no Brasil, a pesquisa foi incorporada como missão da universidade, de fato, nos anos de 1970. ALMEIDA, M. Innovation and entrepreneurship in Brazilian universities. International Journal of Technology Management and Sustainable Development, Volume 7, Number 1, 2008.
  19. 19. Hélice Tríplice Movimento cíclico, espiral, cumulativo e contínuo do processo criativo e inovador 1, 2. Universidades Agentes multiplicadores das ações de inovação e mudança; Governos Criação, aperfeiçoamento e consolidação de políticas públicas; Empresas Responsabilidade social, projetos de desenvolvimento. ETZKOWITZ, H. et al.. The Future of The University And The University of The Future: Evolution of Ivory Tower To Entrepreneurial Paradigm. London: Research Policy. v. 29, n. 2, 2000. Jantt/2010 19
  20. 20. Hélice Tríplice 20
  21. 21. Retirado de Plonski.ppt - I&I Cooperação Universidade-Empresa, 2007 21
  22. 22. A UNIVERSIDADE COMO PROTAGONISTA Assumir o papel de liderança Interdisciplinaridade Transdisciplinaridade Etnopedagogia Letramento Contextualização Pesquisa Extensão O Novum Trivium
  23. 23. Etimologicamente, trivium significa o cruzamento e articulação de três ramos ou caminhos. Esse grupo de disciplinas incluía a lógica (ou dialética), a gramática e a retórica.
  24. 24. O Novum Trivium (Etzkowitz) Etzkowitz) Linguagens e Culturas Tecnologias Empreendedorismo e Inovação
  25. 25. Conhecimento • No espaço do conhecimento efetiva-se a criação de massa crítica a partir do ensino, da pesquisa e da extensão. Consenso/Dissenso • No espaço do consenso/dissenso, diferentes atores se aproximam, de modo a produzir uma sinergia que impulsione o desenvolvimento. Inovação • No espaço da inovação, diferentes atores geram o desenvolvimento a partir das ações de cooperação entre universidade, governo, empresa e sociedade.
  26. 26. PROJETO NOMES Niterói
  27. 27. Projeto Grael
  28. 28. Projeto Fernanda Keller
  29. 29. Projeto Gugu
  30. 30. Projeto Tatuí
  31. 31. Projeto Gerson
  32. 32. O ESPORTE NÁUTICO E A DINÂMICA DA HÉLICE TRÍPLICE NO PROJETO GRAEL: UM ESTUDO DE CASO Daniel Corrêa de Mattos Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva
  33. 33. UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ATIVIDADE FÍSICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO A EVOLUÇÃO DO VOLEIBOL BRASILEIRO: UM ESTUDO DE CASO NA PERSPECTIVA DA HÉLICE TRÍPLICE Msd. Jacques Araújo Netto - UNIVERSO Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva UNIVERSO
  34. 34. PROJETOS SOCIAIS ESPORTIVOS E A FORMAÇÃO DE REDES Orestes Manoel da Silva
  35. 35. CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO PROJETO “BOXE VIDIGAL”
  36. 36. O FENÔMENO BULLYING COMO FATOR DA NÃO-PARTICIPAÇÃO DE ALUNOS GRADUANDOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS AULAS DE GINÁSTICA Patrícia do Amaral
  37. 37. ESPORTE UNIVERSITÁRIO NO BRASIL: SEUS DESDOBRAMENTOS E DESENVOLVIMENTO SOB A ÓTICA DE UMA REFLEXIVIDADE DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR COM MELHORES RESULTADOS NO ÂMBITO ESPORTIVO João Domingos Bezerra Mandarino
  38. 38. A PARTICIPAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NUMA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR DA REDE SARAH DE HOSPITAIS Adriana Gama
  39. 39. Obrigado! Home http://www.carlosfigueiredo.org E-mail ca.figueiredo@yahoo.com.br

×