Prof. Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva Centro Universitário Augusto Motta Universidade Salgado de Oliveira 16 de out...
MUNDO CONTEMPORÂNEO http://prezi.com/auczwfglpspi/
  Sociedade Industrial Sociedade do Conhecimento
Características <ul><li>Modernidade - Meta narrativa utópica </li></ul><ul><li>Pós-modernidade - Desconstrutivismo distópi...
Modernidade - Meta narrativa utópica <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO  REDENTORES   DA POBREZA, DA MISÉRIA E DO...
Pós-modernidade - Desconstrutivismo distópico <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO  ÓPIO E /OU INSTRUMENTO DE INTER...
Modernidade Reflexiva/Fluida/Tardia – Automonitoramento reflexivo <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO  REFLEXIVIDA...
CARTESIANISMO COMPLEXIDADE CARACTERÍSTICAS DA COMPLEXIDADE <ul><li>Paradoxos </li></ul><ul><li>Dissenso </li></ul><ul><li>...
Que perguntas devemos fazer? <ul><li>Algumas Instituições fazem perguntas que as enfraquecem. </li></ul><ul><li>FAÇAMOS PE...
Qual é o papel da universidade, do governo e das empresas/indústrias na contribuição de um futuro legado sócio-econômico e...
Hélice Tríplice <ul><li>Movimento cíclico, espiral, cumulativo e contínuo do processo criativo e inovador  1, 2 . </li></u...
São Paulo, Terça, 11 de Maio de 2010, às 11:21 Política científica Hélice tríplice: metáfora dos anos 90 descreve bem o ma...
A abordagem da Hélice Tríplice (Triple Helix), desenvolvida por Henry Etzkowitz e Loet Leydesdorff, situa a dinâmica da in...
Hélice Tríplice Retirado de INOVA 3- Escritório de Gestão da PI – Uma Experiência do INT, CETEM e IEN ppt, 2004
Que relações têm sido construídas entre os atores da hélice tríplice para potencializar a sinergia entre eles, no sentido ...
1ª Conferência – 1996/Amsterdam ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Triple Helix – University, Industry, Government Relatio...
8ª Conferência – 2010/Madri
Hélice Tríplice
Retirado de Plonski.ppt - I&I Cooperação Universidade-Empresa,  2007
AS TRÊS ESFERAS Os atores da hélice tríplice podem assumir também o papel do outro. Por exemplo, quando uma empresa cria u...
OS TRÊS ESPAÇOS
Núcleo de Pesquisas Aplicadas às Políticas Públicas de Esporte e Lazer
Por Daniel Corrêa de Mattos  Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva Dr. Jorge França Dr. José Maurício Capinussú
Por Jacques Araújo Netto Orientador Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva  Dr. Carlos Henrique de Vasconcelos Ribeiro Dr....
PROJETOS SOCIAIS ESPORTIVOS E A FORMAÇÃO DE REDES Orestes Manoel da Silva Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva
CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO PROJETO “BOXE VIDIGAL”
ESPORTE UNIVERSITÁRIO NO BRASIL: DESDOBRAMENTOS E DESENVOLVIMENTO SOB A ÓTICA DO MODELO TEÓRICO DA HÉLICE TRÍPLICE Por Joã...
MATRIZ DE IMPACTO - PREUSS Visível Invisível Longo prazo Curto prazo
EXPECTATIVAS DA MÍDIA SOBRE O LEGADO DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Antes e após a eleição do Rio de Janeiro como sede dos Jo...
CATEGORIAS Transporte 25% Empregos 15% Meio Ambiente 8% Vias Públicas 8% Turismo 7% Segurança Pública 7% Sinalização da Ci...
 
CONCLUSÕES
A mídia focalizou os   aspectos instrumentais   do legado. As questões   substantivas   ficaram em segundo plano. A mídia ...
Há de se observar que o instrumental e o substantivo se complementam. No entanto, o foco nos aspectos instrumentais demons...
Ratifica-se, portanto, que   a racionalidade instrumental tem um poder de difusão muito maior que a racionalidade substant...
É no   campo educacional   que vamos encontrar o espaço para a discussão de valores substantivos. Não apenas na escola; ma...
Todos os objetivos traçados para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos deveriam ter um   para quê ?, caso contrário, a dimens...
Esporte Olímpico
Sugestões <ul><li>Ampliar os fóruns de discussão, no sentido de incluir representantes dos governos, das universidades, da...
Sugestões <ul><li>Discutir modelos de projetos sociais esportivos, que incluam também a formação profissional e educaciona...
Sugestões <ul><li>Estimular programas de educação a distância para que, durante o período da vida profissional no esporte,...
Sugestões <ul><li>Discutir políticas que estimulem a aproximação das empresas com as universidades para atuarem na constru...
Sugestões <ul><li>Inaugurar pesquisas que estimulem a criação de áreas esportivas sustentáveis por parte de empresas, com ...
Sugestões <ul><li>O campo é fértil, no entanto, é preciso que a hélice de fato gire e produza a sinergia necessária para q...
Obrigado! <ul><li>Home </li></ul><ul><li>http://www.carlosfigueiredo.org </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>[email...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

I fórum internacional de políticas públicas para o esporte: o argumento da hélice tríplice

2.054 visualizações

Publicada em

16 de outubro de 2010 – Projeto Rio em Forma Olímpico - I Fórum Internacional de Políticas Públicas para o Esporte, Rio de Janeiro - Brasil

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

I fórum internacional de políticas públicas para o esporte: o argumento da hélice tríplice

  1. 1. Prof. Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva Centro Universitário Augusto Motta Universidade Salgado de Oliveira 16 de outubro de 2010 – Projeto Rio em Forma Olímpico - I Fórum Internacional de Políticas Públicas para o Esporte, Rio de Janeiro - Brasil
  2. 2. MUNDO CONTEMPORÂNEO http://prezi.com/auczwfglpspi/
  3. 3. Sociedade Industrial Sociedade do Conhecimento
  4. 4. Características <ul><li>Modernidade - Meta narrativa utópica </li></ul><ul><li>Pós-modernidade - Desconstrutivismo distópico </li></ul><ul><li>Modernidade Reflexiva/Fluida/Tardia – Automonitoramento reflexivo </li></ul>
  5. 5. Modernidade - Meta narrativa utópica <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO REDENTORES DA POBREZA, DA MISÉRIA E DO ATRASO SÓCIO- ECONÔMICO E CULTURAL. </li></ul>
  6. 6. Pós-modernidade - Desconstrutivismo distópico <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO ÓPIO E /OU INSTRUMENTO DE INTERESSES POLÍTICOS E ECONÔMICOS. </li></ul>
  7. 7. Modernidade Reflexiva/Fluida/Tardia – Automonitoramento reflexivo <ul><li>OS JOGOS OLÍMPICOS E O ESPORTE COMO REFLEXIVIDADE. </li></ul>
  8. 8. CARTESIANISMO COMPLEXIDADE CARACTERÍSTICAS DA COMPLEXIDADE <ul><li>Paradoxos </li></ul><ul><li>Dissenso </li></ul><ul><li>Crises sucessivas </li></ul><ul><li>Revisões de conceitos/construtos </li></ul><ul><li>Conhecimento provável </li></ul>MUNDO CONTEMPORÂNEO
  9. 9. Que perguntas devemos fazer? <ul><li>Algumas Instituições fazem perguntas que as enfraquecem. </li></ul><ul><li>FAÇAMOS PERGUNTAS QUE NOS FORTALEÇAM! </li></ul>
  10. 10. Qual é o papel da universidade, do governo e das empresas/indústrias na contribuição de um futuro legado sócio-econômico e cultural dos Jogos Olímpicos de 2016?
  11. 11. Hélice Tríplice <ul><li>Movimento cíclico, espiral, cumulativo e contínuo do processo criativo e inovador 1, 2 . </li></ul><ul><li>Universidades </li></ul><ul><li>Agentes multiplicadores das ações de inovação e mudança ; </li></ul><ul><li>Governos </li></ul><ul><li>C riação, aperfeiçoamento e consolidação de políticas públicas ; </li></ul><ul><li>Empresas </li></ul><ul><li>Responsabilidade social, projetos de desenvolvimento . </li></ul>Jantt/2010 ETZKOWITZ, H. et al.. The Future of The University And The University of The Future: Evolution of Ivory Tower To Entrepreneurial Paradigm. London: Research Policy. v. 29, n. 2, 2000.
  12. 12. São Paulo, Terça, 11 de Maio de 2010, às 11:21 Política científica Hélice tríplice: metáfora dos anos 90 descreve bem o mais sustentável modelo de sistema de inovação Diretor do Instituto de Política Científica, da Universidade do Estado de Nova Iorque, e professor convidado da Universidade de Stanford, Henry Etzkowitz fala sobre o termo que ele próprio criou e sobre suas implicações.
  13. 13. A abordagem da Hélice Tríplice (Triple Helix), desenvolvida por Henry Etzkowitz e Loet Leydesdorff, situa a dinâmica da inovação num contexto em evolução, onde novas e complexas relações se estabelecem entre as três esferas institucionais (hélices) universidade, indústria e governo. Na perspectiva da hélice tríplice, a interação universidade – indústria – governo é vista como imprescindível para o desenvolvimento baseado no conhecimento. Leydesdorff
  14. 14. Hélice Tríplice Retirado de INOVA 3- Escritório de Gestão da PI – Uma Experiência do INT, CETEM e IEN ppt, 2004
  15. 15. Que relações têm sido construídas entre os atores da hélice tríplice para potencializar a sinergia entre eles, no sentido de garantir um futuro legado dos Jogos Olímpicos de 2016?
  16. 16. 1ª Conferência – 1996/Amsterdam ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Triple Helix – University, Industry, Government Relations: A Laboratory for Knowledge Based Economic Development. In: The Triple Helix of University, Industry, and Government Relations: the future location of research conference. Amsterdã, 1996. University-Industry-Government Relations
  17. 17. 8ª Conferência – 2010/Madri
  18. 18. Hélice Tríplice
  19. 19. Retirado de Plonski.ppt - I&I Cooperação Universidade-Empresa, 2007
  20. 20. AS TRÊS ESFERAS Os atores da hélice tríplice podem assumir também o papel do outro. Por exemplo, quando uma empresa cria um departamento de pesquisa.
  21. 21. OS TRÊS ESPAÇOS
  22. 22. Núcleo de Pesquisas Aplicadas às Políticas Públicas de Esporte e Lazer
  23. 23. Por Daniel Corrêa de Mattos Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva Dr. Jorge França Dr. José Maurício Capinussú
  24. 24. Por Jacques Araújo Netto Orientador Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva Dr. Carlos Henrique de Vasconcelos Ribeiro Dr. José Maurício Capinussú UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA ATIVIDADE FÍSICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
  25. 25. PROJETOS SOCIAIS ESPORTIVOS E A FORMAÇÃO DE REDES Orestes Manoel da Silva Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva
  26. 26. CRIANÇAS E ADOLESCENTES DO PROJETO “BOXE VIDIGAL”
  27. 27. ESPORTE UNIVERSITÁRIO NO BRASIL: DESDOBRAMENTOS E DESENVOLVIMENTO SOB A ÓTICA DO MODELO TEÓRICO DA HÉLICE TRÍPLICE Por João Domingos Bezerra Mandarino Orientador: Dr. Carlos Alberto Figueiredo da Silva
  28. 28. MATRIZ DE IMPACTO - PREUSS Visível Invisível Longo prazo Curto prazo
  29. 29. EXPECTATIVAS DA MÍDIA SOBRE O LEGADO DOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 Antes e após a eleição do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016, a mídia iniciou um processo de discussão sobre o legado do evento para a cidade. Entre o dia 1º de outubro de 2009 e o dia 31 de dezembro de 2009, a equipe que desenvolveu este estudo catalogou as notícias que abordaram o tema do legado dos jogos para a cidade do Rio de Janeiro. Foram pesquisados os jornais O Globo, O Dia, O Fluminense, Jornal do Brasil e Lance. Num total de 360 edições. O levantamento das expectativas da mídia foi realizado nas edições impressas e também online .
  30. 30. CATEGORIAS Transporte 25% Empregos 15% Meio Ambiente 8% Vias Públicas 8% Turismo 7% Segurança Pública 7% Sinalização da Cidade 5% Negócios 5% Saúde 3% Transparência Política 3% Saneamento Público 3% Reassentamento de Famílias 3% Internet Banda Larga 2% Segurança Privada 2% Construção Civil 2% Reciclagem do Lixo 2% Restauração da Cidade 2%
  31. 32. CONCLUSÕES
  32. 33. A mídia focalizou os aspectos instrumentais do legado. As questões substantivas ficaram em segundo plano. A mídia deixou a distância a discussão sobre valores, ética e estética, potencializando os aspectos técnicos, econômicos e utilitários do legado.
  33. 34. Há de se observar que o instrumental e o substantivo se complementam. No entanto, o foco nos aspectos instrumentais demonstra a necessidade de se estabelecer um novo marco nas discussões sobre o legado dos jogos para a cidade. O movimento olímpico fundamenta-se em valores substantivos . Esta é uma questão de fundo e que a racionalidade instrumental não dá conta.
  34. 35. Ratifica-se, portanto, que a racionalidade instrumental tem um poder de difusão muito maior que a racionalidade substantiva . Na qualidade de megaevento, os legados ocorrem tanto no tangível quanto no intangível .
  35. 36. É no campo educacional que vamos encontrar o espaço para a discussão de valores substantivos. Não apenas na escola; mas concomitantemente no trabalho, na família, na rua, na mídia, no cotidiano. São esses valores substantivos, que poderão arquitetar até mesmo elementos instrumentais, mas não o oposto .
  36. 37. Todos os objetivos traçados para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos deveriam ter um para quê ?, caso contrário, a dimensão instrumental não encontrará a sua finalidade, a sua razão de ser.
  37. 38. Esporte Olímpico
  38. 39. Sugestões <ul><li>Ampliar os fóruns de discussão, no sentido de incluir representantes dos governos, das universidades, das empresas/indústrias e da sociedade. </li></ul>
  39. 40. Sugestões <ul><li>Discutir modelos de projetos sociais esportivos, que incluam também a formação profissional e educacional, além da iniciação ao esporte. </li></ul>
  40. 41. Sugestões <ul><li>Estimular programas de educação a distância para que, durante o período da vida profissional no esporte, os atletas possam também se preparar para o mercado de trabalho quando encerrarem suas carreiras esportivas. </li></ul>
  41. 42. Sugestões <ul><li>Discutir políticas que estimulem a aproximação das empresas com as universidades para atuarem na construção, gestão e desenvolvimento de parques esportivos. </li></ul>
  42. 43. Sugestões <ul><li>Inaugurar pesquisas que estimulem a criação de áreas esportivas sustentáveis por parte de empresas, com incentivo governamental. </li></ul>
  43. 44. Sugestões <ul><li>O campo é fértil, no entanto, é preciso que a hélice de fato gire e produza a sinergia necessária para que sonhos se concretizem. </li></ul>
  44. 45. Obrigado! <ul><li>Home </li></ul><ul><li>http://www.carlosfigueiredo.org </li></ul><ul><li>E-mail </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×