PROFESSOR-NAVEGADOR NUM OCEANO DE
ENSINO-APRENDIZAGEM SEM DISTÂNCIA:
DESAFIOS E POSSIBILIDADES DA TECNOLOGIA
MÓVEL NO ENSI...
Considerações iniciais
De volta ao passado
Considerações iniciais
De volta ao presente
Considerações iniciais
De volta ao presente
Aprendizagem móvel
Apps to Improve
English
Anytime,
Anywhere
Aprendizagem móvel
Apps to improve English anytime, anywhere
Recorte Teórico
Mediação (BEDRAN, 2008; SILVA, 2008 & SALOMÃO, 2008).
Interatividade (KHALIFA & SHEN, 2004);
Interação (PI...
Blended Learning
Aprendizagem mesclada
Online OfflineBlended
Learning
(STEED, 2012)
Blended Learning
Traditional Model X Flipped Classroom Model
Source: Traditional Model (adapted from STEED, 2012)
Blended Learning
Traditional Model X Flipped Classroom Model
Source: Flipped Classroom Model (adapted from STEED, 2012)
Telefonia Móvel: questionário
Fonte: Desenvolvido por mim
Telefonia Móvel
Mobile Information Technology Apps
WhatsApp Messenger
É um aplicativo de mensagens multiplataforma.
Permit...
WhatsApp Messenger
Interação por chat: (mensagem de texto)
Inbox chat design
Text-messaging default
voice recording applic...
WhatsApp Messenger
Interação por chat: (mensagem de áudio)
audio-messaging default
voice recording application
Source: htt...
WhatsApp Messenger as an educational tool
Developing Communicative Skills
Definição:
Espaço virtual interativo, colaborativo e autônomo de
suporte ao processo ensino-aprendizagem de língua
estrang...
Atividade: Trava língua (Tongue Twister)
Mediação (ensino-aprendizagem bidirecional):
Centrada na colaboração e reciprocid...
Oportunidades para autoavaliação:
(durante e/ou ao final das interações)
 Estratégias de automonitoramento
 Pedido de es...
Technology in the classroom
The success of new technologies in the classroom
depends in large part on the the teacher’s ab...
Considerações finais
Since learning is something that the pupil
has to do himself and for himself, the
initiative lies wit...
Referências bibliográficas
DILLENBOURG, P. What do you mean by collaborative learning? In: DILLENBOURG, P. Collaborative-l...
Referências bibliográficas
SILVA, A. C. O desenvolvimento intra-interlinguístico in-tandem a distância (português e espanh...
AGRADECIMENTOS:
Realização:
PROFESSOR-NAVEGADOR NUM OCEANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SEM DISTÂNCIA: desafios e possibilidades da tecnologia móvel no ensi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PROFESSOR-NAVEGADOR NUM OCEANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SEM DISTÂNCIA: desafios e possibilidades da tecnologia móvel no ensino de inglês

293 visualizações

Publicada em

Esta comunicação pretende fomentar uma discussão quanto aos desafios e possibilidades do uso da tecnologia móvel no ensino de inglês. Além disso, busca-se problematizar a relevância da formação continuada do professor de língua estrangeira (LE) do século XXI, para que este possa atuar de modo mais qualificado em um mundo cada vez mais dinâmico, interativo e permeado por aparatos tecnológicos. Nessa perspectiva, a proposta de apresentação parte de resultados iniciais de um projeto em desenvolvimento no IFF campus Cabo Frio, que visa à utilização de dispositivos móveis como ferramenta educacional de apoio ao processo ensino-aprendizagem de LE. Pode-se dizer que, na medida em que há um número expressivo de usuários desse tipo de tecnologia – cujos reflexos são sentidos sobremaneira em ambiente escolar –, com educandos da era digital que fazem uso constante de aparelhos móveis, torna-se urgente pensar meios de agregar essa tecnologia a nossa prática pedagógica. Em outras palavras, isso nos permite ir ao encontro do cenário atual, no qual dispositivos móveis têm feito cada vez mais parte de nossa vida em sociedade e, em virtude da grande demanda, já é possível, inclusive, encontrar um número considerável de aplicativos que podem ser utilizados para favorecer o aprendizado de LE. Assim, este trabalho é formulado levando-se em conta os conceitos de mediação (BEDRAN, 2008; SILVA, 2008 & SALOMÃO, 2008), interatividade (KHALIFA & SHEN, 2004), interação (PICA, 1996), colaboração (DILLENBOURG, 1999) e autonomia (LITTLEWOOD, 1996; PAIVA, 2006) e suas interconexões com a aprendizagem mesclada (blended learning). Dessa maneira, espera-se que as questões problematizadas possam vir a contribuir com futuras propostas de uso de componentes tecnológicos dessa natureza em aulas de LE, além de possibilitar a reflexão acerca do quão importante papel desempenha a formação continuada de professores que lidam com educandos da geração digital.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
293
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PROFESSOR-NAVEGADOR NUM OCEANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SEM DISTÂNCIA: desafios e possibilidades da tecnologia móvel no ensino de inglês

  1. 1. PROFESSOR-NAVEGADOR NUM OCEANO DE ENSINO-APRENDIZAGEM SEM DISTÂNCIA: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DA TECNOLOGIA MÓVEL NO ENSINO DE INGLÊS Carlos Fabiano de Souza IFF | UFF |carlosfabiano.teacher@gmail.com
  2. 2. Considerações iniciais De volta ao passado
  3. 3. Considerações iniciais De volta ao presente
  4. 4. Considerações iniciais De volta ao presente
  5. 5. Aprendizagem móvel Apps to Improve English Anytime, Anywhere
  6. 6. Aprendizagem móvel Apps to improve English anytime, anywhere
  7. 7. Recorte Teórico Mediação (BEDRAN, 2008; SILVA, 2008 & SALOMÃO, 2008). Interatividade (KHALIFA & SHEN, 2004); Interação (PICA, 1994); Colaboração (DILLENBOURG, 1999); Autonomia (JONES, 2007; LITTLEWOOD, 1996; PAIVA, 2006);
  8. 8. Blended Learning Aprendizagem mesclada Online OfflineBlended Learning (STEED, 2012)
  9. 9. Blended Learning Traditional Model X Flipped Classroom Model Source: Traditional Model (adapted from STEED, 2012)
  10. 10. Blended Learning Traditional Model X Flipped Classroom Model Source: Flipped Classroom Model (adapted from STEED, 2012)
  11. 11. Telefonia Móvel: questionário Fonte: Desenvolvido por mim
  12. 12. Telefonia Móvel Mobile Information Technology Apps WhatsApp Messenger É um aplicativo de mensagens multiplataforma. Permite trocar mensagens pelo celular sem pagar por SMS. Pode ser usado para criar grupos, enviar mensagens ilimitadas com imagens, vídeos e áudio.
  13. 13. WhatsApp Messenger Interação por chat: (mensagem de texto) Inbox chat design Text-messaging default voice recording application Source: http://features.en.softonic.com/how-to-delete-messages-in-whatsapp
  14. 14. WhatsApp Messenger Interação por chat: (mensagem de áudio) audio-messaging default voice recording application Source: http://www.cnet.com/news/whatsapp-passes-300m-active-users-adds- voice-messaging/
  15. 15. WhatsApp Messenger as an educational tool Developing Communicative Skills
  16. 16. Definição: Espaço virtual interativo, colaborativo e autônomo de suporte ao processo ensino-aprendizagem de língua estrangeira/adicional. Pares de interação comunicativa: Aprendizes-falantes do idioma alvo que compartilham os mesmos interesses de interação linguístico- discursiva em práticas de comunicação em ambiente natural (ou simulado), em mídia virtual. Papel do professor: Mediador do processo comunicativo-interacional.
  17. 17. Atividade: Trava língua (Tongue Twister) Mediação (ensino-aprendizagem bidirecional): Centrada na colaboração e reciprocidade entre os parceiros. Abordagem: Associada ao sociointeracionismo, com dimensões individuais e sociais do uso da língua-alvo. Papel do professor: Mediar a relação do aluno com o conhecimento, orientando quanto aos processos e estratégias de aprendizagem; apresentar possibilidades, orientar escolhas e gerenciar as dificuldades encontradas pelos alunos.
  18. 18. Oportunidades para autoavaliação: (durante e/ou ao final das interações)  Estratégias de automonitoramento  Pedido de esclarecimento  Prática autoavaliativa  Observação direta do desempenho  Atitude reflexiva
  19. 19. Technology in the classroom The success of new technologies in the classroom depends in large part on the the teacher’s ability to apply them meaningfully, especially in the language classroom where the technology supports not only the delivery of content but also the building of skills. (Hayo Reinders, 2009)
  20. 20. Considerações finais Since learning is something that the pupil has to do himself and for himself, the initiative lies with the learner. The teacher is a guide and director; he steers the boat but the energy that propels it must come from those who are learning. (John Dewey)
  21. 21. Referências bibliográficas DILLENBOURG, P. What do you mean by collaborative learning? In: DILLENBOURG, P. Collaborative-learning: cognitive and computational approaches. (pp.1-19). Oxford: Elsevier, 1999. JONES, L. The student-centered classroom. New York: Cambridge University Press, 2007. KHALIFA, M., SHEN, N. System design effects on social presence and telepresence in virtual communities. Proceedings of the International Conference on Information Systems, ICIS 2004, December 12-15, 2004, Washington, DC, USA. Association for Information Systems 2004. pp.547-558. LITTLEWOOD, W. Autonomy: an anatomy of a framework. System, v.24, n.4, pp.427-435, 1996. PAIVA, V. L. M. O. Autonomia e complexidade. Linguagem & Ensino, 9, 1: 77-127, 2006. PICA, T. Research on negotiation: What does it reveal about second-language learning conditions, processes, and outcomes? Language Learning, 44(3), 493-527. 1996. POZO, J.I., ADALMA, C. A mudança nas formas de ensinar e aprender na Era Digital. PÁTIO ENSINO MÉDIO, ano5, n.19, Dez. 2013/Fev. 2014. SALOMÃO, A. C. B. O professor mediador: processos de gerenciamento e estratégias pedagógicas utilizadas na mediação dos pares no tandem a distância e seus reflexos nas práticas pedagógicas dos interagentes. Dissertação de Mestrado. São José do Rio Preto: Unesp/Ibilce, 2008.
  22. 22. Referências bibliográficas SILVA, A. C. O desenvolvimento intra-interlinguístico in-tandem a distância (português e espanhol). Dissertação de Mestrado. São José do Rio Preto: Unesp/Ibilce, 2008. SOUZA, C. Teaching English to the iPhone generation: reflecting upon the use of WhatsApp Messenger as an educational tool within language lessons. Comunicação apresentada no III Simpósio sobre Ensino de Línguas Estrangeiras do CEFET-RJ. Rio de Janeiro, 18 de setembro de 2014. STAKER, H., HORN, M.B. Classifying K-12 blended learning. Innosight Institute. May 2012. Disponível em: < http://www.innosightinstitute.org/innosight/wp-content/uploads/2012/05/Classifying-K-12-blended- learning2.pdf>. Acesso em: 10 de julho de 2014. STEIN, J., GRAHAM, C. Essentials for blended learning: a standards-based guide. New York: Routledge, 2014.
  23. 23. AGRADECIMENTOS: Realização:

×