SlideShare uma empresa Scribd logo
Analisador de Vibrações – modo de funcionamento VII
www.dmc.pt
11 – Funções de dois canais no domínio da
frequência
Sobre a DMC e a D4VIB
equipamentos e serviços de manutenção preditiva
Adaptamo-nos às
suas necessidades !
Software
Hardware
Formação
Implementação
Medições
Apoio técnico
Relatórios
1. Compreender a relação entre tempo e frequência num analisador de vibrações
2. Amostragem e digitalização num analisador de vibrações
3. O que é o Aliasing num analisador de vibrações
4. A implementação do zoom num analisador de vibrações
5. A implementação de janelas na forma de onda (windows) num analisador de vibrações
6. As médias num analisador de vibrações
7. Largura de banda em tempo real nos analisadores de vibrações
8. Processamento em sobreposição (“overlap”)
9. Análise e seguimento de ordens
10. Análise do envelope
11. Funções de dois canais no domínio da frequência
Conteúdo do curso
Vibrações
Termografia
Ultrassons
Análise de
motores
elétricos
Tecnologias preditivas
Emissão
acústica
Medição de
tensão em
veios
11) Funções de dois canais no domínio da frequência
Conteúdo desta apresentação
Descrição matemática de um sistema mecânico
Sistema
mecânico
X(ω)F(ω)
Ex: desequilíbrio, impacto, etc.
Força excitadora Vibração do sistema
𝐻 𝜔 =
)𝑋(𝜔
)𝐹(𝜔
H(ω) – função de resposta em frequência
ω=2 π f
Formulações típicas das funções de resposta em
frequência
Rigidez dinâmica Força/deslocamento
Flexibilidade (receptância) Deslocamento/Força
Impedância mecânica Força/Velocidade
Mobilidade mecânica Velocidade/Força
Inércia dinâmica Força/Aceleração
Acelerância Aceleração/Força
Nota: definições constantes na NP ISO 2041
Como obter a função de transferência numa estrutura
mecânica
1. Excitar a estrutura com martelo instrumentado ou excitador de vibrações medindo a
força dinâmica;
2. Medir a resposta com acelerómetros;
3. Calcular a função de transferência entre a entrada e a saída do sistema, com um
analisador de vibrações;
4. O analisador de vibrações calcula a função de coerência.
A função de transferência
função de
transferência
coerência
Fase da função
de transferência
A função de transferência
Frequências naturais
onde podem ocorrer ressonâncias
Nas frequências naturais
o sistema amplia as
vibrações !
A função de transferência
Boa coerência nas frequências naturais –
ensaio válido
A coerência entre os sinais é uma medição que tem
como fim validar o ensaio de impacto, estabelecendo a
relação entre quanto da vibração de saída (resposta) foi
provocada pela excitação externa (força aplicada pelo
martelo), ou seja:
• Caso toda a vibração de saída seja provocada pelo
impacto do martelo o valor da coerência seria 1;
• No caso do valor de coerência do teste ser superior a
0,75, a recolha pode ser considerada válida.
• Caso seja inferior a 0,75 quer dizer que a vibração
não foi só provocada pelo impacto do martelo, mas
também, por outras forças externas e tem de se
repetir o ensaio.
Baixa coerência na anti-ressonância – normalmente irrelevante
A função de transferência – a fase
Nas frequências naturais, a fase
da função de transferência muda
muito depressa
A função de transferência – outras aplicação da fase
• Medição de fase sem necessidade de
tacómetro
• Verificação de desapertos
• Confirmação de desalinhamentos
• Confirmação de desequilíbrio
• Forma de deteção operacional
• Etc.
Equilibragem
no local
Proteção
de
rolamentos
Tecnologias corretivas
Alinhamento
de veios
Calibração de
cadeias de
monitorização
de vibrações
Sistemas protetivos e preditivos
Ex
Meggitt Vibro-Meter®
Transmissores de vibrações
Monitorização permanente de vibrações
Sistemas wireless
Análise da assinatura de motores elétricos pela técnica do MCM
Sistemas de monitorização permanente
• Vibrometros
• Analisadores de vibrações
• Coletores de dados
• Medidores de ultrassons
• Sensores de vibrações
Equipamentos portáteis
Pode ver um artigo sobre este tema neste link
www.DMC.com
Analisador de vibrações
PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2020
Para mais
informações ver
www.dmc.pt
OBRIGADO
Esperamos que esta apresentação
tenho sido interessante

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso de medição de vibrações
Curso de medição de vibraçõesCurso de medição de vibrações
Curso de medição de vibrações
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VIAnalisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
III Analise de vibrações em rolamentos - Exemplos de análise do envelope
III Analise de vibrações em rolamentos   - Exemplos de análise do envelopeIII Analise de vibrações em rolamentos   - Exemplos de análise do envelope
III Analise de vibrações em rolamentos - Exemplos de análise do envelope
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibraçôes IX Funções de um canal no tempo
Analisador de vibraçôes IX   Funções de um canal no tempoAnalisador de vibraçôes IX   Funções de um canal no tempo
Analisador de vibraçôes IX Funções de um canal no tempo
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Monitorização temporária de vibrações
Monitorização temporária de vibraçõesMonitorização temporária de vibrações
Monitorização temporária de vibrações
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos Controlo de Condição - uma perspetiva
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos  Controlo de Condição  - uma perspetiva01 Diagnóstico de Motores Eléctricos  Controlo de Condição  - uma perspetiva
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos Controlo de Condição - uma perspetiva
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursosRecursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticasCurso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
Matheus Silva
 
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditivaA mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
Alfacomp Automação Industrial Ltda.
 
Analisadores de vibrações
Analisadores de vibraçõesAnalisadores de vibrações
Analisadores de vibrações
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
13 Diagnóstico de motores eléctricos A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
13 Diagnóstico de motores eléctricos   A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...13 Diagnóstico de motores eléctricos   A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
13 Diagnóstico de motores eléctricos A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações X o Cepstro
Analisador de vibrações X  o CepstroAnalisador de vibrações X  o Cepstro
Analisador de vibrações X o Cepstro
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentosI Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
II Análise de vibrações em rolamentos - análise do envelope
II Análise de vibrações em rolamentos  - análise do envelopeII Análise de vibrações em rolamentos  - análise do envelope
II Análise de vibrações em rolamentos - análise do envelope
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Análise de vibraçoes e envelope
Análise de vibraçoes e envelopeAnálise de vibraçoes e envelope
Análise de vibraçoes e envelope
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
40554700 abnt-detonacao
40554700 abnt-detonacao40554700 abnt-detonacao
40554700 abnt-detonacao
marcio cerqueira
 
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecargaAula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
Angel Santos Santos
 
Acionamentos elétricos chaves de partida
Acionamentos elétricos   chaves de partidaAcionamentos elétricos   chaves de partida
Acionamentos elétricos chaves de partida
Angelo Hafner
 

Mais procurados (20)

Curso de medição de vibrações
Curso de medição de vibraçõesCurso de medição de vibrações
Curso de medição de vibrações
 
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VIAnalisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VI
 
III Analise de vibrações em rolamentos - Exemplos de análise do envelope
III Analise de vibrações em rolamentos   - Exemplos de análise do envelopeIII Analise de vibrações em rolamentos   - Exemplos de análise do envelope
III Analise de vibrações em rolamentos - Exemplos de análise do envelope
 
Analisador de vibraçôes IX Funções de um canal no tempo
Analisador de vibraçôes IX   Funções de um canal no tempoAnalisador de vibraçôes IX   Funções de um canal no tempo
Analisador de vibraçôes IX Funções de um canal no tempo
 
Monitorização temporária de vibrações
Monitorização temporária de vibraçõesMonitorização temporária de vibrações
Monitorização temporária de vibrações
 
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
14 Diagnóstico de motores elétricos - conceitos de MCM
 
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos Controlo de Condição - uma perspetiva
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos  Controlo de Condição  - uma perspetiva01 Diagnóstico de Motores Eléctricos  Controlo de Condição  - uma perspetiva
01 Diagnóstico de Motores Eléctricos Controlo de Condição - uma perspetiva
 
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
Medicao de vibracoes wireless em turbina caso pratico 1
 
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursosRecursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
Recursos de conhecimento de manutenção preditiva – cursos
 
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticasCurso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
Curso análise de vibração em máquinas rotativas críticas
 
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditivaA mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
A mediçao de vibração e a evolução da manutenção preditiva
 
Analisadores de vibrações
Analisadores de vibraçõesAnalisadores de vibrações
Analisadores de vibrações
 
13 Diagnóstico de motores eléctricos A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
13 Diagnóstico de motores eléctricos   A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...13 Diagnóstico de motores eléctricos   A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
13 Diagnóstico de motores eléctricos A Norma ISO 20958 - Análise de assinat...
 
Analisador de vibrações X o Cepstro
Analisador de vibrações X  o CepstroAnalisador de vibrações X  o Cepstro
Analisador de vibrações X o Cepstro
 
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentosI Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
I Conceitos de análise de vibrações em rolamentos
 
II Análise de vibrações em rolamentos - análise do envelope
II Análise de vibrações em rolamentos  - análise do envelopeII Análise de vibrações em rolamentos  - análise do envelope
II Análise de vibrações em rolamentos - análise do envelope
 
Análise de vibraçoes e envelope
Análise de vibraçoes e envelopeAnálise de vibraçoes e envelope
Análise de vibraçoes e envelope
 
40554700 abnt-detonacao
40554700 abnt-detonacao40554700 abnt-detonacao
40554700 abnt-detonacao
 
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecargaAula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
Aula 3 instalacoes_eletricas-reles_sorbecarga
 
Acionamentos elétricos chaves de partida
Acionamentos elétricos   chaves de partidaAcionamentos elétricos   chaves de partida
Acionamentos elétricos chaves de partida
 

Semelhante a Analisador de vibrações 7 - Funções de dois canais no domínio da frequência

Analisador de vibrações - modo de funcionamento IV
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IVAnalisador de vibrações - modo de funcionamento IV
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IV
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações XII - unidades dos eixos do espetro de frequência
Analisador de vibrações XII -   unidades dos eixos do espetro de frequênciaAnalisador de vibrações XII -   unidades dos eixos do espetro de frequência
Analisador de vibrações XII - unidades dos eixos do espetro de frequência
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
osciloscópio fácil .pdf
osciloscópio fácil .pdfosciloscópio fácil .pdf
osciloscópio fácil .pdf
ArizioAmorimRochaJun
 
3 instrum osc-apres_3-2
3 instrum osc-apres_3-23 instrum osc-apres_3-2
3 instrum osc-apres_3-2
Adir Figueiredo
 
Analise_de_Vibracoes.ppt
Analise_de_Vibracoes.pptAnalise_de_Vibracoes.ppt
Analise_de_Vibracoes.ppt
alexsandrooliveira92
 
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamento
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamentoAnalisador de vibrações I - Modo de funcionamento
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamento
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Largura de banda.docx
Largura de banda.docxLargura de banda.docx
Largura de banda.docx
JeanLima84
 
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
matheuscearasilva
 
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-BGuia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
Antonio Carlos da Silva Senra Filho
 
Vibrações e acelerômetros
Vibrações e acelerômetrosVibrações e acelerômetros
Vibrações e acelerômetros
Jim Naturesa
 
02_br_Análise_de_ vibração.ppt
02_br_Análise_de_ vibração.ppt02_br_Análise_de_ vibração.ppt
02_br_Análise_de_ vibração.ppt
JefersonMatiasMartin
 
aula 1.pdf
aula 1.pdfaula 1.pdf
aula 1.pdf
DomingosAndre2
 
Apostila de sensor
Apostila de sensorApostila de sensor
Apostila de sensor
Hudson Sousa
 
Aula 22 realizando o ensaio de ultra-som
Aula 22   realizando o ensaio de ultra-somAula 22   realizando o ensaio de ultra-som
Aula 22 realizando o ensaio de ultra-som
Renaldo Adriano
 
Curso Sensores e Transdutores I
Curso Sensores e Transdutores ICurso Sensores e Transdutores I
Curso Sensores e Transdutores I
Luan Crozatti
 
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Roberto Murta Filho
 
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Roberto Murta Filho
 
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdfMedição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
leandrobandeira15
 
Técnicas de Operação de Analisador de Espectro
Técnicas de Operação de Analisador de EspectroTécnicas de Operação de Analisador de Espectro
Técnicas de Operação de Analisador de Espectro
Nailton Bomfim
 

Semelhante a Analisador de vibrações 7 - Funções de dois canais no domínio da frequência (20)

Analisador de vibrações - modo de funcionamento IV
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IVAnalisador de vibrações - modo de funcionamento IV
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IV
 
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
Analisador de vibrações - modo de funcionamento - 0
 
Analisador de vibrações XII - unidades dos eixos do espetro de frequência
Analisador de vibrações XII -   unidades dos eixos do espetro de frequênciaAnalisador de vibrações XII -   unidades dos eixos do espetro de frequência
Analisador de vibrações XII - unidades dos eixos do espetro de frequência
 
osciloscópio fácil .pdf
osciloscópio fácil .pdfosciloscópio fácil .pdf
osciloscópio fácil .pdf
 
3 instrum osc-apres_3-2
3 instrum osc-apres_3-23 instrum osc-apres_3-2
3 instrum osc-apres_3-2
 
Analise_de_Vibracoes.ppt
Analise_de_Vibracoes.pptAnalise_de_Vibracoes.ppt
Analise_de_Vibracoes.ppt
 
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamento
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamentoAnalisador de vibrações I - Modo de funcionamento
Analisador de vibrações I - Modo de funcionamento
 
Largura de banda.docx
Largura de banda.docxLargura de banda.docx
Largura de banda.docx
 
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
Nho 09 Normas de Higiene Ocupacional 09
 
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-BGuia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
Guia para Controle de Qualidade Ultrassom Modo-B
 
Vibrações e acelerômetros
Vibrações e acelerômetrosVibrações e acelerômetros
Vibrações e acelerômetros
 
02_br_Análise_de_ vibração.ppt
02_br_Análise_de_ vibração.ppt02_br_Análise_de_ vibração.ppt
02_br_Análise_de_ vibração.ppt
 
aula 1.pdf
aula 1.pdfaula 1.pdf
aula 1.pdf
 
Apostila de sensor
Apostila de sensorApostila de sensor
Apostila de sensor
 
Aula 22 realizando o ensaio de ultra-som
Aula 22   realizando o ensaio de ultra-somAula 22   realizando o ensaio de ultra-som
Aula 22 realizando o ensaio de ultra-som
 
Curso Sensores e Transdutores I
Curso Sensores e Transdutores ICurso Sensores e Transdutores I
Curso Sensores e Transdutores I
 
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16
 
Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16Apresentação poluição sonora 20 10-16
Apresentação poluição sonora 20 10-16
 
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdfMedição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
Medição de vibrações estacio engenharia mecanica.pdf
 
Técnicas de Operação de Analisador de Espectro
Técnicas de Operação de Analisador de EspectroTécnicas de Operação de Analisador de Espectro
Técnicas de Operação de Analisador de Espectro
 

Mais de DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda

Caso práctico ventilador
Caso práctico ventiladorCaso práctico ventilador
Caso práctico ventilador
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Caso practico bomba
Caso practico bombaCaso practico bomba
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
MCM exemplo prático de aplicação - Base solta
MCM exemplo prático de aplicação - Base soltaMCM exemplo prático de aplicação - Base solta
MCM exemplo prático de aplicação - Base solta
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionadaMCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
MCM exemplos práticos - avaria no rotor
MCM exemplos práticos  - avaria no rotorMCM exemplos práticos  - avaria no rotor
MCM exemplos práticos - avaria no rotor
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM CASO...
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM  CASO...Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM  CASO...
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM CASO...
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Introdução ao Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
Introdução ao  Curso de Análise de Vibrações em EngrenagensIntrodução ao  Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
Introdução ao Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos PráticosCurso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avariasAnálise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Análise de vibrações em engrenagens 3 - Técnicas de diagnóstico
Análise de vibrações em engrenagens 3  - Técnicas de diagnósticoAnálise de vibrações em engrenagens 3  - Técnicas de diagnóstico
Análise de vibrações em engrenagens 3 - Técnicas de diagnóstico
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento V
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VAnalisador de vibrações - Modo de funcionamento V
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento V
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagensAnalise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 
Analisador de vibrações - modo de funcionamento III
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IIIAnalisador de vibrações - modo de funcionamento III
Analisador de vibrações - modo de funcionamento III
DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda
 

Mais de DMC Engenharia e Sistemas Ibéricos Lda (14)

Caso práctico ventilador
Caso práctico ventiladorCaso práctico ventilador
Caso práctico ventilador
 
Caso practico bomba
Caso practico bombaCaso practico bomba
Caso practico bomba
 
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
Identificação de avarias em rolamentos, a rodar a muito baixa velocidade de r...
 
MCM exemplo prático de aplicação - Base solta
MCM exemplo prático de aplicação - Base soltaMCM exemplo prático de aplicação - Base solta
MCM exemplo prático de aplicação - Base solta
 
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionadaMCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
MCM exemplo prático de aplicação - Cavitação em bomba accionada
 
MCM exemplos práticos - avaria no rotor
MCM exemplos práticos  - avaria no rotorMCM exemplos práticos  - avaria no rotor
MCM exemplos práticos - avaria no rotor
 
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM CASO...
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM  CASO...Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM  CASO...
Deteção de avarias no estator de um motor eléctrico pela técnica de MCM CASO...
 
Introdução ao Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
Introdução ao  Curso de Análise de Vibrações em EngrenagensIntrodução ao  Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
Introdução ao Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens
 
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos PráticosCurso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
Curso de Análise de Vibrações em Engrenagens V Casos Práticos
 
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avariasAnálise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
Análise de vibrações em engrenagens IV Deteção de defeitos e avarias
 
Análise de vibrações em engrenagens 3 - Técnicas de diagnóstico
Análise de vibrações em engrenagens 3  - Técnicas de diagnósticoAnálise de vibrações em engrenagens 3  - Técnicas de diagnóstico
Análise de vibrações em engrenagens 3 - Técnicas de diagnóstico
 
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento V
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento VAnalisador de vibrações - Modo de funcionamento V
Analisador de vibrações - Modo de funcionamento V
 
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagensAnalise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
Analise de vibrações em engrenagens 2 - vibrações em engrenagens
 
Analisador de vibrações - modo de funcionamento III
Analisador de vibrações - modo de funcionamento IIIAnalisador de vibrações - modo de funcionamento III
Analisador de vibrações - modo de funcionamento III
 

Analisador de vibrações 7 - Funções de dois canais no domínio da frequência

  • 1. Analisador de Vibrações – modo de funcionamento VII www.dmc.pt 11 – Funções de dois canais no domínio da frequência
  • 2. Sobre a DMC e a D4VIB equipamentos e serviços de manutenção preditiva Adaptamo-nos às suas necessidades ! Software Hardware Formação Implementação Medições Apoio técnico Relatórios
  • 3. 1. Compreender a relação entre tempo e frequência num analisador de vibrações 2. Amostragem e digitalização num analisador de vibrações 3. O que é o Aliasing num analisador de vibrações 4. A implementação do zoom num analisador de vibrações 5. A implementação de janelas na forma de onda (windows) num analisador de vibrações 6. As médias num analisador de vibrações 7. Largura de banda em tempo real nos analisadores de vibrações 8. Processamento em sobreposição (“overlap”) 9. Análise e seguimento de ordens 10. Análise do envelope 11. Funções de dois canais no domínio da frequência Conteúdo do curso
  • 5. 11) Funções de dois canais no domínio da frequência Conteúdo desta apresentação
  • 6. Descrição matemática de um sistema mecânico Sistema mecânico X(ω)F(ω) Ex: desequilíbrio, impacto, etc. Força excitadora Vibração do sistema 𝐻 𝜔 = )𝑋(𝜔 )𝐹(𝜔 H(ω) – função de resposta em frequência ω=2 π f
  • 7. Formulações típicas das funções de resposta em frequência Rigidez dinâmica Força/deslocamento Flexibilidade (receptância) Deslocamento/Força Impedância mecânica Força/Velocidade Mobilidade mecânica Velocidade/Força Inércia dinâmica Força/Aceleração Acelerância Aceleração/Força Nota: definições constantes na NP ISO 2041
  • 8. Como obter a função de transferência numa estrutura mecânica 1. Excitar a estrutura com martelo instrumentado ou excitador de vibrações medindo a força dinâmica; 2. Medir a resposta com acelerómetros; 3. Calcular a função de transferência entre a entrada e a saída do sistema, com um analisador de vibrações; 4. O analisador de vibrações calcula a função de coerência.
  • 9. A função de transferência função de transferência coerência Fase da função de transferência
  • 10. A função de transferência Frequências naturais onde podem ocorrer ressonâncias Nas frequências naturais o sistema amplia as vibrações !
  • 11. A função de transferência Boa coerência nas frequências naturais – ensaio válido A coerência entre os sinais é uma medição que tem como fim validar o ensaio de impacto, estabelecendo a relação entre quanto da vibração de saída (resposta) foi provocada pela excitação externa (força aplicada pelo martelo), ou seja: • Caso toda a vibração de saída seja provocada pelo impacto do martelo o valor da coerência seria 1; • No caso do valor de coerência do teste ser superior a 0,75, a recolha pode ser considerada válida. • Caso seja inferior a 0,75 quer dizer que a vibração não foi só provocada pelo impacto do martelo, mas também, por outras forças externas e tem de se repetir o ensaio. Baixa coerência na anti-ressonância – normalmente irrelevante
  • 12. A função de transferência – a fase Nas frequências naturais, a fase da função de transferência muda muito depressa
  • 13. A função de transferência – outras aplicação da fase • Medição de fase sem necessidade de tacómetro • Verificação de desapertos • Confirmação de desalinhamentos • Confirmação de desequilíbrio • Forma de deteção operacional • Etc.
  • 14. Equilibragem no local Proteção de rolamentos Tecnologias corretivas Alinhamento de veios Calibração de cadeias de monitorização de vibrações
  • 15. Sistemas protetivos e preditivos Ex Meggitt Vibro-Meter® Transmissores de vibrações Monitorização permanente de vibrações Sistemas wireless Análise da assinatura de motores elétricos pela técnica do MCM Sistemas de monitorização permanente
  • 16. • Vibrometros • Analisadores de vibrações • Coletores de dados • Medidores de ultrassons • Sensores de vibrações Equipamentos portáteis
  • 17. Pode ver um artigo sobre este tema neste link www.DMC.com Analisador de vibrações
  • 18. PROGRAMA DE FORMAÇÃO 2020 Para mais informações ver www.dmc.pt
  • 19. OBRIGADO Esperamos que esta apresentação tenho sido interessante