SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
E-LEARNING

MODELOS CONTEMPORÂNEOS DE GESTÃO

   PROF. DR. EDUARDO MARÓSTICA



          André Martin
Introdução

Os micros são parte integrante de nossas vidas, ou melhor dizendo, são essenciais para o
nosso aprendizado. A maioria das pessoas acredita que os treinamentos baseados no
computador são inovações educacionais recentes. Entretanto, existem há cerca de 30
anos.

Hoje, a tecnologia é mais sofisticada e a Internet alterou, fundamentalmente, as
paisagens econômicas de maneira tão radical que agora é possível darem saltos
significativos na utilização da tecnologia para o aprendizado.

Há poucos anos apenas algumas pessoas tinham ouvido falar no termo e-learning. Mas,
aconteceu uma pequena revolução. Se antes fala-se em ensino com tecnologia, a palavra
hoje é treinamento on-line.

Aos poucos, a introdução do e-learning dentro de nossas casas, das empresas e das
próprias escolas e universidades adicionou um novo significado para o treinamento e as
possibilidades para entrega e formação de conhecimento.

Os cursos e treinamentos são disponibilizados num compasso acelerado na Rede e os
estudantes têm acesso a um novo mundo para a transferência de conhecimento.

A discussão foi ampliada e hoje a questão não é mais se as empresas implementarão o
aprendizado on-line, mas se elas o farão da maneira correta. Ter a tecnologia certa e
fornecer bons programas de aprendizado utilizando essa tecnologia é essencial, mas não
o suficiente.

Uma estratégia eficaz de ensino a distância deve ser mais que a própria tecnologia ou o
conteúdo que ela carrega. Também deve concentrar-se em fatores vitais para o sucesso,
que incluem a criação de uma cultura de aprendizado, a preparação de um suporte de
liderança real, o desenvolvimento de um modelo de negócio sustentável e o apoio de toda
a empresa às mudanças.

Uma coisa é certa: o e-learning veio para ficar.
e-Learning: O ensino do próximo milênio

O termo e-Learning é uma combinação ocorrida entre ensino com auxílio da tecnologia e
a educação à distância. Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para
o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning.

Sua chegada repentina adicionou novos significados para o treinamento e fez explodir as
possibilidades para difusão do conhecimento e da informação para os estudantes e, em
um compasso acelerado, abriu um novo mundo para a distribuição e o compartilhamento
de conhecimento, tornando-se também uma forma de democratizar o saber para as
camadas da população com acesso às novas tecnologias, propiciando a estas que o
conhecimento esteja disponível a qualquer tempo e hora e em qualquer lugar.

A fim de apoiar o processo, foram desenvolvidos os LMS’s (Learning Management
System), sistemas de gestão de ensino e aprendizagem na web. Softwares projetados
para atuarem como salas de aula virtuais, gerando várias possibilidades de interações
entre os seus participantes. Com o desenvolvimento da tecnologia na web, os processos
de interação em tempo real passaram a ser uma realidade, permitindo com que o aluno
tenha contato com o conhecimento, com o professor e com outros alunos, por meio de
uma sala de aula virtual.

A interatividade disponibilizada pelas redes de Internet, intranet, e pelos ambientes de
gestão, onde se situa o e-learning, segundo a corrente sócio-interacionista, passa a ser
encarada como um meio de comunicação entre aprendizes, orientadores e estes com o
meio. Partindo dessa premissa, é capaz de proporcionar interação nos seguintes níveis:

•      Aprendiz/Orientador;

•      Aprendiz/Conteúdo;

•      Aprendiz/Aprendiz;

•      Aprendiz/Ambiente.

Uma definição simples para e-learning seria o processo pelo qual o aluno aprende através
de conteúdos colocados no computador e/ou Internet e em que o professor, se existir,
está à distância utilizando a Internet como meio de comunicação (síncrono ou assíncrono)
podendo existir sessões presenciais intermédias.
Evolução do e-learning no mundo

O mercado mundial de e-Learning deve crescer de US$ 6.6 bilhões em 2002 para US$
23.7 bilhões em 2007, prevê o Grupo IDC. Segundo o instituto de pesquisas, a parcela do
mercado referente a conteúdos continuará sendo a maior oportunidade, e o maior
crescimento devem ser observados na área de serviços. O balanço foi feito no estudo
Begin Act II: Worldwide and U.S. Corporate e-Learning Forecast, 2002-2007, do IDC
Group.

Numa projeção classificada por alguns consultores internacionais como "otimista e irreal",
o órgão prevê um crescimento geral do e-Learning de 35% até 2007. Esta é a mesma
taxa fixada para os US$ 2.7 bilhões referentes ao segmento de conteúdos durante o
mesmo período. No segmento de serviços o crescimento esperado é de 41% (receitas de
US$ 1.3 bilhões no ano de 2002).

O instituto também acredita que conteúdos para habilidades nos negócios (que não
incluam treinamentos em IT) devem crescer por volta de 49%.


Enquanto isso, o mercado de infra-estrutura (LMS, e-Learning síncrono e demais
ferramentas) produziu receitas da ordem de US$ 690 milhões em 2002 e devem crescer a
um ritmo projetado de 33%. O IDC estima que os Estados Unidos ficaram com uma
parcela do mercado de US$ 5.2 bilhões em 2002.

Fonte: IDC Group
Evolução do e-learning no Brasil

A educação corporativa cresce a passos largos em todo o mundo e no Brasil. Prova
dessa demanda é o aumento no número de organizações que usam e-learning como
ferramenta de Tecnologia e Desenvolvimento. Em 2002, foram 258 empresas, enquanto
que em 2001 apenas 100 usavam a tecnologia, um aumento de mais de 100%.

E o mercado de e-learning cresce a passos largos. De um lado, temos as empresas que
se empenham em criar um diferencial em meio à concorrência, procurando qualificação
profissional. Do outro, especialistas em educação corporativa e universidades incluem em
seu catálogo de serviços o treinamento a distância, via Intranet ou Internet. Empresas de
tecnologia correm atrás desse filão. É a educação a distância que se consolida no país.

Os empresários querem garantir a competitividade no mercado e, para tanto, precisam
investir na atualização, treinamento e aperfeiçoamento constante de seus funcionários,
pré-condições para o desenvolvimento e a retenção de talentos.

A atual visão do empresariado gerou nos Estados Unidos uma enorme procura pelo
ensino à distância que, desde 1997, vem possibilitando a capacitação com eficácia e
baixo custo. No Brasil, só recentemente, empresas dos mais diversos setores,
preocupadas em promover o aprimoramento e motivação dos seus empregados, estão
descobrindo o treinamento pela Internet.

De olho nessa área, as companhias especializadas em ensino e em tecnologia correm
contra o tempo para adquirir conhecimentos e infra-estrutura para disponibilizar o serviço.
Os números levantados pelo International Data Corporation (IDC) comprovam a
tendência.

Quando foi lançado no mercado nacional, em 1999, o maior desafio do e-learning era a
resistência à mudança por parte das companhias e dos próprios funcionários. Em 2000,
ano que registrou significativos investimentos corporativos em novas tecnologias, o setor
movimentou R$ 10 milhões, valor ainda baixo se comparado a outros segmentos de
Tecnologia da Informação.

Aumenta cada vez mais o número de pessoas que buscam na Internet chances de
estudar e melhorar o currículo profissional. É o que constatou uma pesquisa realizada no
primeiro semestre de 2003 do portal webAula em sua base de quase 377 mil alunos
matriculados em seus 28 cursos de informática. Avaliando as estatísticas, a empresa
confirmou o que já percebia: a adesão aos cursos do portal cresce a cada dia.

Em São Paulo eram mais de 13 mil alunos em treinamento no portal, o que corresponde a
35,32% do total de internautas que acessam constantemente os cursos. Em segundo
lugar, aparecia Minas Gerais, com 13,16% dos quase 377 mil alunos. E no Rio de Janeiro,
mais de 40 mil internautas acessavam os cursos de informática diretamente do portal
webAula.

O que tem levado as empresas a usarem cada vez mais a educação corporativa como
parte do Treinamento dos seus funcionários? É simples:

   •   redução de custos de T&D - sem gastos com hotel, alimentação, transporte, etc;
•   agilizar lançamento de novo produto no mercado;
   •   melhorar utilização de produto já lançado.

Ou seja, as aplicações do e-learning não estão mais restritas aos treinamentos e cursos.
Logo, o EAD deve ser visto como uma ferramenta que agrega valor. E não deve ser
usado somente pelo setor de Recursos Humanos, já que pode ser parte da capacitação
dos negócios da empresa.
Pilares do e-learning

Viabilizar a educação a distância não depende apenas de um bom software que gerencie
os cursos e alunos. Além de um eficiente sistema de gerenciamento é necessário deter
conteúdos desenvolvidos com embasamento pedagógico e teoria específica. É
indispensável também expertise em gestão de cada curso, o que envolve profissionais de
recursos humanos, tutores e professores.

Projetos de e-learning requerem ainda a participação de uma equipe multidisciplinar onde
os clientes possam ter suporte de profissionais na área de tecnologia educacional, a
exemplo, pedagogos, conteudistas, designers instrucionais, revisores, coordenadores de
equipe, web designers, webmasters, equipe de gerência e administração de projetos,
ilustradores, programadores e analistas.

Por isso, costumamos dizer que os pilares do e-learning são tecnologia, conteúdo e
gestão e que a ausência de qualquer um desses elementos torna incompleto um projeto
de ensino a distância.
Vantagens

As empresas que apostam no e-learning contam com vantagens que só têm aumentado
em função dos avanços tecnológicos alcançados no setor nos últimos anos, a começar
pela economia de recursos antes alocados para infra-estrutura física e deslocamento de
pessoal até na melhoria da assimilação do conhecimento em função da interatividade que
só a ferramentas de ensino a distância podem proporcionar. As inúmeras vantagens que
intercalam o universo acima delineado podem ser resumidas nos seguintes itens:

- Rápida atualização dos conteúdos.

- Personalização dos conteúdos transmitidos.

- Facilidade de acesso e flexibilidade de horários.

- O ritmo de aprendizagem pode ser definido pelo próprio utilizador/formando.

- Disponibilidade permanente dos conteúdos da formação.

- Custos menores quando comparados à formação convencional.

- Redução do tempo necessário para o formando.

- Possibilidade de formação de um grande número de pessoas ao mesmo tempo.

- Diversificação da oferta de cursos.
Desvantagens

- A tecnofobia ainda está presente em significativa parcela da população.

- Necessidade de maior esforço para motivação dos alunos.

- Exigência de maior disciplina e auto-organização por parte do aluno.

- A criação e o preparação do curso on-line é, geralmente, mais demorada do que a da
formação.

- Não gera a possibilidade da existência de cumplicidades e vínculos relacionais, que
somente o processo de interação presencial permite.

- O custo de implementação da estrutura para o desenvolvimento programa de e-learning
é alto.

- Dificuldades técnicas relativas à Internet e à velocidade de transmissão de imagens e
vídeos.

- Limitações no desenvolvimento da socialização do aluno.

- Limitações em alcançar objetivos na área afetiva e de atitudes, pelo empobrecimento da
troca direta de experiência entre professor e aluno.
Conclusão



O E-learning passou a ser um aliado ao ambiente corporativo.

Além de um mastro para o alinhamento das estratégias da empresa, esse modelo permite
que todos os colaboradores tenham a oportunidade de crescer e de se desenvolver no
mercado em que está inserido.

Quem ganha com isso são os clientes, através de melhor atendimento às suas
necessidades, produtos e serviços.

O Brasil está cada vez mais se aprimorando nesse ramo, ano a ano é crescente sua
participação no e-learning.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caderno pedagógico informática
Caderno pedagógico informáticaCaderno pedagógico informática
Caderno pedagógico informáticaPMSJ
 
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariais
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariaisTICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariais
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariaisSilvia Cota
 
Um breve estudo sobre Ensino a Distância - EAD
Um breve estudo sobre Ensino a Distância  - EADUm breve estudo sobre Ensino a Distância  - EAD
Um breve estudo sobre Ensino a Distância - EADLasallecorreg
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...adrianafrancisca
 
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI?
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI? As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI?
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI? Elizabeth Fantauzzi
 
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professores
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professoresRecursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professores
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professoresAna Loureiro
 
Artigo vanilde figueiredo
Artigo vanilde figueiredoArtigo vanilde figueiredo
Artigo vanilde figueiredoVanilde Santos
 
Uso daTecnologia na educação
Uso daTecnologia na educaçãoUso daTecnologia na educação
Uso daTecnologia na educaçãoDéll Plens
 
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)Quem tem medo_da_ead_artigo (1)
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)Jones Cardoso
 
Elementos para criação de curso EAD
Elementos para criação de curso EADElementos para criação de curso EAD
Elementos para criação de curso EADJesus Rosa
 
Leidiana E Tiago
Leidiana E TiagoLeidiana E Tiago
Leidiana E Tiagoleidianasan
 
Tdic na prática docente ii
Tdic na prática docente   iiTdic na prática docente   ii
Tdic na prática docente iiEduardo Lima
 

Mais procurados (15)

Caderno pedagógico informática
Caderno pedagógico informáticaCaderno pedagógico informática
Caderno pedagógico informática
 
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariais
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariaisTICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariais
TICs na educação: o uso de tecnologias nas práticas pedagógicas empresariais
 
Um breve estudo sobre Ensino a Distância - EAD
Um breve estudo sobre Ensino a Distância  - EADUm breve estudo sobre Ensino a Distância  - EAD
Um breve estudo sobre Ensino a Distância - EAD
 
Lucas moreira 2018_dig_compedu
Lucas moreira 2018_dig_compeduLucas moreira 2018_dig_compedu
Lucas moreira 2018_dig_compedu
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
 
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI?
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI? As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI?
As 20 chaves Educativas para 2020. Como deveria ser a Educação o século XXI?
 
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professores
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professoresRecursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professores
Recursos Digitais em Educação: um caminho para a capacitação de professores
 
Artigo vanilde figueiredo
Artigo vanilde figueiredoArtigo vanilde figueiredo
Artigo vanilde figueiredo
 
Uso daTecnologia na educação
Uso daTecnologia na educaçãoUso daTecnologia na educação
Uso daTecnologia na educação
 
Ata
AtaAta
Ata
 
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)Quem tem medo_da_ead_artigo (1)
Quem tem medo_da_ead_artigo (1)
 
Elementos para criação de curso EAD
Elementos para criação de curso EADElementos para criação de curso EAD
Elementos para criação de curso EAD
 
Curso Redes Sociais
Curso Redes SociaisCurso Redes Sociais
Curso Redes Sociais
 
Leidiana E Tiago
Leidiana E TiagoLeidiana E Tiago
Leidiana E Tiago
 
Tdic na prática docente ii
Tdic na prática docente   iiTdic na prática docente   ii
Tdic na prática docente ii
 

Destaque

Conhecendo Ruby on Rails
Conhecendo Ruby on RailsConhecendo Ruby on Rails
Conhecendo Ruby on RailsLauro Caetano
 
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testes
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testesA evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testes
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testestaiseAssis
 
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADO
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADOREDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADO
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADOeyapur
 
DETENCION
DETENCIONDETENCION
DETENCIONuniacc
 
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAs
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAsComunicacióN Y Nuevas TecnologíAs
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAsJuliana silvamado
 
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?Covarrubias17
 
Diapositivas Derecho InformáTico Andrea Escurra
Diapositivas Derecho InformáTico   Andrea EscurraDiapositivas Derecho InformáTico   Andrea Escurra
Diapositivas Derecho InformáTico Andrea Escurraandrealorenae
 
Folia elimine gorduras localizadas
Folia elimine gorduras localizadasFolia elimine gorduras localizadas
Folia elimine gorduras localizadasFolia
 
Rubricando Una RúBrica
Rubricando Una RúBricaRubricando Una RúBrica
Rubricando Una RúBricasonia bufi
 
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...IPAE
 
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas Internet
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas InternetAmarillas Internet - Afiliados de Amarillas Internet
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas InternetAmarillas Internet
 
Amarillas Internet - Aval Institucional
Amarillas Internet - Aval InstitucionalAmarillas Internet - Aval Institucional
Amarillas Internet - Aval InstitucionalAmarillas Internet
 
Calculo y pago subvencion
Calculo y pago subvencionCalculo y pago subvencion
Calculo y pago subvencioneyapur
 
Revista Mundo Digital
Revista Mundo DigitalRevista Mundo Digital
Revista Mundo DigitalEdu11
 

Destaque (20)

Conhecendo Ruby on Rails
Conhecendo Ruby on RailsConhecendo Ruby on Rails
Conhecendo Ruby on Rails
 
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testes
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testesA evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testes
A evolucao no uso da metodologia agil e a cultura de testes
 
Deus
  Deus  Deus
Deus
 
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADO
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADOREDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADO
REDUCCION DE EMISIONES DE CO2 UTILIZANDO HORMIGON RECICLADO
 
Verdadeiro amor
Verdadeiro amorVerdadeiro amor
Verdadeiro amor
 
DETENCION
DETENCIONDETENCION
DETENCION
 
Vc ja disse eu te amo
Vc ja disse eu te amoVc ja disse eu te amo
Vc ja disse eu te amo
 
Informatica
InformaticaInformatica
Informatica
 
A vida
A vidaA vida
A vida
 
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAs
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAsComunicacióN Y Nuevas TecnologíAs
ComunicacióN Y Nuevas TecnologíAs
 
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?
21 de diciembre de 2012... ¿Mito o realidad?
 
Amigo de verdade
Amigo de verdadeAmigo de verdade
Amigo de verdade
 
Diapositivas Derecho InformáTico Andrea Escurra
Diapositivas Derecho InformáTico   Andrea EscurraDiapositivas Derecho InformáTico   Andrea Escurra
Diapositivas Derecho InformáTico Andrea Escurra
 
Folia elimine gorduras localizadas
Folia elimine gorduras localizadasFolia elimine gorduras localizadas
Folia elimine gorduras localizadas
 
Rubricando Una RúBrica
Rubricando Una RúBricaRubricando Una RúBrica
Rubricando Una RúBrica
 
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...
'Institucionalidad, la diferencia hacia el desarrollo' Patricia Teullet CADE ...
 
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas Internet
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas InternetAmarillas Internet - Afiliados de Amarillas Internet
Amarillas Internet - Afiliados de Amarillas Internet
 
Amarillas Internet - Aval Institucional
Amarillas Internet - Aval InstitucionalAmarillas Internet - Aval Institucional
Amarillas Internet - Aval Institucional
 
Calculo y pago subvencion
Calculo y pago subvencionCalculo y pago subvencion
Calculo y pago subvencion
 
Revista Mundo Digital
Revista Mundo DigitalRevista Mundo Digital
Revista Mundo Digital
 

Semelhante a E-learning: O ensino do próximo milênio

Raio X Do E Learning
Raio X Do E LearningRaio X Do E Learning
Raio X Do E Learningguestb9e801
 
Apresentacao Atrajetoria
Apresentacao AtrajetoriaApresentacao Atrajetoria
Apresentacao AtrajetoriaFatima Melca
 
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
Um breve estudo sobre ensino à distância   eadUm breve estudo sobre ensino à distância   ead
Um breve estudo sobre ensino à distância eadtcelribeiro
 
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
Um breve estudo sobre ensino à distância   eadUm breve estudo sobre ensino à distância   ead
Um breve estudo sobre ensino à distância eadtcelribeiro
 
Artigo implantacao ead corporatio
Artigo   implantacao ead corporatioArtigo   implantacao ead corporatio
Artigo implantacao ead corporatioJose Rudy
 
A sociedade da_informacao_professores
A sociedade da_informacao_professoresA sociedade da_informacao_professores
A sociedade da_informacao_professoresNuno Cardoso
 
Ti na educação
Ti na educaçãoTi na educação
Ti na educaçãoMatheusjp99
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...adrianafrancisca
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...adrianafrancisca
 
Equipe Emerson Azevedo Marcio
Equipe Emerson Azevedo MarcioEquipe Emerson Azevedo Marcio
Equipe Emerson Azevedo MarcioEMAAULAS
 
Livro Verde: Educação na Sociedade Informação
Livro Verde: Educação na Sociedade InformaçãoLivro Verde: Educação na Sociedade Informação
Livro Verde: Educação na Sociedade InformaçãoLucila Pesce
 
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa Catarina
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa CatarinaMapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa Catarina
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa CatarinaSecovi-SC
 
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation OneIgla Generoso
 
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdf
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdfLucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdf
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdfAmélia Magalhães
 
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...François Dessoles
 

Semelhante a E-learning: O ensino do próximo milênio (20)

Raio X Do E Learning
Raio X Do E LearningRaio X Do E Learning
Raio X Do E Learning
 
Apresentacao Atrajetoria
Apresentacao AtrajetoriaApresentacao Atrajetoria
Apresentacao Atrajetoria
 
Artigo
Artigo Artigo
Artigo
 
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
Um breve estudo sobre ensino à distância   eadUm breve estudo sobre ensino à distância   ead
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
 
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
Um breve estudo sobre ensino à distância   eadUm breve estudo sobre ensino à distância   ead
Um breve estudo sobre ensino à distância ead
 
TI na Educação
TI na EducaçãoTI na Educação
TI na Educação
 
Artigo implantacao ead corporatio
Artigo   implantacao ead corporatioArtigo   implantacao ead corporatio
Artigo implantacao ead corporatio
 
A sociedade da_informacao_professores
A sociedade da_informacao_professoresA sociedade da_informacao_professores
A sociedade da_informacao_professores
 
1423 seget
1423 seget1423 seget
1423 seget
 
Ti na educação
Ti na educaçãoTi na educação
Ti na educação
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
 
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...Texto  comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
Texto comunicação e tecnologia em supervisão pedagógica ...
 
Equipe Emerson Azevedo Marcio
Equipe Emerson Azevedo MarcioEquipe Emerson Azevedo Marcio
Equipe Emerson Azevedo Marcio
 
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
 
Livro Verde: Educação na Sociedade Informação
Livro Verde: Educação na Sociedade InformaçãoLivro Verde: Educação na Sociedade Informação
Livro Verde: Educação na Sociedade Informação
 
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa Catarina
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa CatarinaMapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa Catarina
Mapeamento das empresas com soluções educacionais em Santa Catarina
 
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One
[Professores] Sinergia entre Universidades e o Digital Innovation One
 
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdf
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdfLucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdf
Lucas_Moreira_2018_DigCompEdu.pdf
 
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...
PROJETO NUCLEAÇÃO EM TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO AMBI...
 
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdfEbook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
Ebook_APDZ_CLIPESCOLA_V4.pdf
 

E-learning: O ensino do próximo milênio

  • 1. E-LEARNING MODELOS CONTEMPORÂNEOS DE GESTÃO PROF. DR. EDUARDO MARÓSTICA André Martin
  • 2. Introdução Os micros são parte integrante de nossas vidas, ou melhor dizendo, são essenciais para o nosso aprendizado. A maioria das pessoas acredita que os treinamentos baseados no computador são inovações educacionais recentes. Entretanto, existem há cerca de 30 anos. Hoje, a tecnologia é mais sofisticada e a Internet alterou, fundamentalmente, as paisagens econômicas de maneira tão radical que agora é possível darem saltos significativos na utilização da tecnologia para o aprendizado. Há poucos anos apenas algumas pessoas tinham ouvido falar no termo e-learning. Mas, aconteceu uma pequena revolução. Se antes fala-se em ensino com tecnologia, a palavra hoje é treinamento on-line. Aos poucos, a introdução do e-learning dentro de nossas casas, das empresas e das próprias escolas e universidades adicionou um novo significado para o treinamento e as possibilidades para entrega e formação de conhecimento. Os cursos e treinamentos são disponibilizados num compasso acelerado na Rede e os estudantes têm acesso a um novo mundo para a transferência de conhecimento. A discussão foi ampliada e hoje a questão não é mais se as empresas implementarão o aprendizado on-line, mas se elas o farão da maneira correta. Ter a tecnologia certa e fornecer bons programas de aprendizado utilizando essa tecnologia é essencial, mas não o suficiente. Uma estratégia eficaz de ensino a distância deve ser mais que a própria tecnologia ou o conteúdo que ela carrega. Também deve concentrar-se em fatores vitais para o sucesso, que incluem a criação de uma cultura de aprendizado, a preparação de um suporte de liderança real, o desenvolvimento de um modelo de negócio sustentável e o apoio de toda a empresa às mudanças. Uma coisa é certa: o e-learning veio para ficar.
  • 3. e-Learning: O ensino do próximo milênio O termo e-Learning é uma combinação ocorrida entre ensino com auxílio da tecnologia e a educação à distância. Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning. Sua chegada repentina adicionou novos significados para o treinamento e fez explodir as possibilidades para difusão do conhecimento e da informação para os estudantes e, em um compasso acelerado, abriu um novo mundo para a distribuição e o compartilhamento de conhecimento, tornando-se também uma forma de democratizar o saber para as camadas da população com acesso às novas tecnologias, propiciando a estas que o conhecimento esteja disponível a qualquer tempo e hora e em qualquer lugar. A fim de apoiar o processo, foram desenvolvidos os LMS’s (Learning Management System), sistemas de gestão de ensino e aprendizagem na web. Softwares projetados para atuarem como salas de aula virtuais, gerando várias possibilidades de interações entre os seus participantes. Com o desenvolvimento da tecnologia na web, os processos de interação em tempo real passaram a ser uma realidade, permitindo com que o aluno tenha contato com o conhecimento, com o professor e com outros alunos, por meio de uma sala de aula virtual. A interatividade disponibilizada pelas redes de Internet, intranet, e pelos ambientes de gestão, onde se situa o e-learning, segundo a corrente sócio-interacionista, passa a ser encarada como um meio de comunicação entre aprendizes, orientadores e estes com o meio. Partindo dessa premissa, é capaz de proporcionar interação nos seguintes níveis: • Aprendiz/Orientador; • Aprendiz/Conteúdo; • Aprendiz/Aprendiz; • Aprendiz/Ambiente. Uma definição simples para e-learning seria o processo pelo qual o aluno aprende através de conteúdos colocados no computador e/ou Internet e em que o professor, se existir, está à distância utilizando a Internet como meio de comunicação (síncrono ou assíncrono) podendo existir sessões presenciais intermédias.
  • 4. Evolução do e-learning no mundo O mercado mundial de e-Learning deve crescer de US$ 6.6 bilhões em 2002 para US$ 23.7 bilhões em 2007, prevê o Grupo IDC. Segundo o instituto de pesquisas, a parcela do mercado referente a conteúdos continuará sendo a maior oportunidade, e o maior crescimento devem ser observados na área de serviços. O balanço foi feito no estudo Begin Act II: Worldwide and U.S. Corporate e-Learning Forecast, 2002-2007, do IDC Group. Numa projeção classificada por alguns consultores internacionais como "otimista e irreal", o órgão prevê um crescimento geral do e-Learning de 35% até 2007. Esta é a mesma taxa fixada para os US$ 2.7 bilhões referentes ao segmento de conteúdos durante o mesmo período. No segmento de serviços o crescimento esperado é de 41% (receitas de US$ 1.3 bilhões no ano de 2002). O instituto também acredita que conteúdos para habilidades nos negócios (que não incluam treinamentos em IT) devem crescer por volta de 49%. Enquanto isso, o mercado de infra-estrutura (LMS, e-Learning síncrono e demais ferramentas) produziu receitas da ordem de US$ 690 milhões em 2002 e devem crescer a um ritmo projetado de 33%. O IDC estima que os Estados Unidos ficaram com uma parcela do mercado de US$ 5.2 bilhões em 2002. Fonte: IDC Group
  • 5. Evolução do e-learning no Brasil A educação corporativa cresce a passos largos em todo o mundo e no Brasil. Prova dessa demanda é o aumento no número de organizações que usam e-learning como ferramenta de Tecnologia e Desenvolvimento. Em 2002, foram 258 empresas, enquanto que em 2001 apenas 100 usavam a tecnologia, um aumento de mais de 100%. E o mercado de e-learning cresce a passos largos. De um lado, temos as empresas que se empenham em criar um diferencial em meio à concorrência, procurando qualificação profissional. Do outro, especialistas em educação corporativa e universidades incluem em seu catálogo de serviços o treinamento a distância, via Intranet ou Internet. Empresas de tecnologia correm atrás desse filão. É a educação a distância que se consolida no país. Os empresários querem garantir a competitividade no mercado e, para tanto, precisam investir na atualização, treinamento e aperfeiçoamento constante de seus funcionários, pré-condições para o desenvolvimento e a retenção de talentos. A atual visão do empresariado gerou nos Estados Unidos uma enorme procura pelo ensino à distância que, desde 1997, vem possibilitando a capacitação com eficácia e baixo custo. No Brasil, só recentemente, empresas dos mais diversos setores, preocupadas em promover o aprimoramento e motivação dos seus empregados, estão descobrindo o treinamento pela Internet. De olho nessa área, as companhias especializadas em ensino e em tecnologia correm contra o tempo para adquirir conhecimentos e infra-estrutura para disponibilizar o serviço. Os números levantados pelo International Data Corporation (IDC) comprovam a tendência. Quando foi lançado no mercado nacional, em 1999, o maior desafio do e-learning era a resistência à mudança por parte das companhias e dos próprios funcionários. Em 2000, ano que registrou significativos investimentos corporativos em novas tecnologias, o setor movimentou R$ 10 milhões, valor ainda baixo se comparado a outros segmentos de Tecnologia da Informação. Aumenta cada vez mais o número de pessoas que buscam na Internet chances de estudar e melhorar o currículo profissional. É o que constatou uma pesquisa realizada no primeiro semestre de 2003 do portal webAula em sua base de quase 377 mil alunos matriculados em seus 28 cursos de informática. Avaliando as estatísticas, a empresa confirmou o que já percebia: a adesão aos cursos do portal cresce a cada dia. Em São Paulo eram mais de 13 mil alunos em treinamento no portal, o que corresponde a 35,32% do total de internautas que acessam constantemente os cursos. Em segundo lugar, aparecia Minas Gerais, com 13,16% dos quase 377 mil alunos. E no Rio de Janeiro, mais de 40 mil internautas acessavam os cursos de informática diretamente do portal webAula. O que tem levado as empresas a usarem cada vez mais a educação corporativa como parte do Treinamento dos seus funcionários? É simples: • redução de custos de T&D - sem gastos com hotel, alimentação, transporte, etc;
  • 6. agilizar lançamento de novo produto no mercado; • melhorar utilização de produto já lançado. Ou seja, as aplicações do e-learning não estão mais restritas aos treinamentos e cursos. Logo, o EAD deve ser visto como uma ferramenta que agrega valor. E não deve ser usado somente pelo setor de Recursos Humanos, já que pode ser parte da capacitação dos negócios da empresa.
  • 7. Pilares do e-learning Viabilizar a educação a distância não depende apenas de um bom software que gerencie os cursos e alunos. Além de um eficiente sistema de gerenciamento é necessário deter conteúdos desenvolvidos com embasamento pedagógico e teoria específica. É indispensável também expertise em gestão de cada curso, o que envolve profissionais de recursos humanos, tutores e professores. Projetos de e-learning requerem ainda a participação de uma equipe multidisciplinar onde os clientes possam ter suporte de profissionais na área de tecnologia educacional, a exemplo, pedagogos, conteudistas, designers instrucionais, revisores, coordenadores de equipe, web designers, webmasters, equipe de gerência e administração de projetos, ilustradores, programadores e analistas. Por isso, costumamos dizer que os pilares do e-learning são tecnologia, conteúdo e gestão e que a ausência de qualquer um desses elementos torna incompleto um projeto de ensino a distância.
  • 8. Vantagens As empresas que apostam no e-learning contam com vantagens que só têm aumentado em função dos avanços tecnológicos alcançados no setor nos últimos anos, a começar pela economia de recursos antes alocados para infra-estrutura física e deslocamento de pessoal até na melhoria da assimilação do conhecimento em função da interatividade que só a ferramentas de ensino a distância podem proporcionar. As inúmeras vantagens que intercalam o universo acima delineado podem ser resumidas nos seguintes itens: - Rápida atualização dos conteúdos. - Personalização dos conteúdos transmitidos. - Facilidade de acesso e flexibilidade de horários. - O ritmo de aprendizagem pode ser definido pelo próprio utilizador/formando. - Disponibilidade permanente dos conteúdos da formação. - Custos menores quando comparados à formação convencional. - Redução do tempo necessário para o formando. - Possibilidade de formação de um grande número de pessoas ao mesmo tempo. - Diversificação da oferta de cursos.
  • 9. Desvantagens - A tecnofobia ainda está presente em significativa parcela da população. - Necessidade de maior esforço para motivação dos alunos. - Exigência de maior disciplina e auto-organização por parte do aluno. - A criação e o preparação do curso on-line é, geralmente, mais demorada do que a da formação. - Não gera a possibilidade da existência de cumplicidades e vínculos relacionais, que somente o processo de interação presencial permite. - O custo de implementação da estrutura para o desenvolvimento programa de e-learning é alto. - Dificuldades técnicas relativas à Internet e à velocidade de transmissão de imagens e vídeos. - Limitações no desenvolvimento da socialização do aluno. - Limitações em alcançar objetivos na área afetiva e de atitudes, pelo empobrecimento da troca direta de experiência entre professor e aluno.
  • 10. Conclusão O E-learning passou a ser um aliado ao ambiente corporativo. Além de um mastro para o alinhamento das estratégias da empresa, esse modelo permite que todos os colaboradores tenham a oportunidade de crescer e de se desenvolver no mercado em que está inserido. Quem ganha com isso são os clientes, através de melhor atendimento às suas necessidades, produtos e serviços. O Brasil está cada vez mais se aprimorando nesse ramo, ano a ano é crescente sua participação no e-learning.