Introducao a Redes de Computadores

6.790 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.790
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
117
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
255
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Introducao a Redes de Computadores

    1. 1. Redes de Computadores 2º Semestre 2000-01 Prof. Carlos P. Caldeira Email: ccaldeira@di.uevora.pt
    2. 2. O que vão aprender? <ul><li>Muita terminologia </li></ul><ul><li>Aspectos básicos de comunicações </li></ul><ul><li>Tecnologias de Redes </li></ul><ul><li>Introdução ao desenho de redes </li></ul>
    3. 3. O que NÃO vão aprender! <ul><li>Sistemas operativos de rede </li></ul><ul><li>Como configurar e operar equipamentos específicos </li></ul><ul><li>Como desenhar e implementar software de redes </li></ul>
    4. 4. Qual será a melhor maneira?
    5. 5. <ul><li>O tema de Redes de Computadores é </li></ul><ul><ul><li>diferentes tipos de tecnologias (hardware) </li></ul></ul><ul><ul><li>distintos sistemas de software </li></ul></ul><ul><ul><li>todos eles podem ser ligados numa internet </li></ul></ul><ul><li>Não há nenhuma teoria de base </li></ul><ul><li>A terminologia é confusa </li></ul><ul><ul><li>académica </li></ul></ul><ul><ul><li>indústria </li></ul></ul><ul><ul><li>novos termos são inventados diariamente </li></ul></ul>Qual será a melhor maneira? complexo
    6. 6. Qual será a melhor maneira? <ul><li>Vamos concentrar-nos em abstrações e conceitos para tentar “desvendar” a complexidade das redes. Exemplos: </li></ul><ul><ul><li>tipos de cablagem em vez de detalhes excessivos sobre a transmissão de dados; </li></ul></ul><ul><ul><li>definição do conceito de congestão, em vez de abordar os mecanismos intrínsecos sobre o controlo de congestão </li></ul></ul>
    7. 7. <ul><li>Livro: </li></ul><ul><li>Tanenbaum, A. 1996. Computer Networks. 3ª edição. </li></ul><ul><li> Prentice-Hall. </li></ul><ul><li>Internet </li></ul>Textos de Apoio
    8. 8. Tecnologias <ul><li>1700’s - mecânica </li></ul><ul><li>1800’s - máquina a vapor </li></ul><ul><li>1900’s - processamento de dados </li></ul>
    9. 9. Evolução Histórica <ul><li>Computadores centrais isolados </li></ul><ul><li>Necessidade de um computador ter acesso a informação produzida noutro </li></ul><ul><li>Redes experimentais (ARPANET) </li></ul><ul><li>Avanços nas telecomunicações </li></ul><ul><li>Avanços na tecnologia dos processadores (década de 1980’s - microprocessadores) </li></ul>
    10. 10. ARPA net <ul><li>Advanced Research Projects Agency - projectou a ligação entre computadores de investigadores </li></ul><ul><li>Adoptou nova technologia: </li></ul><ul><ul><li>Packet switching </li></ul></ul><ul><ul><li>Internetworking </li></ul></ul><ul><li>O resultado foi um “sistema” (uma internetwork ) de tipo novo que possibilitou a partilha de recursos dispendiosos e a comunicação </li></ul>
    11. 11. “ Estrutura” da Internet <ul><li>Descentralizada </li></ul><ul><li>Não existência de um único ponto de controlo </li></ul><ul><li>Depende dos RFCs e da “boa vontade” </li></ul><ul><li>Rejeita-se: reis, presidentes e votações. Acredita-se num consenso ( bruto ) e nos programas em funcionamento </li></ul>
    12. 12. “ Volume” da Internet
    13. 13. Normalização <ul><li>De Jure De Facto </li></ul><ul><li>Necessidade </li></ul><ul><li>Evitar a multiplicação de protocolos incompatíveis </li></ul><ul><li>Criar plataforma de entendimento de conceitos </li></ul><ul><li>Vantagens </li></ul><ul><li>Independência sobre os fabricantes </li></ul><ul><li>Investimento a longo prazo </li></ul><ul><li>Desvantagens </li></ul><ul><li>Processo moroso e pesado </li></ul><ul><li>Soluções propostas nem sempre são as óptimas </li></ul>
    14. 14. Actividades de Normalização <ul><li>Internacional </li></ul><ul><ul><li>ISO ( International Organization for Standardization ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Internet Society ( RFC - Request for Comments ) </li></ul></ul><ul><li>Regional </li></ul><ul><ul><li>CEN ( Comité Européen de Normalization ) </li></ul></ul><ul><li>Nacional </li></ul><ul><ul><li>ANSI ( American National Standards Institute ) </li></ul></ul><ul><ul><li>DIN ( Deutsche Institute fur Normung ) </li></ul></ul>
    15. 15. O que é uma rede de computadores? <ul><li>Um conjunto de hardware de transmissão, computadores e protocolos </li></ul><ul><li>Possibilita a efectivação de comunicações que são: </li></ul><ul><ul><li>Fiáveis </li></ul></ul><ul><ul><li>Eficientes </li></ul></ul><ul><ul><li>Livres de erros </li></ul></ul>
    16. 16. Redes de Computadores vs. Sistemas Distribuídos O utilizador toma a decisão O SO toma a decisão
    17. 17. Modelo cliente-servidor Utilização das Redes
    18. 18. Utilização das Redes Redes para as Pessoas <ul><li>Acesso a informação remota </li></ul><ul><ul><li>World Wide Web </li></ul></ul><ul><li>Comunicação pessoal </li></ul><ul><ul><li>Correio electrónico, ICQ, Videoconferência </li></ul></ul><ul><li>Diversão interactiva </li></ul><ul><ul><li>Jogos, Pay... </li></ul></ul>
    19. 19. Dois tipos de tecnologia de transmissão <ul><li>Broadcast (difusão) </li></ul><ul><li>Point to point (p2p; ponto a ponto) </li></ul>
    20. 20. Ligação partilhada (c/ ou s/ fios) Broadcast
    21. 21. Broadcast <ul><li>Como a TV </li></ul><ul><li>Um único e partilhado canal de comunicação </li></ul><ul><li>Os pacotes são transmitidos </li></ul><ul><li>Os pacotes têm endereços </li></ul><ul><li>As máquinas verificam os endereços e </li></ul><ul><li>ignoram-nos se não forem para si </li></ul>
    22. 22. Broadcast <ul><li>“ Falar” para todas as máquinas: broadcasting </li></ul><ul><li>Possibilidade de “falar” a um sub-conjunto de computadores (toda a subnet) </li></ul><ul><ul><li>Multicasting </li></ul></ul><ul><li>Alocação estática ou dinâmica </li></ul><ul><ul><li>Estática: time slot </li></ul></ul><ul><ul><li>Dinâmica: request and release </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Centralizada ou descentralizada </li></ul></ul></ul>
    23. 23. Ponto-a-Ponto (p2p) Ligação ponto-a-ponto
    24. 24. Point to point <ul><li>Comunicação entre duas máquinas </li></ul><ul><li>Uma única fonte e destino </li></ul><ul><li>As LANs utilizam usualmente a tencologia de broadcast, as redes de âmbito mais alargado são do tipo p2p </li></ul>
    25. 25. Classificação pela Área
    26. 26. LAN - Local area networks <ul><li>Menos de 2 Km </li></ul><ul><li>Por vezes um único cabo </li></ul><ul><li>10 - 100 Mbps </li></ul><ul><li>Topologia em bus, ring ou … </li></ul>
    27. 27. Topologias
    28. 28. Bus <ul><li>Só uma máquina pode transmitir em cada momento </li></ul><ul><li>Existência de um mecanismo de controlo </li></ul><ul><ul><li>Centralizado ou não </li></ul></ul><ul><li>Ethernet é uma rede broadcast de tipo bus com controlo descentralizado @ 10 or 100 Mbps </li></ul><ul><li>IEEE 802.3 </li></ul>
    29. 29. MAN - Metropolitan area networks <ul><li>Redes de área metropolitana </li></ul><ul><li>Um ou dois cabos </li></ul><ul><li>Não existem elementos de switching </li></ul>
    30. 30. WAN - Wide area networks <ul><li>Linhas de transmissão </li></ul><ul><ul><li>Circuitos </li></ul></ul><ul><li>Elementos de switching (re-encaminhamento) </li></ul><ul><ul><li>Conectam duas ou mais linhas de transmissão </li></ul></ul><ul><ul><li>O endereço do destinatário diz para onde vai o pacote </li></ul></ul>
    31. 32. WANs <ul><li>Subnet </li></ul><ul><ul><li>Palavra com duplo sentido </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Originalmente era um grupo de routers e linhas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Presentemente também significa um </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>subgrupo de endereços de rede </li></ul></ul></ul><ul><li>A maior parte das WANs são conjuntos de linhas telefónicas que terminam em routers </li></ul>
    32. 33. WANs <ul><li>Cada pacote (packet) segue através de routers </li></ul><ul><li>P2p, guarda e re-envia, packet-switched </li></ul><ul><li>A topologia das WANs é usualmente irregular </li></ul>
    33. 35. Tipos de Redes
    34. 36. Interligação de Redes

    ×