Impactos da Tecnologia

5.484 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.484
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
103
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impactos da Tecnologia

  1. 1. Os impactos da tecnologia na sala de aula Carla Cristina Braz de Oliveira Cáceres - 2012
  2. 2. Definição:Bastos (1998) define tecnologia como sendoqualquer componente material criado pelo homempara facilitar a vida em sociedade.
  3. 3. Para Kenski (2007) a Tecnologia esteve presente em todo processohistórico da humanidade como fator que proporcionou odesenvolvimento do homem: Nômades; Sedentarização; Criação da Escrita; Atualidade: Era Digital. 3ª Revolução Industrial : A Revolução da Inteligência segundo Nogueira (1999); A expressão “aldeia global” já demonstra como essa influência, principalmente cibernética, está servindo para romper com padrões e valores.
  4. 4.  Quando se fala a respeito de Tecnologia na Educação há uma visão limitada pelas pessoas; A Escola durante muito tempo utilizou o modelo tradicional de ensino com as tecnologias; Em um ambiente favorável estas tecnologias se tornam um mecanismo a mais para facilitar o aprendizado do aluno.
  5. 5.  Os avanços da tecnologia e o advento da internet trouxeram impactos inimagináveis para a sociedade. Estamos diante de uma sociedade conectada, com e- mails, celulares, palms, chats, buscadores de informação, sites de notícia, comunidades online, sms, messenger, voip e outras ferramentas que até pouco tempo não faziam parte de nossa rotina diária de trabalho e lazer.
  6. 6. Schaff (1990), ao analisar os impactos das novas tecnologias nasociedade moderna, afirma que tais impactos seriampercebidos, principalmente, no campo do trabalho e, em especial, noda educação. Quando focamos os impactos dos recursos tecnológicos na educação, mais especificamente no cotidiano da sala de aula, verificamos situações paradoxais: de um lado, espanto e aceitação diante da tecnologia e, de outro, um “clamor” contra, como se ela fosse responsável por todos os males da humanidade. Ou mesmo, situações em que existe uma visão dialética na utilização de tais recursos (LOUZADA, 2001).
  7. 7.  As Tecnologias, de fato, são redutoras das distâncias; entretanto, elas precisam ser discutidas amplamente, quando se deseja inseri-las na educação; poderão significar mais um mecanismo de exclusão daqueles que já o são socialmente; o problema está em introduzir um novo tipo de exclusão: a digital. “A escola tem um grande papel a desempenhar naconstrução de relações mais igualitárias quanto ao acesso dasnovas gerações às inovações técnicas” (Barreto, 2001, p.69).
  8. 8. Já segundo Altoé (2008) o impacto das novastecnologias tem provocado mudanças na educação. Dessa forma, a integração de novas mídiascomo televisão, computadores e Internet já não sãomais vistos como uma novidade estranha dentro doâmbito escolar. Pelo contrário contribui para acriação de novas estratégias deensino, aprendizagem e auto-capacitação.
  9. 9.  A elaboração de qualquer linha política de utilização da tecnologia na educação, especificamente no cotidiano da sala de aula, não deve perder de vista as constantes lutas pela democratização da escola, pela valorização do professor e outras posturas educacionais. “...revolução tecnológica está acontecendo e modificando nossas vidas à revelia de nossa vontade ou participação. E a negação de participar dessa revolução significará ser arrastados por seus resultados. Assim, participar não significa querer barrar ou aderir a esse processo, que é irreversível, mas entender o que está acontecendo e propor alternativas que conduzam à participação efetiva da sociedade como um todo para que se consiga interferir diretamente nos possíveis rumos futuros dessa revolução” (LOUZADA, 2001).
  10. 10.  Deve contemplar o saber reflexivo, conjugado com o saber prático, como forma de superar o status de semiprofissão; É importante assegurar o espaço do professor, garantindo- lhe o direito de voz no contexto da escola e da sociedade; Levará à reconstrução e/ou construção de paradigmas e à reestruturação curricular dos cursos, Libâneo (2001) identifica que o professor deve reconhecer e adotar em seu currículo o impacto das novas tecnologias da comunicação e informação na sala de aula.
  11. 11. • BASTOS, João Augusto de Souza. Educação Tecnológica: Conceitos, Características e Perspectivas. Revista Tecnologia e Interação. Curitiba: CEFET, 1998.• BARRETO, Raquel Goulart (org.). Tecnologias educacionais e educação a distância: avaliando políticas e práticas.Rio de Janeiro: Quartet, 2001. KENSKI, Vani Moreira. Educação e Tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas, SP: Papirus, 2007. LIBÂNEO, José Carlos. Adeus professor, adeus professora?: novas exigências educacionais e profissão docente. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001. LOUZADA, Isabel Cristina. Impactos e Possibilidades das Tecnologias no Contexto Educacional. Florianópolis, 2001 NOGUEIRA, L. L. Educação a distância. In: EDUCAÇÃO a distância: eixo temático 1: educação a distância no contexto global. Brasília: Universa, 1999. p. 75-99. SCHAFF, A. A sociedade informática. São Paulo: Unesp, 1990.

×