A carta de bezerra de menezes

4.997 visualizações

Publicada em

mensagem em PPs.

Publicada em: Espiritual
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.997
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A carta de bezerra de menezes

  1. 1. Cardosinho Slides Apresenta Carta de Bezerra de Menezes Transição automática,não clique
  2. 2. A família de Bezerra de Menezes escandalizou-se ao saber que ele tornara-se Espírita. Escreveram, então, uma carta onde o acusavam de se entregar à religião dos demônios. Bezerra respondeu com uma argumentação incrível onde usava a prece 'Credo' (Creio em Deus pai todo poderoso) como argumento, porém de forma diferente. modificando algumas palavras. Credo - Bezerra de Menezes
  3. 3. Creio em Deus Pai todo poderoso, criador do céu e da terra, creio em Jesus Cristo Seu direto filho, nosso senhor e redentor. Creio que a igreja foi constituída por ele para ensinar a sua santa doutrina e que é assistida pelo Espírito santo nesse santíssimo mistério. Creio na comunhão dos santos, na ressurreição da carne, na vida eterna, não creio na lenda de anjos decaídos, por que crer nisso, valeria por negar a onipotência e onisciência do Senhor.
  4. 4. Não creio que o mal possa vencer o bem eternizando-se como este no reino de Satanás, não creio que o espírito criado pelo senhor possa fazer lhe frente resistir-lhe e destruir os planos e ver que o senhor permita isso, servindo-se do rebelde para castigar o rebelde por que nesse caso Deus não criou o homem para o bem e felicidade. Não creio em penas eternas por que Deus é Pai, não creio na infalibilidade do Papa por que assim teríamos um Deus no céu e outro na terra, e a comunhão dos santos significa para mim a comunhão dos espíritos. Eis o meu Credo e digo-lhe que tenho fé viva e esperançosa, esperança firme de subir com ele à sociedade de Deus na eternidade.
  5. 5. Pouco nos resta de vida, a mim e a você, pouco nos falta para nos encontrarmos quando livres da obsessão da carne possamos conhecer se tenho ou não razão. Paz e amor em Jesus Cristo nosso senhor. Adolfo Bezerra de Menezes Dizeres da carta enviada a seu irmão, no documentário sobre a vida do espírita. Adolfo Bezerra de Menezes ( * 29 de agosto 1831 - † 11 de abril 1900, as 11:30 ) Muita Paz e Luz a todos!
  6. 6. Ainda mesmo nos dias em que a lágrima seja a única presença em nosso coração para o trabalho a fazer, abençoa e auxilia sempre, porque abençoando e auxiliando estaremos, em toda a parte, com o auxílio e com a benção de Deus. Bezerra de Menezes Música*Luz Sagrada—( Áurio Corá ) Texto*Bezerra de Menezes Formatação*Carlos Roberto 11/03/2010 [email_address]

×