O passado do meio local - Lousã

721 visualizações

Publicada em

Passado da Lousã - breve análise

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
184
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O passado do meio local - Lousã

  1. 1. O Passado do Meio Local VILA DA LOUSÃ
  2. 2. ORIGEM da LOUSÃ A origem da vila da Lousã está ligada à ocupação romana. São muitos os vestígios desta época que chegaram até nós, como pedras tumulares, moedas, tijolos, telhas, peças de metal e vidro. A vila da Lousã provavelmente teve origem ainda nos tempos de ocupação muçulmana. Diz a lenda que um rei teria mandado erguer o castelo para proteger a sua filha Peralta, pois precisaria ir para o Norte da África em busca de reforços para combater as tropas cristãs. O nome deste rei seria Arunce, e em sua homenagem tanto a povoação quanto o castelo tiveram o nome de Arouce. Em 1151, o castelo recebeu foral. Em 25 de Outubro de 1513 o foral foi renovado por D. Manuel I (o documento original deste foral encontra-se no Museu Municipal). Foi no decorrer do século XVIII que a Lousã se transformou numa localidade ainda mais rica e próspera. As famílias nobres efetuaram muitas construções com traçado fino. Ainda hoje, se mantêm muitas dessas casas de amplas fachadas, de belas cantarias e portais trabalhados onde se destacam os brasões das famílias.
  3. 3. LENDA Salão Nobre Princesa Peralta e o Rei
  4. 4. MONUMENTOS Castelo Pelourinho Igreja Matriz Santuário da  Senhora da         Piedade          Misericórdia Palácio dos Salazares
  5. 5. ARTESANATO *as cerâmicas *os quadros criados imitando as  casas de xisto da Serra da Lousã.
  6. 6. Personalidades José Cardoso Alcino Simões Lopes 1894-01-01 1980-01-01 Médico benemérito da população da Lousã.  Era considerado o médico dos pobres. 1885-01-01 1959-01-01 Exerceu a profissão de advogado e foi o  maior impulsionador da construção da  estrada da serra, ligando os concelhos da  Lousã e de Castanheira de Pêra. 
  7. 7. FESTAS E ROMARIAS *Nossa Senhora da Piedade (Abril e Maio) *Feira de S. João (24 de Junho) Feriado Municipal *Feira de Artesanato (Setembro) *Feira da Castanha e Mel (Novembro).
  8. 8. GASTRONOMIA Migas Licor Beirão, antiga receita conventual. Tigelada Chanfana
  9. 9. Símbolos
  10. 10. Descrição Heráldica O negro representa a Terra e significa honestidade; Os rios são representados por faixas ondeadas de prata e azul; O rodízio representa a notável indústria do papel e destina-se a representar os engenhos de água corrente. O ouro significa riqueza e representa poder; As espigas em ouro representam a agricultura local, uma das grandes riquezas da Lousã; A coroa mural de quatro torres é a que está estabelecida para a categoria de Vila.
  11. 11. Bibliografia e Webgrafia http://www.regiaocentro.net/lugares/lousa/po-historia.ht (consultado em 22 de novembro de 2013) http://www.verportugal.net/Coimbra/Lousa/Lousa/Patrimo (consultado em 22 de novembro de 2013) http://www.cm-lousa.pt/brasao?m=b13 (consultado em 23 de outubro de 2013)
  12. 12. Elaborado em 23 de novembro de 2013 Alice Cardoso EB1 da Lousã; 3ºB

×