Questionário 02

1.904 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.904
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.232
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Questionário 02

  1. 1. 1.• O suicídio pode parecer uma decisão individual e nãogeneralizável. No entanto, há outro modo de analisá-lo: seobservamos os dados estatísticos sobre as causas da morte dequalquer sociedade, entre elas encontraremosdoenças, acidentes, homicídios e também suicídios. Por meiodesses dados podemos perceber que cada uma dessas causasincide sobre a totalidade da população. Essas taxas podem sermanter inalteradas por muito tempo ou, em determinadoscontextos, aumentar e diminuir. Por exemplo, em um contextode crise econômica, alguns indivíduos se angustiam e acabamse suicidando por se verem desempregados. Isso indica que osuicídio é um fato social relacionado a outro fato socialrelacionado a outro fato social, e por essa razão é umfenômeno de interesse sociológico.
  2. 2. 2.• Em sociedades simples, a coesão social é caracterizadapela solidariedade mecânica: os indivíduos se identificampela família, pela religião, pela tradição e peloscostumes, e são relativamente autônomos do ponto devista da divisão social do trabalho, que não muitoespecializada. Nesse tipo de solidariedade, a consciênciacoletiva exerce todo seu poder de coerção sobre osindivíduos. Em sociedades complexas, a coesão social écaracterizada pela solidariedade orgânica: a divisão socialdo trabalho provoca acentuada interdependência entreos indivíduos, mas ao mesmo tempo a consciênciacoletiva se torna mais frouxa, garantindo uma margemmaior de autonomia pessoal.
  3. 3. 4.A) É uma divisão muito simples e com pequenograu de especialização. Os homens sãoencarregados de preparar o terreno, abrir a covae enterrar a maniva; arrancar a raiz madura elevá-la para a aldeia; ralar a mandioca; espremera massa no tipiti e torrá-la no forno a lenha. Asmulheres são encarregadas de cobrir as covascom terra quando a maniva é plantada; descascare lavar a raiz depois da colheitaB) Solidariedade mecânica , em função da baixaespecialização da divisão do social trabalho
  4. 4. Assimilando conceitos• 1. a) Ao fundo, vê-se uma fábrica. Nafrente, formando umapirâmide, veem-se rostosrepresentando pessoas de diferentesgêneros e etnias.
  5. 5. Assimilando conceitos• 1. b) A tela é a representação de umasociedade industrial. A fábrica especializa seustrabalhadores em tarefas na linha deprodução. Por diferenciados que eles sejam notrabalho, no gênero ou na etnia, estãofortemente vinculados uns aos outros pormeio do que Durkheim chamou desolidariedade orgânica – a divisão social dotrabalho que diferencia e ao mesmo tempopromove a interdependência dos indivíduos.
  6. 6. Assimilando conceitos• Sim. O fato social tem como princípios básicos aexternalidade (não é subjetivo), a generalidade (afeta acoletividade) e a coercitividade (osindivíduos, querendo ou não, participam ou sofremconsequências do fenômeno). A imagem não mostraum acontecimento subjetivo ou isolado que atinge aum único membro da sociedade. A miséria (decorrentedo desemprego) e a assistência social são fenômenosque apontam para desigualdades dentro de umasociedade – de uma sociedade – de um lado - estãoafortunados e de outro, os desafortunados. Toda acoletividade está envolvida no problema retratado.
  7. 7. Olhares sobre a sociedade• As regras são formalizadas por escrito – sãoregulamentos que organizam o convívio social. Ocostume é um acordo informal e verbal que passade geração em geração, podendo ou não sofreralterações.• Regras: As constituições, os códigos, outros tiposde regulamentações (mundo ocidental)• Costume: se faz sem se estar obrigadoformalmente: comer arroz e feijão todos osdias, participar do carnaval, sair com amigos.
  8. 8. Olhares sobre a sociedade• 2. Em nossa sociedade, espera-se que algumas regrassejam internalizadas de tal forma pelos indivíduos queacabem se tornando costumes, como, por exemplo, nãoultrapassar sinais vermelhos de trânsito. Também existemcostumes que , com o tempo, acabam formalizados poruma regra: muitos jogos tais quais os conhecemos hoje, porexemplo eram brincadeiras que com o passar do tempoforam regulamentadas, transformando-se em modalidadeesportiva. Mas nem sempre as regras se convertem emcostumes e vice – versa.• De modo geral, as regras são elaboradas para atender àsnecessidades de maior controle social quando associedades se tornam mais complexas.
  9. 9. Olhares sobre a sociedade• 3. Sim. Regras e costumes não são definidospor um indivíduo isoladamente. Surgem emfunção das necessidades amplas de umasociedade que vai se tornando mais complexa(regras), ou são uma espécie de ligação entreas gerações atuais e as do passado que nãodependem de formalização (costumes). Tantoas regras como costumes abrangem asociedade como um todo.

×