SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Exercícios de conteúdos de sociologia no Exame de Qualificação da UERJ.




2011 – 1°EQ – 53
1- Andy Warhol (1928-1987) é um artista conhecido por criações que abordaram valores da sociedade de consumo; em especial, o uso
e o abuso da repetição. Esses traços estão presentes, por exemplo, na obra que retrata as latas de sopa Campbell’s, de 1962.




O modelo de desenvolvimento do capitalismo e o correspondente elemento da organização da produção industrial representados neste
trabalho de Warhol estão apontados em:
(A) taylorismo – produção flexível
(B) fordismo – produção em série
(C) toyotismo – fragmentação da produção
(D) neofordismo – terceirização da produção

2011 – 1°EQ – 54
2- O ex-presidente do Banco Central americano disse ontem que “um tsunami do crédito que ocorre uma vez por século” tragou os
mercados financeiros. Em audiência na Câmara dos Representantes dos EUA, frisou que as instituições não protegeram os
investidores e aplicações tão bem como ele previa.
                                                                                                             Adaptado de O Globo, 24/10/2008
A crise financeira que se intensificou no mundo a partir do mês de outubro de 2008 colocou em xeque as políticas neoliberais,
adotadas por muitos países a partir da década de 1980. A principal crítica ao neoliberalismo, como causador dessa crise, está
relacionada com:
(A) diminuição das garantias trabalhistas
(B) estímulo à competição entre as empresas
(C) reforço da livre circulação de mercadorias
(D) redução da regulação estatal da economia

2011 – 1°EQ – 58
3-




          1953 - Monumento às bandeiras,           1986 - Zumbi dos Palmares,
                de Victor Brecheret.                de João Filgueiras Lima.
             Parque do Ibirapuera, SP                    Praça Onze, RJ

                                                                FIGUEIREDO, Luciano (org). Imagens de uma nação. Rio de Janeiro: Sabin, 2009.
Os monumentos históricos possuem relação com a memória, de modo a destacar imagens e valores para a identidade coletiva de
povos e sociedades. As fotos acima retratam monumentos históricos brasileiros produzidos em épocas distintas. A comparação entre
ambos evidencia uma mudança refererente à identidade nacional brasileira.
Essa mudança está mais claramente vinculada à valorização da:
(A) tradição democrática
(B) integração territorial
(C) miscigenação racial
(D) diversidade étnica

2010 – 1°EG – 46
4- A publicidade abaixo expressa ideias e valores dos                      Uma das transformações ocasionadas por esses movimentos
movimentos de contestação e de crítica de costumes,                        de contestação, claramente explorada na publicidade, foi:
ocorridos em sociedades europeias e americanas, incluindo-se               (A) politização das questões de gênero
o Brasil, na década de 1960.                                               (B) mecanização do trabalho doméstico
                                                                           (C) modernização da identidade feminina
                                                                           (D)      massificação     dos     hábitos    de      consumo




2010 – 1°EQ – 48
5- Cada um, de cada lugar do mundo, tem de assinalar em seu endereço eletrônico o país onde mora e de onde fala (.br, .ar, .mx, etc.);
aquele que fala a partir dos EUA não precisa apor .us ao seu endereço e, assim, é como se falasse de lugar-nenhum, tornando familiar
que cada qual se veja, sempre, de um lugar determinado, enquanto haveria aqueles que falam como se fossem do mundo e não de
nenhuma parte específica.
                                                                                                          Adaptado de Carlos Walter Porto-Gonçalves
                                                                  In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber. Buenos Aires: CLACSO, 2005.
O texto acima contém uma reflexão acerca de um aspecto importante das redes mundiais de produção e circulação de conhecimento.
Segundo o autor, essas redes são marcadas pelo conceito de:
(A) pluralismo
(B) autoritarismo
(C) nacionalismo
(D) etnocentrismo

2008 – 1°EG – 46
6-




                                                SCHWARCZ, Lilia M. (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
A televisão tornou-se, nos últimos trinta anos, o principal meio de comunicação na sociedade brasileira. As duas imagens possibilitam
a identificação da seguinte característica dessa expansão e um de seus efeitos:
(A) difusão tecnológica – aumento da inclusão social
(B) substituição da radiodifusão – ampliação dos direitos de cidadania
(C) popularização dos programas transmitidos – massificação dos hábitos de consumo
(D) diminuição do consumo de materiais impressos – alienação em relação aos valores culturais

2008 – 1°EQ – 51
7- A fotógrafa Payal Parekh estaciona seu carro ao lado da favela de Cuff Parade, em Bombaim. Filha do dono de uma grande
confecção de tecidos de seda, Payal não sabe o que é ter medo de sua cidade. Com a máquina [fotográfica] pendurada no pescoço,
uma câmera digital nas mãos, óculos escuros Chanel, a moça entra sorrindo pelas vielas.
– Eu não tenho o menor medo de entrar nas favelas. O único cuidado que tenho é pedir permissão para bater a foto antes de clicar,
porque muita gente é tímida e não gosta – conta.
                                                                                                         Adaptado de O Globo, 18/02/2007
O caso indiano revela a insuficiência do argumento que aponta a pobreza como causa primordial da violência.
Esse exemplo permite refletir sobre a relevância de outros fatores explicativos da violência, tais como:
(A) origem étnica
(B) legislação penal
(C) forma de governo
(D) formação cultural

2008 – 1°EQ – 55
8- A rede McDonald’s foi fundada na década de 1940 por Dick e Maurice McDonald, mas comprada e vastamente expandida por Ray
Kroc a partir dos anos 1950. Kroc, um imigrante tcheco, foi aparentemente o primeiro empresário que aplicou os princípios da
produção em massa a um setor de serviços. Em conseqüência de suas inovações, hoje cerca de 50 milhões de pessoas por dia comem
em um McDonald’s em mais de 120 países.
A rede McDonald’s tornou-se um dos símbolos de algumas das principais mudanças, ocorridas em diversos países, nos últimos
cinqüenta anos. Sua história se confunde com a das relações econômicas internacionais.
Uma mudança que pode ser representada pela expansão dessa rede e sua respectiva causa histórica são:
(A) mundialização da cultura – extinção da dualidade local/global
(B) padronização do consumo – expansão de empresas transnacionais
(C) americanização dos costumes – internacionalização tecnológica do setor industrial
(D) uniformização dos hábitos alimentares – integração mundial dos mercados nacionais

2008 – 1°EQ – 58
9- O novo mapa do jazz
Durante décadas, músicos e jornalistas norte-americanos trataram os jazzistas estrangeiros com a condescendência com que os
brasileiros assistem ao desfile de uma escola de samba do Japão. Essa fase passou. Foi substituída pelo sentimento de que os sopros
de inovação do jazz têm vindo de fora.




Com base nas informações acima, e considerando o processo de globalização contemporâneo, uma das tendências da difusão cultural
das últimas décadas é:
(A) formação de uma cultura mundial homogênea, marcada pela supremacia dos elementos culturais dos países centrais
(B) constituição de uma rede de influências culturais recíprocas, facilitada pelo desenvolvimento mundial das telecomunicações
(C) eliminação do amplo predomínio cultural norte-americano sobre o mundo, delineado a partir do declínio econômico dos Estados
Unidos
(D) preservação da originalidade das características culturais de cada nação, evidenciada pela contribuição dos imigrantes aos países
de destino
2008 – 2°EQ – 52
10-




                                                  O ato de comemorar é uma forma de reiterar lembranças e evitar esquecimentos. As
                                                  comemorações dos 500 anos de história do Brasil não fugiram a essa intenção. Em
                                                  produtos variados, como a capa do caderno acima reproduzida, procurou-se enaltecer o
                                                  que era característico e particular da nação.
                                                  Um dos valores da identidade nacional brasileira representado na imagem está
                                                  diretamente associado à:
                                                  (A) riqueza mineral
                                                  (B) unidade religiosa
                                                  (C) extensão do território
                                                  (D) miscigenação do povo

Capa de caderno escolar, 2000.
In: GOMES, Ângela et al. A República no Brasil.
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002

2008 – 2°EQ – 53
11-
Preto e branco a cores

Destino a minha vida                                                       Liberdade pelo amor de Deus
Minha luta pela liberdade (...)                                            Liberdade a este céu azul
Eu tenho raça e a cada farsa, a cada horror                                É minha terra, orgulho meu
O meu empenho, meu braço, meu valor (...)                                  Porto da Pedra canta a África do Sul

O nosso herói Mandela é
Senhor da fé, clamou o povo
E o tigre encontra no leão                                                 Escola de Samba do Porto da Pedra, RJ
A maior inspiração de um mundo novo (...)                                  David Souza et al.

A letra do samba-enredo homenageia Nelson Mandela, líder da luta vitoriosa contra o regime de apartheid na África do Sul. Porém,
tal como no caso da escravidão brasileira, as conseqüências do longo período de segregação não se deixaram apagar com facilidade. O
elemento que identifica corretamente uma herança importante desses dois regimes do passado, ainda presente nas formações sociais
de ambos os países, é:
(A) desigualdade de renda
(B) legislação discriminatória
(C) exclusão cultural das minorias
(D) ausência de representação política

2007 – 1°EQ – 47
12- Desde que, em 1993, freqüentei por dez meses a favela de Vigário Geral para escrever “Cidade Partida”, muita coisa piorou no
quadro da violência no Rio. (...) [Nesse espaço de tempo, porém,] nem tudo foi retrocesso. Ao contrário, há que se comemorar nos
últimos anos o surgimento de importantes ações afirmativas em que se destacam os trabalhos de personagens como MV Bill, na
Cidade de Deus; Jaílson de Souza e Silva, na Maré; Celso Athayde, à frente da CUFA [Central Única das Favelas], entre outros. Estes
movimentos se caracterizam pelo empenho em sair do gueto e ganhar visibilidade não pelos tiros de AR-15, mas pelos sons, cores e
gestos da arte e da cultura.
                                                                     (VENTURA, Zuenir. A cultura une o que a economia separa. O Globo, 02/04/2006.)
As frases de Zuenir Ventura expressam um ponto de vista sobre as ações afirmativas realizada por diversos grupos na tentativa de
redução da distância entre “asfalto” e “favela”.
Para o autor, essas ações afirmativas decorrem da:
(A) atuação social do terceiro setor
(B) formação de novas agremiações políticas
(C) entrada de investimentos produtivos nas áreas de periferia
(D) produção de programas sociais pelos governos municipal e estadual
2007 – 1°EQ – 49
13-




Os dados da tabela indicam uma posição de destaque do Brasil nas atividades de reciclagem. Comparando com os outros países
citados, essa posição está relacionada com os níveis brasileiros mais elevados de:
(A) coleta seletiva
(B) trabalho informal
(C) eficiência empresarial
(D) consciência ambiental

2007 – 1°EQ – 51
14-




As transformações verificadas na economia brasileira, a partir do início da década de 1990, causaram profundos impactos sobre as
relações de trabalho. A mudança do percentual de trabalhadores sindicalizados no Brasil, conforme apontada na tabela, pode ser
explicada principalmente pela:
(A) automatização dos processos produtivos industriais, diminuindo o número de trabalhadores nos sindicatos
(B) difusão da estratégia empresarial de terceirização da produção e dos serviços, dificultando a organização sindical
(C) reformulação da legislação sindical em moldes neoliberais, limitando o surgimento de novas associações de trabalhadores
(D) internacionalização das empresas brasileiras em direção a países com mão-de-obra barata, enfraquecendo o poder de negociação
dos sindicatos

2006 – 1°EQ – 45
15- Em Ancara e Istambul, conversei com Alain Touraine [sociólogo] e perguntei o que ele achava da idéia de desfusão do Estado do
Rio de Janeiro como maneira de encaminhar soluções para problemas como a violência. A primeira pergunta que fez foi: “E a
Baixada Fluminense fica com quem?”
                                                                                             (Adaptado de PEREIRA, Merval. O Globo, 20/04/2005.)
A questão apresentada por Alain Touraine está relacionada aos vínculos de ordem social, política e econômica estabelecidos no
interior das regiões metropolitanas. A proposta da desfusão do atual Estado do Rio de Janeiro, se desconsiderar esses vínculos,
promoverá novas formas de segregação socioespacial, em função basicamente da:
(A) cisão político-partidária
(B) descaracterização cultural
(C) dispersão da mão-de-obra
(D) polarização de investimentos

2006 – 1°EQ – 47
16- Nos últimos meses, crianças indígenas Guarani-Kaiowá que vivem na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul, estão
morrendo pela combinação de duas causas terríveis: desnutrição e falta de água potável. A cada 1.000 crianças nascidas no Brasil, 25
morrem antes de completar um ano de idade. Das crianças de etnia Guarani-Kaiowá na aldeia de Tacuru, 99 morrem antes de
completar um ano de vida. Ou seja, uma taxa de mortalidade infantil 4 vezes maior do que a média nacional.
                                                    (Adaptado de POIRIER, Marie-Pierre. Carta da representante do UNICEF no Brasil, maio de 2005.)
A situação de indigência descrita no texto expressa o processo precário de incorporação das diferentes etnias indígenas à sociedade
brasileira contemporânea, especialmente nas regiões exploradas pelo agronegócio. Esse processo provoca a perda de condições de
sustentabilidade dessas populações e sua conseqüente inserção periférica na economia do país. O fator que inviabiliza a
sustentabilidade e uma das conseqüentes formas de inserção periférica da população indígena citada, respectivamente, são:
(A) deterioração das condições de produção e sujeição ao capital
(B) corte do financiamento público e dependência do consumo urbano
(C) inacessibilidade aos insumos básicos e subordinação ao mercado fundiário
(D) êxodo da mão-de-obra jovem e desvinculação das relações capitalistas de produção

2006 – 1°EQ – 51
17-




Em 1968, vários países foram palco de movimentos que expressaram insatisfações em relação ao sistema estabelecido. Tanto no
Brasil quanto na França, estudantes e intelectuais se destacaram nas manifestações públicas de protesto. Dois objetivos que esses
grupos pretendiam alcançar estão apontados em:
(A) valorização da contracultura e supressão dos organismos políticos
(B) democratização de instituições vigentes e crítica à cultura dominante
(C) recuperação das propostas stalinistas e contestação ao mundo burguês
(D) unificação dos movimentos sociais por meio da luta armada e combate às estruturas burocratizantes

2006 – 1°EQ – 60
18-
                                                                     A charge de Henfil acima faz referência à influência dos
                                                                     meios de comunicação, especialmente da televisão, na
                                                                     construção de uma identidade nacional.
                                                                     A interação entre realidades regionais e a chamada “mídia de
                                                                     massa”, na sociedade brasileira atual, tem como principal
                                                                     conseqüência:
                                                                     (A) resgate da história local
                                                                     (B) difusão de modelos culturais
                                                                     (C) crescimento da integração regional
                                                                     (D) fortalecimento da diversidade social
2006 – 2°EQ – 44
19-




A luta dos negros pela igualdade de direitos contou, nos Estados Unidos, nas décadas de 1950 e 1960, com a liderança do pacifista
Martin Luther King. No Brasil, por meio de sua música, Gilberto Gil é uma das vozes que denunciam as condições precárias de vida
de parcela dessa população.
O processo histórico que deu origem à exclusão social de parte considerável da população negra, tanto no caso norte-americano
quanto no brasileiro, e uma de suas conseqüências estão relacionados em:
(A) oficialização do apartheid – acesso a escolas segregadas
(B) implantação do escravismo nas colônias – desvalorização do trabalho manual
(C) empreendimento de política imperialista – restrição à ocupação de cargos de liderança
(D) existência de relações escravistas na África – uso diferenciado de meios de transporte coletivos

2006 – 2°EQ – 50
20-




Os fragmentos das letras de música fazem referência a várias dimensões do processo de globalização vigente no sistema capitalista,
sobretudo a partir da década de 1980.
Uma característica econômica e uma tendência desse processo, respectivamente, são:
(A) estatização das empresas – homogeneização do consumo
(B) redução da intervenção estatal – padronização de culturas
(C) internacionalização dos processos de produção – diminuição da exclusão social
(D) segmentação dos investimentos internacionais – diversificação dos modelos educacionais

2006 – 2°EQ – 55
21- A General Motors classifica o complexo industrial de Gravataí (RS) como o mais moderno e eficiente do grupo em todo o mundo.
Com todas as inovações tecnológicas, a produtividade da nova fábrica deve ser uma das mais altas. Até os líderes sindicais
americanos foram conferir de perto se o novo conceito de produção pode provocar desemprego. De fato, o número de postos de
trabalho é reduzido na fábrica, mas cresce na cadeia de fornecedores.
                                                                                                       (Adaptado de Exame, 14/06/2000)
Nas últimas décadas do século XX, ocorreram mudanças na estrutura produtiva, inclusive no setor secundário. Tais transformações,
consideradas por muitos autores como a 3 a Revolução Industrial, produziram impactos na dinâmica do mercado de trabalho e,
conseqüentemente, do movimento sindical. A correta associação entre as transformações na estrutura produtiva e na organização
sindical, no período referido, está descrita em:
(A) automação – redução no número de sindicatos patronais
(B) flexibilização – desaparecimento dos interesses por categoria
(C) terceirização – enfraquecimento da articulação entre os trabalhadores
(D) desindustrialização – precariedade de legitimação das centrais sindicais

2006 – 2°EQ – 59
22- O MST é uma coletividade de párias, certamente a única organizada, a mais consciente em relação a sua identidade e a seu
sentido, e por isso a mais competente: é uma coletividade de condenados que se fez sujeito da história para revogar a sua condenação.
Essa contradição mostra que os parias deixam de ser párias quando se organizam, pois organizar-se é, antes de mais nada, inocular-se
a substância social e ocupar um espaço social.
                                                             (Adaptado de BISOL, José Paulo. In: A questão agrária no Brasil. São Paulo: Atual, 1997.)
O texto acima apresenta reflexões sobre a origem e a identidade dos movimentos sociais organizados. Um componente da nossa
sociedade que explica o surgimento desses movimentos e uma característica de sua organização, respectivamente, estão indicados em:
(A) luta pela inclusão social – centralização sindical
(B) concentração da riqueza nacional – unidade partidária
(C) expropriação dos meios de produção – ativismo político
(D) contestação do sistema representativo – coerência ideológica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saresp história e geografia 2011 9º ano
Saresp história e geografia 2011 9º anoSaresp história e geografia 2011 9º ano
Saresp história e geografia 2011 9º anoAlda Cavalcante
 
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...Professor Belinaso
 
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...Professor Belinaso
 
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasCiencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasMagno Rodrigues
 
Projeto Afro
Projeto Afro Projeto Afro
Projeto Afro klauddia
 
Itens de língua portuguesa
Itens de língua portuguesaItens de língua portuguesa
Itens de língua portuguesaGiselly2
 

Mais procurados (12)

Top op segregaçao 1
Top op segregaçao 1Top op segregaçao 1
Top op segregaçao 1
 
Questões do Enem de Sociologia
Questões do Enem de SociologiaQuestões do Enem de Sociologia
Questões do Enem de Sociologia
 
Top op segregaçao
Top op segregaçaoTop op segregaçao
Top op segregaçao
 
Saresp história e geografia 2011 9º ano
Saresp história e geografia 2011 9º anoSaresp história e geografia 2011 9º ano
Saresp história e geografia 2011 9º ano
 
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...
Aula de Sociologia para o Ensino Médio: EUA reatam relações diplomáticas com ...
 
Enem com Sociologia
Enem com SociologiaEnem com Sociologia
Enem com Sociologia
 
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...
Detenção do artista plástico hamlet lavastida agrava repressão a intelectuais...
 
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologiasCiencias humanas-e-suas-tecnologias
Ciencias humanas-e-suas-tecnologias
 
Projeto Afro
Projeto Afro Projeto Afro
Projeto Afro
 
Enem2012 2dia
Enem2012 2diaEnem2012 2dia
Enem2012 2dia
 
Itens de língua portuguesa
Itens de língua portuguesaItens de língua portuguesa
Itens de língua portuguesa
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 

Semelhante a Exercícios de conteúdos de sociologia

Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte ii
Ciˆncias humanas e suas tecnologias   parte iiCiˆncias humanas e suas tecnologias   parte ii
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte iijullyvi
 
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte22011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2+ Aloisio Magalhães
 
Simu enem inep 2009 ch e suas tecnologias
Simu enem   inep 2009 ch e suas tecnologiasSimu enem   inep 2009 ch e suas tecnologias
Simu enem inep 2009 ch e suas tecnologiastioivys
 
Enem2009 Ciencias Humanas
Enem2009 Ciencias HumanasEnem2009 Ciencias Humanas
Enem2009 Ciencias HumanasBIOLOGO TOTAL
 
2009 simulado cienciashumanas
2009 simulado cienciashumanas2009 simulado cienciashumanas
2009 simulado cienciashumanasnewsevoce
 
Ciências Humanas e educação para jovens e adultos
Ciências Humanas e educação para jovens e adultosCiências Humanas e educação para jovens e adultos
Ciências Humanas e educação para jovens e adultosDeus Paz
 
1ª lista de revisão
1ª lista de revisão1ª lista de revisão
1ª lista de revisãoAdemir Aquino
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanaswagnervaneli
 
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte i
Ciˆncias humanas e suas tecnologias   parte iCiˆncias humanas e suas tecnologias   parte i
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte ijullyvi
 
Diversidade cultural com soluções
Diversidade cultural com soluçõesDiversidade cultural com soluções
Diversidade cultural com soluçõesCarla Silva
 

Semelhante a Exercícios de conteúdos de sociologia (20)

Prova 9º ano
Prova 9º anoProva 9º ano
Prova 9º ano
 
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte ii
Ciˆncias humanas e suas tecnologias   parte iiCiˆncias humanas e suas tecnologias   parte ii
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte ii
 
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte22011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2
2011 2eq ciencias_humanas_tecnologias_parte2
 
Exercicios sociologia 2
Exercicios sociologia 2Exercicios sociologia 2
Exercicios sociologia 2
 
Exercicios sociologia 2
Exercicios sociologia 2Exercicios sociologia 2
Exercicios sociologia 2
 
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias HumanasS I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
 
Simu enem inep 2009 ch e suas tecnologias
Simu enem   inep 2009 ch e suas tecnologiasSimu enem   inep 2009 ch e suas tecnologias
Simu enem inep 2009 ch e suas tecnologias
 
Enem2009 Ciencias Humanas
Enem2009 Ciencias HumanasEnem2009 Ciencias Humanas
Enem2009 Ciencias Humanas
 
2009 simulado cienciashumanas
2009 simulado cienciashumanas2009 simulado cienciashumanas
2009 simulado cienciashumanas
 
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias HumanasS I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
S I M U L A D O E N E M2009 Ciencias Humanas
 
historia.pptx
historia.pptxhistoria.pptx
historia.pptx
 
Ciências Humanas e educação para jovens e adultos
Ciências Humanas e educação para jovens e adultosCiências Humanas e educação para jovens e adultos
Ciências Humanas e educação para jovens e adultos
 
1ª lista de revisão
1ª lista de revisão1ª lista de revisão
1ª lista de revisão
 
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanasENEM OTO Simulado de ciências humanas
ENEM OTO Simulado de ciências humanas
 
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte i
Ciˆncias humanas e suas tecnologias   parte iCiˆncias humanas e suas tecnologias   parte i
Ciˆncias humanas e suas tecnologias parte i
 
Diversidade cultural com soluções
Diversidade cultural com soluçõesDiversidade cultural com soluções
Diversidade cultural com soluções
 
1ª LISTA DE REVISÃO GEOGRAFIA CADU
1ª LISTA DE REVISÃO GEOGRAFIA CADU1ª LISTA DE REVISÃO GEOGRAFIA CADU
1ª LISTA DE REVISÃO GEOGRAFIA CADU
 
Ciências humanas e.m
Ciências humanas e.mCiências humanas e.m
Ciências humanas e.m
 
Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1
 
Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1Prova de sociologa industria cultural 1
Prova de sociologa industria cultural 1
 

Mais de roberto mosca junior

Trabalho e sociedade fordismo e toyotismo
Trabalho e sociedade   fordismo e toyotismoTrabalho e sociedade   fordismo e toyotismo
Trabalho e sociedade fordismo e toyotismoroberto mosca junior
 
Cultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalCultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalroberto mosca junior
 
Questões de Antropologia (livro)
Questões de Antropologia (livro)Questões de Antropologia (livro)
Questões de Antropologia (livro)roberto mosca junior
 
Aula de revisão de conteúdo – 8º ano
Aula de revisão de conteúdo – 8º anoAula de revisão de conteúdo – 8º ano
Aula de revisão de conteúdo – 8º anoroberto mosca junior
 
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º anoAula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º anoroberto mosca junior
 
Racismo e miscigenação, democracia racial.
Racismo e miscigenação, democracia racial.Racismo e miscigenação, democracia racial.
Racismo e miscigenação, democracia racial.roberto mosca junior
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoroberto mosca junior
 
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociais
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociaisMosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociais
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociaisroberto mosca junior
 
Constituição da república federativa do brasil
Constituição da república federativa do brasilConstituição da república federativa do brasil
Constituição da república federativa do brasilroberto mosca junior
 
texto de apoio movimentos sociais e correção do ED
texto de apoio movimentos sociais e correção do EDtexto de apoio movimentos sociais e correção do ED
texto de apoio movimentos sociais e correção do EDroberto mosca junior
 

Mais de roberto mosca junior (20)

Trabalho e sociedade fordismo e toyotismo
Trabalho e sociedade   fordismo e toyotismoTrabalho e sociedade   fordismo e toyotismo
Trabalho e sociedade fordismo e toyotismo
 
Trabalho e sociedade
Trabalho e sociedadeTrabalho e sociedade
Trabalho e sociedade
 
Cultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria culturalCultura, ideologia e indústria cultural
Cultura, ideologia e indústria cultural
 
Questões de Antropologia (livro)
Questões de Antropologia (livro)Questões de Antropologia (livro)
Questões de Antropologia (livro)
 
Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01Questões de antropologia_01
Questões de antropologia_01
 
Antropologia alteridade
Antropologia alteridadeAntropologia alteridade
Antropologia alteridade
 
Aula de revisão de conteúdo – 8º ano
Aula de revisão de conteúdo – 8º anoAula de revisão de conteúdo – 8º ano
Aula de revisão de conteúdo – 8º ano
 
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º anoAula de revisão de conteúdo – 7º ano
Aula de revisão de conteúdo – 7º ano
 
RASCISMO CIENTIFICO
RASCISMO CIENTIFICORASCISMO CIENTIFICO
RASCISMO CIENTIFICO
 
Racismo e miscigenação, democracia racial.
Racismo e miscigenação, democracia racial.Racismo e miscigenação, democracia racial.
Racismo e miscigenação, democracia racial.
 
Aula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminaçãoAula preconceito e discriminação
Aula preconceito e discriminação
 
Revisão 3º tri
Revisão 3º triRevisão 3º tri
Revisão 3º tri
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
Discussão doc. "Atrásdaporta"
Discussão doc. "Atrásdaporta"Discussão doc. "Atrásdaporta"
Discussão doc. "Atrásdaporta"
 
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociais
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociaisMosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociais
Mosca viu correção de atividade - texto de apoio movimentos sociais
 
Etnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismoEtnocentrismo e relativismo
Etnocentrismo e relativismo
 
Constituição da república federativa do brasil
Constituição da república federativa do brasilConstituição da república federativa do brasil
Constituição da república federativa do brasil
 
texto de apoio movimentos sociais e correção do ED
texto de apoio movimentos sociais e correção do EDtexto de apoio movimentos sociais e correção do ED
texto de apoio movimentos sociais e correção do ED
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Aula 25 09_14
Aula 25 09_14Aula 25 09_14
Aula 25 09_14
 

Último

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 

Último (20)

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 

Exercícios de conteúdos de sociologia

  • 1. Exercícios de conteúdos de sociologia no Exame de Qualificação da UERJ. 2011 – 1°EQ – 53 1- Andy Warhol (1928-1987) é um artista conhecido por criações que abordaram valores da sociedade de consumo; em especial, o uso e o abuso da repetição. Esses traços estão presentes, por exemplo, na obra que retrata as latas de sopa Campbell’s, de 1962. O modelo de desenvolvimento do capitalismo e o correspondente elemento da organização da produção industrial representados neste trabalho de Warhol estão apontados em: (A) taylorismo – produção flexível (B) fordismo – produção em série (C) toyotismo – fragmentação da produção (D) neofordismo – terceirização da produção 2011 – 1°EQ – 54 2- O ex-presidente do Banco Central americano disse ontem que “um tsunami do crédito que ocorre uma vez por século” tragou os mercados financeiros. Em audiência na Câmara dos Representantes dos EUA, frisou que as instituições não protegeram os investidores e aplicações tão bem como ele previa. Adaptado de O Globo, 24/10/2008 A crise financeira que se intensificou no mundo a partir do mês de outubro de 2008 colocou em xeque as políticas neoliberais, adotadas por muitos países a partir da década de 1980. A principal crítica ao neoliberalismo, como causador dessa crise, está relacionada com: (A) diminuição das garantias trabalhistas (B) estímulo à competição entre as empresas (C) reforço da livre circulação de mercadorias (D) redução da regulação estatal da economia 2011 – 1°EQ – 58 3- 1953 - Monumento às bandeiras, 1986 - Zumbi dos Palmares, de Victor Brecheret. de João Filgueiras Lima. Parque do Ibirapuera, SP Praça Onze, RJ FIGUEIREDO, Luciano (org). Imagens de uma nação. Rio de Janeiro: Sabin, 2009.
  • 2. Os monumentos históricos possuem relação com a memória, de modo a destacar imagens e valores para a identidade coletiva de povos e sociedades. As fotos acima retratam monumentos históricos brasileiros produzidos em épocas distintas. A comparação entre ambos evidencia uma mudança refererente à identidade nacional brasileira. Essa mudança está mais claramente vinculada à valorização da: (A) tradição democrática (B) integração territorial (C) miscigenação racial (D) diversidade étnica 2010 – 1°EG – 46 4- A publicidade abaixo expressa ideias e valores dos Uma das transformações ocasionadas por esses movimentos movimentos de contestação e de crítica de costumes, de contestação, claramente explorada na publicidade, foi: ocorridos em sociedades europeias e americanas, incluindo-se (A) politização das questões de gênero o Brasil, na década de 1960. (B) mecanização do trabalho doméstico (C) modernização da identidade feminina (D) massificação dos hábitos de consumo 2010 – 1°EQ – 48 5- Cada um, de cada lugar do mundo, tem de assinalar em seu endereço eletrônico o país onde mora e de onde fala (.br, .ar, .mx, etc.); aquele que fala a partir dos EUA não precisa apor .us ao seu endereço e, assim, é como se falasse de lugar-nenhum, tornando familiar que cada qual se veja, sempre, de um lugar determinado, enquanto haveria aqueles que falam como se fossem do mundo e não de nenhuma parte específica. Adaptado de Carlos Walter Porto-Gonçalves In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber. Buenos Aires: CLACSO, 2005. O texto acima contém uma reflexão acerca de um aspecto importante das redes mundiais de produção e circulação de conhecimento. Segundo o autor, essas redes são marcadas pelo conceito de: (A) pluralismo (B) autoritarismo (C) nacionalismo (D) etnocentrismo 2008 – 1°EG – 46 6- SCHWARCZ, Lilia M. (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
  • 3. A televisão tornou-se, nos últimos trinta anos, o principal meio de comunicação na sociedade brasileira. As duas imagens possibilitam a identificação da seguinte característica dessa expansão e um de seus efeitos: (A) difusão tecnológica – aumento da inclusão social (B) substituição da radiodifusão – ampliação dos direitos de cidadania (C) popularização dos programas transmitidos – massificação dos hábitos de consumo (D) diminuição do consumo de materiais impressos – alienação em relação aos valores culturais 2008 – 1°EQ – 51 7- A fotógrafa Payal Parekh estaciona seu carro ao lado da favela de Cuff Parade, em Bombaim. Filha do dono de uma grande confecção de tecidos de seda, Payal não sabe o que é ter medo de sua cidade. Com a máquina [fotográfica] pendurada no pescoço, uma câmera digital nas mãos, óculos escuros Chanel, a moça entra sorrindo pelas vielas. – Eu não tenho o menor medo de entrar nas favelas. O único cuidado que tenho é pedir permissão para bater a foto antes de clicar, porque muita gente é tímida e não gosta – conta. Adaptado de O Globo, 18/02/2007 O caso indiano revela a insuficiência do argumento que aponta a pobreza como causa primordial da violência. Esse exemplo permite refletir sobre a relevância de outros fatores explicativos da violência, tais como: (A) origem étnica (B) legislação penal (C) forma de governo (D) formação cultural 2008 – 1°EQ – 55 8- A rede McDonald’s foi fundada na década de 1940 por Dick e Maurice McDonald, mas comprada e vastamente expandida por Ray Kroc a partir dos anos 1950. Kroc, um imigrante tcheco, foi aparentemente o primeiro empresário que aplicou os princípios da produção em massa a um setor de serviços. Em conseqüência de suas inovações, hoje cerca de 50 milhões de pessoas por dia comem em um McDonald’s em mais de 120 países. A rede McDonald’s tornou-se um dos símbolos de algumas das principais mudanças, ocorridas em diversos países, nos últimos cinqüenta anos. Sua história se confunde com a das relações econômicas internacionais. Uma mudança que pode ser representada pela expansão dessa rede e sua respectiva causa histórica são: (A) mundialização da cultura – extinção da dualidade local/global (B) padronização do consumo – expansão de empresas transnacionais (C) americanização dos costumes – internacionalização tecnológica do setor industrial (D) uniformização dos hábitos alimentares – integração mundial dos mercados nacionais 2008 – 1°EQ – 58 9- O novo mapa do jazz Durante décadas, músicos e jornalistas norte-americanos trataram os jazzistas estrangeiros com a condescendência com que os brasileiros assistem ao desfile de uma escola de samba do Japão. Essa fase passou. Foi substituída pelo sentimento de que os sopros de inovação do jazz têm vindo de fora. Com base nas informações acima, e considerando o processo de globalização contemporâneo, uma das tendências da difusão cultural das últimas décadas é: (A) formação de uma cultura mundial homogênea, marcada pela supremacia dos elementos culturais dos países centrais (B) constituição de uma rede de influências culturais recíprocas, facilitada pelo desenvolvimento mundial das telecomunicações (C) eliminação do amplo predomínio cultural norte-americano sobre o mundo, delineado a partir do declínio econômico dos Estados Unidos (D) preservação da originalidade das características culturais de cada nação, evidenciada pela contribuição dos imigrantes aos países de destino
  • 4. 2008 – 2°EQ – 52 10- O ato de comemorar é uma forma de reiterar lembranças e evitar esquecimentos. As comemorações dos 500 anos de história do Brasil não fugiram a essa intenção. Em produtos variados, como a capa do caderno acima reproduzida, procurou-se enaltecer o que era característico e particular da nação. Um dos valores da identidade nacional brasileira representado na imagem está diretamente associado à: (A) riqueza mineral (B) unidade religiosa (C) extensão do território (D) miscigenação do povo Capa de caderno escolar, 2000. In: GOMES, Ângela et al. A República no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002 2008 – 2°EQ – 53 11- Preto e branco a cores Destino a minha vida Liberdade pelo amor de Deus Minha luta pela liberdade (...) Liberdade a este céu azul Eu tenho raça e a cada farsa, a cada horror É minha terra, orgulho meu O meu empenho, meu braço, meu valor (...) Porto da Pedra canta a África do Sul O nosso herói Mandela é Senhor da fé, clamou o povo E o tigre encontra no leão Escola de Samba do Porto da Pedra, RJ A maior inspiração de um mundo novo (...) David Souza et al. A letra do samba-enredo homenageia Nelson Mandela, líder da luta vitoriosa contra o regime de apartheid na África do Sul. Porém, tal como no caso da escravidão brasileira, as conseqüências do longo período de segregação não se deixaram apagar com facilidade. O elemento que identifica corretamente uma herança importante desses dois regimes do passado, ainda presente nas formações sociais de ambos os países, é: (A) desigualdade de renda (B) legislação discriminatória (C) exclusão cultural das minorias (D) ausência de representação política 2007 – 1°EQ – 47 12- Desde que, em 1993, freqüentei por dez meses a favela de Vigário Geral para escrever “Cidade Partida”, muita coisa piorou no quadro da violência no Rio. (...) [Nesse espaço de tempo, porém,] nem tudo foi retrocesso. Ao contrário, há que se comemorar nos últimos anos o surgimento de importantes ações afirmativas em que se destacam os trabalhos de personagens como MV Bill, na Cidade de Deus; Jaílson de Souza e Silva, na Maré; Celso Athayde, à frente da CUFA [Central Única das Favelas], entre outros. Estes movimentos se caracterizam pelo empenho em sair do gueto e ganhar visibilidade não pelos tiros de AR-15, mas pelos sons, cores e gestos da arte e da cultura. (VENTURA, Zuenir. A cultura une o que a economia separa. O Globo, 02/04/2006.) As frases de Zuenir Ventura expressam um ponto de vista sobre as ações afirmativas realizada por diversos grupos na tentativa de redução da distância entre “asfalto” e “favela”. Para o autor, essas ações afirmativas decorrem da: (A) atuação social do terceiro setor (B) formação de novas agremiações políticas (C) entrada de investimentos produtivos nas áreas de periferia (D) produção de programas sociais pelos governos municipal e estadual
  • 5. 2007 – 1°EQ – 49 13- Os dados da tabela indicam uma posição de destaque do Brasil nas atividades de reciclagem. Comparando com os outros países citados, essa posição está relacionada com os níveis brasileiros mais elevados de: (A) coleta seletiva (B) trabalho informal (C) eficiência empresarial (D) consciência ambiental 2007 – 1°EQ – 51 14- As transformações verificadas na economia brasileira, a partir do início da década de 1990, causaram profundos impactos sobre as relações de trabalho. A mudança do percentual de trabalhadores sindicalizados no Brasil, conforme apontada na tabela, pode ser explicada principalmente pela: (A) automatização dos processos produtivos industriais, diminuindo o número de trabalhadores nos sindicatos (B) difusão da estratégia empresarial de terceirização da produção e dos serviços, dificultando a organização sindical (C) reformulação da legislação sindical em moldes neoliberais, limitando o surgimento de novas associações de trabalhadores (D) internacionalização das empresas brasileiras em direção a países com mão-de-obra barata, enfraquecendo o poder de negociação dos sindicatos 2006 – 1°EQ – 45 15- Em Ancara e Istambul, conversei com Alain Touraine [sociólogo] e perguntei o que ele achava da idéia de desfusão do Estado do Rio de Janeiro como maneira de encaminhar soluções para problemas como a violência. A primeira pergunta que fez foi: “E a Baixada Fluminense fica com quem?” (Adaptado de PEREIRA, Merval. O Globo, 20/04/2005.) A questão apresentada por Alain Touraine está relacionada aos vínculos de ordem social, política e econômica estabelecidos no interior das regiões metropolitanas. A proposta da desfusão do atual Estado do Rio de Janeiro, se desconsiderar esses vínculos, promoverá novas formas de segregação socioespacial, em função basicamente da: (A) cisão político-partidária (B) descaracterização cultural (C) dispersão da mão-de-obra (D) polarização de investimentos 2006 – 1°EQ – 47 16- Nos últimos meses, crianças indígenas Guarani-Kaiowá que vivem na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul, estão morrendo pela combinação de duas causas terríveis: desnutrição e falta de água potável. A cada 1.000 crianças nascidas no Brasil, 25 morrem antes de completar um ano de idade. Das crianças de etnia Guarani-Kaiowá na aldeia de Tacuru, 99 morrem antes de completar um ano de vida. Ou seja, uma taxa de mortalidade infantil 4 vezes maior do que a média nacional. (Adaptado de POIRIER, Marie-Pierre. Carta da representante do UNICEF no Brasil, maio de 2005.)
  • 6. A situação de indigência descrita no texto expressa o processo precário de incorporação das diferentes etnias indígenas à sociedade brasileira contemporânea, especialmente nas regiões exploradas pelo agronegócio. Esse processo provoca a perda de condições de sustentabilidade dessas populações e sua conseqüente inserção periférica na economia do país. O fator que inviabiliza a sustentabilidade e uma das conseqüentes formas de inserção periférica da população indígena citada, respectivamente, são: (A) deterioração das condições de produção e sujeição ao capital (B) corte do financiamento público e dependência do consumo urbano (C) inacessibilidade aos insumos básicos e subordinação ao mercado fundiário (D) êxodo da mão-de-obra jovem e desvinculação das relações capitalistas de produção 2006 – 1°EQ – 51 17- Em 1968, vários países foram palco de movimentos que expressaram insatisfações em relação ao sistema estabelecido. Tanto no Brasil quanto na França, estudantes e intelectuais se destacaram nas manifestações públicas de protesto. Dois objetivos que esses grupos pretendiam alcançar estão apontados em: (A) valorização da contracultura e supressão dos organismos políticos (B) democratização de instituições vigentes e crítica à cultura dominante (C) recuperação das propostas stalinistas e contestação ao mundo burguês (D) unificação dos movimentos sociais por meio da luta armada e combate às estruturas burocratizantes 2006 – 1°EQ – 60 18- A charge de Henfil acima faz referência à influência dos meios de comunicação, especialmente da televisão, na construção de uma identidade nacional. A interação entre realidades regionais e a chamada “mídia de massa”, na sociedade brasileira atual, tem como principal conseqüência: (A) resgate da história local (B) difusão de modelos culturais (C) crescimento da integração regional (D) fortalecimento da diversidade social
  • 7. 2006 – 2°EQ – 44 19- A luta dos negros pela igualdade de direitos contou, nos Estados Unidos, nas décadas de 1950 e 1960, com a liderança do pacifista Martin Luther King. No Brasil, por meio de sua música, Gilberto Gil é uma das vozes que denunciam as condições precárias de vida de parcela dessa população. O processo histórico que deu origem à exclusão social de parte considerável da população negra, tanto no caso norte-americano quanto no brasileiro, e uma de suas conseqüências estão relacionados em: (A) oficialização do apartheid – acesso a escolas segregadas (B) implantação do escravismo nas colônias – desvalorização do trabalho manual (C) empreendimento de política imperialista – restrição à ocupação de cargos de liderança (D) existência de relações escravistas na África – uso diferenciado de meios de transporte coletivos 2006 – 2°EQ – 50 20- Os fragmentos das letras de música fazem referência a várias dimensões do processo de globalização vigente no sistema capitalista, sobretudo a partir da década de 1980. Uma característica econômica e uma tendência desse processo, respectivamente, são: (A) estatização das empresas – homogeneização do consumo (B) redução da intervenção estatal – padronização de culturas (C) internacionalização dos processos de produção – diminuição da exclusão social (D) segmentação dos investimentos internacionais – diversificação dos modelos educacionais 2006 – 2°EQ – 55 21- A General Motors classifica o complexo industrial de Gravataí (RS) como o mais moderno e eficiente do grupo em todo o mundo. Com todas as inovações tecnológicas, a produtividade da nova fábrica deve ser uma das mais altas. Até os líderes sindicais americanos foram conferir de perto se o novo conceito de produção pode provocar desemprego. De fato, o número de postos de trabalho é reduzido na fábrica, mas cresce na cadeia de fornecedores. (Adaptado de Exame, 14/06/2000) Nas últimas décadas do século XX, ocorreram mudanças na estrutura produtiva, inclusive no setor secundário. Tais transformações, consideradas por muitos autores como a 3 a Revolução Industrial, produziram impactos na dinâmica do mercado de trabalho e, conseqüentemente, do movimento sindical. A correta associação entre as transformações na estrutura produtiva e na organização sindical, no período referido, está descrita em:
  • 8. (A) automação – redução no número de sindicatos patronais (B) flexibilização – desaparecimento dos interesses por categoria (C) terceirização – enfraquecimento da articulação entre os trabalhadores (D) desindustrialização – precariedade de legitimação das centrais sindicais 2006 – 2°EQ – 59 22- O MST é uma coletividade de párias, certamente a única organizada, a mais consciente em relação a sua identidade e a seu sentido, e por isso a mais competente: é uma coletividade de condenados que se fez sujeito da história para revogar a sua condenação. Essa contradição mostra que os parias deixam de ser párias quando se organizam, pois organizar-se é, antes de mais nada, inocular-se a substância social e ocupar um espaço social. (Adaptado de BISOL, José Paulo. In: A questão agrária no Brasil. São Paulo: Atual, 1997.) O texto acima apresenta reflexões sobre a origem e a identidade dos movimentos sociais organizados. Um componente da nossa sociedade que explica o surgimento desses movimentos e uma característica de sua organização, respectivamente, estão indicados em: (A) luta pela inclusão social – centralização sindical (B) concentração da riqueza nacional – unidade partidária (C) expropriação dos meios de produção – ativismo político (D) contestação do sistema representativo – coerência ideológica