SlideShare uma empresa Scribd logo

Aula 01

Camila Silva Rocha
Camila Silva Rocha
Camila Silva Rochatrabalho em Trabalho na Prêmio Empreendimentos Imobiliários

Aula 01

1 de 16
Baixar para ler offline
BEM-VINDO À DISCIPLINA
ANÁLISE TEXTUAL




                         Prof. Roberto Paes



                                              AULA 1
Apresentação da disciplina – Objetivos gerais


- Desenvolver a competência leitora.
- Identificar  e buscar adequação a diferentes modalidades
e registros da língua portuguesa.
- Identificar, interpretar, analisar textos de múltiplos
gêneros e diferentes tipologias.

- Produzir textos aplicando os conhecimentos adquiridos. 




                                                       AULA 1
Conceitos a serem vistos nesta aula




- Linguagem x Língua
- Fala x escrita
- Registros formal x registro informal
 




                                         AULA 1
Linguagem x Língua


Linguagem – capacidade humana de estabelecer comunicação,
seja por gestos, sons, palavras, sinais, símbolos etc. Serve para
representar conceitos, ideias, sentimentos, significados,
pensamentos.
Língua – conjunto de palavras e expressões usadas por uma
comunidade, munido de regras próprias organizadas em um
sistema (a gramática de uma língua). Também chamada código.


                                                            AULA 1
Fala x escrita: a fala

A fala é anterior à escrita. Todo ser humano, dentro das suas
normalidades, tem a capacidade de falar. Já a escrita é adquirida,
não sendo de acesso a todos (alguns povos possuem língua
falada própria, mas não escrita).

Quando falamos, qualquer problema na interpretação ou
compreensão pode ser imediatamente retomado e solucionado;
além do que, quando conversamos ou somos ouvidos, outros
componentes da "fala" formam um ambiente propício para a
interpretação da mensagem: gestos, expressões faciais, tons de
voz que completam, modificam, reforçam o que dizemos.

                                                           AULA 1
Estudo de caso: a modalidade falada
Trechos da fala do homem:

“Aqui é bem cegadu”

“Tem umas cachoeira boa”

“Nessa Santo Antoio onde ocês foram lá é muito bonito. A
água lá é muito fria (...). Lá é bonito”


A língua falada, por se desenvolver espontaneamente, é
caracterizada pela hesitação, repetição, pausas na voz etc.

                                                       AULA 1

Recomendados

Linguagem Oral e Escrita
Linguagem Oral e EscritaLinguagem Oral e Escrita
Linguagem Oral e EscritaAnderson Cruz
 
Variantes LingüíSticas Desfazendo EquíVocos
Variantes LingüíSticas   Desfazendo EquíVocosVariantes LingüíSticas   Desfazendo EquíVocos
Variantes LingüíSticas Desfazendo EquíVocosEwerton Gindri
 
Adequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguísticaAdequação e inadequação linguística
Adequação e inadequação linguísticaKaren Olivan
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas7 de Setembro
 
Texto Oral e Escrito
Texto Oral e EscritoTexto Oral e Escrito
Texto Oral e EscritoGrupo VAHALI
 
6835632 dino-preti-estudos-da-lingua-falada
6835632 dino-preti-estudos-da-lingua-falada6835632 dino-preti-estudos-da-lingua-falada
6835632 dino-preti-estudos-da-lingua-faladaRoberto Carvalho
 
Apresentação pafc 2013 slideshare
Apresentação pafc 2013 slideshareApresentação pafc 2013 slideshare
Apresentação pafc 2013 slideshareLeilaFajardo
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 1 linguagem para profissionais
Aula 1   linguagem para profissionaisAula 1   linguagem para profissionais
Aula 1 linguagem para profissionaisprofNICODEMOS
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaEwerton Gindri
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticasGracas Brito
 
Níveis de Língua
Níveis de LínguaNíveis de Língua
Níveis de LínguaA. Simoes
 
Comunicação oral e escrita 1
Comunicação oral e escrita 1Comunicação oral e escrita 1
Comunicação oral e escrita 1Míriam Klippel
 
A história da língua
A história da línguaA história da língua
A história da línguaVanda Marques
 
Grupo 07 a gramática na escola ppw
Grupo 07 a gramática na escola ppwGrupo 07 a gramática na escola ppw
Grupo 07 a gramática na escola ppwsilvia-9616
 
Variações da linguagem
Variações da linguagemVariações da linguagem
Variações da linguagemrosangelajoao
 
Pibid letras - Variação Linguística
Pibid letras - Variação LinguísticaPibid letras - Variação Linguística
Pibid letras - Variação LinguísticaBeto Batis
 
Variedades linguisticas Pt. 1
Variedades linguisticas Pt. 1Variedades linguisticas Pt. 1
Variedades linguisticas Pt. 1Sadrak Silva
 
Variação Linguística
Variação LinguísticaVariação Linguística
Variação LinguísticaSilmatuk
 
Parte 3 linguística geral apresentação 2012
Parte 3   linguística geral apresentação 2012Parte 3   linguística geral apresentação 2012
Parte 3 linguística geral apresentação 2012Mariana Correia
 

Mais procurados (20)

Aula 1 linguagem para profissionais
Aula 1   linguagem para profissionaisAula 1   linguagem para profissionais
Aula 1 linguagem para profissionais
 
Df6 cdr ppt_variedades[1]
Df6 cdr ppt_variedades[1]Df6 cdr ppt_variedades[1]
Df6 cdr ppt_variedades[1]
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
GramáTica E LíNgua
GramáTica E LíNguaGramáTica E LíNgua
GramáTica E LíNgua
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
Níveis de Língua
Níveis de LínguaNíveis de Língua
Níveis de Língua
 
Comunicação oral e escrita 1
Comunicação oral e escrita 1Comunicação oral e escrita 1
Comunicação oral e escrita 1
 
A história da língua
A história da línguaA história da língua
A história da língua
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
Grupo 07 a gramática na escola ppw
Grupo 07 a gramática na escola ppwGrupo 07 a gramática na escola ppw
Grupo 07 a gramática na escola ppw
 
Variações da linguagem
Variações da linguagemVariações da linguagem
Variações da linguagem
 
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua PortuguesaVariação e Ensino de Língua Portuguesa
Variação e Ensino de Língua Portuguesa
 
Pibid letras - Variação Linguística
Pibid letras - Variação LinguísticaPibid letras - Variação Linguística
Pibid letras - Variação Linguística
 
Níveis linguísticos
Níveis linguísticosNíveis linguísticos
Níveis linguísticos
 
Ipt resumo
Ipt   resumoIpt   resumo
Ipt resumo
 
Variedades linguisticas Pt. 1
Variedades linguisticas Pt. 1Variedades linguisticas Pt. 1
Variedades linguisticas Pt. 1
 
Variação Linguística
Variação LinguísticaVariação Linguística
Variação Linguística
 
Norma culta dani
Norma culta daniNorma culta dani
Norma culta dani
 
Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2Lingua e-linguagem2
Lingua e-linguagem2
 
Parte 3 linguística geral apresentação 2012
Parte 3   linguística geral apresentação 2012Parte 3   linguística geral apresentação 2012
Parte 3 linguística geral apresentação 2012
 

Semelhante a Aula 01

Analise textual online
Analise textual onlineAnalise textual online
Analise textual onlineplanejando
 
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-britoBruno Motta
 
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaElementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaMônica Melo
 
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguística
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguísticaLinguagens língualinguagemvariaçãolinguística
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguísticaKênia Machado
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental IISinara Lustosa
 
Variacao linguistica
Variacao linguisticaVariacao linguistica
Variacao linguisticacaurysilva
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguísticacaurysilva
 
Slides oficina tp 2
Slides  oficina tp 2Slides  oficina tp 2
Slides oficina tp 2Sadiasoares
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticasuesleii
 
Minha ficha inform.
Minha ficha inform.Minha ficha inform.
Minha ficha inform.Paula Prata
 
Linguística i saussure
Linguística i  saussureLinguística i  saussure
Linguística i saussureGuida Gava
 
LíNgua Portuguesa
LíNgua PortuguesaLíNgua Portuguesa
LíNgua Portuguesaeunicemeira
 

Semelhante a Aula 01 (20)

Analise textual online
Analise textual onlineAnalise textual online
Analise textual online
 
Analise textual online
Analise textual onlineAnalise textual online
Analise textual online
 
Semântica.PDF
Semântica.PDFSemântica.PDF
Semântica.PDF
 
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito
22653284 a-gramatica-de-libras-lucinda-ferreira-brito
 
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação HumanaElementos Essenciais da Comunicação Humana
Elementos Essenciais da Comunicação Humana
 
Pojhd
PojhdPojhd
Pojhd
 
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguística
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguísticaLinguagens língualinguagemvariaçãolinguística
Linguagens língualinguagemvariaçãolinguística
 
Português instrumental II
Português instrumental IIPortuguês instrumental II
Português instrumental II
 
Variacao linguistica
Variacao linguisticaVariacao linguistica
Variacao linguistica
 
Funções
FunçõesFunções
Funções
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Slides oficina tp 2
Slides  oficina tp 2Slides  oficina tp 2
Slides oficina tp 2
 
Variedades linguisticas
Variedades linguisticasVariedades linguisticas
Variedades linguisticas
 
Níveis de linguagem
Níveis de linguagemNíveis de linguagem
Níveis de linguagem
 
Libras
LibrasLibras
Libras
 
Minha ficha inform.
Minha ficha inform.Minha ficha inform.
Minha ficha inform.
 
Linguística i saussure
Linguística i  saussureLinguística i  saussure
Linguística i saussure
 
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIALLINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
LINGUAGEM CULTA X COLOQUIAL
 
Linguagem_lingua
Linguagem_linguaLinguagem_lingua
Linguagem_lingua
 
LíNgua Portuguesa
LíNgua PortuguesaLíNgua Portuguesa
LíNgua Portuguesa
 

Aula 01

  • 1. BEM-VINDO À DISCIPLINA ANÁLISE TEXTUAL Prof. Roberto Paes AULA 1
  • 2. Apresentação da disciplina – Objetivos gerais - Desenvolver a competência leitora. - Identificar  e buscar adequação a diferentes modalidades e registros da língua portuguesa. - Identificar, interpretar, analisar textos de múltiplos gêneros e diferentes tipologias. - Produzir textos aplicando os conhecimentos adquiridos.  AULA 1
  • 3. Conceitos a serem vistos nesta aula - Linguagem x Língua - Fala x escrita - Registros formal x registro informal   AULA 1
  • 4. Linguagem x Língua Linguagem – capacidade humana de estabelecer comunicação, seja por gestos, sons, palavras, sinais, símbolos etc. Serve para representar conceitos, ideias, sentimentos, significados, pensamentos. Língua – conjunto de palavras e expressões usadas por uma comunidade, munido de regras próprias organizadas em um sistema (a gramática de uma língua). Também chamada código. AULA 1
  • 5. Fala x escrita: a fala A fala é anterior à escrita. Todo ser humano, dentro das suas normalidades, tem a capacidade de falar. Já a escrita é adquirida, não sendo de acesso a todos (alguns povos possuem língua falada própria, mas não escrita). Quando falamos, qualquer problema na interpretação ou compreensão pode ser imediatamente retomado e solucionado; além do que, quando conversamos ou somos ouvidos, outros componentes da "fala" formam um ambiente propício para a interpretação da mensagem: gestos, expressões faciais, tons de voz que completam, modificam, reforçam o que dizemos. AULA 1
  • 6. Estudo de caso: a modalidade falada Trechos da fala do homem: “Aqui é bem cegadu” “Tem umas cachoeira boa” “Nessa Santo Antoio onde ocês foram lá é muito bonito. A água lá é muito fria (...). Lá é bonito” A língua falada, por se desenvolver espontaneamente, é caracterizada pela hesitação, repetição, pausas na voz etc. AULA 1
  • 7. Fala x escrita: a escrita A escrita consiste num processo mais lento do que falar. Ela é mais durável, podendo ser lida e reproduzida; é independente, ao contrário da fala, dispensando, assim, a presença física do autor. A escrita, portanto, tem a capacidade de se transferir de um meio a outro. Sua função central é a de registro da língua, para a difusão de informações e a construção de conhecimentos. A intenção da escrita é a produção de textos que serão alvos da atividade de leitura. AULA 1
  • 9. Registro formal x registro informal Quando falamos ou escrevemos, estamos diante de um determinado contexto, uma situação específica que orienta a maneira como iremos nos comunicar. Dependendo de quem irá ler/ouvir a mensagem que produzimos, nós variamos a maneira de registrar a língua, por diversos motivos: o nível de compreensão daquele que irá ler/ouvir, a situação, que determina o nível de formalidade/informalidade, a finalidade da comunicação etc. No meio acadêmico e profissional, normalmente utilizamos o registro formal da língua. AULA 1
  • 10. Registro formal x registro informal: estudo de caso Registro formal A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo processo de purificação e refino, apresentando-se sob a forma de pequenos sólidos troncopiramidais de base retangular, impressiona agradavelmente ao paladar. Entretanto, não altera suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão axial em consequência da aplicação de compressões equivalentes e opostas. Registro informal Rapadura é doce, mas não é mole. AULA 1
  • 11. Registro formal x registro informal Tanto o registro formal quanto o informal devem se adequar à situação. Uma mensagem muito formal, em uma situação informal, pode mudar o sentido do que se pretende comunicar, por exemplo. O inverso também é verdadeiro. A isso chamamos adequação da linguagem. A adequação da linguagem é a forma que temos para adaptar nosso texto/fala à situação de comunicação. AULA 1
  • 12. Variação linguística Variação linguística é a diversificação da língua em virtude da diversidade de costumes e falantes que uma língua possui. Variedades regionais São as diferenças que encontramos na fala/escrita de acordo com a localização regional de uma comunidade linguística. Na variação regional temos, principalmente, diferenças no sotaque e no vocabulário. Mosca x moxca Garoto x piá AULA 1
  • 13. Variação linguística Variedades sociais São as diferenças que encontramos na fala/escrita de acordo com a identidade do falante e seu nível de letramento. Na variação social temos, principalmente, diferenças no vocabulário, na ortografia e na concordância. AULA 1
  • 15. Variação padrão A língua não é usada de modo homogêneo por todos os seus falantes. O uso de uma língua varia de época para época, de região para região, de classe social para classe social, e assim por diante. Embora as variações sejam naturais, existe uma expectativa de que todas as pessoas falem/escrevam da mesma maneira. Se não fosse assim, por exemplo, nunca teríamos o “Jornal Nacional”, já que os falantes de diferentes regiões e níveis de letramento não compreenderiam a mesma mensagem. A variação padrão corresponde ao uso homogêneo da língua. AULA 1
  • 16. Registro formal x informal Linguagem formal é aquela em que se usa o padrão formal da língua, isto é, aquela ensinada na gramática, e seu uso se dá em situações mais formais. Já o padrão informal da língua é aquele usada em situações que não requer tanto rigor, como nas conversas com amigos ou com a família. O registro formal é a modalidade linguística tomada como padrão, e nela se redigem os textos e documentos oficiais do país. Também é a modalidade usada no meio profissional, por exemplo. AULA 1

Notas do Editor

  1. Depois deste slide, passar filme do youtube http://www.youtube.com/watch?v=jzmkrT_KE6Q
  2. Depois deste slide, passar filme do youtube http://www.youtube.com/watch?v=AcXkL6kY_Dw&feature=related
  3. Colocar vídeo após a leitura do slide http://www.youtube.com/watch?v=cXP5ikUlncg
  4. Depois do slide, colocar vídeo http://www.youtube.com/watch?v=CuF4MjcTuok&feature=related
  5. Colocar vídeo youtube após o slide http://www.youtube.com/watch?v=oFSHQqN1sD8&feature=related