Tecnologia e sensibilidade no Design Cerâmico

638 visualizações

Publicada em

Tecnologia e sensibilidade no Design Cerâmico: processo criativo, processo produtivo e máquina digital como futuro da indústria cerâmica.
Uma citação do panorama de revestimento cerâmico, o histórico dos produtos do Grupo Incefra, o papel do designer de superfície, sequência de nossos processos criativos e dia-a-dia e o que acreditamos e trabalhamos para o futuro da cerâmica. Boa leitura!

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
638
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnologia e sensibilidade no Design Cerâmico

  1. 1. Camila Lamberti 18 anos de mercado 08 anos de Gerente de Produtos. Pós-graduada em Design Gráfico. Designer de Revestimento Cerâmico. Publicitária. Técnica em Química.
  2. 2. Indústria Cerâmica no mundo
  3. 3. Indústria Cerâmica no mundo
  4. 4. Indústria Cerâmica no mundo
  5. 5. Indústria Cerâmica no Brasil ! Empregos: 25 mil diretos 200 mil indiretos 94empresas 47empresas 70% da produção nacional
  6. 6. Indústria Cerâmica no Brasil Evolução da capacidade produtiva *estimativa ano milhões de m² 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013* 672,4 712,3 782 817 875,2 986,6 1.004 1.034,1*
  7. 7. Indústria Cerâmica no Brasil Tipos de produto ano milhões de m² Piso Parede Fachada Porcelanato 2009 2010 2011 2012 498 520 587 584 2009 2010 2011 2012 151 151 162 172 2009 2010 2011 2012 18 22 24 24 2009 2010 2011 2012 48 60 72 86
  8. 8. Grupo Incefra R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  9. 9. Unidades Cordeirópolis - SP Fundada em 1971 40.000.000 m² / ano Dias D'Avila - BA R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S Fundada em 2004 Fundada em 2007 18.000.000 m² / ano 7.000.000 m² / ano
  10. 10. Prêmios ! ! 2009 Grupo Incefra 12º maior produtor de revestimento cerâmico do mundo e a maior do Brasil 2010 Incefra 1º Prêmio Regional Aspacer de Design 2011 Incefra Cerâmica do Ano Prêmio Mundo Cerâmico 2013 Grupo Incefra 1º Prêmio Nacional Aspacer de Design e Menção Honrosa
  11. 11. Mas o que é revestimento cerâmico ?
  12. 12. Não é só azulejo !
  13. 13. O que é revestimento cerâmico ? Uma mistura de argila e outras matérias-primas inorgânicas que é queimada em altas temperaturas para uso em larga escala pela Arquitetura.
  14. 14. O que é revestimento cerâmico ? ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! Sua aplicação pode ir do prático ao decorativo, conforme as necessidades e o poder aquisitivo.
  15. 15. Processo de fabricação ! ! seleção de matéria-prima moagem prensagematomização secagem esmaltação queima inspeção e embalagem
  16. 16. Benefícios do revestimento cerâmico • proteção contra infiltrações externas; • maior conforto térmico no interior das edificações; • boa resistência às intempéries e à maresia; • proteção mecânica de grande durabilidade; • fácil limpeza e manutenção; • vida útil prolongada.
  17. 17. Benefícios do revestimento cerâmico
  18. 18. Como a Incefra chegou aqui ?
  19. 19. 1971 a 1987 produtos tecnologia volume unidades peça massa vermelha, forno garrafão mercado varejo
  20. 20. 1988 a 1998 produtos tecnologia volume unidades 12.838.756 m² via seca, 3 linhas de produção, produtos com 2 cores mercado varejo, home center
  21. 21. 1999 a 2004 produtos tecnologia volume unidades 21.284.917 m² via seca, 5 linhas de produção, produtos com 4 cores mercado varejo, home center, exportação R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  22. 22. 2005 a 2007 produtos tecnologia volume unidades 31.325.837 m² via seca, via atomizada, porcelanato, monoporosa, 7 linhas de produção, produtos com 4 cores mercado varejo, home center, exportação, engenharia R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  23. 23. 2008 a 2010 produtos tecnologia volume unidades 46.919.904 m² via seca, via atomizada, porcelanato, monoporosa, 11 linhas de produção, produtos com 4 cores mercado varejo, home center, exportação, engenharia R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  24. 24. 2011 a 2012 produtos tecnologia volume unidades 59.721.657 m² via seca, via atomizada, porcelanato, monoporosa, 12 linhas de produção, produtos com 4 cores, 2 impressão digital mercado varejo, home center, exportação, engenharia R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  25. 25. 2013 a 2014 produtos tecnologia volume unidades 64.072.591 m² via seca, via atomizada, porcelanato, monoporosa, 12 linhas de produção, produtos com 4 cores, 6 impressão digital mercado varejo, home center, exportação, engenharia, lojas especializadas R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S R E V E S T I M E N T O S C E R Â M I C O S
  26. 26. Qual o papel do designer de revestimentos cerâmicos ?
  27. 27. Pesquisa de mercado Análise dos mercados nacionais e internacional. ! Tendências sócio- econômicas e de consumo. ! Acompanhamento da concorrência.
  28. 28. Pesquisa de referências Feiras nacionais e internacionais do setor. ! Padrões de consumo e comportamento. ! Tendências da Moda, Design, Tecnologia, Comportamento, Mobiliário, etc. ! Publicações e notícias.
  29. 29. Tecnologia de produção Inovações tecnológicas do setor. ! Desenvolvimentos da cadeira produtiva. ! Evolução dos materiais e fornecedores (esmaltes, coloríficos, equipamentos, etc).
  30. 30. Tecnologia da informação Contínua troca e evolução do conhecimento. ! Adequação às novas interfaces e tecnologias gráficas. ! Evolução das ferramentas de trabalho.
  31. 31. Habilidade comercial Negociação com fornecedores e parceiros. ! Maximização de resultados. ! Noções de precificação. ! Monitoramento do ciclo de vida dos produtos.
  32. 32. Diplomacia Interação com os demais setores da empresa (Comercial, Marketing, Qualidade, Desenvolvimento, etc) ! Desenvolvimento dos conceitos da linha. ! Apoio ao Marketing na elaboração da identidade visual dos produtos.
  33. 33. Criação & Design Prototipação de produto. ! Criação de desenhos, motivos e padrões. ! Revisão de produtos com mais tempo na linha.
  34. 34. E como nascem os produtos ?
  35. 35. Concepção de produto Pesquisa de mercado e tendências. ! Identificação do público-alvo. Recursos da linha de produção. ! Estratégia comercial. Inspirações para a criação. ! Debate de ideias com a equipe.
  36. 36. Imagem e Relevo Equipamento disponível. ! Tipologia e formatos recomendados. Cores das serigrafias e esmaltes. ! Homogeneização da coleção. Texturas: esmaltes, granilhas e protetivas. ! Encaixe do desenho no relevo.
  37. 37. Prototipação Visualização do design proposto. ! ! Identificação de aprendizados. Melhorar relação tempo x recursos ! Precifição e limitação dos custos. Seleção de fornecedores.
  38. 38. Semi-industrial Ficha técnica para reprodução industrial. ! Desenhos e/ou telas rotativas. Definição da peça padrão. ! ! Ensaios técnicos. Cadastro da referência para a Qualidade.
  39. 39. Mas hoje o setor cerâmico vive uma verdadeira revolução !
  40. 40. Impressão digital: antes e depois
  41. 41. Diferenças dos processos tradicional Combinação de 4 cores Impressora de cores alta resolução
  42. 42. Evolução da qualidade Maior quantidade de cores. Resolução da imagem. Maior realismo.
  43. 43. Evolução técnica Relevos e formatos: tradicional alta resolução apenas por contato toda superfície formato de alta definição: quase 10 vezes maior
  44. 44. Evolução de design Maior liberdade criativa. ! Personalização de motivos e padrões. ! Maior fidelidade entre projeto e resultado final.
  45. 45. Evolução comercial Produto diferenciado com as mesmas características técnicas. ! Maior facilidade para escalar a produção. ! Estoque menores. ! Maior variedade de coleções.
  46. 46. E o Futuro ?
  47. 47. Tendências Convergência cada vez maior entre Design, Tecnologia, Moda e Arte
  48. 48. Novas aplicações Revestimentos cerâmicos muito além dos pisos.
  49. 49. Novos materiais Materiais mais resistentes, mais ecológicos, mais saudáveis, mais inteligentes, mais duráveis…
  50. 50. Criatividade sem limites
  51. 51. Enfim, espero ter apresentado: ! ! uma parte do nosso dia-a-dia; ! alguns frutos do nosso trabalho; ! alguns motivos de nosso sucesso...
  52. 52. Obrigada Camila Lamberti ! ! camila@incefra.com.br designceramico.com.br facebook.com/designceramico "Sorte é o que acontece quando a competência encontra a oportunidade." Elmer Letterman

×