SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Doenças
Neurodegenerativas
Camila Ferreira da Silva RA 20171376
Cristiane dos Santos Bahia RA 20121904
Sara Regina Bertoni RA 20140580
Jéssica Mariane Evangelista Zebini RA
20055872
Características Gerais
 Destruição Progressiva e Irreversível dos Neurônios
 Perda das Funções Motoras, Fisiológicas e/ou Capacidade Cognitiva
 NÃO TEM CURA!
Mais conhecidas
- Degenerações Espinocerebelares (ATAXIA)
- Deterioração Cognitiva Vascular;
- Doença de Alzheimer;
- Doenças causadas por Príons;
- Retinopatias Degenerativas;
- Doença de Parkinson;
- Esclerose Lateral Emiotrófica;
- Doenças de Huntington;
- Doenças de Pick.
Degenerações espinocerebelares
 Hereditária
 Degeneração do Cerebelo e Medula Espinhal
 Causa: Mutações Genéticas ( multiplicação de genes afetados)
 Mais comum: Ataxia de Friedreich
Incidência : 1 a cada 50.000, ocorre antes dos 25 anos
Perda dos Reflexos Tendineos (afeta equilibrio e Força Muscular)
Fraqueza nos membros inferiores
Deterioração Cognitiva Vascular
 Deterioração de áreas do funcionamento mental
 Incidência > Idade, homem, fatores de risco vascular
 CAUSA: obstrução de artéria (AVC)
 2 tipos: COM DEMÊNCIA E SEM DEMÊNCIA
85 anos de idade > com demência
 Compromete a circulação sanguínea cerebral
 Gera a perda da camada de gordura da célula
 Gera dependência funcional
Doença de Alzheimer
 Demência: perda progressiva de memória e capacidade de
aprendizado. etc.
 2 Tipos: DA de início Senil
DA de acometimento Precoce
 Acometimento: 1 a cada 20, acima de 65 anos
 Diminuição de Neurotransmissores
 Fases : Inicial
Intermediária
Avançada
DOENÇAS CAUSADAS POR PRÍONS
 Príons = proteínas comuns modificadas
 Morte de Neurônios
 Degeneração das células nervosas, cérebro com aspecto esponjoso
 Origem genética ou contato com tecidos contaminados
 Perda da capacidade de cuidar se si próprio
 Remédio para controle dos sintomas
 Doenças raras
Retinopatias degenerativas
 Doenças hereditárias que causam degeneração dos fotorreceptores
da retina Maior causa de cegueira irreversível e perda visual
 Fotorreceptores : cones e bastonetes
 Retinose Pigmentar: Perda do campo visual periférico e visão central
Sintomas notados na adolescencia
Implante de chip,
devolve parte da visão
Doença de Parkinson
 “Enfermidade caracterizada pela presença de movimentos
tremulantes involuntários, diminuição da força muscular,
tendência à inclinação do tronco para frente e alteração da
marcha. Os sentidos e o intelecto são preservados’’
‘James Parkinson, LONDRES 1817’
 Evolução Lenta
 TRATAMENTO: controle dos sintomas
 100 a 200 casos a cada 1000 hab.
Esclerose Lateral amiotrófica (ELA)
 Distúrbio progressivo que envolve a degeneração do sistema motor
 Surgimento: entre 55 e 75 anos
 Perca de neurônios do córtex cerebral
 10% hereditário
 Não há tratamento
Doença de Huntington
 Expansão da trinca CAG presente na porção 5‟
 Formação de proteína funcionalmente alterada
 É hereditária, acomete filhos.
 Primeiros sintomas acima dos 35 anos
 Destruição de parte do Núcleo Cerebral Estriado
 Perda progressiva de capacidade intelectual
Doenças de Pick
 Doença RARA
 Maioria afetada: Mulheres
 Acumulo Anormal de proteínas no
interior dos neurônios
 Alteração de Personalidade e
Comportamento Social
 Não há tratamento
„Perda de Neurônios cerebrais, gerando a perda da
memória e afetando a vida social’
Arnold Pick
Doença de Parkinson
 Perda de neurônios do SNC em uma região conhecida como
substância negra (ou nigra). Os neurônios dessa região sintetizam o
neurotransmissor dopamina, cuja diminuição nessa área provoca
sintomas principalmente motores.
 Costuma aparecer na faixa etária de 55 a 65 anos
Causas:
 Ação de toxinas ambientais;
 Acúmulo de radicais livres;
 Anormalidades nas mitocôndrias;
 Predisposição genética..
Sintomas:
 Rigidez muscular e tremor em repouso
 Movimentos que fazemos sem pensar são muito prejudicados,
ficando mais lentos e pobres
 O rosto pode ficar inexpressivo e a fala monótona e sem melodia.
 A escrita pode ficar minúscula.
 A rigidez da musculatura está ligada à instabilidade postural, que
leva o doente a adotar uma postura curvada
 O doente frequentemente torna-se deprimido sem motivo aparente.
 Podem ocorrer lapsos de memória, dificuldade de concentração e
irritabilidade.
 Dores musculares são comuns, principalmente na região lombar.
 Deglutição e mastigação podem estar comprometidas
 Determinados movimentos involuntários automáticos, são
gradualmente abolidos durante a evolução da DP. As pálpebras, por
exemplo, ficam indolentes, piscando cada vez menos
Tratamento:
 Apesar de não haver, atualmente, uma cura para a doença de
Parkinson, os sintomas podem ser controlados através de diversos
tipos de medicações.
 Medicamentos que diminuem as anomalias, tais como a Levodopa
e os medicamentos que reproduzem o efeito da dopamina no
cérebro
 Há pesquisas que procuram encontrar medicamentos
“neuroproteores”
*A doença de Parkinson é uma doença não reversível, que se
prolonga por toda a vida. No entanto, a qualidade de vida dos doentes
pode ser, substancialmente, melhorada com a utilização da
medicação, sendo que, por exemplo, com a levodopa há uma redução
dos sintomas em cerca de 75% dos pacientes.
Obrigado!
Camila
Cristiane
Jéssica Mariana
Sara

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Demências
DemênciasDemências
Demências
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Trabalho de alzheimer
Trabalho de alzheimerTrabalho de alzheimer
Trabalho de alzheimer
 
psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2psicofarmacologia 2
psicofarmacologia 2
 
Paralisia cerebral
Paralisia cerebralParalisia cerebral
Paralisia cerebral
 
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaAlzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
 
Doença de alzheimer
Doença de alzheimerDoença de alzheimer
Doença de alzheimer
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos AntidepressivosAula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
 
Aula residência ave avc
Aula residência ave avcAula residência ave avc
Aula residência ave avc
 
Apresentação alzheimer
Apresentação alzheimerApresentação alzheimer
Apresentação alzheimer
 
Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervoso Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervoso
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Demências diagnótico & tratamento
Demências diagnótico & tratamentoDemências diagnótico & tratamento
Demências diagnótico & tratamento
 
Aula Saúde Mental
Aula Saúde MentalAula Saúde Mental
Aula Saúde Mental
 
Doença de de parkinson
Doença de de parkinsonDoença de de parkinson
Doença de de parkinson
 
O CORAÇÃO DO IDOSO
O CORAÇÃO DO IDOSOO CORAÇÃO DO IDOSO
O CORAÇÃO DO IDOSO
 
Mal de Parkinson(fisiopatologia)
Mal de Parkinson(fisiopatologia)Mal de Parkinson(fisiopatologia)
Mal de Parkinson(fisiopatologia)
 
DoençaParkinson
DoençaParkinsonDoençaParkinson
DoençaParkinson
 
Exame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome ExtrapiramidalExame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
Exame Neurológico: Síndrome Extrapiramidal
 

Semelhante a Doenças neurodegenerativas

OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptx
OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptxOSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptx
OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptxVivianePereira485260
 
Transtornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicosTranstornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicosAroldo Gavioli
 
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervosoDoenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervosoPedui
 
Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3Pelo Siro
 
Alterações do funcionamento do sistema nervoso
Alterações do funcionamento do sistema nervosoAlterações do funcionamento do sistema nervoso
Alterações do funcionamento do sistema nervosoPedro Alves
 
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....Josivane Marques
 
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSA
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSAAULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSA
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSATHIALYMARIASILVADACU
 
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demenciaPelo Siro
 
Epilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quintaEpilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quintajessicabehrens
 
Esclerose multipla
Esclerose multiplaEsclerose multipla
Esclerose multiplagersonfisio
 

Semelhante a Doenças neurodegenerativas (20)

sistema nervoso
sistema nervoso sistema nervoso
sistema nervoso
 
OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptx
OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptxOSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptx
OSTEOPOROSE - QUEDA -PRINCIPAIS SIND - EXATO.pptx
 
Transtornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicosTranstornos mentais orgânicos
Transtornos mentais orgânicos
 
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf
04 Afecções Do Sistema Neurologico.pdf
 
Doenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervosoDoenças do sistema nervoso
Doenças do sistema nervoso
 
Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3Dsnervooso 1232367792130399-3
Dsnervooso 1232367792130399-3
 
Doença alzheimer
Doença alzheimerDoença alzheimer
Doença alzheimer
 
Alterações do funcionamento do sistema nervoso
Alterações do funcionamento do sistema nervosoAlterações do funcionamento do sistema nervoso
Alterações do funcionamento do sistema nervoso
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Síndrome de west
 
Paralisia cerebral em Odontologia
Paralisia cerebral em OdontologiaParalisia cerebral em Odontologia
Paralisia cerebral em Odontologia
 
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....
391734621-Doenca-de-Parkinson-apresentacao-PPT-baseado-no-livro-de-geriatria....
 
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSA
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSAAULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSA
AULA 04 - PROCESSO CRO E INFE - IDOSO.pdf NA FASE IDOSA
 
Ataxia
AtaxiaAtaxia
Ataxia
 
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia
1195569404 perturbacoes comportamentais_na_demencia
 
Demência
DemênciaDemência
Demência
 
Epilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quintaEpilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quinta
 
Esclerose multipla
Esclerose multiplaEsclerose multipla
Esclerose multipla
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Huntington
HuntingtonHuntington
Huntington
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 

Mais de Camila Ferreira

Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Camila Ferreira
 
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...Camila Ferreira
 
Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Camila Ferreira
 
Um Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaUm Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaCamila Ferreira
 
Distrofia muscular de duchenne
Distrofia muscular de duchenneDistrofia muscular de duchenne
Distrofia muscular de duchenneCamila Ferreira
 
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2Camila Ferreira
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaCamila Ferreira
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaCamila Ferreira
 

Mais de Camila Ferreira (15)

Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
 
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...
Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre aspectos normati...
 
Dietas da Moda
Dietas da ModaDietas da Moda
Dietas da Moda
 
Brinquedo Terapêutico
Brinquedo TerapêuticoBrinquedo Terapêutico
Brinquedo Terapêutico
 
Brinquedo Terapêutico
Brinquedo TerapêuticoBrinquedo Terapêutico
Brinquedo Terapêutico
 
Exames Bioquímicos
Exames BioquímicosExames Bioquímicos
Exames Bioquímicos
 
Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013
 
SIPAT American Airlines
SIPAT American AirlinesSIPAT American Airlines
SIPAT American Airlines
 
Um Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre EsquizofreniaUm Caso sobre Esquizofrenia
Um Caso sobre Esquizofrenia
 
Processo educativo
Processo educativoProcesso educativo
Processo educativo
 
Distrofia muscular de duchenne
Distrofia muscular de duchenneDistrofia muscular de duchenne
Distrofia muscular de duchenne
 
Duchenne
DuchenneDuchenne
Duchenne
 
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2
Microbiologia clínica em infecção hospitalar 2
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criança
 
Iniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criançaIniciativa hospital amigo da criança
Iniciativa hospital amigo da criança
 

Doenças neurodegenerativas

  • 1. Doenças Neurodegenerativas Camila Ferreira da Silva RA 20171376 Cristiane dos Santos Bahia RA 20121904 Sara Regina Bertoni RA 20140580 Jéssica Mariane Evangelista Zebini RA 20055872
  • 2. Características Gerais  Destruição Progressiva e Irreversível dos Neurônios  Perda das Funções Motoras, Fisiológicas e/ou Capacidade Cognitiva  NÃO TEM CURA!
  • 3. Mais conhecidas - Degenerações Espinocerebelares (ATAXIA) - Deterioração Cognitiva Vascular; - Doença de Alzheimer; - Doenças causadas por Príons; - Retinopatias Degenerativas; - Doença de Parkinson; - Esclerose Lateral Emiotrófica; - Doenças de Huntington; - Doenças de Pick.
  • 4. Degenerações espinocerebelares  Hereditária  Degeneração do Cerebelo e Medula Espinhal  Causa: Mutações Genéticas ( multiplicação de genes afetados)  Mais comum: Ataxia de Friedreich Incidência : 1 a cada 50.000, ocorre antes dos 25 anos Perda dos Reflexos Tendineos (afeta equilibrio e Força Muscular) Fraqueza nos membros inferiores
  • 5. Deterioração Cognitiva Vascular  Deterioração de áreas do funcionamento mental  Incidência > Idade, homem, fatores de risco vascular  CAUSA: obstrução de artéria (AVC)  2 tipos: COM DEMÊNCIA E SEM DEMÊNCIA 85 anos de idade > com demência  Compromete a circulação sanguínea cerebral  Gera a perda da camada de gordura da célula  Gera dependência funcional
  • 6. Doença de Alzheimer  Demência: perda progressiva de memória e capacidade de aprendizado. etc.  2 Tipos: DA de início Senil DA de acometimento Precoce  Acometimento: 1 a cada 20, acima de 65 anos  Diminuição de Neurotransmissores  Fases : Inicial Intermediária Avançada
  • 7. DOENÇAS CAUSADAS POR PRÍONS  Príons = proteínas comuns modificadas  Morte de Neurônios  Degeneração das células nervosas, cérebro com aspecto esponjoso  Origem genética ou contato com tecidos contaminados  Perda da capacidade de cuidar se si próprio  Remédio para controle dos sintomas  Doenças raras
  • 8. Retinopatias degenerativas  Doenças hereditárias que causam degeneração dos fotorreceptores da retina Maior causa de cegueira irreversível e perda visual  Fotorreceptores : cones e bastonetes  Retinose Pigmentar: Perda do campo visual periférico e visão central Sintomas notados na adolescencia Implante de chip, devolve parte da visão
  • 9. Doença de Parkinson  “Enfermidade caracterizada pela presença de movimentos tremulantes involuntários, diminuição da força muscular, tendência à inclinação do tronco para frente e alteração da marcha. Os sentidos e o intelecto são preservados’’ ‘James Parkinson, LONDRES 1817’  Evolução Lenta  TRATAMENTO: controle dos sintomas  100 a 200 casos a cada 1000 hab.
  • 10. Esclerose Lateral amiotrófica (ELA)  Distúrbio progressivo que envolve a degeneração do sistema motor  Surgimento: entre 55 e 75 anos  Perca de neurônios do córtex cerebral  10% hereditário  Não há tratamento
  • 11. Doença de Huntington  Expansão da trinca CAG presente na porção 5‟  Formação de proteína funcionalmente alterada  É hereditária, acomete filhos.  Primeiros sintomas acima dos 35 anos  Destruição de parte do Núcleo Cerebral Estriado  Perda progressiva de capacidade intelectual
  • 12. Doenças de Pick  Doença RARA  Maioria afetada: Mulheres  Acumulo Anormal de proteínas no interior dos neurônios  Alteração de Personalidade e Comportamento Social  Não há tratamento „Perda de Neurônios cerebrais, gerando a perda da memória e afetando a vida social’ Arnold Pick
  • 13. Doença de Parkinson  Perda de neurônios do SNC em uma região conhecida como substância negra (ou nigra). Os neurônios dessa região sintetizam o neurotransmissor dopamina, cuja diminuição nessa área provoca sintomas principalmente motores.
  • 14.  Costuma aparecer na faixa etária de 55 a 65 anos Causas:  Ação de toxinas ambientais;  Acúmulo de radicais livres;  Anormalidades nas mitocôndrias;  Predisposição genética..
  • 15. Sintomas:  Rigidez muscular e tremor em repouso  Movimentos que fazemos sem pensar são muito prejudicados, ficando mais lentos e pobres  O rosto pode ficar inexpressivo e a fala monótona e sem melodia.  A escrita pode ficar minúscula.  A rigidez da musculatura está ligada à instabilidade postural, que leva o doente a adotar uma postura curvada  O doente frequentemente torna-se deprimido sem motivo aparente.  Podem ocorrer lapsos de memória, dificuldade de concentração e irritabilidade.  Dores musculares são comuns, principalmente na região lombar.
  • 16.  Deglutição e mastigação podem estar comprometidas  Determinados movimentos involuntários automáticos, são gradualmente abolidos durante a evolução da DP. As pálpebras, por exemplo, ficam indolentes, piscando cada vez menos Tratamento:  Apesar de não haver, atualmente, uma cura para a doença de Parkinson, os sintomas podem ser controlados através de diversos tipos de medicações.  Medicamentos que diminuem as anomalias, tais como a Levodopa e os medicamentos que reproduzem o efeito da dopamina no cérebro  Há pesquisas que procuram encontrar medicamentos “neuroproteores”
  • 17. *A doença de Parkinson é uma doença não reversível, que se prolonga por toda a vida. No entanto, a qualidade de vida dos doentes pode ser, substancialmente, melhorada com a utilização da medicação, sendo que, por exemplo, com a levodopa há uma redução dos sintomas em cerca de 75% dos pacientes.