Aula 3: Introdução a sistema de arquivos

1.161 visualizações

Publicada em

Slide apresenta fundamentos básicos e indispensáveis ao aprendizado de Sistemas de Arquivos. Focando sua estrutura básica, diretórios windows e linux. Numa linguagem simples e objetiva

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.161
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
72
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3: Introdução a sistema de arquivos

  1. 1. CONCEITOS ARQUIVOS Coleção de informações relacionadas registradas em memória secundária. Os arquivos representam programas e dados. Os arquivos podem ser numéricos, alfabéticos, alfanuméricos ou binários.
  2. 2. ARQUIVOS É identificado por meio de um nome, formado por uma sequencia de caracteres. Os arquivos são gerenciados pelo sistema operacional e é mediante a implementação de arquivos que o sistema estrutura e organiza as informações. Em alguns SOs., a identificação de um arquivo é composta por duas partes separadas por um ponto, a parte após o ponto é chamada de extensão do arquivo, identificando o conteúdo.
  3. 3. EXTENSÃO DE ARQUIVOS Extensão Descrição arquivo.c arquivo.cob arquivo.exe arquivo.obj arquivo.pas arquivo.txt arquivo.mp3 Arquivo fonte em C Arquivo fonte em Cobol Arquivo executável Arquivo objeto Arquivo fonte em Pascal Arquivo texto Arquivo de música
  4. 4. CONCEITO SISTEMAS DE ARQUIVOS A parte do Sistema responsável pela gerência e organização dos arquivos. Consiste em duas partes distintas: uma coleção de arquivos, cada um deles armazenando dados relacionados, e uma estrutura de diretórios, que organiza e fornece informações sobre os arquivos. É a parte mais visível do sistema operacional pois é uma atividade frequentemente realizada pelos usuários.
  5. 5. ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS Consiste no modo como os dados estão internamente armazenados. Quando o arquivo é criado pode-se definir que organização será adotada que pode ser uma estrutura suportada pelo sistema operacional ou definida pela própria aplicação. Um arquivo possui os seguintes atributos (podem variar de SO para SO): Nome, tipo, Localização, Tamanho, Hora, Data e Identificação do usuário.
  6. 6. Métodos de Acesso Em função de como o arquivo esta organizado o sistema de arquivos pode recuperar registros de diferentes maneiras:  Acesso sequencial: método mais simples, as informações do arquivos são processados em ordem, um registro após o outro. Ex.: Compiladores de algoritmos.  Acesso direto: permite a leitura/gravação de um registro diretamente na sua posição. É realizado através do número de registro. Ex.: Acesso a um Banco de Dados. Acesso indexado ou por chave: o arquivo deve possuir uma área de índice onde existam ponteiros para os diversos registros e a partir desta informação realiza-se um acesso direto. Ex.: Leitura de preços ou um livro.
  7. 7. Diretórios Modo como o sistema organiza os diferentes arquivos contidos num disco.  É a estrutura de dados que contém entradas associadas aos arquivos onde estão informações como localização física, nome, organização e demais atributos. Quando um arquivo é aberto, o sistema operacional procura a sua entrada na estrutura de diretórios, armazenando as informações do arquivo em uma tabela mantida na memória principal.
  8. 8. Diretórios  Nível de diretório adicional para controle chamado de Master File Directory (MFD) que é indexado pelo nome do usuário e cada entrada aponta para o diretório pessoal.  User File Directory (UFD): para cada usuário existe um diretório particular para assim criar arquivos com qualquer nome.  É análoga a uma estrutura de dados em árvore onde o MFD é a raiz, os galhos são a UFD e os arquivos são as folhas.  Quando se referencia a um arquivo é necessário especificar seu nome e seu diretório isto é chamado de path (caminho).
  9. 9. Estrutura de diretórios com dois níveis Arquivo 1 Arquivo 2 Arquivo 3 Arquivo 1 Usuário 1 Usuário 2 Usuário 3 Usuário n Arquivo 1 Arquivo 2 Arquivo 3 Master File Directory (MFD) User File Directory (UFD) Arquivos
  10. 10. Diretórios: Estrutura em Árvore Adotado pela maioria dos sistemas operacionais e é logicamente melhor organizado. É possível criar quantos diretórios quiser, podendo um diretório conter arquivos e outros diretórios (chamados subdiretórios). Cada arquivo possui um path (caminho) único que descreve todos os diretórios da raiz (MFD) até o diretório onde o arquivo esta ligado e na maioria dos sistemas os diretórios são tratados como arquivos tendo atributos e identificação.
  11. 11. Diretórios no Windows
  12. 12. Diretórios no Linux
  13. 13. Diretórios Windows e Linux

×