Aula01 conceitosmemoria

886 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
886
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
527
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula01 conceitosmemoria

  1. 1. Técnicas  Retrospec/vas   Teorias  do  Restauro   Aula  01   Centro  Universitário  Planalto  –  UNIPLAN   Arquitetura  e  Urbanismo   Prof.  Carla  Freitas  
  2. 2. O  sen/do  original  do  termo  é  o  la/m   “monumentum”,  que  por  sua  vez  deriva  de   “monere”  (adver/r  ou  lembrar),  aquilo  que  traz  à   lembrança  alguma  coisa.  A  natureza  afe/va  do  seu   propósito  é  essencial:  não  se  trata  de  apresentar,   de  dar  uma  informação  neutra,  mas  de  tocar,  pela   emoção,  uma  memória  viva.   Monumento   Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  3. 3. Assim...   Chama-­‐se  monumento  tudo  o  que  for  edificado  por  uma  comunidade   de  indivíduos  para  rememorar  ou  fazer  que  outras  gerações  de   pessoas  rememorem  acontecimentos,  sacriZcios,  ritos  ou  crenças.     Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  4. 4. Monumento  trabalha  e  mobiliza  através  da  afe/vidade  a  lembrança   do  passado,  fazendo-­‐o  vibrar  como  se  fosse  presente.   O  passado  invocado,  convocado,  encantado.   Não  é  um  passado  qualquer,  mas  localizado  e  selecionado  para  fins   vitais,   na   medida   em   que   pode,   de   forma   direta,   contribuir   para   manter   e   preservar   a   iden/dade   de   uma   comunidade   étnica   ou   religiosa,  nacional,  tribal  ou  familiar.     Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  5. 5. Primeira  Missa  –  Vitor  Meireles   Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  6. 6. “Para  aqueles  que  edificam,  assim  como  para  os  des/natários   das   lembranças   que   veiculam,   o   monumento   é   uma   defesa   contra   o   trauma/smo   da   existência,   um   disposi/vo   de   segurança.   O   monumento   assegura,   acalma,   tranquiliza,   conjurando   o   ser   do   tempo.   Ele   cons/tui   uma   garan/a   das   origens   e   dissipa   a   inquietação   gerada   pela   incerteza   dos   começos”    A  Alegoria  do  Patrimônio,  Françoise  Choay   Alegoria  -­‐  s.f.  Expressão  de  uma  idéia  através  de  uma  imagem,  um  quadro,  um   ser  vivo  etc.;  obra  literária  ou  ards/ca  que  u/liza  esta  forma  de  expressão:  os   autos  das  barcas  de  Gil  Vicente  são  alegorias.  /  Retórica  Metáfora  con/nuada   com  significado  diverso  daquele  diretamente  enunciado.   Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  7. 7. s.m.   Bem   que   vem   do   pai   e   da   mãe.   /   Conjunto   dos   bens,   direitos   e   obrigações   de   uma   pessoa   jurídica.   /   Fig.   O   que   é   considerado  como  herança  comum.   Patrimônio  –  definição  Dicionário  Aurélio  on-­‐line   Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  
  8. 8. Um  bem  des/nado  ao  usufruto  de  uma  comunidade  que  se   ampliou   a   dimensões   planetárias,   cons/tuído   pela   acumulação  condnua  de  uma  diversidade  de  objetos  que  se   congregam   por   seu   passado   comum:   obras   e   obras-­‐primas   das  belas  artes  e  das  artes  aplicadas,  trabalhos  e  produtos  de   todos  os  saberes  dos  seres  humanos.   Patrimônio  Histórico   Prof.  Carla  Freitas  |  estudio@caliandradesenhos.com.br|  www.caliandradesenhos.com.br  

×