Principais modelos <ul><li>Observação de comportamento em campo </li></ul><ul><li>Modelos teóricos (ecologia comportamenta...
Principais espécies utilizadas <ul><li>Paulistinha ( Danio rerio ) </li></ul><ul><li>Véu-de-Noiva ( Carassius auratus ) </...
Resposta de alarme <ul><li>Descrita inicialmente por von Frisch (1938). </li></ul><ul><li>Presente em membros da superorde...
 
Resposta de alarme no paulistinha (Speedie e Gerlai, 2008)
 
Neuroquímica da resposta de alarme Hipoxantina-3- N -óxido Hipoxantina Xantina (Brown et al, 2000) Guanina Piridina- N -óx...
Neuroquímica da resposta de alarme (Brown et al, 2000)
 
Resposta de alarme: Efeitos acumulados sobre o forrageamento (Rehnberg et al., 1989)
 
Efeito da substância de alarme sobre níveis de monoaminas no cérebro de Véu-de-noiva (Höglund et al., 2005)
Resposta de sobressalto (“fast-start”) <ul><li>Reflexo mediado por um par de reticuloespinais neurônios gigantes (células ...
 
Parâmetros do reflexo que aumentam a probabilidade de sobrevivência (Walker et al., 2005)
 
(Collins e Waldeck, 2006)
 
(Brown, 2001)
 
(Portavella e Vargas, 2005)
 
(Cofiel e Mattiolli, 2006) (Santangelo et al., 2001) (Faganello et al., 2003) Controle CPA16 CPA4 ZOL
Créme de la créme:  Comportamento exploratório em peixes <ul><li>Campo aberto: Modelo mais utilizado, apesar dos pobrema. ...
Campo aberto
Campo aberto
Distribuição vertical
Distribuição vertical
Preferência claro/escuro
Preferência claro/escuro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Modelos de ansiedade e estresse em peixes

1.811 visualizações

Publicada em

Apresentação feita para o curso "Modelos animais de ansiedade em estresse", apresentado no VI Congresso Norte-Nordeste de Psicologia. Houveram também contribuições do Prof. Dr. Amauri Gouveia Jr. (Epistemologia de modelos comportamentais) e do Ms. Bruno Rodrigues dos Santos (Modelos animais de ansiedade e estresse em roedores).

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Modelos de ansiedade e estresse em peixes

  1. 1. Principais modelos <ul><li>Observação de comportamento em campo </li></ul><ul><li>Modelos teóricos (ecologia comportamental) </li></ul><ul><li>Resposta de alarme (“Schreckreaktion”) </li></ul><ul><li>Resposta de sobressalto </li></ul><ul><li>Diferentes procedimentos de esquiva </li></ul><ul><li>Campo aberto </li></ul><ul><li>Distribuição vertical eliciada pela novidade </li></ul><ul><li>Preferência claro/escuro </li></ul>
  2. 2. Principais espécies utilizadas <ul><li>Paulistinha ( Danio rerio ) </li></ul><ul><li>Véu-de-Noiva ( Carassius auratus ) </li></ul><ul><li>Lebiste ( Poecilia reticulata ) </li></ul>
  3. 3. Resposta de alarme <ul><li>Descrita inicialmente por von Frisch (1938). </li></ul><ul><li>Presente em membros da superordem Ostariophysi. </li></ul><ul><li>Caracterizada por nado rápido, fast-starts , busca de refúgios, imobilidade, e evitação da área em que surgiu. </li></ul><ul><li>Ocorre em resposta a algum feromônio de alarme, provavelmente derivado da hipoxantina. </li></ul>
  4. 5. Resposta de alarme no paulistinha (Speedie e Gerlai, 2008)
  5. 7. Neuroquímica da resposta de alarme Hipoxantina-3- N -óxido Hipoxantina Xantina (Brown et al, 2000) Guanina Piridina- N -óxido Piridina 4(3H)-Pirimidona
  6. 8. Neuroquímica da resposta de alarme (Brown et al, 2000)
  7. 10. Resposta de alarme: Efeitos acumulados sobre o forrageamento (Rehnberg et al., 1989)
  8. 12. Efeito da substância de alarme sobre níveis de monoaminas no cérebro de Véu-de-noiva (Höglund et al., 2005)
  9. 13. Resposta de sobressalto (“fast-start”) <ul><li>Reflexo mediado por um par de reticuloespinais neurônios gigantes (células de Mauthner). </li></ul><ul><li>Levam o animal a uma fuga rápida de um estímulo tátil, visual, ou auditivo. </li></ul>(Korn e Faber, 2005)
  10. 15. Parâmetros do reflexo que aumentam a probabilidade de sobrevivência (Walker et al., 2005)
  11. 17. (Collins e Waldeck, 2006)
  12. 19. (Brown, 2001)
  13. 21. (Portavella e Vargas, 2005)
  14. 23. (Cofiel e Mattiolli, 2006) (Santangelo et al., 2001) (Faganello et al., 2003) Controle CPA16 CPA4 ZOL
  15. 24. Créme de la créme: Comportamento exploratório em peixes <ul><li>Campo aberto: Modelo mais utilizado, apesar dos pobrema. </li></ul><ul><li>Distribuição vertical eliciada pela novidade: Validade etológica? </li></ul><ul><li>Preferência claro/escuro: Uma possibilidade </li></ul>
  16. 25. Campo aberto
  17. 26. Campo aberto
  18. 27. Distribuição vertical
  19. 28. Distribuição vertical
  20. 29. Preferência claro/escuro
  21. 30. Preferência claro/escuro

×