SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Farmacologia
Aula 4: Ansiolíticos e anticonvulsivantes
Professor: Caio Maximino

Ementa: Ansiedade: Nosologia e diagnóstico; Psicopatologia e evolução: Iminência predatória e reações de defesa; Genética da ansiedade: QTLs e
modelos genéticos; Modelos animais; Bases fisiológicas dos transtornos de ansiedade; Farmacologia do receptor GABAA: Sítios de ligação,
domínios funcionais e interação desses com drogas; Farmacologia 5-HTérgica: Receptores 5-HT1A e 5-HT1B, transportador de serotonina;
Farmacologia NEérgica: Receptores α2; Farmacologia neuroendócrina: Receptores CRF1 e CRF2 na ansiedade; Eficácia comparativa dos agentes
ansiolíticos; Epilepsia: Nosologia e diagnóstico; Patofisiologia da epilepsia: Sincronização neuronal e equilíbrio excitação-inibição; convulsões e
excitotoxicidade; Farmacoterapia da epilepsia: Inibidores da liberação de glutamato, antagonista glutamatérgicos, bloqueadores de canais de cálcio,
GABAmiméticos.

Objetivos: Ao final da aula, os alunos devem ser capazes de 1) Definir os diagnósticos de depressão, incluindo os fatores de risco e a interação
organismo-ambiente; 2) Conhecer e entender os aspectos conceituais dos conceitos de estresse e alostasia, e suas implicações para as estratégias
individuais de enfrentamento e para o desenvolvimento da depressão; e 3) Conhecer e entender as bases patofisiológicas da depressão,
especialmente no tocante a monoaminas, corticoesteróides, neurogênese e neuroplasticidade; 4) Conhecer os marcadores bioquímicos da depressão
(com especial foco no teste de supressão de dexametasona) e suas aplicações clínicas; 5) Conhecer os fármacos utilizados no tratamento da
depressão, incluindo farmacocinética e farmacodinâmica destes; 6) Ser capaz de identificar os principais genes envolvidos na farmacogenômica dos
antidepressivos; 7) Identificar os mecanismos serotoninérgicos e estrogenérgicos envolvidos na síndrome de tensão pré-menstrual; 8) Definir o
diagnóstico de transtorno bipolar; e 9) Identificar os possíveis mecanismos de ação dos estabilizadores de humor.

                    •
Introdução                                                                                                                 15       Exposição
                        Transtornos de ansiedade: Nosologia e diagnóstico.
                                                                                                                           min.     dialogada
                    •   Ecologia comportamental da ansiedade.
•
Desenvolvimento                                                                                                          110      Exposição
                       Modelos animais de ansiedade.
                                                                                                                         min.     dialogada
                   •   Bases fisiológicas dos transtornos de ansiedade.
                   •   Neuroquímica e farmacologia do GABA (Localização, sítios de ação, domínios funcionais,
                       genética dos domínios funcionais, modulação alostérica).
                   •   Neuroquímica e farmacologia da 5-HT (Localização, envolvimento nos diversos transtornos de
                       ansiedade, receptores 5-HT1A e 5-HT1B, transportador de serotonina, knock-out de receptores).
                   •   Neuroquímica e farmacologia do receptor α2 (Localização das vias NEérgicas, envolvimento nos
                       diversos transtornos, efeito de antagonistas).
                   •   Neuroquímica e farmacologia de agentes CRFérgicos (Localização das vias CRFérgicas,
                       possíveis antagonistas CRF1 e CRF2).
                   •   Eficácia dos agentes ansiolíticos.
                   •   QTLs dos transtornos de ansiedade.
                   •   Epilepsia: Nosologia e diagnóstico.
                   •   Patofisiologia da epilepsia.
                   •   Achados eletroencefalográficos na epilepsia.
                   •   Convulsões e excitotoxicidade.
                   •   Farmacoterapia da epilepsia: Inibidores da liberação de glutamato, antagonista glutamatérgicos,
                       bloqueadores de canais de cálcio, GABAmiméticos.
                   •
Conclusão                                                                                                                5 min. Exposição
                       Fechamento: Atribuição de material de leitura para debate.
                                                                                                                                dialogada

Bibliografia:
Costa E (1998). From GABAA receptor diversity emerges a unified vision of GABAergic inhibition. Annual Review of Pharmacology and
Toxicology 38: 321-350.

Farooqui AA, Ong W-Y, Horrocks LA (2008). Neurochemical Aspects of Excitotoxicity. Nova Iorque: Springer.

Grigoriadis DE, Hoare SRJ (2007). Emerging anxiolytics: Corticotropin-releasing factor receptor antagonists. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M,
Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary Neuropharmacology, Volume 2, pp. 177-213. Hoboken: John Wiley & Sons.
Kandel ER (2004). Disorders of mood: Depression, mania, and anxiety disorders. In: Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM (eds.), Principles of
Neural Science, 4a. edição, pp. 1209-1226. Nova Iorque: McGraw-Hill.

KATZUG

Lüddens H, Korpi ER (2007). Benzodiazepines. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary
Neuropharmacology, Volume 2, pp. 93-131. Hoboken: John Wiley & Sons.

Lüllmann H, Mohr K, Hein L, Bieger D (2005). Color Atlas of Pharmacology. 3a. edição. Suttgart/Nova Iorque: Thiemme.

Nash JR, Nutt DJ (2007). Pharmacoterapy of anxiety. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary
Neuropharmacology, Volume 2, pp. 59-92. Hoboken: John Wiley & Sons.

Panksepp J, Harro J (2004). Future of neuropeptides in biological psychiatry and emotional psychopharmacology: Goals and strategies. In:
Panksepp J (ed.), Textbook of Biological Psychiatry, pp. 627-659. Hoboken: Wiley-Liss.

RANG

Toth M, Zupan B (2007). Neurobiology of anxiety. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary
Neuropharmacology, Volume 2, pp. 3-57. Hoboken: John Wiley & Sons.

Ulhaas PJ, Singer W (2005). Neural synchrony in brain disorders: Relevance for cognitive dysfunctions and pathophysiology. Neuron 52: 155-168.

Westbrook GL (2004). Seizures and epilepsy. In: Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM (eds.), Principles of Neural Science, 4a. edição, pp. 910-935.
Nova Iorque: McGraw-Hill.

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Para ver uma cópia
desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California
94105, USA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Farmacologia 14 opiáceos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 14   opiáceos - med resumos (dez-2011)Farmacologia 14   opiáceos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 14 opiáceos - med resumos (dez-2011)Jucie Vasconcelos
 
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138Marcelo Polacow Bisson
 
Farmacodinamica portugues
Farmacodinamica portuguesFarmacodinamica portugues
Farmacodinamica portuguesmar tav
 
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínica
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínicaFarmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínica
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínicafarmacoterapiacpg
 
Enfermagem: Plano de Aula 1
Enfermagem: Plano de Aula 1Enfermagem: Plano de Aula 1
Enfermagem: Plano de Aula 1Caio Maximino
 
Drogas que atuam
Drogas que atuamDrogas que atuam
Drogas que atuamthamirys
 
Antihistaminicos joiville 2008
Antihistaminicos joiville 2008Antihistaminicos joiville 2008
Antihistaminicos joiville 2008Eliziario Leitão
 
Farmacologia interações e RAM
Farmacologia interações e RAMFarmacologia interações e RAM
Farmacologia interações e RAMLeonardo Souza
 
Folder Divulgação Site - Merck Serono
Folder Divulgação Site - Merck SeronoFolder Divulgação Site - Merck Serono
Folder Divulgação Site - Merck SeronoSamantha Lima
 
Guia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasGuia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasLucas Stolfo Maculan
 

Mais procurados (20)

Reação
 Reação Reação
Reação
 
Farmacologia 14 opiáceos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 14   opiáceos - med resumos (dez-2011)Farmacologia 14   opiáceos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 14 opiáceos - med resumos (dez-2011)
 
Maconha
MaconhaMaconha
Maconha
 
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138
Normatização de MIPS (OTCs) - RDC 138
 
Aula 4 Biomedicina
Aula 4 BiomedicinaAula 4 Biomedicina
Aula 4 Biomedicina
 
Farmacodinamica portugues
Farmacodinamica portuguesFarmacodinamica portugues
Farmacodinamica portugues
 
Tocilizumab
TocilizumabTocilizumab
Tocilizumab
 
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínica
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínicaFarmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínica
Farmacoterapia e interações medicamentosas na farmácia clínica
 
Enfermagem: Plano de Aula 1
Enfermagem: Plano de Aula 1Enfermagem: Plano de Aula 1
Enfermagem: Plano de Aula 1
 
Drogas que atuam
Drogas que atuamDrogas que atuam
Drogas que atuam
 
Cetolizumab
CetolizumabCetolizumab
Cetolizumab
 
Ansiolíticos
AnsiolíticosAnsiolíticos
Ansiolíticos
 
Antihistaminicos joiville 2008
Antihistaminicos joiville 2008Antihistaminicos joiville 2008
Antihistaminicos joiville 2008
 
Farmacologia interações e RAM
Farmacologia interações e RAMFarmacologia interações e RAM
Farmacologia interações e RAM
 
Fármacos
FármacosFármacos
Fármacos
 
Folder Divulgação Site - Merck Serono
Folder Divulgação Site - Merck SeronoFolder Divulgação Site - Merck Serono
Folder Divulgação Site - Merck Serono
 
Guia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasGuia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosas
 
Rituximab
RituximabRituximab
Rituximab
 
AnsiolíTicos E HipnóTicos
AnsiolíTicos E HipnóTicosAnsiolíTicos E HipnóTicos
AnsiolíTicos E HipnóTicos
 
Infliximab
InfliximabInfliximab
Infliximab
 

Semelhante a Biomedicina Plano De Aula4

Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoria
Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoriaTranstornos psicóticos, esquizofrenia - tutoria
Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoriajuliacamargo42
 
Biomedicina Plano De Aula5
Biomedicina Plano De Aula5Biomedicina Plano De Aula5
Biomedicina Plano De Aula5Caio Maximino
 
Trabalho antipsicóticos
Trabalho antipsicóticosTrabalho antipsicóticos
Trabalho antipsicóticosAécio Ferraz
 
Neurobiologia do abuso de drogas
Neurobiologia do abuso de drogas Neurobiologia do abuso de drogas
Neurobiologia do abuso de drogas Henrique Gomide
 
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .pptCarlos Gomes
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDygoraf
 
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticos
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticosPsicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticos
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticosCaio Maximino
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
EsquizofreniaJulai1991
 
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...monica_lima
 
Alteraciones comportamentales en el sistema Nerviosos
Alteraciones comportamentales en el sistema NerviososAlteraciones comportamentales en el sistema Nerviosos
Alteraciones comportamentales en el sistema NerviososLizOjedaPea
 
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2Marcelo Zanotti da Silva
 
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOTRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOFernanda Sousa
 
Farmacologia 11 antipsicóticos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 11   antipsicóticos - med resumos (dez-2011)Farmacologia 11   antipsicóticos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 11 antipsicóticos - med resumos (dez-2011)Jucie Vasconcelos
 
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade I
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade IPsicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade I
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade ICaio Maximino
 

Semelhante a Biomedicina Plano De Aula4 (20)

Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoria
Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoriaTranstornos psicóticos, esquizofrenia - tutoria
Transtornos psicóticos, esquizofrenia - tutoria
 
Neurociencia 3/5
Neurociencia 3/5Neurociencia 3/5
Neurociencia 3/5
 
Biomedicina Plano De Aula5
Biomedicina Plano De Aula5Biomedicina Plano De Aula5
Biomedicina Plano De Aula5
 
Aula 5 Biomedicina
Aula 5 BiomedicinaAula 5 Biomedicina
Aula 5 Biomedicina
 
Aula 5 Biomedicina
Aula 5 BiomedicinaAula 5 Biomedicina
Aula 5 Biomedicina
 
Trabalho antipsicóticos
Trabalho antipsicóticosTrabalho antipsicóticos
Trabalho antipsicóticos
 
Neurobiologia do abuso de drogas
Neurobiologia do abuso de drogas Neurobiologia do abuso de drogas
Neurobiologia do abuso de drogas
 
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt
- Fármacos e o tratamento dos distúrbios psiquiátricos - .ppt
 
C:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCDC:\Fakepath\Refractory OCD
C:\Fakepath\Refractory OCD
 
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticos
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticosPsicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticos
Psicofarmacologia e psicoterapia dos transtornos psicóticos
 
Esquizofrenia
EsquizofreniaEsquizofrenia
Esquizofrenia
 
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...
Ação de Medicamentos Psicotrópicos Usados no Tratamento das Doenças Psiquiátr...
 
Alteraciones comportamentales en el sistema Nerviosos
Alteraciones comportamentales en el sistema NerviososAlteraciones comportamentales en el sistema Nerviosos
Alteraciones comportamentales en el sistema Nerviosos
 
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 2
 
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTOTRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
TRANSTORNO DO PÂNICO - ASPECTOS GERAIS, ABORDAGENS ESPECÍFICAS E TRATAMENTO
 
Farmacologia 11 antipsicóticos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 11   antipsicóticos - med resumos (dez-2011)Farmacologia 11   antipsicóticos - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 11 antipsicóticos - med resumos (dez-2011)
 
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade I
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade IPsicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade I
Psicofarmacologia e psicpterapia dos transtornos de ansiedade I
 
Antidepressivos
AntidepressivosAntidepressivos
Antidepressivos
 
Antidepressivos
AntidepressivosAntidepressivos
Antidepressivos
 
Ação de farmacos
Ação de farmacosAção de farmacos
Ação de farmacos
 

Mais de Caio Maximino

Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebra
Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebraPapel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebra
Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebraCaio Maximino
 
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipo
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipoEfectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipo
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipoCaio Maximino
 
Impacto del pez cebra en biología y neurociencias
Impacto del pez cebra en biología y neurocienciasImpacto del pez cebra en biología y neurociencias
Impacto del pez cebra en biología y neurocienciasCaio Maximino
 
El pez cebra en el estudio de psicofarmacos
El pez cebra en el estudio de psicofarmacosEl pez cebra en el estudio de psicofarmacos
El pez cebra en el estudio de psicofarmacosCaio Maximino
 
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"Caio Maximino
 
A cerebralização do sofrimento psíquico
A cerebralização do sofrimento psíquicoA cerebralização do sofrimento psíquico
A cerebralização do sofrimento psíquicoCaio Maximino
 
Human physiological response in perspective: Focus on the capitalocene
Human physiological response in perspective: Focus on the capitaloceneHuman physiological response in perspective: Focus on the capitalocene
Human physiological response in perspective: Focus on the capitaloceneCaio Maximino
 
Vertebrate stress mechanisms under change
Vertebrate stress mechanisms under changeVertebrate stress mechanisms under change
Vertebrate stress mechanisms under changeCaio Maximino
 
The nervous system: an evolutionary approach
The nervous system: an evolutionary approachThe nervous system: an evolutionary approach
The nervous system: an evolutionary approachCaio Maximino
 
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividade
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividadeO monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividade
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividadeCaio Maximino
 
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência crítica
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência críticaPor um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência crítica
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência críticaCaio Maximino
 
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...Caio Maximino
 
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensino
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensinoMétodos quantitativos na pesquisa em educação e ensino
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensinoCaio Maximino
 
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciência
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciênciaAula 2: Um pouco de filosofia da ciência
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciênciaCaio Maximino
 
Inferência estatística nas ciências experimentais
Inferência estatística nas ciências experimentaisInferência estatística nas ciências experimentais
Inferência estatística nas ciências experimentaisCaio Maximino
 
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remoto
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remotoAprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remoto
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remotoCaio Maximino
 
A importância das práticas corporais para a saúde mental
A importância das práticas corporais para a saúde mentalA importância das práticas corporais para a saúde mental
A importância das práticas corporais para a saúde mentalCaio Maximino
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoCaio Maximino
 
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapia
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapiaEvidências científicas de eficácia em farmacoterapia
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapiaCaio Maximino
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentaresCaio Maximino
 

Mais de Caio Maximino (20)

Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebra
Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebraPapel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebra
Papel de receptores 5-HT2CL en la socialidad del pez cebra
 
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipo
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipoEfectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipo
Efectos de fluoxetina sobre la agresión del pez cebra dependiente del fenotipo
 
Impacto del pez cebra en biología y neurociencias
Impacto del pez cebra en biología y neurocienciasImpacto del pez cebra en biología y neurociencias
Impacto del pez cebra en biología y neurociencias
 
El pez cebra en el estudio de psicofarmacos
El pez cebra en el estudio de psicofarmacosEl pez cebra en el estudio de psicofarmacos
El pez cebra en el estudio de psicofarmacos
 
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"
Minicurso "Primeiros socorros: Em caso de ataque de pânico"
 
A cerebralização do sofrimento psíquico
A cerebralização do sofrimento psíquicoA cerebralização do sofrimento psíquico
A cerebralização do sofrimento psíquico
 
Human physiological response in perspective: Focus on the capitalocene
Human physiological response in perspective: Focus on the capitaloceneHuman physiological response in perspective: Focus on the capitalocene
Human physiological response in perspective: Focus on the capitalocene
 
Vertebrate stress mechanisms under change
Vertebrate stress mechanisms under changeVertebrate stress mechanisms under change
Vertebrate stress mechanisms under change
 
The nervous system: an evolutionary approach
The nervous system: an evolutionary approachThe nervous system: an evolutionary approach
The nervous system: an evolutionary approach
 
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividade
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividadeO monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividade
O monstruoso do capital: Ansiedades culturais e subjetividade
 
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência crítica
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência críticaPor um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência crítica
Por um cérebro histórico-cultural: Uma introdução à neurociência crítica
 
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...
Genética dos transtornos mentais: Cultura, genética e epigenética em uma pers...
 
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensino
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensinoMétodos quantitativos na pesquisa em educação e ensino
Métodos quantitativos na pesquisa em educação e ensino
 
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciência
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciênciaAula 2: Um pouco de filosofia da ciência
Aula 2: Um pouco de filosofia da ciência
 
Inferência estatística nas ciências experimentais
Inferência estatística nas ciências experimentaisInferência estatística nas ciências experimentais
Inferência estatística nas ciências experimentais
 
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remoto
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remotoAprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remoto
Aprendizagem baseada em problemas: Adaptações ao ensino remoto
 
A importância das práticas corporais para a saúde mental
A importância das práticas corporais para a saúde mentalA importância das práticas corporais para a saúde mental
A importância das práticas corporais para a saúde mental
 
Transtornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimentoTranstornos do neurodesenvolvimento
Transtornos do neurodesenvolvimento
 
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapia
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapiaEvidências científicas de eficácia em farmacoterapia
Evidências científicas de eficácia em farmacoterapia
 
Transtornos alimentares
Transtornos alimentaresTranstornos alimentares
Transtornos alimentares
 

Último

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 

Último (20)

Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 

Biomedicina Plano De Aula4

  • 1. Farmacologia Aula 4: Ansiolíticos e anticonvulsivantes Professor: Caio Maximino Ementa: Ansiedade: Nosologia e diagnóstico; Psicopatologia e evolução: Iminência predatória e reações de defesa; Genética da ansiedade: QTLs e modelos genéticos; Modelos animais; Bases fisiológicas dos transtornos de ansiedade; Farmacologia do receptor GABAA: Sítios de ligação, domínios funcionais e interação desses com drogas; Farmacologia 5-HTérgica: Receptores 5-HT1A e 5-HT1B, transportador de serotonina; Farmacologia NEérgica: Receptores α2; Farmacologia neuroendócrina: Receptores CRF1 e CRF2 na ansiedade; Eficácia comparativa dos agentes ansiolíticos; Epilepsia: Nosologia e diagnóstico; Patofisiologia da epilepsia: Sincronização neuronal e equilíbrio excitação-inibição; convulsões e excitotoxicidade; Farmacoterapia da epilepsia: Inibidores da liberação de glutamato, antagonista glutamatérgicos, bloqueadores de canais de cálcio, GABAmiméticos. Objetivos: Ao final da aula, os alunos devem ser capazes de 1) Definir os diagnósticos de depressão, incluindo os fatores de risco e a interação organismo-ambiente; 2) Conhecer e entender os aspectos conceituais dos conceitos de estresse e alostasia, e suas implicações para as estratégias individuais de enfrentamento e para o desenvolvimento da depressão; e 3) Conhecer e entender as bases patofisiológicas da depressão, especialmente no tocante a monoaminas, corticoesteróides, neurogênese e neuroplasticidade; 4) Conhecer os marcadores bioquímicos da depressão (com especial foco no teste de supressão de dexametasona) e suas aplicações clínicas; 5) Conhecer os fármacos utilizados no tratamento da depressão, incluindo farmacocinética e farmacodinâmica destes; 6) Ser capaz de identificar os principais genes envolvidos na farmacogenômica dos antidepressivos; 7) Identificar os mecanismos serotoninérgicos e estrogenérgicos envolvidos na síndrome de tensão pré-menstrual; 8) Definir o diagnóstico de transtorno bipolar; e 9) Identificar os possíveis mecanismos de ação dos estabilizadores de humor. • Introdução 15 Exposição Transtornos de ansiedade: Nosologia e diagnóstico. min. dialogada • Ecologia comportamental da ansiedade.
  • 2. • Desenvolvimento 110 Exposição Modelos animais de ansiedade. min. dialogada • Bases fisiológicas dos transtornos de ansiedade. • Neuroquímica e farmacologia do GABA (Localização, sítios de ação, domínios funcionais, genética dos domínios funcionais, modulação alostérica). • Neuroquímica e farmacologia da 5-HT (Localização, envolvimento nos diversos transtornos de ansiedade, receptores 5-HT1A e 5-HT1B, transportador de serotonina, knock-out de receptores). • Neuroquímica e farmacologia do receptor α2 (Localização das vias NEérgicas, envolvimento nos diversos transtornos, efeito de antagonistas). • Neuroquímica e farmacologia de agentes CRFérgicos (Localização das vias CRFérgicas, possíveis antagonistas CRF1 e CRF2). • Eficácia dos agentes ansiolíticos. • QTLs dos transtornos de ansiedade. • Epilepsia: Nosologia e diagnóstico. • Patofisiologia da epilepsia. • Achados eletroencefalográficos na epilepsia. • Convulsões e excitotoxicidade. • Farmacoterapia da epilepsia: Inibidores da liberação de glutamato, antagonista glutamatérgicos, bloqueadores de canais de cálcio, GABAmiméticos. • Conclusão 5 min. Exposição Fechamento: Atribuição de material de leitura para debate. dialogada Bibliografia: Costa E (1998). From GABAA receptor diversity emerges a unified vision of GABAergic inhibition. Annual Review of Pharmacology and Toxicology 38: 321-350. Farooqui AA, Ong W-Y, Horrocks LA (2008). Neurochemical Aspects of Excitotoxicity. Nova Iorque: Springer. Grigoriadis DE, Hoare SRJ (2007). Emerging anxiolytics: Corticotropin-releasing factor receptor antagonists. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary Neuropharmacology, Volume 2, pp. 177-213. Hoboken: John Wiley & Sons.
  • 3. Kandel ER (2004). Disorders of mood: Depression, mania, and anxiety disorders. In: Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM (eds.), Principles of Neural Science, 4a. edição, pp. 1209-1226. Nova Iorque: McGraw-Hill. KATZUG Lüddens H, Korpi ER (2007). Benzodiazepines. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary Neuropharmacology, Volume 2, pp. 93-131. Hoboken: John Wiley & Sons. Lüllmann H, Mohr K, Hein L, Bieger D (2005). Color Atlas of Pharmacology. 3a. edição. Suttgart/Nova Iorque: Thiemme. Nash JR, Nutt DJ (2007). Pharmacoterapy of anxiety. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary Neuropharmacology, Volume 2, pp. 59-92. Hoboken: John Wiley & Sons. Panksepp J, Harro J (2004). Future of neuropeptides in biological psychiatry and emotional psychopharmacology: Goals and strategies. In: Panksepp J (ed.), Textbook of Biological Psychiatry, pp. 627-659. Hoboken: Wiley-Liss. RANG Toth M, Zupan B (2007). Neurobiology of anxiety. In: Sibley DR, Hanin I, Kuhar M, Skolnick P (eds.), Handbook of Contemporary Neuropharmacology, Volume 2, pp. 3-57. Hoboken: John Wiley & Sons. Ulhaas PJ, Singer W (2005). Neural synchrony in brain disorders: Relevance for cognitive dysfunctions and pathophysiology. Neuron 52: 155-168. Westbrook GL (2004). Seizures and epilepsy. In: Kandel ER, Schwartz JH, Jessell TM (eds.), Principles of Neural Science, 4a. edição, pp. 910-935. Nova Iorque: McGraw-Hill. Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil. Para ver uma cópia desta licença, visite http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.5/br/ ou envie uma carta para Creative Commons, 171 Second Street, Suite 300, San Francisco, California 94105, USA.